Configurar gateway e servidor DNS com dialog

Publicado por Daniel Lara Souza (última atualização em 02/12/2010)

[ Hits: 10.076 ]

Homepage: http://danniel-lara.blogspot.com/

Download 4856.rotas.sh




Simples script em dialog para ajustar o gateway e os servidores DNS de seu GNU/Linux.

Espero que ajude!

  



Esconder código-fonte

#!/bin/bash
# 
# Script para realizar torca de rotas 
# e Ajustando o DNS
# utilizando Dialog
# Versao 0.1
# Daniel Lara Souza
# 29 Novenbro 2010



while : ; do
reposta=$(
 dialog --stdout               \
        --title     ' Verifica o GW ' \
        --menu    'Escolha um opcao: ' \
        0 0 0            \
        1 'GATEWAY ATUAL'   \
        2 'DNS ATUAL'    \
        3 'TROCAR GATEWAY'  \
        4 'ADICIONAR DNS PRIMARIO' \
        5 'ADICIONAR 1 OU + DNS SEGUNDARIO'  \
        0 'Sair'      \
                   )        
   [ $? -ne 0 ] && break
 
   case "$reposta" in
          
           1) route -n > /tmp/route.txt 
              dialog --tailbox /tmp/route.txt 8 75
           ;;
           2) cat /etc/resolv.conf > /tmp/dns.txt
              dialog --tailbox /tmp/dns.txt 8 75
           ;;
           3) GATEWAY=$( dialog --stdout --inputbox 'Digite o número do gateway (roteador): ' 0 0 )
              route del default ; route add default gw $GATEWAY
           ;;
           4) DNS1=$( dialog --stdout --inputbox 'Digite o número do servidor DNS primário: ' 0 0 ) 
              echo > /ete/resolv.conf
              echo "nameserver $DNS1" > /etc/resolv.conf
           ;;
           5) DNS2=$( dialog --stdout --inputbox 'Digite o número do servidor DNS secundário: ' 0 0 )
              echo "nameserver $DNS2" >> /etc/resolv.conf  
           ;;
           0) break
           ;; 
esac
done

Scripts recomendados

Script para controle de banda usando FreeRADIUS, PPPoE e HTB

Killer

verificar os maiores arquivos no HD

Backup em fita com tar e mt

Gerenciar usuários do OpenLDAP com Sistema ZIMBRA


  

Comentários
[1] Comentário enviado por /bin/laden em 03/12/2010 - 17:35h

Critica construtiva

E se:

1 - Esse script for executado por um usuário comum? (você não checa se quem executa é root ou não)

2 - O cara deixar em branco uma das opções? (seu script não faz tratamento disso)

3 - Ao invés de fornecer um endereço ip, o cara escreve uma palavra qualquer? (novamente seu script não faz tratamento disso)

Pense nisso!

[2] Comentário enviado por isaque_alves em 05/12/2010 - 10:39h

Software livre é bom por isso. Críticas construtivas acompanhadas de ações positivas para criação de programas cada vez melhores...

Vai ver o cara não pensou nessas possibilidades. Se ele não souber, muitos de nós farão novas versões e as enviarão para enriquecer ainda mais o VOL. Vamo lá, moçada!!

[Editado]

Só lembrando que para checar o ip do gateway, por exemplo, é preciso validar mais do que apenas a entrada de números... é preciso verificar o endereço de rede do gateway e da máquina... ambos devem estar na mesmíssima rede.

[3] Comentário enviado por himfea em 07/12/2010 - 10:15h

outro ponto interessante a ressaltar, é que esse script não cria uma rota estática. ao reiniciar a máquina ou a rede, o gateway vai se perder.

no Fedora, Red Hat e CentOS, tu podes efetuar um sed -i no arquivo "/etc/sysconfig/netwrok" opção "GATEWAY=<IP-GATEWAY>"
claro, que essa opção só existirá caso esteja usando IP fixo, se for dinâmico, terá que incluí-la.

outra dica, seria efetuar o sed -i no "etc/resolv.conf" também. O único problema seria se a pessoa tens 2 nameserver configurados no resolv.conf.
----
porem, muito legal o seu script para automatizar essa tarefa.
também uso muitos scripts no dia a dia.

abraços


Contribuir com comentário