Algoritmo Antissocial - Recuperando o Controle da sua Mente

Neste artigo, estarei compartilhando um algoritmo simples para sair das redes sociais, plataformas de vídeo e aqueles do xXx. Encare como um bom conselho e não uma verdade inegável e absoluta.

[ Hits: 1.913 ]

Por: Samuel Leonardo em 04/11/2020 | Blog: https://nerdki.blogspot.com/


Algoritmo antissocial



Este algoritmo foi inventado por minha irmã, porque estava passando muito tempo nas redes sociais. Eu achei uma boa ideia e por isso decidi compartilhar neste artigo.
  • Ele é cientificamente comprovado? - Não.
  • Você tem absoluta certeza que vai funcionar comigo? - Também não.

O que eu digo é o seguinte, ele é apenas um bom conselho para evitar perder tempo e controle em redes sociais por manipulação de Big Data. Tempo, é justamente o que está sendo recuperado por este algoritmo.

Vamos aos passos.

Antes de acessar o Facebook ou YouTube pelo celular, faça:
  1. Pegue o cronômetro do celular e inicie a contagem;
  2. Combine com você mesmo de olhar de vez em quando o cronômetro na barra de notificações do seu celular;
  3. Agora, acesse normalmente o Facebook ou YouTube;
  4. Lembre-se de olhar, vez ou outra, a barra de notificações para ver a contagem do cronômetro.

Assim que terminar de acessar o Facebook ou YouTube:
  1. Veja quanto tempo você passou acessando;
  2. Sinta por você mesmo e pese sozinho o que você tem feito do seu tempo.

Você pode adaptar um cronômetro no seu Linux para contar o tempo que passa no computador nas redes sociais, isso se for for o seu caso. Existem dezenas de programas de contagem de tempo, basta pesquisar.

Pode parecer bobagem, mas funciona que é uma beleza. Aqui, a contagem do tempo, é o que falta quando nos perdemos acessando redes sociais e o cronômetro faz o feedback de quanto tempo passamos desligados.

Eu acredito que este algoritmo funcione pelo seguinte: ele dá noção de passagem de tempo ao que antes era perdido, ou seja, você sem controle no acesso, perde a noção de passagem de tempo quando acessa redes sociais, mas o cronômetro contando por você, ele dá de volta essa noção de passagem de tempo. E por fim, você mesmo julga se o que está fazendo do seu precioso tempo é certo ou errado (peso na consciência para alguns).

Minha irmã, que antes de fazer tal algoritmo, passava boa parte do dia no Facebook e vendo vídeos no YouTube. Hoje, segundo ela, acessa o Facebook uma vez por semana e passou a estudar mais que antes disso. Inclusive, ela tem usado o cronômetro até para contar quanto tempo passa sem usar o celular.

Por que nos desligamos quando acessamos redes sociais? - Existe na psicologia, uma teoria chamada de teoria do estado de fluxo (flow, em inglês). Segundo essa teoria, quando estamos nesse estado, a gente perde a noção de passagem do tempo, sentimos um alto foco na atividade que estamos executando, desde jogar vídeo game, até mesmo assistir um filme que gostamos.

Por exemplo, tente lembrar de quando fez alguma coisa e o tempo passou voando, "nossa, como foi rápido" pensou sua esposa decepcionada. "Nem vi o tempo passar de tão bom que foi", você jogando um vídeo game, ou vendo o Flamengo derrotando o Corinthians. Se você lembrou de algum momento assim, pode crer que você sentiu o estado de fluxo.

Não pense que o estado de fluxo seja algo ruim, na verdade é ele o responsável pela sensação de felicidade. Se lhe interessar, pesquise em inglês sobre o estado de fluxo, use termos como "mihaly flow positive state", "flow state", etc.

NOTA: o estado de fluxo tem ganhado muitos estudos, um que eu gosto muito é o do Jenova Chen, que usou mecânicas criadas por ele nos jogos Journey (de PS3) e flOw (um jogo online). Pesquise no YouTube sobre esses jogos e você até sentirá o estado de fluxo só de olhar para os vídeos de gameplay desses jogos.

Finalizando

Espero que você consiga aproveitar bem esta técnica simples para retomada de controle.

Não pense que o Big Data não te manipula, ou que você vive fora da "matrix". Até esse tipo de pensamento pode ser induzido se assim alguém desejar para algum propósito específico.

Não é por nada que propagandas são criadas, não existe nada fora de propósito. Até você tem o seu propósito para estar aqui.

...Não estamos aqui por sermos livres, estamos aqui por não sermos livres.
Não há razão de fuga, nenhum propósito negado. Porque ambos sabemos, que sem propósito, nós não existimos...

Agente Smith, do filme Matrix.

Fonte:
Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Entendendo o problema
   2. Algoritmo antissocial
Outros artigos deste autor

Programação de Jogos com SDL

Tutorial SDL

Desenhando um avatar do Tux no InkScape

Dicas para aprender programação

Leitura recomendada

Burg - Gerenciador de Boot

Um kiosk web para consultas

O primeiro FISL ninguém esquece!

Rust - Uma nova linguagem de programação

Internet Explorer: Esse fenômeno

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cizordj em 04/11/2020 - 20:59h

Parabéns pelo artigo, eu percebo esse efeito aí no Instagram, parece que aquele "explorar" está cada vez mais viciante!

[2] Comentário enviado por mauricio123 em 04/11/2020 - 21:38h


Não tinha lido esse artigo antes, mas ficou bem explicativo.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[3] Comentário enviado por psctec em 05/11/2020 - 14:02h

Assistam o filme "O Dilema das Redes" na Netflix.

Usar o navegador em "modo anonimo" ajuda mas não miniminiza.
Não usar o Chrome ou o google como ferramenta de buscas, também ajuda.
Mas, as vezes as sugestões de compra realmente casam, rss

Att,
Paulo Correia
https://github.com/paulo-correia

[4] Comentário enviado por tertius em 08/11/2020 - 11:56h

Sobre esse assunto eu gosto do canal Rob Braxman Tech < https://www.youtube.com/channel/UCYVU6rModlGxvJbszCclGGw >. Ele tem vários vídeos que falam sobre isso. A maioria das pessoas não se importam que o Google, o Facebook, Twitter, etc, conheçam muito bem o seu posicionamento político, hobbies, personalidade, etc. Atualmente não tem tanto perigo essa situação, pois vivemos em um país democrático, mas nada garante que essas informações não serão usadas contra nós no futuro, até porque o Brasil tem uma democracia bem frágil.

[5] Comentário enviado por M4iir1c10 em 09/11/2020 - 12:07h

Bom Artigo... Nao chamaria isso de algoritmo mas abrindo para interpretacao podemos deixar essa passar. Esse comportamento &eacute; um dos motivos porque eu mudei de gerenciador de janelas "normal" para DWM. Manter o foco sem distracoes.

O Youtube eu nao assisto pelo navegador so pelo terminal usando o newsboat para me inscrever nos canais e mpv para assistir... Eu vou aproveitar que estamos em lock down denovo aqui na Inglaterra e vou escrever uma dica sobre isso...

<hr />
s.u.d.o = Shut Up and Do as Ordered.
<hr />

[6] Comentário enviado por mauricio123 em 12/11/2020 - 22:22h


[4] Comentário enviado por tertius em 08/11/2020 - 11:56h

Sobre esse assunto eu gosto do canal Rob Braxman Tech &lt; https://www.youtube.com/channel/UCYVU6rModlGxvJbszCclGGw &gt;. Ele tem vários vídeos que falam sobre isso. A maioria das pessoas não se importam que o Google, o Facebook, Twitter, etc, conheçam muito bem o seu posicionamento político, hobbies, personalidade, etc. Atualmente não tem tanto perigo essa situação, pois vivemos em um país democrático, mas nada garante que essas informações não serão usadas contra nós no futuro, até porque o Brasil tem uma democracia bem frágil.


É por isso que não costumo usar essas redes sociais com frequencia (1 vez por mes e olhe lá).


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts