Que tipo de bruxaria e essa?

49. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Pedro
px

(usa Debian)

Enviado em 06/02/2014 - 10:56h

bilufe escreveu:

Vejo que não conhece o Ubuntu por completo. O Ubuntu permite fazer tudo o que está disponível em outras distribuições, a diferença é que ele tem uma interface gráfica própria (que pode ser substituída por outra que o usuário desejar). Antes de escrever asneiras, vá verificar se o Ubuntu é realmente o que você acha que é.


Bom, não sei qual a pior mentira falada neste pedaço de "texto", pois usei todas as versões deste 11.04 do ubuntu (antes no desktop, depois para testes mesmo). Tente remover um pacote base com o Unity e veja se esta [*****] sobe, isso se o apt-get [*****] do ubuntu não remover metade do sistema com ele.

O Ubuntu é uma distribuição Linux tradicional, é tão flexível, personalizável e que permite total controle do sistema que é o sistema operacional oficial das Refisefuquis. Se o Ubuntu fosse como você disse, não existiriam Linux Mint, ElementaryOS, PearOS, Biglinux e milhares de outras refisefuquis.


Tradicional? KKKK... existem Linux Mint, ElementaryOS, PearOS... justamente para tentar fazer o ubuntu usável, por que acha que existe Xubuntu, Lubuntu, Kubuntu?? é por que o sistema vem grudado neste unity atualmente.

E o que você considera pesado? O Ubuntu 13.10 inicia consumindo menos de 400 mb de RAM, enquanto o Windows 7 (um sistema mais antigo que o Ubuntu 13.10) inicia consumindo o dobro de memória RAM. Consumir a metade do sistema mais usado no mundo é ser pesado? Se 400 mb de RAM é muito para você, por favor compre um computador com mais memória RAM! É claro que não dá para usar Ubuntu 13.10 em seu K6 com 64 Mb de RAM!


Considero pesado um sistema cheio de lixos desnecessários e que geram bugs, não é necessáriamente a quantidade de uso do hardware em sí, mas também acho que pra dar boot 400Mb de RAM é horrivel, sendo que meu windows7 usa 650 (e ainda abre mais rápido que o Ubuntu!), perdendo somente para meu Arch Linux que tem um boot que nem vejo direito e abre com menos de 160Mb de RAM (isso em 64Bits).

Meu pc (o que uso de desktop) tem 2x2Gb @1333 de memória RAM DDR3 em dual channel, é pouco mais é + q sulficiente para mim. Há tenho um K6 com 128Mb parado também, rsrs

Conheça o Ubuntu primeiramente antes de falar asneira. O Ubuntu nada mais é que o mesmo sistema Debian com softwares adicionais e facilidades, de resto o Ubuntu é igual ao Debian, tão personalizável e tão flexível quanto o Debian. Afinal de contas, o Ubuntu é apenas um Debian para leigos.


Eu sei que o Ubuntu é uma copia mal feita do Debian não prescisa ficar falando o que já sei... há única coisa que o ubuntu adicionou no "Debian" ""deles"" são os bugs e o Unity e os PPAs (coisas reprendidas por São Linux) o resto é balela.

Repito o que disse antes desde que usem Linux, já esta ótimo pra mim... não me emporto que usem o mais bugado deles, desde que usem.


  


50. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 06/02/2014 - 15:10h

px escreveu:

bilufe escreveu:

Vejo que não conhece o Ubuntu por completo. O Ubuntu permite fazer tudo o que está disponível em outras distribuições, a diferença é que ele tem uma interface gráfica própria (que pode ser substituída por outra que o usuário desejar). Antes de escrever asneiras, vá verificar se o Ubuntu é realmente o que você acha que é.


Bom, não sei qual a pior mentira falada neste pedaço de "texto", pois usei todas as versões deste 11.04 do ubuntu (antes no desktop, depois para testes mesmo). Tente remover um pacote base com o Unity e veja se esta [*****] sobe, isso se o apt-get [*****] do ubuntu não remover metade do sistema com ele.

O Ubuntu é uma distribuição Linux tradicional, é tão flexível, personalizável e que permite total controle do sistema que é o sistema operacional oficial das Refisefuquis. Se o Ubuntu fosse como você disse, não existiriam Linux Mint, ElementaryOS, PearOS, Biglinux e milhares de outras refisefuquis.


Tradicional? KKKK... existem Linux Mint, ElementaryOS, PearOS... justamente para tentar fazer o ubuntu usável, por que acha que existe Xubuntu, Lubuntu, Kubuntu?? é por que o sistema vem grudado neste unity atualmente.

E o que você considera pesado? O Ubuntu 13.10 inicia consumindo menos de 400 mb de RAM, enquanto o Windows 7 (um sistema mais antigo que o Ubuntu 13.10) inicia consumindo o dobro de memória RAM. Consumir a metade do sistema mais usado no mundo é ser pesado? Se 400 mb de RAM é muito para você, por favor compre um computador com mais memória RAM! É claro que não dá para usar Ubuntu 13.10 em seu K6 com 64 Mb de RAM!


Considero pesado um sistema cheio de lixos desnecessários e que geram bugs, não é necessáriamente a quantidade de uso do hardware em sí, mas também acho que pra dar boot 400Mb de RAM é horrivel, sendo que meu windows7 usa 650 (e ainda abre mais rápido que o Ubuntu!), perdendo somente para meu Arch Linux que tem um boot que nem vejo direito e abre com menos de 160Mb de RAM (isso em 64Bits).

Meu pc (o que uso de desktop) tem 2x2Gb @1333 de memória RAM DDR3 em dual channel, é pouco mais é + q sulficiente para mim. Há tenho um K6 com 128Mb parado também, rsrs

Conheça o Ubuntu primeiramente antes de falar asneira. O Ubuntu nada mais é que o mesmo sistema Debian com softwares adicionais e facilidades, de resto o Ubuntu é igual ao Debian, tão personalizável e tão flexível quanto o Debian. Afinal de contas, o Ubuntu é apenas um Debian para leigos.


Eu sei que o Ubuntu é uma copia mal feita do Debian não prescisa ficar falando o que já sei... há única coisa que o ubuntu adicionou no "Debian" ""deles"" são os bugs e o Unity e os PPAs (coisas reprendidas por São Linux) o resto é balela.

Repito o que disse antes desde que usem Linux, já esta ótimo pra mim... não me emporto que usem o mais bugado deles, desde que usem.


1. Já removi o Unity inteiro. Foi muito simples, bastou remover alguns pacotes e pronto. Está satisfeito? Há também uma imagem Netinstall, que você instala apenas os pacotes que você quiser. É claro que o apt-get vai remover todos os pacotes que dependiam do Unity, mas isto não é problema, já que estes pacotes não são mais necessários para quem não vai usar o Unity.

2. Sim, o Ubuntu é uma distribuição Linux tradicional. Tem tudo o que uma distribuição tradicional tem: glibc, gcc, binutils, sudo, cups, nfs, atd, cron, freetype, perl, python, gtk, qt, X11, fltk, etc. O fato de ter um software diferente (Unity) não significa que deixou de ser uma distribuição tradicional do Linux.]

3. Se você chama o Ubuntu de cópia mal feita do Debian, deveria dizer também que o Debian é mal feito. Os pacotes do Debian são importados para os servidores do Ubuntu, e os desenvolvedores trabalham em cima destes pacotes para criar o Ubuntu. O resultado é a distribuição Linux mais popular, quer você queira ou não.

4. Quer você queira ou não, o Linux Mint é apenas uma refisefuqui. Quem usa Linux Mint está usando Ubuntu e só. Você reclama dos PPAs por não entender o que é um PPA, é apenas um meio criado para que desenvolvedores de softwares possam disponibilizar seus aplicativos e atualizações para o Ubuntu, talvez sua reclamação seja porque nenhuma outra distribuição Linux pensou em algo tão bom quanto os PPAs.

5. Já usei o seu amado Arch Linux. Não gostei, pois se você reclama que os pacotes do Ubuntu tem muitas dependências, foi no Arch Linux que eu tentei instalar o Mplayer e ele dependia do servidor de som Jack. Isto é surreal, pois em nenhuma distribuição Linux que conheço necessita-se instalar o Jack para rodar o Mplayer. Isto faz muito tempo, já pode ter sido corrigido pela equipe do Arch, mas quando usei Arch Linux acabei desistindo e voltando para o Ubuntu pois no Ubuntu não preciso instalar softwares que não desejo para poder executar o Mplayer ou qualquer outro aplicativo.



51. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Pedro
px

(usa Debian)

Enviado em 06/02/2014 - 15:59h

bilufe escreveu:

1. Já removi o Unity inteiro. Foi muito simples, bastou remover alguns pacotes e pronto. Está satisfeito? Há também uma imagem Netinstall, que você instala apenas os pacotes que você quiser. É claro que o apt-get vai remover todos os pacotes que dependiam do Unity, mas isto não é problema, já que estes pacotes não são mais necessários para quem não vai usar o Unity.

2. Sim, o Ubuntu é uma distribuição Linux tradicional. Tem tudo o que uma distribuição tradicional tem: glibc, gcc, binutils, sudo, cups, nfs, atd, cron, freetype, perl, python, gtk, qt, X11, fltk, etc. O fato de ter um software diferente (Unity) não significa que deixou de ser uma distribuição tradicional do Linux.]

3. Se você chama o Ubuntu de cópia mal feita do Debian, deveria dizer também que o Debian é mal feito. Os pacotes do Debian são importados para os servidores do Ubuntu, e os desenvolvedores trabalham em cima destes pacotes para criar o Ubuntu. O resultado é a distribuição Linux mais popular, quer você queira ou não.

4. Quer você queira ou não, o Linux Mint é apenas uma refisefuqui. Quem usa Linux Mint está usando Ubuntu e só. Você reclama dos PPAs por não entender o que é um PPA, é apenas um meio criado para que desenvolvedores de softwares possam disponibilizar seus aplicativos e atualizações para o Ubuntu, talvez sua reclamação seja porque nenhuma outra distribuição Linux pensou em algo tão bom quanto os PPAs.

5. Já usei o seu amado Arch Linux. Não gostei, pois se você reclama que os pacotes do Ubuntu tem muitas dependências, foi no Arch Linux que eu tentei instalar o Mplayer e ele dependia do servidor de som Jack. Isto é surreal, pois em nenhuma distribuição Linux que conheço necessita-se instalar o Jack para rodar o Mplayer. Isto faz muito tempo, já pode ter sido corrigido pela equipe do Arch, mas quando usei Arch Linux acabei desistindo e voltando para o Ubuntu pois no Ubuntu não preciso instalar softwares que não desejo para poder executar o Mplayer ou qualquer outro aplicativo.


Cara na boa isto é perda de tempo, temos opiniões diferentes sobre algo e nada mudará isto. Distro é uma escolha própria das pessoas... por isto existem várias!

1- O problema é que dependências importantes vão se embora quando o apt-get remove algum programa... sempre teve isto, tem um tópico que um usuário de Ubuntu removeu um jogo e perdeu vários arquivos, alguns foram para outra pasta mais outros simplesmente sumiram!

2- Qualquer linux tem esses tipos de pacotes (menos o sudo que é uma brecha de segurança), não tem nada a ver quando disse que o Ubuntu não era tradicional com o Unity... tradicionais são Debian, Slackware o resto nasceu depois, atrevo-me a dizer que o Slackware foi o primeiro linux realmente usável na época que foi lançado, "O Cara" era e é realmente um visionário! já o Debian nasce como projeto comunitário mundialmente apoiado... porra! fora isto acho que ninguém é mais tradicional (quem usa softwares RHEL que me desculpe mais é a verdade).

3- Não necessáriamente... os "desenvolvedores" do ubuntu trabalham em cima dos pacotes do Debian... ai a mer.., quer dizer a diferença que separa os 2, não sei como eles conseguem meter tantos bugs em pouco espaço, KKKK. Bom eles usam os pacotes do Debian... bela refusifuqi então! não sei nem por que reclamas tanto do Mint se o ubuntu é outro chupa-cabra! não consigo seguir esta linha de pensamento.

4- Não defendo refusifuqis neste ponto penso igual a você, apesar de apoiar o linux independente da distro. Na verdade eu reclamo dos PPas por que justamente entendo o que eles são, caso contrário não haveria motivos para reclamar. Graças a Deus que nenhuma distro fez isto.

5- Não reclamo das dependências do ubuntu reclamo da qualidade inferior da distro. Agora você instalou ou tentou instalar o mplayer com que opções no pacman? tem como selecionar quais as dependências que você quer instalar ou remover pelo pacman, ou mesmo instalar o aplicativo sem dependência nenhuma, ou melhor ainda ir no site baixar o código fonte e compilar com a flag do alsa... antigamente o padrão era OSS depois que o alsa aparece pra suprir o povão.


52. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 06/02/2014 - 18:14h

rei_astro escreveu:

pinduvoz escreveu:

pinduvoz escreveu:

O Ubuntu continua na frente, bastando, para isso, somar Ubuntu + Lubuntu + Xubuntu + Kubuntu + Ubuntu Studio + Ubuntu Kylin. O Mint é um só e o Ubuntu se divide nas seis distros citadas, todas elas no ranking das cem primeiras. Vejam, pela mesma ordem de antes, as posições e os pontos: 1919 (Ubuntu, 2º colocado) + 628 (Lubuntu, 16º colocado] + 508 (Xubuntu, 21º colocado) + 452 (Kubuntu, 27º colocado) + 266 (Ubuntu Studio, 51º colocado) + 182 (Ubuntu Kylin, 81º colocado). E a soma total: 1919 + 628 + 508 + 452 + 266 + 182 = 3955.

O Ubuntu, ou a "Família Ubuntu", com 3955 hits, ganha do Mint (que usa sempre o mesmo nome, seja qual for o DE utilizado), com 3629.


Publiquei o texto acima, com acréscimos, no meu blogue.


Na verdade são oito distros oficiais do Ubuntu. Veja que já citei isso no poste 9:


Concordo. Mas só lembrando que nem todos os usuários Mint usam o Mint Ubuntu, também tem os que usam Mint Debian, o qual não é especificado no Distrowatch.

Além do mais, têm o Mint Mate, Mint Cinnamon, Mint KDE e Mint Xfce. Ou seja, são cinco em um.

Sendo assim, juntando as variantes oficiais do Ubuntu, teríamos 4566 H.P.D. contra 3623 H.P.D. da soma das variantes Mint.

Variantes oficiais do Ubuntu:

- Ubuntu
- Lubuntu
- Kubuntu
- Xubuntu
- Ubuntu Gnome
- Ubuntu Studio
- Ubuntu Kylin
- Edubuntu

O que de todas as forma faz o Ubuntu oficial ficar em primeiro. Mas se juntar os não oficiais aí seria uma coisa monstruosa. Seria interessante o Distrowatch fazer uma estatística somente das distro-base também, assim teríamos: Debian, Ubuntu, Fedora, Mandriva, etc.



Não tinha lido sua mensagem (que, de certa forma, repeti).

Tinha me esquecido do Ubuntu Gnome, antigo "Gnome Remix", que está na 25ª posição e soma mais 491 hits à conta feita.

Do Edubuntu não esqueci, mas ele não está mais entre as 100 primeiras distros (fora do ranking, portanto).

Vou corrigir meu texto.




53. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 06/02/2014 - 18:33h

Publiquei uma errata também no meu blogue.


54. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Lisandro Guerra
Lisandro

(usa Linux Mint)

Enviado em 06/02/2014 - 23:30h

bilufe escreveu:

LisandroGuerra escreveu:

rei_astro escreveu:

LisandroGuerra escreveu:

Sobre o que era esse tópico mesmo?
Ah! Lembrei.
Quem acompanhou o Mint desde a maternidade até agora onde está chegando à infância sabe que ele não apareceu direto no topo da lista, levou tempo para chegar lá e não foi bruxaria não.
Agora ele vai se manter lá, até que outro sistema forneça uma solução melhor para os usuários.
O Mint é bom para o iniciante que pode instalar e sair usando, para o comodista (como eu) que quer ter o básico funcionando direto e gastar a unha para configurar o que for de seu interesse e para o avançado também, pois o avançado deixa qualquer sistema bom para ele.
Agora para mim aqui funciona assim, na produção normal diária uso Mint (inclusive para desenvolvimento), Servidor meu CentOS e diversão o meu querido Slackware.
Sou feliz assim e nem me importo se o Mint usa os repositórios do Ubuntu, já usei algumas distros que morreram ou foram compradas e se perderam, assim vou dizer que o destino do Mint só o futuro vai dizer...
Abraços


Só uma observação, o Mint não é bom para avançados, pois como vem cheio de perfumaria, o usuário precisa sair removendo um porrada de coisas para ficar do seu jeito.

Usuários médios/avançados pegam a base d sistema e instalam somente o que precisam, nada mais.


Estás muito enganado. Conheço vários programadores de primeira linha que usam Mint e que viera de distos como Suse, OpenSuse, Redhat e outros.


Então eles usam Ubuntu. Linux Mint é apenas o Ubuntu com outro nome.


Pode até ser Bilufe, mas pode ter certeza que são contabilizados como Mint users e não Ubuntu users. Sorry ;-P




55. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 07/02/2014 - 00:02h

Como esses linuxers cansam! :)

Coisa legal sobre o Ubuntu 12.04: http://va.mu/dqGC


56. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 07/02/2014 - 02:12h

izaias escreveu:

Como esses linuxers cansam! :)

Coisa legal sobre o Ubuntu 12.04: http://va.mu/dqGC


Não é novidade, pois naquela competição tradicional onde hackers são convidados a invadir Windows, OSX e Ubuntu, só o último sai incólume.

O invadido mais rapidamente, numa das edições antigas, foi justamente o OSX, que não deixa de ser um BSD. Parece que a Apple realmente demora mais para resolver questões de segurança do que a própria MS, ou mesmo do que a turma do SL.

Aliás, o W7 que tenho instalado em casa, em quase todos meus computadores (não costumo apaga-lo, pois paguei por ele), não me deu problema com pragas virtuais até hoje.



57. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 07/02/2014 - 17:36h

pinduvoz escreveu:
...
Aliás, o W7 que tenho instalado em casa, em quase todos meus computadores (não costumo apaga-lo, pois paguei por ele), não me deu problema com pragas virtuais até hoje.


-o W7 do notebook (ci3/2gb/320gb) de minha esposa ainda não precisou ser formatado desde sua compra no final de 2011
-mas por segurança tem LM16-Mate em dual-boot
rsrsrsrsrsrs



58. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Denilson Pereira
Denilson-Pereira

(usa Mageia)

Enviado em 08/02/2014 - 01:22h

pinduvoz escreveu:

izaias escreveu:

Como esses linuxers cansam! :)

Coisa legal sobre o Ubuntu 12.04: http://va.mu/dqGC


Não é novidade, pois naquela competição tradicional onde hackers são convidados a invadir Windows, OSX e Ubuntu, só o último sai incólume.

O invadido mais rapidamente, numa das edições antigas, foi justamente o OSX, que não deixa de ser um BSD. Parece que a Apple realmente demora mais para resolver questões de segurança do que a própria MS, ou mesmo do que a turma do SL.

Aliás, o W7 que tenho instalado em casa, em quase todos meus computadores (não costumo apaga-lo, pois paguei por ele), não me deu problema com pragas virtuais até hoje.


Que competição ser essa? Pode postar um link também?


59. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

arlindo ferreira
draggom

(usa Debian)

Enviado em 12/02/2014 - 11:52h

Na verdade o ubuntu sempre ficará atráz do mint, o mundo gnu/linux tem que acabar com essa ditadura do ubuntu/mint que é quase a mesma coisa.





60. Re: Que tipo de bruxaria e essa?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 13/02/2014 - 14:08h

draggom escreveu:

Na verdade o ubuntu sempre ficará atráz do mint, o mundo gnu/linux tem que acabar com essa ditadura do ubuntu/mint que é quase a mesma coisa.




Ter um nome diferente no arquivo /etc/lsb-release não significa que o Linux Mint se tornou uma distribuição do Linux, mas apenas reafirma o que ele realmente é: uma remasterização do Ubuntu. É apenas o Ubuntu com temas diferentes e alguns softwares diferentes.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts