Abrir o código fonte?

Se você possui um software proprietário com o código fechado e ele está gerando lucros, será que existe algum motivo para abrir o fonte?

[ Hits: 11.383 ]

Por: Eduardo Colombo da Silva em 30/06/2007


Introdução



Se você possui um software proprietário com o código fechado e ele está gerando lucros, será que existe algum motivo para abrir o fonte?

Pode ser uma decisão bem difícil de se fazer, pois deve ser analisado com muito cuidado, afinal, devemos sempre levar em consideração o tempo que demorou para ser desenvolvido, o trabalho que teve para desenvolver o software, a metodologia empregada e vários outros pontos, mas não podemos esquecer também da quantidade de profissionais que conhecem o software bem, para que eles possam dar suporte ao mesmo, com implementações, documentações, etc.

Por quê?

Um método fácil de entender o por quê líderes de mercado não abrem seu código fonte, é usado como exemplo o OpenOffice, que tem a maioria das funcionalidades do MS Office e é de graça, mas o MS Office é mais popular, é o mais usado, o mais famoso, e com isto, aumenta significativamente o seu valor financeiro.

Está na hora?

Quero abrir meu código fonte, será que é a hora certa?
Se você abrir seu código fonte cedo demais, vai perder lucro e se abrir tarde demais, vai perder seus usuários, pois eles vão migrar para as opções abertas, mais baratas e com flexibilidade, ou seja, facilmente manipulável de acordo com as necessidades, pois com o fonte em mãos, tudo é possível.

Essas opções abertas podem não ter a mesma qualidade que as fechadas, mas conforme o uso delas vão crescendo, as comunidades de desenvolvimento aumentando, sua qualidade pode até ultrapassar essas alternativas fechadas.

Vantagens

Uma vantagem que deve ser usada, e muito interessante quando se abre o código fonte, é terceirizar o trabalho de manter um código que não tem mais valor comercial, pois é livre, mas tem necessidade de continuação. Para isto será necessário criar comunidades e saber administrá-las, criando padrões de desenvolvimento para dar continuidade ao processo e melhorar cada vez mais.

Outra é ter quem realmente conheça o software, para que possa ser vendido consultoria na ferramenta e também, abrindo o código fonte, você consecutivamente poderá reduzir seu trabalho na ferramenta e te deixar mais disponível para vender.

Foi o que aconteceu com o Eclipse, que tem um código fonte bem feito, mas estava dando muito trabalho para ser mantido. Quando foi aberto seu código, não existia algo similar em código aberto por causa de sua qualidade, e hoje ele tem uma comunidade dinâmica que está levando seu projeto onde nunca imaginariam chegar.

Softwares específicos

Existem softwares muitos específicos para algumas áreas que dificilmente serão abertos por enquanto, pois o mercado remunera muito bem seus fabricantes e não tem opções abertas que cheguem perto, pois é difícil criá-las e sustentá-las com a qualidade necessária, sendo assim as opções fechadas, continuam sendo superiores.

Softwares livres que implementam várias funcionalidades, como o Apache, Samba, etc, já dominam sua área inclusive em termos de usuários e com isso ninguém irá arriscar criar um software para concorrer, de código fechado.

Futuro

É muito provável que daqui a alguns anos veremos lideres de mercado abrindo seus códigos fonte, pois o Open Source está avançando muito rápido nesta área, e com isto quem for acompanhando está evolução, estará tendo um diferencial em relação a concorrência, pois estará tomando uma decisão muito inovadora, algo mostra que está acompanhando a tecnologia e as tendências de mercado.

Como o mercado está se tornando cada vez mais exigente, esse processo irá ocorrer naturalmente, pois quanto mais o Open Source for amadurecendo, mais o mercado vai pedir que os códigos se abram, e quem começar já, terá este grande diferencial em relação aos concorrentes.

Para abrir o código na hora certa deverá ter muito estudo e muita pesquisa de mercado, para ver realmente qual a tendência e se vai conseguir terceirizar a continuação do desenvolvimento e ter certo domínio na organização das comunidades que irão efetuar a continuação.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Kurumin Games - diversão em Live CD

Automação livre e seus profissionais

Experiência no desenvolvimento de software para automação comercial

Leitura recomendada

SCO & Microsoft unidas contra o Linux?

Bill Gates e Linux

Ubuntu 6.10 vs Kurumin 6.0

Não confie em ninguém!

Futuro do software livre após as eleições

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tmenechini em 30/06/2007 - 19:30h

Eu acho que alguns softwares proprietários vão demorar um pouco mais para abrir seus codigos fontes!!! Isso porque eles não trabalham em comunidade, desenvolvendo software para ajudar as pessoas e sim para ganharem dinheiro mesmo!!! E tem outra, o dinheiro que ganham também é investido na melhoria do software!!! Se o software livre tivesse 10% do investimento financeiro que o software proprietário tem, o software proprietário iria perder mercado em uma velocidade absurda!!!

[2] Comentário enviado por acollucci em 02/07/2007 - 06:37h

interessante.. eu nem sabia q o eclipse ja foi de codigo fechado...

[3] Comentário enviado por jeterra em 02/07/2007 - 18:27h

Eduardo,
muito oportuno seu artigo. Nem sempre a abertura de um código fonte encoraja a cópia. Em muitos casos o movimento é na direção do enriquecimento.

[4] Comentário enviado por presto em 13/01/2009 - 23:05h

E qual a desvantagem em abrir o código? Poderia escrever um pouco a respeito, por favor?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts