As Principais Distribuições GNU/Linux - Versão 2012

Segunda versão de artigo, cujo objetivo era descrever as 7 primeiras distros no ranking do Distrowatch, analisando-as
pela perspectiva de um usuário interessado, que as testou e procurou aprender um pouco sobre elas. O Slackware, por
sua importância histórica (e porque levei bronca por tê-lo deixado de fora da primeira vez), foi incluído.

[ Hits: 95.046 ]

Por: Andre (pinduvoz) em 05/04/2012 | Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/


As distribuições segundo o Ranking - II



4º lugar: openSUSE


A origem do SUSE Linux remonta a 1992, quando entusiastas alemães criaram uma empresa que passou a vender uma versão 'aclimatada' do Slackware, em tempo (1996) substituída por uma distribuição realmente independente, que acabou por adotar os pacotes RPM e o YaST, uma poderosa ferramenta de configuração/administração capaz de proporcionar facilidades inigualáveis e fazer com que o novo usuário sinta-se em casa rapidamente.

Em 2003 a Novell adquiriu a SUSE Linux e decidiu abrir a distribuição sob o nome de openSUSE, seguindo o modelo de desenvolvimento e uso abertos servindo a um sistema comercial, já que o openSUSE é o campo de provas do SLED e do SLES, respectivamente SUSE Linux Enterprise Desktop e SUSE Linux Enterprise Server, ambos vendidos.

Este modelo de desenvolvimento privilegia o uso de pacotes recentes, prejudicando a estabilidade algumas vezes, apesar da extrema competência dos desenvolvedores, destacada aqui pela disponibilização do primeiro KDE 4 realmente utilizável quando do lançamento da versão 11.0, em junho de 2008.  O openSUSE tem uma sólida base de usuários na Europa e nos Estados Unidos, apesar do acordo sobre patentes entre a Novell e a Microsoft, que fez a comunidade Open Source torcer o nariz para a primeira.

Trata-se de uma distribuição GNU/Linux de fácil uso e muito bem acabada graficamente, tanto na versão KDE (a principal) quanto na versão GNOME. Resumindo, nem mesmo o acordo Novel/Microsoft foi capaz de tirar o brilho desta tradicional e bem arranjada distribuição Linux, que merece ser ao menos testada por qualquer candidato a usuário do Sistema do Pinguim.

5º lugar: Debian


O Debian, cuja história se inicia em 1993, é uma das distribuições mais tradicionais, além de ser considerado o maior projeto de software colaborativo jamais criado. Com efeito, mais de mil desenvolvedores de todas as partes do mundo colaboram na criação de um Sistema Operacional Livre.

O desenvolvimento do Debian é contínuo e dividido em três versões: a estável, a de teste (que em tempo será a estável) e a instável. Todas levam nomes tirados do filme Toy Story, sendo o nome da versão instável o único permanente e, curiosamente, o do vilão da trama (Sid, o garoto que gosta de destruir os brinquedos).

Por conta da metodologia adotada pelo projeto, as versões estáveis demoram a ser lançadas, apesar da previsão de lançamentos anuais.

Em verdade, os lançamentos do Debian costumam atrasar de um a dois anos, o que implica em versões estáveis lançadas até três anos após a liberação da versão anterior. Embora isso faça com que o Debian estável envelheça, temos a contrapartida de contarmos com uma estabilidade fora do comum, decorrente do exaustivo teste da gama de pacotes que o compõe.

Mais utilizado em Servidores por conta de sua reconhecida estabilidade e segurança, o Debian não se sai mal como desktop.

Em máquinas modestas, ele é uma excelente escolha por ser mais leve e ter um desempenho melhor do que o das distribuições dele derivadas.

Também em máquinas corporativas, o Debian se mostra boa escolha, já que o suporte tende a ser de longo prazo por conta da demora entre versões.

Uma vez lançada uma versão nova, a anterior será plenamente suportada por mais 12 (doze) meses, o que se traduz em suporte médio de 36 (trinta e seis) meses, ou 3 (três) anos.

A última versão estável, lançada em fevereiro de 2011, envelheceu rapidamente em face da concorrência, pois muitas foram as inovações desde então. Mas quem quiser algo parecido com aquilo que a concorrência hoje oferece, pode usar a versão de teste, tendo estabilidade na mesma medida do Ubuntu, ou do próprio Linux Mint.

Resumindo, a distro que nos deu os pacotes DEB e o gerenciador de pacotes APT merece ao menos um teste por qualquer candidato a usuário de GNU/Linux.

6° lugar: Arch Linux


O Arch Linux é uma distribuição Linux independente fundada por Judd Vinet, otimizada para processadores i686 (Pentium Pro, II, etc. e AMD compatíveis). Judd inspirou-se em uma outra distribuição minimalista chamada CRUX.

Trata-se da distro do momento, ao menos entre os inciados, já que sua instalação demanda algum conhecimento. Em compensação, uma vez instalado, o Arch Linux manter-se-á constantemente atualizado, seguindo o conceito por ele promovido, qual seja, o de Rolling Release.

Por conta de sua detalhada e bem cuidada documentação On-line, compondo a "ArchWiki" e o "Arch Linux Handbook", a instalação desta distro, ainda que um pouco complicada, pode ser executada até mesmo por um iniciante, embora não seja esse seu público alvo.

Em verdade, o Arch Linux é destinado a usuários intermediários ou avançados, até porque, como todo GNU/Linux de atualização permanente, não está imune a problemas que são capazes de torná-lo inutilizável. E tais problemas exigem um usuário que, ao menos em tese, seja capaz de superá-los.

As grandes vantagens do Arch Linux estão em seu poderoso gerenciador de pacotes, o 'pacman'.

Sua filosofia "KISS" (Keep It Simple, Stupid) e sua possibilidade de customização, já que a instalação padrão não vai muito além de um sistema básico em texto puro.

Estas três forças se traduzem, pela ordem, na capacidade de lidar com pacotes e dependências com bastante competência, na existência de poucos e bem comentados arquivos de configuração e em ter no sistema apenas o que realmente será usado, tornando-o 'enxuto' e, bem assim, com um desempenho acima da média.

Encerrando, se você já passou pelo Slackware e gosta de experimentar, o Arch Linux é provavelmente sua próxima distro.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. As distribuições segundo o Ranking do Distrowatch
   2. As distribuições segundo o Ranking - II
   3. As distribuições segundo o Ranking - III
   4. Conclusão e Bibliografia
Outros artigos deste autor

Suporte multimídia e dicas de uso comum para o Ubuntu 11.04

Apresentando agora o Scientific Linux

Instalando o GNU/Linux numa máquina virtual (e aprendendo sem correr riscos)

Instalação de Programas no Ubuntu (atualização)

Truques e dicas para o Acer Aspire One e o Linpus Linux Lite

Leitura recomendada

Como instalar o LAMP no Mageia 6

Fundamentos do sistema Linux - direcionadores

O Projeto GNU e o Linux: Uma combinação de sucesso

Ética na Programação

Fundamentos do sistema Linux - usuários e grupos

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Diego_Henrique em 05/04/2012 - 10:53h

Artigo muito bem elaborado
Boa André
Favoritado!

[2] Comentário enviado por removido em 05/04/2012 - 11:12h

Ótimo artigo!!!
Só um adendo: na parte do Linux mint você falou que o MATE era baseado no gtk3
mas ele é baseado no gtk2.

Aliás, ele é o meu ambiente atual. hehe...

[3] Comentário enviado por izaias em 05/04/2012 - 11:38h

Ótimo artigo!

[4] Comentário enviado por brk0_0 em 05/04/2012 - 12:50h

Concordo com os 10, talvez não nessa ordem, mas todos tem lugar merecido.
Acho que o Ubuntu 12.04, apesar de não gostarem do Unity, ainda supera, e muito, o Mint.
Ele será mais consistente no design, mais refinado, mais centralizado e, se deus quiser, mais estável.

Vejamos no fim de 2012, pois eu acho que o Elementary OS Luna vai vir com tudo.

Abraços!

[5] Comentário enviado por nicolo em 05/04/2012 - 13:05h

Supimpa o pulo do sétimo para o décimo sexto colocado, o velho slackware... nas névoas de Avalon, com lenços brancos druidas balançando às carícias do vento do norte....e a barca indo, indo, indo...


[6] Comentário enviado por Zaraki em 05/04/2012 - 13:11h

Parabéns pelo artigo :D

E realmente o Arch é a distro do momento. Vale a pena se testar!

[7] Comentário enviado por clodoaldops em 05/04/2012 - 13:57h

-leitura obrigatoria p/ quem está começando no linux
-parabens

[8] Comentário enviado por azk4n em 05/04/2012 - 14:30h

Ótimo artigo, André.
Hoje em dia tem distribuição para todo tipo de gosto, do usuário que usa o computador apenas para ouvir música e navegar na internet ao hacker curioso que deseja entender a fundo um sistema.
Muito boa essa seleção, já testei quase todas e me identifiquei mais com o Fedora e o senhor das distros, o Slackware.

[9] Comentário enviado por leandromoreirati em 05/04/2012 - 17:02h

A afirmação:

"Se você aprende a usar Red Hat, vai saber usar Red Hat, mas se você aprende a usar Slackware, vai saber usar GNU/Linux."

E eu sou prova viva disso, cresci no slack e ele ta da a base do S.O necessária para lidar com o linux, hoje trabalho com RH mas a distro que tem um lugar especial no meu coração é o Debian que sem sobra de dúvidas para mim é a melhor de todas as distros para se administrar.

O slack é ideal para iniciantes aprenderem mas aqui faço um parentese tem que ter perseverança pois ela não é babinha (ubutun) não.

Abraço a todos.

[10] Comentário enviado por levi linux em 05/04/2012 - 18:59h

Parabéns, excelente artigo, bastante didático. 11!

[11] Comentário enviado por adrianoh2 em 05/04/2012 - 20:00h

Outra coisa legal, e pode também somar ao artigo, é este site aqui:
http://futurist.se/gldt/ - Uma lista de Evolução de Linux e linha do tempo.

Muito bom também.

[12] Comentário enviado por pinduvoz em 05/04/2012 - 22:27h

Obrigado, pessoal, pelos comentários.

A intenção, como sempre, é ajudar quem quiser vir para o lado "branco" da força, ou seja, é para quem quiser experimentar e usar Linux.

---

Em tempo, estou com conexão ruim no feriado, portanto não devo aparecer muito por aqui.

Vou ficar com saudades(rsrsrs).

[13] Comentário enviado por removido em 05/04/2012 - 22:37h

Pena que vc falou só s 16 primeiras distros.

Se vc tivesse falado de mais algumas, era bem capaz de ter de falar do UbuntUCA kkkkkkkkkkkkkkkkk

======================

Agora falando sério. Parabéns pinduca, mais um excelente artigo, seus textos são primorosos. Abs

[14] Comentário enviado por levi linux em 06/04/2012 - 07:46h

Todo o texto está bem escrito, mas devo dizer, embora seja suspeito para falar, que adorei a parte que fala sobre o Slackware, principalmente o último parágrafo.

[15] Comentário enviado por WhiteHawk em 06/04/2012 - 10:05h

Ótimo artigo!

Bem escrito, objetivo, abrangendo as principais distribuições Linux do momento.

[16] Comentário enviado por levi linux em 06/04/2012 - 13:01h

Interessante como sempre tem algum engraçadinho tentando desmerecer bons trabalhos abaixando a nota.

[17] Comentário enviado por make.believe em 06/04/2012 - 16:43h

Ah DEBIAN...!!! NO COMMENTS!!!

Excelente post! Favoritado.

[18] Comentário enviado por hierarquia em 07/04/2012 - 09:54h

Gostei muito do artigo: bem escrito, direto e claro. Vivo testando distro diferentes, mas sem me aprofundar em nenhuma, agora me inspirei e vou instalar o slackware para aprender GNU/Linux.
Muito obrigado.

[19] Comentário enviado por leandro em 08/04/2012 - 08:52h

"Encerrando, se você já passou pelo Slackware e gosta de experimentar, o Arch Linux é provavelmente sua próxima distro. "

Arch Linux, aqui vou eu! rsrs

Excelente artigo: Impecavelmente escrito, didático e muito bem elaborado.

É uma pena que existam alguns invejosos que dedicam seu tempo a desmerecer o trabalho dos outros. E o pior: nem se dão ao trabalho de comentar para dizer o que não gostaram no artigo... falta de educação...

+10 para elevar a nota.

[20] Comentário enviado por dalveson em 09/04/2012 - 14:45h

Parabens pelo artigo, sem duvida nenhuma uma excelente referencia para aqueles que ainda não possuem sua distribuição favorita.
Debian oh, I love you and like other

[21] Comentário enviado por removido em 09/04/2012 - 18:32h

Ótimo artigo.
Slackware, Debian, Fedora.
Nem sei qual é o melhor!!!

[22] Comentário enviado por llevon em 10/04/2012 - 09:12h

Linux - fedora muito bom...

LLevon, soluções em backup, help desk, espelhamento linux e windows.
http://www.llevon.com.br

[23] Comentário enviado por marcolinux em 10/04/2012 - 16:13h

Apesar de colocar o openSuSE em 4º lugar, o que eu acho um crime, as informações estão ótimas! Belo artigo!
Só me tira uma dúvida, qual a base de usuários de cada uma destas distribuições ? Isso foi levado em consideração para o ranking ?

Att,

[24] Comentário enviado por pinduvoz em 14/04/2012 - 17:04h

O ranking é do Distrowatch e tem por base o número de cliques em cada distro pelos usuários do site.

Não é um ranking de usuários, portanto. É um ranking do "interesse" de usuários e não usuários em cada uma das distros.

No mais, agradeço todos os comentários e votos, esperando ter ajudado.

[25] Comentário enviado por valdemir1971 em 29/04/2012 - 02:25h

Muito interessante o artigo. Principalmente sobre o Slackware. Usei todas as distribuições mais conhecidas até chegar no Slackware. Bem que tentei, mas nunca mais conseguir sair dela !!!

[26] Comentário enviado por georgefernando em 19/06/2012 - 20:05h

Ótimo artigo, já usuei ubunto e fedoda mas nunca me identifiquei apesar de serem ótimas distro, curto slackware mas sempre desistir de instalar pela instalação dele em si, mas depois deste artigo e da frase de incentivo vu com certeza instalar ele no meu note.

Valeu.

[27] Comentário enviado por weickmann em 04/07/2012 - 23:51h

Artigo direto, bem elaborado e muito útil.
Muio bom. +10 +Favoritos
Iniciando projeto servidor Fedora... Vamos Lá :) Slack ainda é muito pra mim rsrsrs.
Abraço

[28] Comentário enviado por pinduvoz em 03/08/2012 - 08:19h

Vcs viram a arrancada do Mageia?

Passou todo mundo, menos Ubuntu (2º) e Mint (1º).

Parabéns ao Mageia, uma das melhores distros KDE4 que eu já usei.

[29] Comentário enviado por pinduvoz em 21/09/2012 - 15:29h

Mageia passou o Ubuntu, que é agora o terceiro colocado.

[30] Comentário enviado por ronaldrs em 06/11/2012 - 16:12h

Gostei muito do artigo e do Linux mint por sua interface

[31] Comentário enviado por gerola em 10/12/2012 - 10:51h

Gostaria que fosse dada uma oportunidade para o ZoriOS-6. Na minha opinião mais rápida que o Mint e com todos os recursos daquele.
Abraço e parabéns pelo lúcido artigo!
Gerola

[32] Comentário enviado por lcavalheiro em 16/12/2012 - 14:34h

pinduvoz, o artigo está excelente. Só tem um detalhe pra pentelhar: quem usa o princípio KISS é o Slackware. O Arch usa a formulação Keep It Simple, Keep it Lightweight ;-)

"Resumindo, se você quer mesmo aprender a usar GNU/Linux, deve passar pela experiência de instalar, configurar e usar Slackware, ficando desde logo avisado que poderá vir a gostar tanto dele que não o trocará por outra distro."

E não apenas isso, você acaba não conseguindo usar distros mais user-friendly, como o Ubuntu, por muito tempo. Vai entender...

[33] Comentário enviado por pinduvoz em 16/12/2012 - 23:34h

KISS, que significa "beijo" em inglês, é também um acrônimo para "Keep It Simple, Stupid", ou para suas variantes "Keep It Sweat & Simple", "Keep it Short & Simple" e "Keep it Simple, Silly".

Trata-se de um princípio geral que valoriza a simplicidade do projeto e defende que toda a complexidade desnecessária seja descartada. O que se pretende, especialmente quando falamos de desenvolvimento de software, é ir "direto ao ponto", com objetividade e eficiência.

O princípio em tela, na minha opinião, é apoiado tanto por Patrick Volkerding, criador do Slackware, quanto por Judd Vinet, criador do Arch Linux, ainda que o último, como bem lembrou o colega lcavalheiro, prefira a frase "Keep It Simple, Keep it Lightweight". No fundo, é a mesma filosofia.

[34] Comentário enviado por marhc em 10/01/2013 - 09:45h

Por favor, atualize a matéria com alguma informação sobre o Mageia.

[35] Comentário enviado por saulodr em 10/01/2013 - 21:29h

Grande post.
Tenho testado quase todas as distros mencionadas. Concordo plenamente com o mencionado. Quanto ao Mageia, que também já testei e hoje testo o Rosa Fresh 2012, distro Russa, ambas são derivadas do Mandriva. Por enquanto estou testando, e gostando. A arte gráfica é digno de nota. Mas como comentado pelo PINDUVOZ, no início do post, ele não iria discorrer sobre o Mandriva. Mas faço coro, uma atualização com resalvas a variantes, seria interessante.

[36] Comentário enviado por pinduvoz em 11/01/2013 - 08:32h


[34] Comentário enviado por marhc em 10/01/2013 - 09:45h:

Por favor, atualize a matéria com alguma informação sobre o Mageia.


Desde que eu escrevi este post o Mageia passou muitas distros no ranking. Hoje ele é o segundo colocado, atrás apenas do Mint.

Mas sobre atualizar, vai ficar para abril deste ano, pelo menos, até porque a única mudança seria a entrada do Mageia no lugar do CentOS.

[37] Comentário enviado por saulodr em 12/01/2013 - 09:15h

Realmente é a única mudança. Ainda assim, um grande post, não somente pelo ranking mas pela explicação e motivos da posição de cada distro. Valeu.

[38] Comentário enviado por lcavalheiro em 12/01/2013 - 09:31h

Espera o Debian lançar oficialmente sua versão 7.0

[39] Comentário enviado por pinduvoz em 03/02/2013 - 02:55h


[2] Comentário enviado por Seninha em 05/04/2012 - 11:12h:

Ótimo artigo!!!
Só um adendo: na parte do Linux mint você falou que o MATE era baseado no gtk3
mas ele é baseado no gtk2.

Aliás, ele é o meu ambiente atual. hehe...


Realmente. É GTK2.

As primeiras notícias diziam que o Mate era um Gnome 2 portado para GTK3, mas essa era a direção do projeto, que não foi e não será atingida tão cedo.

Um Gnome 2 GTK3 virá antes com o Consort, o fork do Gnome Classic que turma do SolusOS vai lançar oportunamente.

[40] Comentário enviado por marbreu em 27/08/2013 - 18:32h

Belo artigo, só para colaborar envio o link da distrowatch sobre o hanking das melhores distros baixadas e comentadas de 2012 http://distrowatch.com/index.php?dataspan=2012,Abraços

[41] Comentário enviado por SlackerPh em 26/09/2013 - 20:58h

Ótimo artigo!

Atualmente uso Slackware 14 no PC e Linux Mint 13 no note :D


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts