Que tipo de bruxaria e essa?

25. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 03/02/2014 - 16:24h

andrecanhadas escreveu:

bilufe escreveu:

rei_astro escreveu:

O Mint não tem nada de especial. Na verdade pega carona no Ubuntu e sua fama se deu pela interface gráfica, devido a rejeição pelos novos Gnome3 e o Unity.

Não vejo graça alguma no Mint, é até pior que o Ubuntu, já que o suporte a drivers deste último é melhor.

Se vai cair? Pode ter certeza. Antes dele o Ubuntu era imbatível até mesmo contra o próprio Mint. O que aconteceu é que o Ubuntu abandonou o Gnome2 e seus fãs procuraram algo mais próximo, o que o encontraram no Mint.

Só concluindo, se o Ubuntu tivesse continuado com o Gnome2 ou criado algo semelhante, o Mint não o teria ultrapassado.


Tudo por debaixo do capô do Linux Mint é Ubuntu, com exceção daquela versão que é uma refisefuqui do Debian.

Eles conseguem entregar um sistema muito ruim se comparado ao original, considerando que aquele Gerenciador de Programas que fizeram para substituir a Central de Programas do Ubuntu é muito ruim, o atualizador é uma porcaria.

Eles acertaram em criar alguns forks que atraíram um grupo de descontentes com o Gnome Shell e Unity, mas nada mais do que isto. Tudo por debaixo do capô do Linux Mint é Ubuntu, então dá para se dizer "Linux é o kernel, Ubuntu é o sistema operacional, Mint é o papel de parede".


Durante 2 anos Ubuntu também foi uma refisefuqui do Debian de 4.10 (Primeira) até 6.06 LTS não tinha nada de novo alem de melhor reconhecimento de hardware que o Debian e um tema mais bonito. Desde lá nada de novo a não ser a aparência e o Unity (fork do gnome3) que não deu nem vai dar certo.




Há um porém: o Ubuntu sempre teve seus próprios repositórios, sempre trabalhou em cima da integração dos softwares, sempre trabalhou em melhorar o Linux a partir do ponto em que o Debian conseguiu chegar.

Agora, o Linux Mint e todas as demais refisefuquis fazem o download de uma ISO do Ubuntu, adicionam alguns PPAs, alteram o nome da distribuição no arquivo /etc/lsb-release e lançam como o novo e incrível Refisefuqui OS Ultra Edition.

Isto é tomar a infraestrutura e o trabalho de alguém e dizer que é seu. Existe muita diferença entre melhorar/modificar um software livre (Debian) e trocar o nome do trabalho alheio e dizer que é seu.


  


26. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 03/02/2014 - 16:43h

Maldita hora em que criaram o Remastersys! Uma ferramenta que originalmente foi desenvolvida para criar ISO personalizada e melhorar a implementação do Linux em um ambiente com vários computadores, acabou sendo utilizado para criar tanto vômito por aí... Linux Mint, Kaiana, Biglinux, Elementary OS, Pear OS, Hanna Montana Linux, Justin Bieber Linux, Refisefuqui OS Ultra Edition, Linux do Alemão, etc...

Muita gente defende as refisefuquis por causa de alguns scripts ou alguns forks que esta turma anda criando, mas se esta moda pega... logo serão lançados novas refisefuquis: Gnome Linux, KDE Linux, Lxde Linux, Xfce Linux, LibreOffice Linux, Gimp Linux, Midnight Commander Linux, Firefox Linux, Google Chrome Linux, Google Earth Linux, Amarok Linux, Xmms Linux.... cada software para Linux irá poder ser executado em sua própria refisefuqui.

Sabem porquê não tem milhares de remasterizações do Mandriva, Mageia, OpenSuse, PCLinuxOS? A resposta é simples: o Remastersys não funciona nesta distribuições. E não é só isto, estas distribuições colocam muitos pacotes personalizados, que acabam revelando a identidade do sistema. Já o Ubuntu não faz tantas personalizações, então dá para fazer algumas alterações e revender como o novo e surpreendente Refisefuqui OS.

Com o novo e surpreendente Refisefuqui OS você vai poder navegar na internet, editar textos, assistir vídeos no Youtube, ler e-mails! É incrível, é ideal para leigos. O Linux perfeito!




27. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

André Canhadas
andrecanhadas

(usa Debian)

Enviado em 03/02/2014 - 16:50h

bilufe escreveu:


Há um porém: o Ubuntu sempre teve seus próprios repositórios, sempre trabalhou em cima da integração dos softwares, sempre trabalhou em melhorar o Linux a partir do ponto em que o Debian conseguiu chegar.

Agora, o Linux Mint e todas as demais refisefuquis fazem o download de uma ISO do Ubuntu, adicionam alguns PPAs, alteram o nome da distribuição no arquivo /etc/lsb-release e lançam como o novo e incrível Refisefuqui OS Ultra Edition.

Isto é tomar a infraestrutura e o trabalho de alguém e dizer que é seu. Existe muita diferença entre melhorar/modificar um software livre (Debian) e trocar o nome do trabalho alheio e dizer que é seu.


Nem sempre o Ubuntu teve seu próprios repositórios somente a partir da versão 6.10

Também não concordo com os sugadores de distro bases mas as novas distros tem que começar de algum lugar.



28. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 03/02/2014 - 16:57h

Eu particularmente nao vejo problema em refisefuqis(seja la o que isso for).Por exemplo:Debian e Ubuntu.Eu prefiro ubuntu,acho mais legal e ja vem com tudo que eu quero.Gentoo ou calculate,prefiro calculate,gosto do gentoo,uso ele,mas ainda prefiro o calculate,pois me poupa tempo.Ou entao o sabayon.Tem refisefuquis que realmente valem a pena,pois facilitam o uso.


29. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Walker Luiz de Freitas
WalkerPR

(usa KDE Neon)

Enviado em 03/02/2014 - 21:32h

elitonjt escreveu:

rei_astro escreveu:

O Mint não tem nada de especial. Na verdade pega carona no Ubuntu e sua fama se deu pela interface gráfica, devido a rejeição pelos novos Gnome3 e o Unity.

Não vejo graça alguma no Mint, é até pior que o Ubuntu, já que o suporte a drivers deste último é melhor.

Se vai cair? Pode ter certeza. Antes dele o Ubuntu era imbatível até mesmo contra o próprio Mint. O que aconteceu é que o Ubuntu abandonou o Gnome2 e seus fãs procuraram algo mais próximo, o que o encontraram no Mint.

Só concluindo, se o Ubuntu tivesse continuado com o Gnome2 ou criado algo semelhante, o Mint não o teria ultrapassado.


Boa resposta, aliás na minha busca pelo Gnome2 tive muitos problemas com o MINT, principalmente em usar o "apt-get upgrade" isso dá uma zica e o sistema entre em parafuso total; sai fora isso é uma distro realmente bugada!. Cara na boa, se queres usar o Gnome2 porque nao usar o Ubuntu 10.04? Instalei ele tem uns quinze dias no meu notebook e o sistema ainda esta totalmente funcional e roda redondo sem dever nada a qualquer sistema atual, apenas pela interface grafica mesmo, o que pra mim é otimo, gosto de coisas simples e que funcionam sem problemas.



Eu utilizava o Ubuntu com o Gnome antigamente. Depois que saiu o Gnome 3, mudei para o Mint mas não fiquei muito tempo. Procurei outras como Debian, openSUSE, Fedora, Mageia... mas acabei voltando ao Ubuntu, só que desta vez com o XFCE no lugar do Gnome.




30. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Luis R. C. Silva
luisrcs

(usa Linux Mint)

Enviado em 03/02/2014 - 22:52h

elitonjt escreveu:

rei_astro escreveu:

O Mint não tem nada de especial. Na verdade pega carona no Ubuntu e sua fama se deu pela interface gráfica, devido a rejeição pelos novos Gnome3 e o Unity.

Não vejo graça alguma no Mint, é até pior que o Ubuntu, já que o suporte a drivers deste último é melhor.

Se vai cair? Pode ter certeza. Antes dele o Ubuntu era imbatível até mesmo contra o próprio Mint. O que aconteceu é que o Ubuntu abandonou o Gnome2 e seus fãs procuraram algo mais próximo, o que o encontraram no Mint.

Só concluindo, se o Ubuntu tivesse continuado com o Gnome2 ou criado algo semelhante, o Mint não o teria ultrapassado.


Boa resposta, aliás na minha busca pelo Gnome2 tive muitos problemas com o MINT, principalmente em usar o "apt-get upgrade" isso dá uma zica e o sistema entre em parafuso total; sai fora isso é uma distro realmente bugada!. Cara na boa, se queres usar o Gnome2 porque nao usar o Ubuntu 10.04? Instalei ele tem uns quinze dias no meu notebook e o sistema ainda esta totalmente funcional e roda redondo sem dever nada a qualquer sistema atual, apenas pela interface grafica mesmo, o que pra mim é otimo, gosto de coisas simples e que funcionam sem problemas.



Hummm! O problema é que não gosto de coisas desatualizadas. Gostei muito do Ubuntu 10.04, inclusive foi meu primeiro OS exclusivo depois que abandonei o windows.

Hoje utilizo o Debian Sid com Mate. O Mate é bugado, mas bem parecido com o Gnome2, mas nem se compara na estabilidade.


31. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Antonio Monteiro de Almeida
antonioma

(usa Linux Mint)

Enviado em 03/02/2014 - 23:57h

Fanboys mais atrapalham do que ajudam.


32. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Denilson Pereira
Denilson-Pereira

(usa Mageia)

Enviado em 04/02/2014 - 00:05h

bilufe escreveu:

Muita gente defende as refisefuquis por causa de alguns scripts ou alguns forks que esta turma anda criando, mas se esta moda pega... logo serão lançados novas refisefuquis: Gnome Linux, KDE Linux, Lxde Linux, Xfce Linux, LibreOffice Linux, Gimp Linux, Midnight Commander Linux, Firefox Linux, Google Chrome Linux, Google Earth Linux, Amarok Linux, Xmms Linux.... cada software para Linux irá poder ser executado em sua própria refisefuqui.


Quanto a Firefox Linux tem esse daqui:
http://www.superdownloads.com.br/download/139/mozillux/

Já pra Opera Linux tem esse:
http://www.superdownloads.com.br/download/106/opera-os/

Esse deixa a imaginar algum tipo de Google Os
http://www.superdownloads.com.br/download/131/gos/


Sempre quis um SO só com o navegador de internet para dar uma olhada.


33. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Pedro
px

(usa Debian)

Enviado em 04/02/2014 - 00:33h

Denilson-BR escreveu:

Sempre quis um SO só com o navegador de internet para dar uma olhada.


Procure pelo "Chrome OS"


34. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 04/02/2014 - 01:33h

O Ubuntu continua na frente, bastando, para isso, somar Ubuntu + Lubuntu + Xubuntu + Ubuntu GNOME + Kubuntu + Ubuntu Studio + Ubuntu Kylin.

O Mint é um só e o Ubuntu se divide nas sete distros citadas e mais uma a oitava, o Edubuntu (Ubuntu educacional), que está fora do ranking.

Interessa que todas as citadas estão no ranking das cem primeiras. Vejam, pela mesma ordem de antes, as posições e os pontos: 1919 (Ubuntu, 2º colocado) + 628 (Lubuntu, 16º colocado] + 508 (Xubuntu, 21º colocado) + 491 (Ubuntu GNOME, 25º colocado) + 452 (Kubuntu, 27º colocado) + 266 (Ubuntu Studio, 51º colocado) + 182 (Ubuntu Kylin, 81º colocado). E a soma total: 1919 + 628 + 508 + 491 + 452 + 266 + 182 = 4446.

O Ubuntu, ou a "Família Ubuntu", com 4446 hits, ganha do Mint (que usa sempre o mesmo nome, seja qual for o DE utilizado), com 3629.



35. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 04/02/2014 - 01:50h

pinduvoz escreveu:

O Ubuntu continua na frente, bastando, para isso, somar Ubuntu + Lubuntu + Xubuntu + Ubuntu GNOME + Kubuntu + Ubuntu Studio + Ubuntu Kylin.

O Mint é um só e o Ubuntu se divide nas sete distros citadas e mais uma a oitava, o Edubuntu (Ubuntu educacional), que está fora do ranking.

Interessa que todas as citadas estão no ranking das cem primeiras. Vejam, pela mesma ordem de antes, as posições e os pontos: 1919 (Ubuntu, 2º colocado) + 628 (Lubuntu, 16º colocado] + 508 (Xubuntu, 21º colocado) + 491 (Ubuntu GNOME, 25º colocado) + 452 (Kubuntu, 27º colocado) + 266 (Ubuntu Studio, 51º colocado) + 182 (Ubuntu Kylin, 81º colocado). E a soma total: 1919 + 628 + 508 + 491 + 452 + 266 + 182 = 4446.

O Ubuntu, ou a "Família Ubuntu", com 4446 hits, ganha do Mint (que usa sempre o mesmo nome, seja qual for o DE utilizado), com 3629.


Publiquei o texto acima, com acréscimos, no meu blogue.


36. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 04/02/2014 - 04:35h

Bom, viva o Debian e todas as refusiques que dele nasceu.

Quanto quem é o primeiro penso que é um equivoco do DW, pois Kubuntu, Lubuntu e todos os Buntus são a mesma distro, apenas com interface diferente, assim como mint KDE, mint Mate e por ai vai.

Penso que há três distros com potêncial para desbancar o Mint: Manjaro, Mageia e o elementary OS Isis.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts