A Microsoft morreu

Navegando encontrei esse artigo de Paul Graham, traduzido por Rafael Evangelista, que fala de quando a gigante Microsoft morreu... o que? Você não sabia? Acha que estou louco?!!! Então leia e veja você mesmo. A Microsoft já morreu faz muito tempo, só ela é quem não sabe disso ainda! Agora só falta o tombo.

[ Hits: 26.431 ]

Por: Wilker Azevedo em 27/04/2007


A Microsoft morreu



Eu costumo dizer que o Windows não é concorrente do Linux, isso pois o Linux é um sistema feito para o ambiente de rede e para quem precisa de segurança, estabilidade, flexibilidade e velocidade... não é muito voltado para jogos, como o Windows, que roda melhor jogos do que aplicativos muitos outros. Mas é uma questão de tempo, pois o OpenGL está aí!!!

Veja então o artigo, tive que dividir ele para ser enviado ao VOL. O artigo pode ser encontrado em:
Uma observação:

Assim que o artigo foi postado eu recebi o link pelo Dicas-L e no mesmo dia postei aqui. Mas deve haver um atraso de alguns dias porque tem muito artigo ainda para a equipe do VOL liberar.

O primeiro comentário no artigo é o meu (Wilker Azevedo). Peço que deixem seus comentários lá também para que todos saibam que... Estamos de olho!

****

Alguns dias atrás me dei conta repentinamente de que a Microsoft está morta. Eu estava conversando com o fundador de uma jovem empresa sobre como o Google era diferente do Yahoo. Eu dizia a ele que o Yahoo foi impulsionado no início pelo medo que tinham da Microsoft. Foi por isso que se posicionaram como uma "empresa de mídia" em lugar de uma "empresa de tecnologia". Então olhei para ele e percebi que ele não entendeu. Foi como se eu tivesse dito a ele o quanto as garotas gostavam de Barry Manilow nos anos 80. Barry quem?

Microsoft? Ele não disse nada, mas dava para dizer que ele não acreditava que alguém pudesse ter medo deles.

A Microsoft foi uma sombra sobre o mundo do software por quase 20 anos, a partir do início dos anos 80. Eu me lembro que antes deles era a IBM. Eu quase sempre ignorei essa sombra. Nunca usei software da Microsoft, então isso só me afetou indiretamente - por exemplo, no spam que eu recebia de robôs na rede. E por eu não estar prestando atenção não percebi que a sombra desapareceu.

Mas agora desapareceu, consigo perceber isso. Ninguém mais tem medo da Microsoft. Eles ainda podem fazer um montão de dinheiro - assim como a IBM, a propósito. Mas eles não são mais perigosos.

Quando a Microsoft morreu e de quê? Eu sei que eles pareceram perigosos no final de 2001, pois escrevi um ensaio na época sobre como eles eram menos perigosos do que pareciam. Eu acho que eles morreram em 2005. Eu sei que quando iniciamos Y Combinator não nos preocupávamos com a Microsoft como competidora das empresas que fundamos. Na verdade, nós nunca os convidamos para os dias de demonstração que fazemos para que as empresas se apresentem a investidores. Nós convidamos Yahoo e Google e algumas outras empresas de Internet, mas nunca nos preocupamos em convidar a Microsoft. E eles também nunca nos mandaram sequer um email. Eles estão em um mundo diferente.

O que os matou? Quatro coisas, eu acho, todas elas aconteceram simultaneamente no meio desta década.

A mais óbvia é o Google. Só pode haver um homem forte na cidade, e claramente são eles. Google é hoje, de longe, a companhia mais perigosa, tanto no bom quanto no mal sentido da palavra. A Microsoft pode, na melhor das hipóteses, acompanhar com atraso.

Quando Google tomou a liderança? Haverá uma tendência de apontar isso para o lançamento de suas ações, em agosto de 2004, mas eles estavam apenas confirmando os termos do debate então. Eu diria que eles tomaram a liderança em 2005. Gmail foi uma das coisas que os colocou além. Gmail mostrou que eles poderiam fazer mais do que apenas buscas.

Gmail também mostrou o quanto se poderia fazer com software baseado na web se você usa o que mais tarde ficou conhecido como "Ajax". E essa é a segunda causa da morte da Microsoft: todo mundo pode ver que o desktop está acabado. Agora parece inevitável que as aplicações viverão na web - não apenas os emails, mas tudo, mesmo Photoshop. Até a Microsoft percebe isso agora.

Ironicamente, a Microsoft, sem querer, ajudou a criar o Ajax. O x de Ajax vem de XHTMLHttpRequest object, que permite que o navegador comunique-se com o servidor no background, enquanto mostra a página. XHTMLHttpRequest foi criado pela Microsoft no final dos anos 90 para ser usado no Outlook. O que eles não perceberam é que seria útil também para muita gente - na verdade, para qualquer um que quisesse fazer com que aplicações web funcionassem como desktop.

Outro componente crítico do Ajax é o Javascript, a linguagem de programação que roda no navegador. A Microsoft viu o perigo trazido pelo Javascript e tentou mantê-lo defeituoso por quanto tempo fosse possível [1]. Mas eventualmente o mundo do código aberto venceu, produzindo bibliotecas Javascript que cresceram sobre os defeitos do Explorer, assim como vegetação cresce sobre arame farpado.

A terceira causa de morte da Microsoft foi a Internet banda larga. Qualquer um que queira pode ter acesso à Internet rápida hoje. E quanto maior o cano até o servidor, menos você precisa do seu desktop.

O último prego no caixão veio, de todos os lugares possíveis, da Apple. Graças ao OS X a Apple ressurgiu dos mortos de um jeito muito raro em tecnologia [2]. Sua vitória é tão completa que agora me surpreendo quando vejo um computador rodando Windows. Quase todos que financiamos na Y Combinator usam laptop Apple. Acontece o mesmo com os alunos da escola de empresas incubadas. Todas as pessoas da computação usam Macs ou Linux hoje. Windows é para vovós, assim como os Macs o eram nos anos 90. Então, não só o desktop não importa mais como, de qualquer forma, ninguém mais que se importa com computadores usa Microsoft.

E, claro, a Apple está na frente da corrida com a Microsoft na música também, além dos celulares e TVs que virão.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. A Microsoft morreu
   2. A Microsoft morreu: Continuação
Outros artigos deste autor

Yenka - Mais que um simulador de circuitos eletrônicos

O Linux está pronto para desktop, mas não está pronto para usuário contaminado

Acabando com o Linux

FreeCAD: veja como está o CAD for Linux em 2018

Como NÃO crackear um programa

Leitura recomendada

Porque o Linux não é muito usado nos desktops

Mulheres na Informática: O Movimento LinuxChix BR

A miséria social do Brasil e o software proprietário

Como tornar o Linux mais comercial em pequenas e médias empresas

Uso de terminologia imprópria com software livre

  
Comentários
[1] Comentário enviado por pacman em 27/04/2007 - 09:43h

Este artigo é muito infeliz - traz uma visão muito superficial da microsoft e ainda ajuda na infeliz dicotomia 'M$ e o mundo open source' - como se a IBM, HP ou Sun não produzissem software proprietario também.

E ainda ignora completamente o framework .NET - se alguem acha que isto não 'pegou' não está atento ao mercado. A microsoft não morreu, esta viva e cheia de dinheiro.

[2] Comentário enviado por hiroyuki em 27/04/2007 - 10:04h

A Microsoft está morrendo, e não morreu ainda. Se formos ver o cenário atual conseguimos concluir que o modelo de negócio de licenças e qualidade de softwares estão entrando em contradição. Hoje todo pessoal da parte técnica consegue avaliar os enormes benefícios que uma plataforma aberta propões. porém o pessoal de negócios estão percebendo isso pouco a pouco e se a microsoft não mudar sua política na venda do seus produtos, ou no mínimo melhorar o relacionamento com seu cliente, a tendência é cada vez mais perder mais mercado. Pois acredito que ela não tem mais tanto capital intelectual para inovar tanto quanto suas concorrentes. Eles apenas aproveitam as idéias dos seus concorrentes para não perder os clientes que já possuem. Mas se elas perderem algum cliente, provavelmente vai perde-lo definitivamente. Uma empresa que migra para linux raramente volta para o windows.
Mas é isso ae =)
Bacana o artigo, levanta a bola para uma discusão muitooo atual e só podemos analisar e criar suposições mesmo.

[3] Comentário enviado por marcus-rj em 27/04/2007 - 10:53h

So usuario de GNU/Linux, mas eh ilusao acreditar que a Microsoft morreu, ainda mais se pensarmos em desktop's. Eh claro que a fatia de mercado deu uma certa diminuida, e em servidores ela ja divide um grande espaço com GNU/Linux e Unix, alias quem esta mesmo morrendo eh o Unix, sendo trocado gradativamente pelo GNU/Linux! No mercado de desktops, existem tantos windows 98 rodando do que linux, eh uma pena, mas eh verdade1
Na minha opiniao, o Linux e o software livre em geral tendem a crescer cada vez mais, porem essa morte da Microsoft ainda nao aconteceu, e talvez nunca aconteça!!
O que se pode dizer eh que o Software Livre tem alcançado um enorme espaço (mozilla-firefox, Ubuntu), e o Google assim como outras empresas agem com total soberania!!
Na minha opiniao a Microsoft nao eh mais a unica a reinar, porem esta longe da morte!!
O proprio Mac Os, se realmente liderasse o mercado, seria ruim. Pois possui politicas tao ou mais propietarias que a Microsoft!!
Abraços!

[4] Comentário enviado por albertguedes em 27/04/2007 - 11:21h

No artigo vejo na verdade uma síntese do dois únicos motivos da derrocada da Microsoft:

1- A boa e saudável concorrência, pois hoje em dia, para cada produto da MS, existe uns 1000 equivalentes, proprietario ou não;
2- Eles são cabeças duras - são como os Romanos no fim do Império tentando manter sua velha glória, mas tem Bárbaros demais atacando com estratégias inovadoras;

Mas também acho que eles têm possibilidade de sairem por cima, é só eles entrarem no ritmo do mercado atual; poderão não ter mais o poder de antes, mas ainda poderão ser uma empresa de porte.
E claro, devem parar de tentar manipular tudo quanto é governo para criar lob, isso diante do público estraga o nome de qualquer empresa, e nome é tudo.

[5] Comentário enviado por removido em 27/04/2007 - 11:49h

Acho que temos muito exagero aqui.
Não duvido nem um pouco de que a web será o futuro da convergência entre pc+software+sistema operacional.

Resumindo: seremos um todos um imenso cliente conectando-se a um servidor central como podemos fazer em pequena escala com o ssh, no linux!

Na primeira metade dos anos 90 ninguém fazia nada no mundo da informática sem saber ospassos da IBM. Hoje, a IBM não tem tanta importância assim e ela continua 100% firme.

A M$ está tomando uma série de medidas para tornar a migração para outros OS muito caro pelos atuais usuários... Veremos o futuro.

Ah, sim, a MS acaba de lançar o windows de 3 dólares para uso governamental...
É claro que é o starter edition, aquela m... que não serve de nada.

Ainda tem muita luta pela frente.

Um pouco de humildade não faz mal a ninguém.

[6] Comentário enviado por SMarcell em 27/04/2007 - 13:01h

Pra esquentar mais as coisas:

http://forum.slacklife.com.br/viewtopic.php?t=5900

[7] Comentário enviado por dfleury em 27/04/2007 - 13:44h

Verdade, muita coisa está indo para aplicações baseadas em servidor.
Isso minimiza principalmente para as empresas a questão de custos já que é muito melhor gastar em uma boa máquina como servidor do que em várias máquinas clientes.

Agora umas correções. O X do Ajax vem de XML e não de XHTMLHttpRequest pois isso nem sequer existe. Asyncronous Javascript And XML é a leitura da sigla.

Sobre Javascript, é importante lembrar que a linguagem é outra. O que roda no IE é JScript. É uma variação feita pela Microsoft baseada no Javascript, já que este último, SEMPRE foi open source e escrito por Brendan Eich, inicialmente chamado de LiveScript. O que você disse sobre Javascript ser um dos fatores da decadência da Microsoft não tem fundamentos. Os web softwares que existem hoje e tem incompatibilidade com o IE, se encontram no padrão da W3C, que por sua vez, não abrange todas as funções criadas no JScript por parte da Microsoft e conseqüentemente gera um erro.

No resto, estou de acordo.

[8] Comentário enviado por mtolledo em 27/04/2007 - 14:20h

Pessoal, é triste ler uma materia dessa, tantos anos pra tentar acertar, mais e isso ai, hoje podemos ver que o Codigo aberto nao é mais uma curiosidade tecnologica, tornando-se, então uma plataforma confiável, acredito que a morte sim vai chegar, lenta talvez, e isso vai levar a microsoft mudar, espero ver uma Distro Livre, Linux, com o nome de windows, rsrsrs, mais nao fiquemos trsite, o linux esta ai, livre e para todos, e com grande potêncial. Abraços.
Linux Slackware 11.

[9] Comentário enviado por thelinux em 27/04/2007 - 14:21h

Ela não morreu e nem vai morrer.
Veja o faturamento da MS do primeiro trimestre: 65% a mais.

Existe mercado para todos. Uso Linux, Uso Windows.

[10] Comentário enviado por hugoalvarez em 27/04/2007 - 15:00h

Nem li os comentários dos outros ainda, vou ler depois de colocar o meu, mas lá vem mais um infeliz que aprendeu a mexer ontem com linux falar mal da Microsoft, numa boa brother, sem ofensas MESMO!!!, adoro o linux e tenho certeza que posso fazer somente com máquinas linux tudo que também posso fazer com máquinas windows, porém a única coisa (veja que é um comentário leigo por uma das partes) em que o linux é infinitamente melhor é no IPTABLES, alias que nem é linux neh, é um software open, vamos comparar:

sh x vbs = empate, automatizar qualquer coisa no linux com um script shell é possível, mas e no windows não? será que não é você que não sabe usar o Windows?

MS-OFFICE x BR-OFFICE ou OPEN OFFICE, ou, quer saber mais, pode vir os dois contra um, junta o que tem de melhor nos dois pra combater o MS OOFFICE e veja quem é melhor, já viu um cara bom de excel mexendo nas milhares de opções INÚTEIS para os leigos do EXCEL 2007. Nem precisa mais de client pra conectar no banco, fala sério. Sem contar que hoje a Microsoft viveria tranquilamente se parasse de fabricar o Windows, a partir de hoje não fazemos mais nenhuma versão de windows, o linux realmente nos dominou então agora vamos escrever o MSOFFICE 2010 for linux, ainda assim eles seriam os maiores do planeta.

o q mais posso dizer, tem tanto,

Eu quero ver o pessoal que odeia a blz e facilidade do Windows, eu mesmo comecei a mexer com linux pq queria o dificil, queria saber o que os outros não sabiam, em windows qualquer macaco mexe é o que pensamos, eu mesmo, depois que entrei em uma escola para certificar-me MCSE descobri como sou ignorante.

Não que eu seja menos no linux, já fui muito bem em um exame simulado LPI que é o mais próximo que se pode ter da realidade da prova.

Vai uma colher de chá pro linux

asp x php = sou mais php, mas muitos vão me xingar por menosprezar o asp,

agora cheguei onde queria,

AD x SAMBA = Num merece comentários certo? devo comentar, não mesmo.

iptables x isa = não manjo nada de isa, então fico com meu bom e velho iptables, que defenderia não importa contra quem,

GOOGLE?
GOOGLE?

Empresinha que começou agora com gmail, cópia da explosão que teve o hotmail e o yahoo, que precisa internar seus administradores de rede fraquentemente em clinicas para viciados em sexo, de tanto que os kras devem bater punh*** o dia itneiro, imagina você ser o administrador de milhoes de contas onde cada conta tem pelo menos um GIGA de videos de putaria, ótimo emprego não?

Uma empresa que promete dar computadores pros pobres só pra eles terem internet e ela ganhar dinheiro com eles visualizando os banners do site HAAHAHHAA, se isso fosse possível teria sido feito pela M$ que tem grana pra isso, não para um pessoal que nunca fez nada de útil só compra projetos de gente que ta trancada na garagem tipo "orkut".

A M$ tb é asism hoje mas o tio bill inventou algo que mudou tudo que existia na informática até então, um sisteminha de janelas faceis de usar para qualquer um, o DOS não era coisa dele nem o mouse, mas as janelinhas sim, e a ideia dessas janelinhas fez a M$ ser o que é hj, isso é o Windows, só isso, o resto foi consequencia.

O Windows sem dúvida é uma das maiores idéias de todos os tempos, graças a ele hoje usamos linux e estamos aqui discutindo isso, para pra pensar...

[11] Comentário enviado por geovannyjs em 27/04/2007 - 15:37h

Não concordo com tudo que opost anterior diz, mas uma coisa ele fez bem, por enquanto não se compara Samba com AD (apesar de ainda não ter testado o samba 4), até o Samba 3 o AD estava muito na frente, eu sei que tem considerações a fazer, os clientes do AD são da MS mesma fabricante do AD, mas por enquanto quem resolve o problema nas empresas é o AD.

Quem me conhece sabe o tanto que gosto do linux, mas tem que coisas que não tem como querer disfarçar, tem coisas que o Windows é melhor sim, agora, uma comparação do post anterior que não se faz tambem: asp x php, php está anos luz na frente de asp.

[12] Comentário enviado por marcrock em 27/04/2007 - 16:05h


Também não concordo com parte do disse o hugoalvarez, mas uma coisa é verdade podemos fazer tudo que queremos em um sistema tbm no outro, logicamente com outros softwares e procedimentos diferentes.Mas o que se deve analizar é que as políticas da microsoft não vão mudar pelomenos imediatamente, pois é uma empresa que visa lucro, monopólio e o principal fazer com que pessoas e empresas em geral sejam dependentes de suas soluções. Basta olhar o preços do Win Vi$ta (quase 1000 paus) será que vale isso???? e a M$ dizendo que haviam inovações incriveis, quando o que se vê é um sistema normal(no sentido de que não revolucionou nada), inclusive com um tal desktop 3d tão aguardado e que não é melhor do que os temos no linux ou mac. Quanto aos requisitos minimos de hardware" é uma piada alguém ter que adquirir 512 de ram para rodar o sistema normalmente,ou seja, sem o Aero, poius com ele é tem que ter uma placa de vídeo top de linha e 1GB( e nem adianta dizer que dá pra rodar com menos disso, pois os testes que tenho visto em fórums e etc relatam experiências ruins).
Podemos ver claramente que a Microsoft está perdendo sim para outros sistemas no que diz respeito ao usuário final, já que muitos ainda vão continuar com o win Xp ou mudar para Linux , Mac , etc..


[13] Comentário enviado por hugoalvarez em 27/04/2007 - 16:24h

Olá voltei agora que li os outros comentários,

Peço desculpas por as vezes perder a cabeça e chegar a ser um sujeito agressivo com a comunidade, estamos aqui porque defendemos linux e não o windows, então é normal artigos tentarem mostrar que o linux é melhor que o Windows,

por isso peço desculpas e parabenizo o artigo,

mas o que tento todos os dias provar é que qualquer sistema é bom ou ruim, o Windows é tido como "muito" ruim pq todos os dias todos estão procurando falhas nele, enquanto no linux todos estão procurando beneficios nele, é uma empresa contra o mundo, um dia superará com certeza, talvez daqui a 30 anos esse artigo esteja no jornal vai saber, mas qualquer sistema tem suas falhas, prova disso é um artigo que escrevi e que está na fila, trata-se de travar qualquer máquina linux, qualquer máquina com sistema linux pode ser travada com uma conta simples de usuário, testei em SLACKWARE, DEBIAN e REDHAT, se funciona nessas 3 funciona em todas, tomara que meu artigo seja aprovado, nele eu não estou tentando provar que o linux é ruim travando a máquina, e sim mostrar uma vulnerabilidade a ser corrigida, dentre tantas que existem, é só procurar, o KDE por exemplo é muiiiiiiito deficiente, o manual de segurança do GNOME por exemplo, relata mais de 6000 itens a serem verificados, meu 6000 itens a serem verificados? que porra eh essa é melhor nem instalar, é disso que estou falando.

Até mais e abraços a todos

[14] Comentário enviado por bramax em 27/04/2007 - 16:26h

Interessante a idéia do cara de dois posts atrás. Algumas coisas ele até acerta, mas em outras o cara só pode ter fumado maconha estragada.

Meu, não tem como falar mal do Google. Ganhar o que eles ganharam em tão pouco tempo, e ser considerada a melhor empresa do mundo (e ser uma das mais RENTÁVEIS) não é pra qualquer um, não. Deu pra ver claramente que pra falar uma coisa dessas tem que ser muito paga-pau do tio Bill. Todo dia vejo um macaco do alto escalão da M$ criticar o Linux, Firefox e a comunidade Open-source em geral por PLÁGIO. Pqp, a M$ me aparece com uma droga dum IE7 com ABAS e vêm me falar que é a Mozilla e cia. que tã plagiando ela? Pô, quem conhece a história da Microsoft e da informática dos 70's pra cá sabe que o Bill Gates não é nenhum gênio, é um capitalista que soube pegar um projeto e vender como se fosse dele. Ele não é o técnico, é o Gerente de Vendas sem curso superior (apesar q a Harvard tá querendo dar a ele um diploma de honra XD ).

Tem coisas que realmente são melhores na M$, mas só quando vc trabalha com ela. Tenta usar uma rede com servidor e estações Linux. Dae não precisa de AD e dá pra trabalhar muito bem, acabando com muitas limitações que vc teria com o Samba e as estações windows.

Se a M$ não estivesse desesperada, não estaria aí vendendo Windows a 3 dólares, nem se esforçando pra dizer o quanto o "Vista é bonito". Po, em quesito beleza, o Linux consegue ser equivalente ou até melhor. Em quesito funcionalidade, o Ubuntu taí pra mostrar que não tem porque ter medo de Linux. Muitos computadores hj já vêm com Linux, e, apesar de muitos o trocarem por Windows, ainda assim tem muita gente que continua com ele. E a M$ vai continuar a perder mercado.

É fato que o desktop está morrendo. O Office, como ela mesma já decretou, não terá versão on-line, então não adiantará nada o Office ser maravilhoso ou o Vista ser bonito se vc não precisar mais de um desktop que poderia roda-los.

O artigo pode ser considerado exagerado. Mas eu acho que em muitos pontos ele acerta, e acerta em cheio.

Claro que não estamos aqui querendo endeusar o Linux, mas é claro que a M$ vêm perdendo MUITO o seu espaço nos últimos anos. Não consigo enxergar ela falindo nem agora nem daqui a alguns anos, mas sabemos que o monopólio dela realmente está nas últimas.

[15] Comentário enviado por hugoalvarez em 27/04/2007 - 16:32h

Hehehe, fumar maconha só fumo a de boa qualidade, me fala uma coisa, como posso implantar uma police no samba para bloquear o navegador no individuo da rede na pagina principal do site da empresa, deixar o background padrão em todas as maquinas e tirar os temas da máquina linux para o usuário não alterar dentro do GNOME, ou do KDE se você souber essas te passo outras perguntas para você me ajudar no alto da minha ignorância, de repente até te contrato com um bom salário para migrar todos os meus AD´s por samba blz?

Vai demorar anos pra isso acontecer no linux, só tenho consciencia e não saio falando mal a toa, só isso

Até mais,

[16] Comentário enviado por paulo.neto em 27/04/2007 - 19:34h

Sinceramente, que se dá ao trabalho de escrever um artigo como estes, claro que não tem nenhuma experiência em nenhuma empresa com mais de 60 computadores.

A Novell fechou contrato com o Linux. A Red Hat tem parcerias com grandes empresas e por aí vai.

Não conheço uma grande ou média empresa que não tenha Linux, Windows.

O Linux é muito bom em alguma área e o Windows também. Se ele é livre porque obrigar as pessoas a usarem ele? Querem criar leis, decreto.



[17] Comentário enviado por y2h4ck em 27/04/2007 - 20:08h

Microsoft morrer ? heheh acho que isso soa mais piada de mal gosto ... e o mesmo que dizer que o Kernel nao vai ser mais continuado.

[18] Comentário enviado por oscarcosta em 27/04/2007 - 20:59h

Acho que a colocação desse artigo aqui por outra pessoa que não é o autor original, pegou um pouco mau... Pegar partes de artigos como referência é uma coisa... colocar um artigo inteiro com um comentário cheio de erros no início é outra muito diferente... Isso deveria ter sido publicado em Links!

[19] Comentário enviado por luizdn em 27/04/2007 - 23:16h

que horrível

[20] Comentário enviado por snake em 27/04/2007 - 23:46h

artigo tosco nada a ver

[21] Comentário enviado por marcelo.mca em 28/04/2007 - 00:32h

Bom, aos que dizem que isto é impossível ou que estão viajando é porque definitivamente não entenderam a critica por traz dos argumentos apresentados. E acredito que o que resume toda esta situação é o fato da Microsoft literalmente viver em outro mundo. Um mundo criado por ela, administrador por ela e que hoje as pessoas não são mais obrigadas a viver lá. Muito bom o artigo, já tinha o lido no Dicas-L. Muito bom.

[22] Comentário enviado por julianoas em 28/04/2007 - 09:59h

Siceramente, considero esse artigo de suma importância pois a influência da Microsoft no mundo do software está diminuindo gradativamente e de forma constante, eu trabalho com informática há 15 anos, e uso computadores há 22 anos, e vi essa gigante surgir crescer e estabelecer padrões e formatos para tudo. Eram inúmeras inovações sequencialmente produzidas e concedidas junto com o "DOS". Mas aí surgiram os aplicativos, como o extinto "Word 5.0", que revolucionou a era do software, e afundou outras aplicações como o "WordStar". A Microsoft deixou claro a que veio nessa época, mas isso foi pura sorte, porque naquela época o hardware não importava tanto, e o software não tinha a dependência que tem do hardware hoje.

O Windows Vista é a coroa de flores da Microsoft, porque esta nova colcha de retalhos está cada vez mais parecida com um quebra-cabeças mal montado com a cara do TUX!

Quero ver o cretino e imbecil do Steve Ballmer dizer de novo que eles inventaram o que é o Windows Vista hoje. Usando tantas idéias do mundo livre e o gerente gráfico AERO presente no Mac OSX. Ele tem sido desmentido frequentemente por causa dessas afirmações, agora eu quero ver ele dizer que a interface gráfica do Vista não foi muito mal copiada da idéia da Sun, o Looking Glass, e a possibilidade de manipular esses efeitos trazidos da Apple ou até mesmo do X11.

Amigos, somos hoje como os cavaleiros templários guardando um tesouro inestimável, o conhecimento da verdade, mas é hora de divulgar e tornar isso conhecido, a Microsoft lança idéias do mundo livre no seu sistema desde o Windows 95 OSR2. Basta! Não dá para aceitar mais isso, chegou o momento, a hora é agora. Desmentir 12 anos de falsas promessas e construções e destruir a proprietariedade deles sobre idéias livres.

Vivam a Liberdade! Usem linux! Matem a Microsoft!

[23] Comentário enviado por pedrompg em 28/04/2007 - 12:58h

O Vista para mim é o maior fiasco da Microsoft e vai ser sua sepultura. Ainda não instalei nas minhas maquinas e nem vou instalar, parei no Win XP o Xp tem as suas manias mas conseguimos correr todos os programas mais antigos feitos para os Win 9xME, agora no Vista vejo colegas meterem as mãos a cabeça quando acabam de instalar um programa e dá erro de DLL not found.

O mais caricato foi em 2006 numas jornadas de Informática no instituto politécnico da Guarda (Portugal) onde eu estudo, o representante da Microsoft ia fazer uma demonstração do Vista na conferência e deu o erro fim do tempo de avaliação e não pode fazer a demonstração, metade da conferência a bater palmas, foi um espetáculo o homem não sabia o que dizer, em vez de aparecer um ecra azul apareceu um homem vermelho de vergonha nem Ctrl+Alt+Del lhe valeu.

A distro de Linux que utilizo é o Ubunto, com o tempo o Ubuntu vai ficar tão simples de utilizar para pessoas que tem poucas noções de informática que vão optar pelo Ubuntu em vez do Windows.

[24] Comentário enviado por GilsonDeElt em 28/04/2007 - 15:28h

Boa tarde.

Eu já havia lido este artigo no Dicas-L, e gostei bastante.
Pelo que vi nos comentários, há pessoas que não entenderam muito bem o que o artigo diz. Pelo que entendi, ele fala do fim da soberania da Microsoft, e não do fim da mesma. A Microsoft esta para os dias de hoje assim como a IBM estava para o fim da década de 1980. Daqui a alguns anos, veremos mais nitidamente a perda de poder da Microsoft.

Concordo com o que foi dito acima: o Windows e o Linux são bons, cada um numa área. Não uso Windows em casa (graças a Deus, este é meu primeiro PC, e já veio com Linux), mas, se tem Windows na escola (se bem que já há vários PCs com Linux no CEFET-MG), na casa dos amigos e em quase todo lugar que vejo um PC, então ele deve ter algo de bom.
Windows e Linux tem origens e focos diferentes. Windows nasceu para tornar o PC tão fácil de se usar como o MAC, e o kernel Linux nasceu de um sistema de redes - leia-se: Minix, originado do Unix -, onde segurança e estabilidade são pontos fortes, e foi completado pelas ferramentas da GNU (embora eu considere o Linux tão simples de se utilizar quanto o Windows).

[25] Comentário enviado por GilsonDeElt em 28/04/2007 - 15:28h

Boa tarde.

Eu já havia lido este artigo no Dicas-L, e gostei bastante.
Pelo que vi nos comentários, há pessoas que não entenderam muito bem o que o artigo diz. Pelo que entendi, ele fala do fim da soberania da Microsoft, e não do fim da mesma. A Microsoft esta para os dias de hoje assim como a IBM estava para o fim da década de 1980. Daqui a alguns anos, veremos mais nitidamente a perda de poder da Microsoft.

Concordo com o que foi dito acima: o Windows e o Linux são bons, cada um numa área. Não uso Windows em casa (graças a Deus, este é meu primeiro PC, e já veio com Linux), mas, se tem Windows na escola (se bem que já há vários PCs com Linux no CEFET-MG), na casa dos amigos e em quase todo lugar que vejo um PC, então ele deve ter algo de bom.
Windows e Linux tem origens e focos diferentes. Windows nasceu para tornar o PC tão fácil de se usar como o MAC, e o kernel Linux nasceu de um sistema de redes - leia-se: Minix, originado do Unix -, onde segurança e estabilidade são pontos fortes, e foi completado pelas ferramentas da GNU (embora eu considere o Linux tão simples de se utilizar quanto o Windows). -(continuo o comentário depois)-

[26] Comentário enviado por cytron em 28/04/2007 - 18:53h

Bom... o artigo causou o efeito que era esperado, levantar um debate para vermos o ponto de vista da maioria.
Mas sinto-me no dever de esclarecer algumas coisas:

O texto objetivo não foi de minha autoria, deixei bem claro no início, mas alguns insistiram em afirmar que eu o escrevi. Mas tudo bem, são muitos comentários... alguém tinha que fazer isso. heheh

Outros não concordaram muito com a idéia de postar aqui a cópia do artigo. Mas cá entre nós... não teria tantos comentários aqui se fosse apenas um link.

Linux é livre sim, e a comunidade livre nunca tentou enfiar linux "guela abaixo" em ninguém. Não entendo como alguns insistem em ficar repetido uma velha frase que leram em algum lugar: "Se ele é livre porque obrigar as pessoas a usarem ele?", talvez seja má interpretação do assunto ou mania de perseguição... sei lá! Pra falar vedade, eu detestaria ver o mundo inteiro usando Linux. Já imaginou se todos os automóveis fossem de um só modelo? Que terrível!!!! Quero mais é ver vários SOs por aí, sempre havendo batalhas.

Alguns entenderam errado o artigo, acharam de que se trata da falência da Microsoft, tudo bem que o artigo usa o termo "morreu", mas eu não tenho o direito de reeditar o artigo do cara, então cabe a cada um de nós, leitores, a a entender que o artigo fala do monopólio MS. Windows não é mais o ditador mundial, aceitar isso é uma opção sua.

Que o Windows é um ótimo SO... sem dúvidas! Mais isso não faz dele o único ou o melhor do mundo. Cada um defende sua bandeira, eu considero o XP sendo o melhor dos Windows. O Vista foi o pior de todos, mas deve sair um segundo lançamento dele pra ratificar as coisas.

E algumas pessoas precisam entender que, "um crítico de vedade não analisa com sua preferêcia, um crítico de verdade deve ser imparcial". Estou cansado de ver pessoas que vão falar a respeito de um assunto e só colocam suas experiências pessoais e sua raiva. Lendo alguns dos comentários acima dá até pra ver o cara salivando no teclado e bufando no monitor.

Interessante é que vez ou outra aparecem alguns "matuzalém" dizendo que nasceu com a informática e que todo o seu corpo é feito por códigos do Windows, fez doutorado nisso e naquilo, cursou 32 faculdades, viajou o mundo inteiro, faz 5 palestras por dia e quando vai postar um comentário o cara agride o articulista de uma forma que faltou colocar alguns palavrões ou xingar a mãe de alguém. Se formos seguir a regra desse fulano de tal, então os jornalistas deveriam estar todos mortos.

O início do artigo está escrito errado mesmo, está faltando algunas letras e até frases, foi por causa do copia e cola. Mas o que tem a ver o c* com as calças?

Eu estou na informática somente a 13 anos, sei que é pouco tempo, mas é que tenho 26 anos. Ainda sou jovem e tenho muito o que aprender, no Linux só tenho uns 6 anos. Posso não ter muita experiência como alguns mestres que comentaram aqui, administrei uma rede com mais de 200 computadores, na época usei a versão quentíssima do Conectiva 6 hehehe, hoje eu administraria a rede bem melhor do que antes. Não sei tudo de Windows e muito menos de Linux, mas o pouco que sei mostrou que preciso usar Linux em alguns casos e Windows em outros casos. O pouco que sei mostrou que não devo tirar conclusões antecipadas sobre nada e nem criticar o nível de conhecimento de quem eu não conheço.

Quanto ao meu lado crítico? hahah, eu li os comentários dando boas risadas.

Muito obrigado a todos vocês (todos mesmo) que contribuiram para crescer o conteúdo sobre o assunto. E quem não aprender aqui... pelo menos se diverte! hehehehe!

Somos uma comunidade livre onde temos o direito de opinar!

[27] Comentário enviado por andcalmeida em 28/04/2007 - 20:28h

Gostei da mensagem. Sem ofensa a ninguém, mas muita gente diz que tem windows na maquina e que quando comprou era Linux. Muito bem! Agora eu pergunto? O Usúario foi até uma loja especializada e comprou o Sistema Operacional que usa. Se não. Não tem o direito de criticar nada. Simplesmente está lezando a Microsoft, sei que irá dizer que a maioria dos Brasileiros fazem isso. Mas é indigno, então o governo tem que liberar a pirataria.Só tem direito a defender a Microsoft que vai na Loja e paga os 400,00 Reais pelo Windows XP ou os 700,00 Reis pelo Vista. Quem usa aquele velho pirata de 10,00 reais é um tremendo cara de pau, ainda busca um crack na net para driblar a Microsoft e atualiza-lo.

[28] Comentário enviado por sermart em 29/04/2007 - 11:50h

O modelo de negocios da microsoft pode estar um pouco defasado e isto pode até ser a morte dela. mas por enquanto ela ganha rios de dinheiro com ele. E pior, existem milhares de empresas ganhando com ela e como ela.

[29] Comentário enviado por linuxless em 29/04/2007 - 13:26h

Não sou expert em linux nem muito menos em windows, falo como usuário desktop. Apesar de decretarem o fim da microsoft e do seu ruindows, ainda há problemas de configuração do linux em máquinas antigas como a minha (k7 750Mhz, MB Pcchips M812LMRH). Ruim por ruim ainda não me convenceu os argumentos dos linuxistas que o linux não instala porque o hardware é de baixa qualidade. Primeiro: é a realidade do consumidor brasileiro. Segundo: se é problema de hardware, porque o windows xp consegue ser instalado sem problemas e as distros linux não instalam? Acho que deveremos ser mais diretos e assumir que as versões linux não estão adaptadas a esses pcs e não jogar a culpa no hardware: esse discurso não cola mais!!!

[30] Comentário enviado por volney em 29/04/2007 - 17:27h

Percebo essa morte da microsoft ha alguns anos, quando vi o equipamento necessario para roda somente o sistema operacional. O XP veio com necessidades absurdas mas ainda compativeis com os computadores da epoca, mas agora o vista, veio com necessidades alem dos padroes.
Infelizmente a quantidade de usiarios de computadores que utilizam o linux eh pequena, e as empresas de jogos, e programas, nao veem lucro em compilar um programa pra linux para vender pra poucos usuarios ou enhum deles, pois normalmente vao baixar uma versao "free" na internet.

[31] Comentário enviado por engos em 30/04/2007 - 09:08h

Odeio a Mico$oft, mas esse artigo comprova exatamente o motivo pelo qual ela NÃO morreu.

Enquanto pessoas tão ignorantes continuarem a dar suas opniões sem antes procurarem se informar adequadamente, outras que bebem suas palavras como água acabam por divulgar uma série fraca de fatos superficiais que estão longe de serem toda a verdade.

Claro que a Mico$oft hoje tem que se preocupar como nunca o teve e cada vez mais, todavia enquanto todo o cenário não for explorado e apenas uma pequena camada for levada em conta, ela ainda vai se manter por anos no poder e se adaptando para nunca morrer.

Não culpo o cytron pela infelicidade do artigo, já que ele só ajuda a divulgar, mas por favor, não faça mais isso até ter CERTEZA do que está divulgando, pois essas meias verdades são piores que as mentiras e só por isso seu artigo já demonstra mais um motivo pelo qual a Mico$oft não morreu e não vai morrer tão cedo.

Não a estou defendendo, mas fico decepcionado quando um artigo tão fraco e errado é aprovado e divulgado, espero que ao menos os leitores se respeitem ao ponto de verificarem o quanto o artigo está incompleto (errado).

[32] Comentário enviado por dyhego em 30/04/2007 - 11:52h

bom artigo chegado.....e go go go linux....hehehhe...

[33] Comentário enviado por cytron em 30/04/2007 - 17:35h

Infelismente caros amigos Linuxers... o engos me convenceu. Ele usou fortes argumentos.

Todo o assunto trata da questão: Monopólio da Microsoft, ou seja, a Micorosft é quem dita as regras e o mundo "inteiro" é obrigado a obedecer.

Diante disso, estou vasculhando a internet atrás de informações e pesquisas que mostram claramente que a Microsoft é quem manda (monopólio).

Estou a várias horas procurando na internet e tenho esperaça de encontrar alguma coisa.

Por enquanto só encontrei coisas do tipo:

* Linux é um concorrente forte do Windows

* Linux ganha terreno...

* Empresas migram para Linux...

* Outro sistema operacional...

* Empresas de vídeo preferem Mac...

* MacOS em desktops

* "Eu uso MacOS e trabalho normalmente..."

e por aí vai!

Mas não vou desistir, vou provar que este artigo está errado e que pessoas como engos estão certas, Windows ainda detém o monopólio, ou seja, quem não usa Windows não consegue compatibilidade no mercado.

"Corrigam-me se estiver errado: Este artigo trata unicamente da queda do monopólio Microsoft e não da briga MS vs Tux"

Provavelmente é mentira que as Casas Bahia usa só Linux, tem também a Rede Eletroson, Algumas agências bancárias e milhares de universidades ao redor do mundo... inclusive deve ser mentira que o Viva o Linux possui mais de 57969 usuários cadastrados, onde "quase" todos eles usam Linux. "Como tantas pessoas vão conseguir usar Linux diante do monopólio MS? É como viver em marte".

E também, baseado no monopólio Microsoft, vou provar que esse papo de que existem milhares de escolas com formação profissional em Linux é mentira, pois quem vai querer saber de Linux se o Windows é quem define o padrão?

Vejam bem, vou frisar novamente, o artigo se trata do fato da Microsoft não ditar mais as regras, ou seja, se alguém não está de acordo com ela, simplesmente passa para outro SO.

E o que pessoas como o engos estão "mostrando", é que a Microsoft ainda mantém o monopólio, ou seja, quem não estiver de acordo com ela, que se dane, vai ter que usar assim mesmo.

Se eles não estão dizendo isso... estão no debate errado.

"Em resumo... a Microsoft perdeu terreno, e se não mudar de estratégia, vai perder muito mais."

Encontrei algumas notícias dizendo que Linux economizou milhões e gerou outros milhões de reais.... hahahah!!! Deve ser mentira também! Vou provar!

Que a Microsoft ganha milhões e milhões não tenho dúvida! Ganha muito mais que Linux, mas estamos falando de monopólio!

Observe isso::::

Windows é o sistema operacional mais preferido do mundo!!!
Antigamente, no mercado de trabalho só dava pra usar Windows, tudo que era criado vinha assim: *** for Windows, isso era monopólio.
No entanto... hoje em dia, seu uso não é mais obrigatório!
Quase tudo que o Windows faz também dá pra fazer em outros SOs como MacOS por exemplo, isso é queda de monopólio.

Se sou ignorante... tudo bem... acho que sou mesmo, mas no fundo da minha ignorância reconheço que o mercado de trabalho não me obriga mais a usar Windows.

O assunto aqui não é o SO mais usado no mundo, o assunto aqui é "queda de monopólio".

[34] Comentário enviado por F4xl em 30/04/2007 - 23:13h

Amigos do forúm... Vamos ter um pouco de bom senso nos comentários por favor!!!

Eu li todos os comentários, concordei com alguns, discordei de vários e inclusive há um comentário em especial que eu tenho que críticar sériamente!

Não lembro exatamente o nome dos autor, mas não posso deixa-los passar em branco!

Ele disse que não se deve culpar o hardware se a sua distro Linux não roda onde o Windows XP roda, e que a culpa é do Linux que não está preparado para a realidade brasileira... ora, quem escreveu isso certamente não pensou nos "acordos" que a Microsoft sempre fez os fabricantes de hardware assinarem pedindo exclusividade no lançamento de programas drives de dispositivos, sob pena de não ser suportado pelos Windows da época e levarem um boicote da microsoft. Isso aliado a vários fabricantes que na época dos processadores K6s da vida fabricaram verdadeiras "bombas"... para não dizer uma palavrão!

Quem usa esse argumento mostra que não acompanhou nada do mercado de informática nos últimos 10 ou 12 anos (pelo menos...).

E outra... os produtos da microsoft como o MS Office já possui concorrentes a altura (ou melhores) como o BrOffice.org (projeto Brasil do OpenOffice.org) que dão um banho no primeiro, proprietário, e "bitolado"...rs

A Web 2.0 já deu uma porrada no MS Office tb! O Google lançou uma solução Office, rodando via Web que funciona perfeitamente mesmo numa conexão discada!

A tendência é sempre os softwares livres e de código aberto terem melhor desempenho!

E a Microsoft só irá se livrar de uma futura falência se começar a abrir o código fonte de suas principais aplicações, e não somente dos "Embedded" da vida como já está praticando... Isso é só para causar dependência nas instituições de ensino, e aumentar a sua queda no mercado, quando descubrirem que ninguém é mais bobo hj em dia...

Abraços e até mais!!!

[35] Comentário enviado por capitainkurn em 01/05/2007 - 10:22h

A MS, assim como narcotraficantes, vivem da dependencia que as empresas tem do conhecimento de seus usuários, na hora de implementar um sistema escolhem windows no desktop, pois por mais caras que possam ser as licenças, ainda são mais baratas do que treinar o usuário comum em um ambiente totalmente alienígena, onde ele não conseguirá deter proficiência em tempo hábil.
Os marcos que estabelecerão o fim da M$ são os seguintes:
1 - adoção massiva de soluções GNU/Linux por parte do conservador setor financeiro.

2 - As distros voltadas par o desktop, atingirem um nível de dificuldade tão baixo como o do MAC OS onde um médico, psicólogo ou secretária possam usa-lo de forma fácil e transparente, e possam instalar suas aplicações clicando em um setup.exe ou coisa assim.

[36] Comentário enviado por EdDeAlmeida em 01/05/2007 - 11:01h

Esse debate é, no meu entender, um tanto fútil. A Microsoft é uma realidade. Ela está aí e não pode ser negada com simples palavras.

Não se pode negar um fato. E o fato é que o Windows domina os desktops e vai continuar a dominar por muito tempo. Se a comunidade de software livre parasse de perder tempo com essas discussões tolas e se dedicasse mais ao desenvolvimento de soluções em software livre para atender as necessidades dos usuários finais, talvez esse tempo viesse a ser reduzido.

Não se pode negar a "inteligência comercial" da Microsoft, muito embora ela seja "burra" em outras coisas. Vou dar um exemplo de cada coisa, para ilustrar o que digo:

INTELIGÊNCIA: O Windows de US$ 3,00, que mesmo sendo a porcaria do Starter Edition vai conquistar muito espaço que estava sendo ganho pelo software livre. Muitos governos estavam migrando para o Linux embusca de uma redução de custos, não em busca das qualidades que sabemos que o Linux tem. Só que isso implicava em alguns custos de treinamento. Agora temos uma situação diferente. Um governo poderá reduzir amplamente os custos, sem qualquer custo adicional de treinamento e sem qualquer mudança de plataforma. Foi uma idéia brilhante, temos de admitir. Como alguém disse acima, o Bill Gates não é nenhum gênio da Informática, mas temos de admitir que o cara é esperto sim com a parte comercial. Ninguém ganha 65 bilhões de dólares se não for esperto comercialmente!

BURRICE: A pressão pela manutenção dos seus formatos proprietário em detrimento do Open Document, que vem ganhando espaço. Como o Open Document é um formato "open", ninguém criticaria se a Microsoft fizesse com que seus programas adotassem esse formato. Isso garantiria mais espaço para eles, considerando que a adoção do Open Document tem avançado rapidamente no mundo inteiro. Enquanto nós nos esforçamos para achar soluções de integração entre as duas plataformas, a Microsoft insiste em ignorar a existência das soluções livres. Mas até nisso eles demonstram uma ponta de esperteza. Esse acordo com a Novell demonstra que eles não planejam ignorar o Linux por muito mais tempo. Eu não me surpreenderia nada se as versões futuras do Linux dessem pleno suporte aos formatos de arquivo etx3 e reiserfs, por exemplo. Como eu disse antes, ninguém ganha 65 bilhões de dólares à toa...

Assim, não vou apostar na morte da Microsoft até que alguém me mostre o atestado de óbito. E não acho que ele vá ser expedido tão cedo.

Aliás, não é a morte da Microsoft que garante o futuro do software livre. Esse futuro deve ser garantido, sim, pela qualidade do software livre, e não pela inexistência de concorrência.

Se ficarmos à espera de que a Microsoft morra para que o Linux cresça, estaremos sendo tão monopolistas quanto eles.

Eu creio que até deveríamos desejar uma longa vida para a Microsoft. Afinal de contas, é bom ter eles por aí nos mostrando como não desenvolver um sistema operacional. Sem essa ajuda o Linux poderia não ser tão bom...

Um abraço para todos!

[37] Comentário enviado por y2h4ck em 01/05/2007 - 18:41h

ahuhau cara postar um artigo falando sobre a microsoft a partir de um entusiasta linux tem o mesmo efeito de pedir para um Nazista escrever um Artigo sobre Judeus !

:P

[38] Comentário enviado por EdDeAlmeida em 01/05/2007 - 18:51h

Ou vice-versa, y2h4ch!!! Pedir a um judeu para escrever sobre nazistas não vai resultar em um artigo imparcial.

Eu sou entusiasta do Linux, mas isso não me faz cego à realidade dos fatos.

Não acho que essa atitude de negar a existência da Microsoft e o seu papel vá conduzir a algo positivo.

O General chinês Sun Tzu, autor de "A Arte da Guerra", diz que quem conhece o inimigo ganhou já metade dos combate. Quem conhece a si mesmo, ganhou já metade dos combates. Mas quem conhece a si mesmo e ao inimigo, esse é invencível.

Temos de conhecer bem o Windows e as demais ferramentas da Microsoft. Não estou falando em pirataria ou engenharia reversa, mas sim em conhecimento de usuário. Afinal de contas, temos de saber o que os usuários esperar de um SO, para que possamos fazer do Linux tudo isso, e ainda livre!

Daí que dizer que a Microsoft já morreu é uma tolice, com o devido respeito ao autor do artigo. Todos os dias pessoas compram micros com Linux nas lojas e mandam formatar e instalar Windows pirata, apenas porque o software da Microsoft tem qualidades que o usuário final aprecia. Se pudermos entender esse gosto e fazer com que o nosso Linux seja também apreciado, aí sim estaremos ganhando a batalha.

Outro antigo provérbio chinês (que acabo de invetar): "Quem caça tigres, não rufa tambores".

Em outras palavras, não adianta ficar falando muito. Temos é que agir para conquistar espaço para o Software Livre!


[39] Comentário enviado por bramax em 01/05/2007 - 19:16h

É, quase ninguém entendeu o sentido do artigo mesmo não. O que o cara quis dizer foi simplesmente que a Microsoft não é mai so monopólio do mercado. Mas muitos dos que comentaram aqui não tem inteligência suficiente pra interpretar o texto.

Claro que a Microsoft ainda detém mais de 90% do mercado, e isso o artigo não desmente. O que o artigo tenta mostrar é que hoje vc não é mais obrigado a ter Windows pra usar um computador. Isso é morte, morte de um MONOPÓLIO.

Só pode ter uma explicação pra tantos comentários infelizes: o pessoal não sabe interpretar textos nem lê os comentários embaixo dele.

[40] Comentário enviado por diegotosco em 01/05/2007 - 22:39h

Cada vez mais pesados os comentarios do pessoal...

Por gentileza, tenham um pouco mais de respeito com os outros e pensem um pouco melhor antes de baixar o nivel desse jeito.

Quanto ao comentario bem acima, sobre uma incompatibilidade do linux com uma maquina mais antiga, estou escrevendo esse texto num slackware 10.1, com o xfce como gerenciador grafico, numa maquina pentium 166 MMX com 256 Mb RAM. A instalacao foi exatamente a mesma no meu outro PC, um Athlon XP 2600+. Coloca nas comunidades as configuracoes do seu PC que "os caras" dao jeito!

Quanto ao artigo, achei precipitado demais, mesmo pensando que a morte eh do monopolio, nao da M$.
Quanto ao dominio dos aplicativos web, nao acho que substituirao o atual modelo aplicativo desktop. Uma grande revolucao dos anos passados foi justamente a migracao do sistema centralizado, com os famosos "terminais burros", para o sistema de processamento distribuido. Nao consigo pensar no fim que levarao as empresas de hardware, que investem bilhoes de dolares na criacao de um novo processador, se um 8051 seria o bastante para rodar todos os softwares.

Desculpem a falta de acentos, ainda nao configurei.

[41] Comentário enviado por juliaojunior em 02/05/2007 - 20:03h

kara, vcs não se cansam de tratar software livre como religião? que debate mais doidão!!
dizer que microsoft é coisa do diabo e linux é coisa do papai do céu é meio maluco. todos concordamos que M$ é doidera até o limite, não é necessário chover no molhado. Vamos fazer as coisas com menos parcialidade.

[42] Comentário enviado por Iron Fist em 02/05/2007 - 23:46h

Concordo em partes com o artigo. Eu consigo viver bem so com o Linux, uso um Slackware 11.0, só uso o windows para a faculdade e para jogos (sou gamemaniaco.. hehe)
Bom, cada um tem seu gosto. Se um dia a microsoft cair mesmo (o que não acho que vai demorar, mas posso estar errado) pra mim nem vai fazer diferença.

É meio que aquele ditado. [email protected] e filho cada um tem o seu. E cada um aguenta o seu.
(pessoal, não to desrespeitando ninguem não. Mas é verdade Cada um tem seu gosto).
Eu acho que o Linux já é grande comparado à antigamente, quando nem sabia o que era linux. Vamos deixar os peixes no rio seguir rumo e ver qual vai crescer mais.
Eu ja tenho minha opinião, mas é bom não agourar.

Ah, detalhe.

Apesar de não ter conseguido configurar minha rede no Solaris (instalei recentemente) pretendo trabalhar só com Linux/Unix. Sempre foi minha vontade. Meu servidor da empresa que montei ja ta online tem 50 dias, um Pentium 3 550 com 128 Mega de Ram... Slackware 11.0 , fico até meio que impressionado como que o bichinho nem "apita". Só fica lá fazendo o trabalho dele. Eu admiro isso, como que um sistema não chia, só faz o trabalho dele de modo obediente.
Bom, deixa eu terminar aqui que tenho que fazer um trabalho de estudo. Abs.

[43] Comentário enviado por removido em 03/05/2007 - 11:31h

Artigo parcial e tendencioso.

[44] Comentário enviado por presto em 03/05/2007 - 12:33h

Excelente artigo, sem dúvidas.
Apesar de parecer parcial e tendencioso, como todos os comentários afirmaram até agora, eu pergunto: tendencioso para qual lado?
Em momento algum o autor falou: "O Linux vai dominar o mundo", como os artigos que citam programas alternativos aos usados na plataforma Microsoft.

Palmas para ti. Escreveu um artigo criticando a Microsoft com uma rara classe hoje em dia.

Mas eu gostaria de me por contra o que dizes: a Microsoft não morreu. Eu diria que ela está parada a beira do precipício fazendo seu testamento...

Não posso ignorar o Windows Vista, o Windows Longhorn Server e o Visual Studio .Net, recentemente apoiando Ruby e Python, e dizer que a Microsoft já deu o que tinha que dar.
Bem verdade que seus argumentos são quase irrefutáveis, mas a Microsoft percebeu que está no caminho errado e está tentando, a duras penas, pegar o fio da meada...
Algo difícil com um webmail (Windows Live Mail) absurdamente lento e sem recursos que justifiquem, um sistema de buscas confuso (Windows Live Search) e um SO pesado (Windows Vista)...

Eu ainda tenho muitas esperanças na Microsoft. E espero que ela continue na ativa por muito tempo. Agora brigando pelo mercado hoje dominado pelo Google.

Por mais que critiquem a Microsoft, o nosso Firefox só é o que é hoje por ter surgido um Netscape disposto a abocanhar um mercado promissor...
O Linux só é o que é hoje porque o Unix era demais e o DOS era de menos para um adolescente...
O Google só é o que é hoje porque o MSN Search, Yahoo, Cadê, Aonde, etc. eram altamente ineficazes...
O Gmail só é o que é hoje porque todos os outros webmails não deixavam você ler seus e-mails: deixavam-te ver banners publicitários...

Vida longa a Microsoft, ao Google, ao Linux e a todas as empresas de tecnologia, por um mercado saudável e competitivo e, consequentemente, acessível! =)

[]s

[45] Comentário enviado por Iron Fist em 03/05/2007 - 13:20h

o presto falou bem.

De um certo modo, até prefiro que a Microsoft não "morra". Competitividade é o que impulsionas as empresas a lançar softwares, ou melhorar os softwares concorrentes.
Saiu recentemente o thunderbird 2.0. Cara, nunca vi leitor de email melhor. E com efeitos, tipo, ao avisar que chegou email.
o Gaim, é o que há. (ou melhor.. pidgin). Além do Kopete, não vi até hoje outro gerenciador de mensagens que aceita varias contas ao mesmo tempo.

[46] Comentário enviado por shocker em 03/05/2007 - 19:05h

Artigo totalmente parcial e com uma visão altamente distorcida da realidade. A Microsoft é atualmente uma das maiores empresas de TI do mundo, senão a maior.

Enquanto existirem pessoas "xiitas" e que defendem o Linux de forma totalmente parcial, eu entendo que a tecnologia não vai a frente.

Desculpe mais achei este artigo totalmente fora da realidade e acho até que ele deveria ser retirado daqui por transmitir algo que não é verdade e que pode confundir muita gente.

[47] Comentário enviado por geckobr em 04/05/2007 - 22:16h

Diante de tantos comentarios, arrisco até a dizer que o artigo ficou em segundo plano... Eu não gostei do artigo, realmente muito tendencioso e equivocado. Porém, realmente a comparação com a IBM é boa, só a argumentação em si que é muito fraca.

Pelo que vejo, o mundo sim está mudando. Quando conheci o Linux em 2001, nunca imaginaria ver tantas lojas o vendendo em solução OEM. Porém, lembro-me muito bem que essa idéia de forte concorrente para o Windows vem de muito tempo atrás, muito tempo antes do Linux ser realmente um perigo (em desktops), friso em desktops porque em servidores a coisa é bem inversa também há muito tempo.

O Windows sempre liderou tendências, mesmo que com idéias dos outros em alguns casos. Li no guia Foca uma citação a respeito do botão reset ser o mais usado pelos usuários do Windows. Não discordo até certo ponto, os Win9X. A partir do ponto que o Windows passou a ter a natureza do NT a coisa mudou totalmente. Posso contar a dedo as vezes que precisei reiniciar meu XP na marra, e isso por problema de hardware.

Enfim, não há porque entrar muito no mérito da questão quem é o melhor.. é óbvio que o que é melhor pra um não será o melhor para outro, é questão de necessidades individuais. Mas também acho que o Linux realmente crescerá a pontos nem imaginados até alguns anos. Pontos fortes ele tem muitos, mas eu destacaria a versatilidade por ser um software livre. Já no Windows eu destacaria o equilibrio. Vejam que um vai de encontro ao outro, o que torna o Linux versátil, pode torná-lo desequilibrado, e o que torna o Windows equilibrado o torna estático!

Exemplos: A Debian colocou o tal de IceWeasel no lugar do Firefox nos repositórios por contra própria, eu achei um absurdo, mas a distro é deles fazer o que né? Já no Windows, quem nunca leu uma notícia: Divulgada nova falha no Internet Explorer, a correção saí daqui a trinta dias.. po trinta dias???? Haja hacker fazendo festa!

Mas a questão principal. Não sei se verei a Microsoft abrindo o código fonte do Windows (não sei se viverei até lá, e muito menos se a Microsoft abriria mão da sua filosofia... de lucros), mas quem sabe? A tendência é essa. O Linux em sua maioria é gratuito, é reconhecidamente estável, reconhecidamente versátil (já viu outro SO rodar em tanta coisa? eu não!), completo (o linux já tem muitos genéricos eficazes e completos as alternativas proprietárias que o fazem um sistema realmente completo.
As vantagens dos softwares proprietários nem precisa citar, mas isso custa.. e muitas vezes, custa muito caro!

Enfim, como diria nosso ministro da cultura, viva a pluralidade! rs

[48] Comentário enviado por estevan em 05/05/2007 - 09:30h

Pois é, talvez o artigo não esteja totalmente correto, mas a M$ já está preocupada.
Veja:

http://www.meiobit.com/industria/microsoft_quer_yahoo

O que muitas pessoas não entenderam é que esse artigo aborda muito mais o fim da era desktop, do que o fim da M$.
Com os aplicativos baseados na Web 2.0, todos que desenvolvem programas para desktop perderam mercado.
Exemplo:
Não é só o M$Office q perderá mercado, o OpenOffice também.
O fim da era desktop será muito bom para alguns setores do linux, pois os aplicativos serão os mesmos e rodarão em qualquer SO. Isso dissiminará o Linux que é OPEN SOURCE.
Não vamos perder tempo com qual é o melhor SO. Pois cada usuario dira qual é o seu predileto. O mesmo acontece hoje com as várias distros do linux, as distros são diferentes, mas os programas são os mesmos!!! Isso deve ser levado para todos os SO!!!

[49] Comentário enviado por memaster em 05/05/2007 - 23:09h

Galera... fazia tempo q naum aparecia no VOL, mais ao ver esse artigo e todos esses comentários, não posso deixar de me pronunciar...

Minha história começa com a M$ no Dos 6, depois Win3.11, 95, 98, 2000 e Xp (ainda naum esperimentei o vista, o crack é gratis mais o hardware naum tem como crackear...), sempre com vontade de aprender Linux, mais nunca conseguia, naum por falta de capacidade, mais sim do q fazer nele, já que sem nenhuma esperiência, e com net discada (na época), naum dava pra depender muio de ajuda on-line e trocar meu desktop pra Linux, até q um dia o cara q cuidava do servidor Linux da empresa q trabalho até hj pediu demissão, e eu como estava no mesmo setor dele, e já tinha pego algumas dicas, achei um motivo pra aprender, apartir dai comecei a cuidar do server da empresa um RH9 com Gnome, não gostei, coloquei o slack 9 na época e fiquei com ele em casa um fim de semana até conseguir implementar nele os mesmos serviços q tinhamos no RH9, ai fui evoluindo até hj e me apaixonei por slackware, ai um ano atraz fiz um curso de FreeBSD, meu era meu slack soh que mais "corporativo", muito estável, robusto, com um firewall (um dos) IPFW q achei muiiiiito mais intuitivo e seguro do que o IPTABLES, que ainda uso hj, porem não tem como dizer q o IPFW é de longa mais fácil de gerenciar, ai adotei a seguinte filosofia de uso que pratico hj, slack no desktop e FreeBSD no servidor. Essa é minha história, não estou aqui pra dizer q o FreeBSD é melhor q Linux, isso iria começar uma discussão tipo "qual distro é melhor", como muitos acredito que mesmo com Windows, cada sistema é melhor para cada um de acordo como vc se identifica com ele, isso mesmo apesar de estar longe na questão de segurança comparado a sistemas open source como Linux/Unix o windows para desktop (minha opiniao) ainda satisfaz e vai continuar satisfazendo muitos, e se o cliente quer pagar para instalarmos, por que vamos deixar de ganhar dinheiro com ele??

bom depois desse breve "resumo" deixa eu citar algumas opiniões q me vieram na cabeça após ler o artigo e os comentários anteriormente postados.

1-A Microsoft está viva, naum é mais um jovem com toda a sua vitalidade, mais ainda anda com facilidade, não se preocupem q o tui bill ainda vai ganhar muiiiiiiiiiitas doletas com ela.....
2-Google, a empresa do século, como foi dito em um comentário anterior, "compra projetos feitos em garagem", putz..... sem querer ofender, mais cara se tava parado na garagem como tanta gente pode usar, e pode-se dizer q o google rende muito, mais muito mesmo, alguem que busca alguma coisa na net, vem aqui no VOL perguntar alguma coisa sem antes revirar o google (espero que naum).
3-O Windows tem sim suas vantagens, nunca usei AD, uso o Samba, mais e o Terminal Server, se o cara tem um sistema plataforma Windows no servidor, não funciona bem o Terminal Server? Não que naum tenha também pra Linux ou Unix, soh que muiiitos aplicativos centrais de empresas ainda são plataforma Windows, acreditem em clipper também existem, para esses aplicativos o acesso remoto via Terminal Server ajuda muito...
4-Unix não morreu e nem vai... ao contrário, antigamente se ouvia falar de Unix em maiframes e computadores q soh grandes empresas para grandes fins utilizavam, hj se ve Unix em Laptops, Desktops, Servidores, Clusters, e em uma infinidade de plataformas, tanto FreeBSD, como NetBSD, como OpenBSD, com enorme disseminação de informações na Web atual, muitos sistemas estão passando a ser mais usados, não soh por serem bons, mais por cada vez estar mais fácil de aprender com a ajuda que temos on-line, o próprio VOL é um ÓTIMO exemplo disso, sem contar as vantagens encontradas em sistemas Unix, como Secure Leves para o Kernel, ótimos Firewalls, como PF e IPFW, todos os mesmos softwares que tem para linux tem para Unix, é soh questão de compilar eles..

Conclusão final:

A Maicrosoft ainda vai ganhar mercado, por que cada vez mais PCs são vendidos em todo o mundo, a pirataria ajuda na disseminassão dela, e acreditem, sempre vai haver isso, não tem como o tiu Bill "trancar" os sistemas deles impossibilitando o uso dos mesmos sem comprar uma licença, e muitos q soh querem o micro para acessar a net, ver e-mails, escrever textos no word, etc, e que conhecem Windows, q qq um usa sendo usado para tais fins, e que tmb não tem interesse em trabalhar com informática muito menos aprender a mexer com outro sistema vai continuar com Windows, assim como os que hj ainda naum tem um PC e ainda vao ter, já na área de TI, Servidores, etc, acredito q tando Linux quanto Unix vão crescer e muito... temos algumas "boas" brigas hj em serviços webs quando comparamos....
IIS x Apache - pessoal, não tem por que aprender IIS, já que o Apache domina mais de 80% da Web e é fácil de manipular e Free....
PHP x ASP - Ta certo que o .NET não pode ser desconsiderado, mais PHP em si é hj de longe muito mais usado que ASP, acompanhando o crescimento dos servidores Linux e Unix.
MS-SQL x (MySQL, PostgreSQL) - quem com liberdade de escolher entre esses dois bancos Free e com uma portabilidade, flexibilidade e segurança vai implementar o MS-SQL
IE7 x FF2 - o Firefox 2 está ganhando muiiitos adeptos, o IE7 agora q colocaou abas, o FF jah tinha a tempo assim como Opera e outros, pra ter uma idéia, se alguém for desenvolvedor WEB aqui sabe o sacrifício q é usar web-standards, sendo q o IE simplismente não obedece a todos os padrões implementados, assim temos q escrever um código para tosos os browsers e outro soh pra IE.... aja saco..

essas são as principais idéias q me vem na cabeça na hora, nem vou pensar muito, pq senaum naum paro de escrever hehe...

mais é isso ai, discussões a parte, cada um é livre pra usar o que quiser, onde quiser, a hora q quiser, isso nem a poderosa M$ pode mudar e nunca vai poder... façam suas escolhas e sejam felizes..

um Abraço a todo o pessoal do VOL....

Márcio Elias

[50] Comentário enviado por juniormardoque em 11/05/2007 - 22:23h

Este é um assunto muito delicado, acredito realmente que a Microsoft não é mais um mostro que todos achavam na década de 90 onde empresas antes de lançar algum produto sempre dava uma espiadinha na gigante, hoje o mundo está mudado o software livre ganhando muito espaço, os OS com códigos abertos irá ganhar muitos adeptos pricipalmente na área de TI, o MS ficará com os leigos.

[51] Comentário enviado por removido em 20/05/2007 - 23:36h

Em breve a Microsoft terá sua própria distribuição Linux, eu "sinto" isso. Esperem e verão!

[52] Comentário enviado por brotheroliva em 31/05/2007 - 09:21h

Preciso de ajuda, não consigo me cadastrar no forum do ubuntu aparece uma mensagem para colocar a chave secreta mas não mostra a imagem da mesma.
Site: http://ubuntuforum-br.org/

Por favor me ajuda!!!!! estou perdido nesse linux....

[53] Comentário enviado por hugoeustaquio em 03/12/2007 - 16:24h


Comentário enviado por hugoalvarez em 27/04/2007 - 16:32h:
------------------------------------------------------------------------------
Hehehe, fumar maconha só fumo a de boa qualidade, me fala uma coisa, como posso implantar uma police no samba para bloquear o navegador no individuo da rede na pagina principal do site da empresa, deixar o background padrão em todas as maquinas e tirar os temas da máquina linux para o usuário não alterar dentro do GNOME, ou do KDE se você souber essas te passo outras perguntas para você me ajudar no alto da minha ignorância, de repente até te contrato com um bom salário para migrar todos os meus AD´s por samba blz?

Vai demorar anos pra isso acontecer no linux, só tenho consciencia e não saio falando mal a toa, só isso

Até mais,
------------------------------------------------------------------------------

Caro xará :),
Peço ao senhor um pouco de calma para participar em "embates" que acontecem "fora de casa". Claramente seu terreno é windows, então um pouquinho de cuidado cairia bem. Não sei se entendi muito bem o que você pediu (acho que vai ter que explicar melhor o que significa "bloquear o navegador no individuo da rede na pagina principal do site da empresa", mas em todo o caso me proponho a ajudar (se é que você precisa de ajuda, e não está simplesmente procurando "coisas" que o linux não faz - se estiver desista!).
O senhor perguntou sobre como migrar do Windows Active Directory, que é um "pacotão" de coisas embaladas com o mesmo nome. Pode procurar, e você encontrará diversas ferramentas que juntas podem substituí-lo. Um servidor de arquivos (eu sempre dei preferência ao NFT e não ao SAMBA, por ser umas dez vezes mais eficiente - em tempo de processamento - e por ser um pouco mais simples, já que você imaginou uma situação onde os 'clientes' são linux rodando KDE ou GNOME), um proxy como o squid e Open LDAP darão conta do recado. Fazer o tráfego da sua página hospedada na intranet da empresa passar pelo servidor de proxy não é difícil. Restringir acessos a usuários fora da intranet local também não. Para impedir que os usuários fiquem personalizando suas áreas de trabalho, você deverá retirar a permissão de escrita dos usuários ao diretório correspondente. Por exemplo, o KDE grava suas preferências no diretório ".kde" que fica no diretório do usuário. Você precisará deixar um diretório já preparado contendo as configurações desejadas e copiá-lo para o diretório dos usuários sem que os mesmos tenham permissão de escrita nesse diretório. Links simbólicos podem ajudar bastante :) e para automatizar esta tarefa, você pode que fazer uma pequena alteração (uma linha de comando shell script resolverá) no arquivo "/usr/sbin/adduser" (testei no slackware e funcionou perfeitamente bem, gravei o "modelo" de configuração em "/opt/modelo_kde" e assim ele é copiado para o diretório do usuário adicionado sem permissão de escrita, já com o nome ".kde") e caso o coleguinha precise, podemos buscar soluções para a distribuição desejada, só não o fiz porque realmente não tenho outras distribuições instaladas aqui pra poder testar. Lembre-se de colocar esta imagem (que deve ser o backgroun padrão) em um local acessível. Sinta-se a vontade para me contactar, pois mesmo não tendo interesse no seu "bom salário" (já tenho um bom emprego) me proponho a COMPARTILHAR todo o conhecimento que eu puder.

[54] Comentário enviado por anjosoft em 12/07/2008 - 13:30h

olha amigo, ate acho que o linux tem seu valor mais nao podemos negar que a microsoft veio para padronizar os arquivos que ate entao eram cada um de um produto vc tinha diversos tipos de editores de textos inclusive nacionais como o carta certa depois a pessoa ficava feito louca para converter, alem do mais a interface windows hoje nao exige que o usuario guarde comandos para instalar nada quando nao consegue e nem para entrar em forum para saber como a coisa funciona. Infelizmente tio Bil tem razão tem muita gente ganhando milhoes com produtos linux que deveria ser de graça e até são mais o tecnico não quando a coisa aperta vc fica na mao de alguem na verdade acho que as duas ideias deveriam se juntar hj voce tem inumeras versoes do linux cada uma com cara diferente cada uma com uma melhoria ou especialidade isso nao é bom deixa o usuario o usuario final confuso aquele cara que nao conhece nada, não é nosso caso. Eu trabalho em uma estatal e muitos softwares livres são utilizados e com certeza tem seus probleminhas as vezes mais funcionam e quanto o estado paga para as empresas para suporte, voce sabe eu sei

[55] Comentário enviado por cytron em 16/07/2008 - 23:18h

Falou certo.

A MS foi a grande contribuinte para a definição de um "padrão de softwares" em todos os aspéctos, o que para muitos especialistas no assunto é chamado de "monopólio", pois o padrão só foi definido porque a MS "era" como um tsunami. Hoje esse tsunami está mais amortizado. Não por causa do Linux, mas por causa do próprio avanço tecnológico de encontro ao conhecimento da população. As pessoas estão se "libertando" do sistema operacional, elas estão se concentrando mais na "função" e deixando mais de lado o "software que faz a função".

É como utilizar um desses novos celulares, mais de 90% dos usuários não fazem idéia do sistema operacional que é utilizado em seu aparelho. O que realmente importa é as funções que possui.

Se a MS um dia vai acabar? Sim, mas não estou dizendo da empresa Microsoft, estou dizendo do "monopólio microsoft". Windows um dia deixará de dominar... Linux reinará? Talvez não.

Os sistemas e suas funções estão sendo descentralizadas. Certamente o próprio PC como conhecemos em poucos anos estará extinto. O celular tradicional já está caminhando para extinção, agora os iPhone e os MP7 já são celulares.

A TV já está mudando drasticamente. O disquete acabou.

Mas na minha opinião é bom que a MS continue a insistir no windows, o vista foi um desastre, tudo bem, mas já está sendo providenciado um substituto. Espero que a MS nunca desista.

Acredito que seria "chato" se tivesse só Linux e os outros. Acho muito bom olhar ao redor e ver muitos windows. Dá uma sensação legal. ;)


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts