Perguntinhas cabulosas

1. Perguntinhas cabulosas

Samuel Leonardo
SamL

(usa XUbuntu)

Enviado em 17/06/2023 - 02:01h

Segue abaixo umas perguntas que me surgiram até hoje na minha vida e sem uma resposta satisfatória:

1-Se a energia não pode ser criada nem destruída, então, ela sempre existiu? Mesmo antes do universo existir?

2-Se para toda partícula de matéria existe uma partícula de antimatéria (elas existem de forma proporcional) e elas se aniquilam, por que então não aconteceu o aniquilamento de toda a matéria concentrada antes do big bang? Já que obviamente, toda antimatéria também estava concentrada num único ponto, junto da matéria.

3-Se deus é amor como tá na bíblia, por que existe o fogo eterno do inferno? Ele me ama tanto que é capaz de me torrar na brasa pra eu sofrer eternamente? [sadismo divino]

4-Se a ciência diz que nada se perde na natureza, já que cada coisa serve pra outra coisa, por que então minha consciência como pessoa, digo, minha informação que faz eu ser o Samuel desapareceria completamente na minha morte assim como dizem os ateus? Não seria isso contradição? Exemplo: um cadaver serve de alimento pras bactérias, animais, e adubo pra planta, ou se for de frango, serve os pés de galinha pro henrique-rj, etc.

5-Se segundo conta a física atual, a informação não se perde, ela está na fumaça e nas cinzas do livro queimado pela santa inquisição católica, então, não seria isso uma ideia de que existe vida após a morte? Já que tudo pode ser traduzido como informação, onde há energia há informação, essa que nada mais é que uma permutação da energia e por consequencia, eu sou um ser infinito?

E por ai vai.

Alguém se atreve responder alguma?


https://nerdki.blogspot.com/ acessa ai, é grátis
Não gostou? O ícone da casinha é serventia do site!


  


2. Re: Perguntinhas cabulosas

LinuxWalker
Delusion

(usa Debian)

Enviado em 17/06/2023 - 14:44h

bem vindo à sessão criativa "vamos jogar conversa fora", kkk.
SamL escreveu:
1-Se a energia não pode ser criada nem destruída, então, ela sempre existiu? Mesmo antes do universo existir?

Nós nem mesmo sabemos o que é energia, apenas descrevemos que serve para isso e para aquilo. Só podemos operacionalizar com esse conceito, mas entedê-lo, de fato, penso que não; seria área da metafísica.


2-Se para toda partícula de matéria existe uma partícula de antimatéria (elas existem de forma proporcional) e elas se aniquilam, por que então não aconteceu o aniquilamento de toda a matéria concentrada antes do big bang? Já que obviamente, toda antimatéria também estava concentrada num único ponto, junto da matéria.
.
eu acredito que elas se aniquilam para este universo, mas essa aniquilação é simplesmente a passagem delas para outro universo, assim como nós recebemos separadamente matéria e antimatéria resultado da aniquilação que ocorreu noutro universo.


4-Se a ciência diz que nada se perde na natureza, já que cada coisa serve pra outra coisa, por que então minha consciência como pessoa, digo, minha informação que faz eu ser o Samuel desapareceria completamente na minha morte assim como dizem os ateus? Não seria isso contradição? Exemplo: um cadaver serve de alimento pras bactérias, animais, e adubo pra planta, ou se for de frango, serve os pés de galinha pro henrique-rj, etc.

sua consciência não desaparece completamente, ela está a todo momento impregnando-se em outros seres senscientes, queira você ou não; inclusive agora. Quando você morrer, a parte consciente será convertida em quantidade pífia de matéria. Mas o aspecto mais abismal de tudo é que tua consciência sequer existe como coisa ou mesmo fenômeno natural, ela é simplesmente uma sequência descontínua de eventos, ditados pela fisiologia, alimentada por muito tempo de coleta principalmente através da cultura. Como se fosse uma imagem do movimento da matéria, ilusão idiótica, quando o movimento cessa, a imagem desaparece. O pensamento, a consciência e todas essas ficções são como as nuvens do céu, apenas movimento.


5-Se segundo conta a física atual, a informação não se perde, ela está na fumaça e nas cinzas do livro queimado pela santa inquisição católica, então, não seria isso uma ideia de que existe vida após a morte? Já que tudo pode ser traduzido como informação, onde há energia há informação, essa que nada mais é que uma permutação da energia e por consequencia, eu sou um ser infinito?

depois do surgimento da primeira vida, sempre existiu vida após a morte; veja quantos vermes, plantas, etc passam a existir com uma morte... agora se vida após a morte significar continuidade de algo, aí fica difícil, pois nem mesmo em vida há continuidade, nosso corpo não é o mesmo de algum tempo atrás, nem nossos tecidos, órgãos...

e aí o que você acha disso tudo?



3. Re: Perguntinhas cabulosas

Samuel Leonardo
SamL

(usa XUbuntu)

Enviado em 17/06/2023 - 17:03h

Delusion escreveu:

sua consciência não desaparece completamente, ela está a todo momento impregnando-se em outros seres senscientes, queira você ou não; inclusive agora. Quando você morrer, a parte consciente será convertida em quantidade pífia de matéria. Mas o aspecto mais abismal de tudo é que tua consciência sequer existe como coisa ou mesmo fenômeno natural, ela é simplesmente uma sequência descontínua de eventos, ditados pela fisiologia, alimentada por muito tempo de coleta principalmente através da cultura. Como se fosse uma imagem do movimento da matéria, ilusão idiótica, quando o movimento cessa, a imagem desaparece. O pensamento, a consciência e todas essas ficções são como as nuvens do céu, apenas movimento.



Cara, tuas respostas foram boas, mas por enquanto vou responder sobre essa.

Vamos limitar o que é uma conciência a uma função matemática. Chame de Delusion(x) uma função que recebe uma quantidade qualquer de informação X e retorne uma resposta.
Sendo assim, quando x = "minha quarta pergunta", então a função Delusion retornou essa resposta acima.
Agora, o que estou dizendo sobre consciencia é o seguinte: ela é a função que caracteriza o que tu é. Exemplo: quando a entrada da função é "vc tá bem?" Delusion(x) retorna o estado interno de Delusion, o que significa que nem sempre será o mesmo output.
Pega a função Delusion(x) e exclua toda a bagagem de experiência vividas na vida da função, o que resta?
Resta apenas um padrão puro e simples. Por exemplo: excluido toda a memoria de Delusion(x) e reaplicando todos os X que Delusion(x) viveu, será que Delusion(x) é capaz de ser exatamente o mesmo Delusion(x) de antes de excluir a memoria? A resposta é o seguinte: não, não vai ser o mesmo output pra cada x mesmo o x sendo o mesmo de antes.

Isso significa que, há uma essencia, uma função caracteristica que é própria a função Delusion(x) e para todo X, Delusion(x) vai reagir de uma forma, as vezes igual, as vezes diferente. O que produzirá experiências diferentes e moldarão o Delusion(x) de uma forma que produzirá um ser de experiências únicas.

Por exemplo: o que faz o Delusion(x) ser diferente de SamL(x)?
R: a essencia de cada função.
Mesmo que Delusion(x) e SamL(x) recebam os mesmos inputs (variável x) na vida toda, ainda assim Delusion e SamL serão dois seres diferentes.
Isso é consciência, é a essencia, a informação que faz o Delusion ser um e SamL ser outro.

Ou seja, basicamente "não se é o que é", mas sim "se está como está" no momento atual, no input x atual. E todos os x já vistos até agora são apenas adições a cada função. Tipo, como enfeites, só dá forma mas não define o todo. E cada função é essencialmente uma coisa diferente. Então, para cada x recebido, sempre haverá respostas mais ou menos diferentes para cada função Delusion e SamL. E mesmo que fosse possivel Delusion e SamL receberem os mesmo X sem tirar nenhum bit de informação, ainda assim seriam duas funções com respostas diferentes.

Edit:
-quiser testar na prática o que eu digo faça o experimento: tenta não ler tua última resposta da eprgunta 4, agora espera um dia, depois reler apenas minha pergunta 4 e tenta responder de novo (sem ler sua última resposta).

Tu verá que fará outra resposta completamente diferente (ou ligeiramente igual) a última resposta na mesma exata pergunta.
Isso acontece por diversos fatores, como o esquecimento, mas se tu observar bem, mesmo que tu lembrasse exatamente da tua última resposta, ainda assim tu acharia melhor responder diferente (incrementar a resposta) porque o Delusion de antes, não é mais o Delusion de agora.


https://nerdki.blogspot.com/ acessa ai, é grátis
Não gostou? O ícone da casinha é serventia do site!


4. Re: Perguntinhas cabulosas

LinuxWalker
Delusion

(usa Debian)

Enviado em 17/06/2023 - 21:02h

Taí algo que também não acredito; essa tal essência. A não ser como uma espécie de padrão de repetição/replicação, seja material ou energético, porém completamente possível de ser desfeito.
Pra mim esse dilema do input igual gerar outputs diferentes se dá simplesmente porque não existe input igual, nem no espaço nem no tempo. Ou seja, é um falso paradoxo devido à premissa falsa.
No futuro, creio que teremos IA's suficientemente complexas para serem confundidas com autoconscientes simplesmente porque sua complexidade não nos permitirá mais prever a resposta que ela será capaz de gerar.


5. Re: Perguntinhas cabulosas

Samuel Leonardo
SamL

(usa XUbuntu)

Enviado em 18/06/2023 - 01:31h


Delusion escreveu:

Taí algo que também não acredito; essa tal essência. A não ser como uma espécie de padrão de repetição/replicação, seja material ou energético, porém completamente possível de ser desfeito.
Pra mim esse dilema do input igual gerar outputs diferentes se dá simplesmente porque não existe input igual, nem no espaço nem no tempo. Ou seja, é um falso paradoxo devido à premissa falsa.

Entendo. Já eu, no meu caso, eu não só vi como descobri essa essência em mim no ano passado. Não falo dessas coisas com tanta frequencia e nem quero impor a ninguém a minha "verdade", o que digo como uma sugestão pra ti é: mantenha a mente aberta, mas não tanto a ponto do seu cérebro cair.

Há uns 6 anos atrás, eu me via como ateu, e na infância e adolescencia ficava com medo de desacreditar no deus opressor cristão com medo de ir pro inferno. Hoje, não creio em nenhum deus, não tenho religião, não sigo ninguém como pastor, padre, bispo mais cedo ou mais tarde, etc.

O que sei é que, no meu entendimento atual, eu sei o que é existe essa coisa que expliquei pra ti no outro post. Imagina um game, existe o mundo dentro e as coisas surgem "do nada", é exatamente assim que vejo, esse nada tem diversos nomes, formas, tamanho, cores, e qualquer outra propriedade que se possa imaginar.
É como um oceano infinito, os peixes estão nele e não tem como fugir dele, porque sua própria essência é o próprio ele (peixe na água faz parte da água).

E te digo mais, acredito que no momento não exista nada, absolutamente nada, que tu mesmo possa fazer de errado e ser julgado mal (ou mesmo bem) por tal ato. Porque o "juiz" (olha as aspas) é a própria consciência da pessoa.

No futuro, creio que teremos IA's suficientemente complexas para serem confundidas com autoconscientes simplesmente porque sua complexidade não nos permitirá mais prever a resposta que ela será capaz de gerar.

Também creio nisso. Eu acredito que possa existir um método não algorítmico pra uma IA ter autoconsciência. Se existisse um algoritmo (no sentido de passo a passo) pra autoconsciência, seriamos como robôs que fazem a mesma coisa sempre. É por isso que creio que seja não determinístico a forma de se ter autoconsciência.

Ah e obrigado ai pelas respostas, acho que tu foi o único com coragem de encarar cada uma delas hahaha


https://nerdki.blogspot.com/ acessa ai, é grátis
Não gostou? O ícone da casinha é serventia do site!


6. Re: Perguntinhas cabulosas

Ricardo Groetaers
ricardogroetaers

(usa Linux Mint)

Enviado em 18/06/2023 - 13:34h

1- Energia é um subconjunto do Universo, se o Universo um dia não existiu a energia não poderia existir naquela época.
Mas a época é um subconjunto do tempo então o tempo seria anterior ao Universo?
E o que existia antes do tempo?

2- "Anti" em relação a que característica (massa, carga, spin, campo, .....)?
Não só a energia se conserva, o momento linear (ou quantidade de movimento) e a carga elétrica são exemplos de "coisas" que se conservam.

Consideremos, por exemplo a aniquilação e produção de pares, onde um par eletron/positron (eletron positivo ou anti-eletron) se chocam e desaparecem, surgindo em seu lugar uma radiação gama.
Voce perguntaria:
P- Ué, se as partículas desaparecem a carga elétrica também desaparece. Que conservação da carga de araque é essa?
R- O fenômeno ocorre aos pares, não individualmente. A carga total do par eletron/pósitron antes do fenômeno é nula, e nula é a carga da radiação resultante.
O fenômeno é reversível, em certas condições uma radiação gama desaparece e um par eletron/pósiton surge no lugar. A carga se conserva, nula antes, nula depois.

3- No espitismo (que não é visto como religião por grande parte dos "espíritas"), por exemplo, não existe inferno, pelo menos da forma conceitual que é divulgada.
Diz a lenda que Deus dotou o homem de inteligência, raciocínio lógico e juizo crítico.
Essas características são para serem usadas e não confinadas na cristaleira.
O que representa o tempo de uma existência corpórea nesse globo que habitamos diante da eternidade?
Seria esse tempo decisório para penas e ou gozos eternos?
A própria razão lhe dirá.

4- Como foi dito anteriormente muitas coisas se conservam na natureza. O raciocínio, as emoções, o conhecimento, os valores morais seriam exceções?
Qual seria a razão de existir?

5- Não confunda vida com existência.
Vida é um estado instável, passageiro, muitos morrem antes mesmo da formação de seus corpos estarem conclusa.
Considere que o instinto de sobrevivência existe também nos organismos mais rudimentares que conhecemos.
A vida poderia nem mesmo existir mas a existência existiria.


7. Re: Perguntinhas cabulosas

Samuel Leonardo
SamL

(usa XUbuntu)

Enviado em 18/06/2023 - 18:20h


ricardogroetaers escreveu:

1- Energia é um subconjunto do Universo, se o Universo um dia não existiu a energia não poderia existir naquela época.
Mas a época é um subconjunto do tempo então o tempo seria anterior ao Universo?
E o que existia antes do tempo?

Mas perae, se energia fosse um subconjunto, então o universo criou energia? E como fica aquilo de que energia não se cria só se transforma?

Eu já entendo que energia deve ser algo como o papel de um desenho e o universo o desenho. O papel está em todos as direções e o desenho existe de forma local dentro do papel. O desenho "emana" do papel mas não tem como sair dele e exapndir, ou seja, na minha ideia, o papel é o próprio infinito e o desenho (universo) uma emanação que não pode ser o rpóprio papel e nem conter o papel completamente.

Isso sugeriria que pode-se ter outros universos desenhados no papel, e não há regra pra quantos ou tamanho do desenho no papel infinito.

2- "Anti" em relação a que característica (massa, carga, spin, campo, .....)?
Não só a energia se conserva, o momento linear (ou quantidade de movimento) e a carga elétrica são exemplos de "coisas" que se conservam.

Consideremos, por exemplo a aniquilação e produção de pares, onde um par eletron/positron (eletron positivo ou anti-eletron) se chocam e desaparecem, surgindo em seu lugar uma radiação gama.
Voce perguntaria:
P- Ué, se as partículas desaparecem a carga elétrica também desaparece. Que conservação da carga de araque é essa?
R- O fenômeno ocorre aos pares, não individualmente. A carga total do par eletron/pósitron antes do fenômeno é nula, e nula é a carga da radiação resultante.
O fenômeno é reversível, em certas condições uma radiação gama desaparece e um par eletron/pósiton surge no lugar. A carga se conserva, nula antes, nula depois.

meu conhecimento limitado de física me impede de entender perfeitamente o que tu diz, mas faz sentido. O que não enetndo é, e por que por exemplo quando memomentos antes do bigbang toda matéria não virou radiação (no que tu diz)? Tem alguma explicação que tu conheça a respeito?

3- No espitismo (que não é visto como religião por grande parte dos "espíritas"), por exemplo, não existe inferno, pelo menos da forma conceitual que é divulgada.
Diz a lenda que Deus dotou o homem de inteligência, raciocínio lógico e juizo crítico.
Essas características são para serem usadas e não confinadas na cristaleira.
O que representa o tempo de uma existência copórea nesse globo que habitamos diante da eternidade?
Seria esse tempo decisório para penas e ou gozos eternos?
A própria razão lhe dirá.

Eu diria mais, que essa dotação que deus deu, veio sob forma de órgão, tipo, creio que seja o neocortex que dá ao ser humano tão capacidade de razão e lógica.
E ai, imagina os primeiros seres com neocortex: era uma baita vantagem evolutiva saber que sabe e poder criar coisas, como a roda, o fogo, etc.

4- Como foi dito anteriormente muitas coisas se conservam na natureza. O raciocínio, as emoções, o conhecimento, os valores morais seriam exceções

Exatamente o que penso.

5- Não confunda vida com existência.
Vida é um estado instável, passageiro, muitos morrem antes mesmo da formação de seus corpos estarem conclusa.
Considere que o instinto de sobrevivência existe também nos organismos mais rudimentares que conhecemos.
A vida poderia nem mesmo existir mas a existência existiria.

É que em geral, vida e existência pra mim são a mesma coisa. É como a palavra Deus no cristianismo, Allah no ilamismo, Shiva na índia, etc, mas estou me referindo essencialmente a mesma coisa.

Obrigado ai pelas respostas, contando mais uns pontinhos na minha vida rsrsrs

https://nerdki.blogspot.com/ acessa ai, é grátis
Não gostou? O ícone da casinha é serventia do site!


8. Re: Perguntinhas cabulosas

Ricardo Groetaers
ricardogroetaers

(usa Linux Mint)

Enviado em 24/06/2023 - 02:37h

SamL escreveu:
1 - Mas perae, se energia fosse um subconjunto, então o universo criou energia? E como fica aquilo de que energia não se cria só se transforma?

A energia, assim como a massa, a carga, existem no Universo, o Universo não cria nada, ainda mais a partir do nada.
A energia apenas se transforma de uma forma para outra.
Um motor elétrico transforma energia elétrica em energia mecânica (movimento), um gerador transforma energia mecânica em energia elétrica.
Calor e movimento são a mesma coisa, apenas a forma com que se apresentam na natureza é que é diferente.
Um sistema de freios transforma movimento em calor (e outras formas, som, ...)

2- O que não enetndo é, e por que por exemplo quando memomentos antes do bigbang toda matéria não virou radiação (no que tu diz)?

Nem toda matéria foi esmagada, aniquilada (virou energia) pelo "colapso gravitacional" que originou esse bigbang referenciado.
Conforme a massa ia se transformando em energia pelo esmagamento gravitacional, a gravidade enfraquecia até o ponto de não poder mais segurar tanta energia.
Bang ...., o astro massudo explodiu, espalhando energia e matéria pra todo lado.

3 - Eu diria mais, que essa dotação que deus deu, veio sob forma de órgão, tipo, creio que seja o neocortex que dá ao ser humano tão capacidade de razão e lógica.

A expressão "Deus dotou o homem de ...." é figurativa, observe a introdução "Diz a lenda ...".
O mais correto seria "O espírito humano atingiu um grau de ....".
O corpo é apenas compatível com o espírito.


9. Re: Perguntinhas cabulosas

alberto roberto
adminbuster

(usa Gentoo)

Enviado em 24/06/2023 - 04:08h

SamL escreveu:
1-Se a energia não pode ser criada nem destruída, então, ela sempre existiu? Mesmo antes do universo existir?

acho que algumas religiões esotéricas acreditam que exista um tal de plano da mente (um plano lógico ou algo assim)
tenho certeza que vi isso em algum livro (talvez de teosofia)
tipo a dimensão do tempo, não é possível se mover pela dimensão do espaço sem a dimensão do tempo (suponho, mas não sei nada de física)
da mesma forma não seria possível lógica na dimensão do espaço sem a dimensão da lógica
se de fato isso é algo real então a energia poderia ser explicada como algum efeito da dimensão lógica (sei lá como) e também poderia explicar como informações poderiam ser armazenadas sem precisar de matéria para contê-las
por exemplo, alguém tem uma ideia sobre algo e essa ideia de fato existe em um plano
abandoná-la na realidade significa se distanciar dela e não que ela deixou de existir porque ela realmente foi construída de algo

pense na mente como um circuito eletrônico mas que não é físico
ele existe de outra maneira e você vai construindo ele com o passar do tempo (ou montando)
talvez alguns sejam jogados fora ou só tenham ficado irreconhecíveis devido a complexidade (se é que existe um espaço para se jogar fora)

sim, é uma ideia louca
não estou dizendo que acredito nisso mas realmente é algo interessante de se pensar
o problema é dissociar a matéria da lógica
como poderia existir matéria sem lógica sendo que a existência da matéria já da uma base lógica para algo (como números) ?
as dimensões do espaço podem ser facilmente imaginadas separadamente mas a lógica definitivamente não (pelo menos não facilmente)
de todo modo não tenho grande conhecimento desse assunto para especular muito


3-Se deus é amor como tá na bíblia, por que existe o fogo eterno do inferno? Ele me ama tanto que é capaz de me torrar na brasa pra eu sofrer eternamente? [sadismo divino]

porque você é maligno, aceite que doi menos
a boa noticia é que sócrates e platão vão estar lá (no fogo do inferno)
quem sabe se você pagar o dizimo direitinho não vai acabar parando no purgatório


10. Re: Perguntinhas cabulosas

Leandro
bale4

(usa KUbuntu)

Enviado em 24/06/2023 - 09:57h

Que ótima discussão. Depois vou ler tudo novamente, mais devagar e tentar contribuir com algo. Mas
O que não enetndo é, e por que por exemplo quando memomentos antes do bigbang toda matéria não virou radiação (no que tu diz)? Tem alguma explicação que tu conheça a respeito?
Acho que de acordo com a teoria mais aceita atualmente, as leis da física não existiam antes do Big Bang. Essa foi a explicação emitida para justificar o fato de os cálculos apontarem que imediatamente após a explosão, o universo se expandia a uma velocidade maior que a da luz.

Algumas coisas talvez não mereça uma reflexão tão obcecada... Pois corre-se o risco de perder a sanidade rsrs Essa é uma delas. Não há como saber a resposta certa. Ninguém esteve lá. Não é um experimento reproduzível para que se possa medir várias vezes e tentar equacionar tudo.
Outra questão que evito muito pensar sobre é o tamanho do universo. Tem que ter um tamanho. O espaço pode ser grande, mas sempre tem uma dimensão. Aliás, é uma dimensão por definição, então deve ter uma medida. Então, após o fim do espaço físico o que tem? Se é nada, que tamanho é esse nada? Se é nada, e o espaço "está expandindo", tem que haver algo após a "borda" rsrs

Enfim, depois volto aqui.


11. Re: Perguntinhas cabulosas

Leandro
bale4

(usa KUbuntu)

Enviado em 24/06/2023 - 10:04h


adminbuster escreveu:

3-Se deus é amor como tá na bíblia, por que existe o fogo eterno do inferno? Ele me ama tanto que é capaz de me torrar na brasa pra eu sofrer eternamente? [sadismo divino]

porque você é maligno, aceite que doi menos
a boa noticia é que sócrates e platão vão estar lá (no fogo do inferno)
quem sabe se você pagar o dizimo direitinho não vai acabar parando no purgatório
Na verdade nem toda doutrina acredita nesse inferno como está no imaginário popular. Jesus falou uma coisa muito interessante ao ladrão do lado quando estava na cruz: "Ainda hoje estarás comigo no reino dos Céus"
Ou seja, o cara era um pecador, como todos, mas de alguma forma, naquele mesmo dia, segundo o Cristo e quem acredita, ele iria "quitar sua dívida" e estaria logo mais absolvido. Botei entre aspas, pois se pegarmos essa fala de Jesus, então realmente não sabemos o que ocorre com o espírito (para quem acredita) logo após que o corpo falece. Então, não dá pra saber se após a morte existe mesmo esse local para quitar dívidas.




12. Re: Perguntinhas cabulosas

Ricardo Groetaers
ricardogroetaers

(usa Linux Mint)

Enviado em 25/06/2023 - 14:13h

bale4 escreveu:
Acho que de acordo com a teoria mais aceita atualmente, as leis da física não existiam antes do Big Bang. Essa foi a explicação emitida para justificar o fato de os cálculos apontarem que imediatamente após a explosão, o universo se expandia a uma velocidade maior que a da luz.

Obs: A velocidade da luz não é uma limitação dos " processos de propulsão" (vamos chamar assim por falta de um termo mais adequado) usados ou concebíveis e sim um limite da própria natureza.

Não há como um "ente" (matéria, corpo, partícula, energia, onda, .. ) se deslocar ou se propagar com velocidade maior. Pelo menos conhecido até o momento.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts