Ubuntu salva "computalixos"

Publicado por flavio ferreira hespanhol em 13/11/2009

[ Hits: 8.550 ]

 


Ubuntu salva "computalixos"



O natal está chegando e as grandes redes de lojas de eletroeletrônicos vão começar a vender os famosos caixotões pretos com configurações pífias e qualidade duvidosa por preços estranhos.

Passei por várias lojas e vi "computalixos" de vários tipos das marcas Positivo, Intelbrás e NeoPC com as seguintes configurações:

Processador Celeron 1.8Ghz ou Pentium D também de 1.8Ghz, 512 a 1GB de memória ram, HD de 160GB, placas-mãe desconhecidas, sem um CD de instalação sequer e com Windows Vista Starter Edition instalado. Ao ver estas pérolas pensei logo com meus botões: não vai demorar muito e vão começar a me ligar para acertar os computalixos que compraram e que não conseguem usar.

Não deu outra. Uma pessoa me liga dizendo que comprou um PC Positivo nas Casas Bahia e o danado simplesmente parou de funcionar. Cheguei na casa da pessoa e me deparo com um PC Celeron, 1GB de memória Ram e 160 GB de HD. Ele veio com Windows Vista pré-instalado e pasmem, nenhum CD de instalação sequer nem de driveres e nem de recuperação do sistema. O Windows Vista simplesmente parou de funcionar dias depois de o computalixo ligado, pois exigiu a ativação e como o usuário era leigo não entendeu o que era solicitado na tela preta e assustadora que abriu, chamou um amigo "entendido" em informática para auxiliá-lo, o "entendido" simplesmente pegou um DVD do Windows Vista Home Premium pirata e tacou no computalixo dele e detalhe, NÃO ATIVOU. Resultado: o problema voltou, aí ele resolveu me chamar para tentar auxiliá-lo.

Simplesmente fiquei de mãos atadas, pois sem os CDs de instalação e recuperação que deveriam acompanhar o produto, mas que o fabricante simplesmente não mandou, não tinha muito o que fazer. O cliente insistiu que queria Windows instalado, tentei instalar o Windows XP para ele. Porém após a instalação que levou um século devido a baixa configuração e qualidade do hardware, o Windows não reconheceu nada da placa-mãe. Eu tenho um DVD com quase 9GB de driveres de todos os tipos e nenhum serviu, nem a placa de rede o Windows reconheceu.

Aí eu peguei o CD do Ubuntu 9.10, coloquei no drive e testei. O Ubuntu reconheceu todo o hardware do computalixo automaticamente e ainda configurou a gatonet do cara sozinho. Ao ver que o computalixo dele estava funcionando e até navegando na internet o dono me perguntou:

"- Ué, tá funcionando? O que que você fez?"

Aí eu falei simplesmente tirei o Windows e coloquei o Linux. Aí ele falou:

"- Ahh, já ouvi falar desse Linux! Não sabia que era assim tão legalzinho!"

Quando instalei os codecs de áudio e vídeo, botei para tocar música, mostrei como assistir TV pela internet e jogar, o cara adorou. A filha e a esposa dele gostaram do OpenOffice.org e acharam até mais fácil de usar. Quando fui embora o computalixo já não era mais um computalixo e sim um computador e embora de qualidade duvidosa, estava funcionando bem e de maneira bem simples.

Outras dicas deste autor

Synfig - alternativa gratuita ao Flash

Instalando o Firefox 3.6 no Ubuntu

Alterando ícones no Ubuntu Linux (válido para qualquer versão)

Criando uma biblioteca multimídia no Ubuntu

É possível substituir o Photoshop pelo Gimp?

Leitura recomendada

Configurando o ADSL no Debian GNU/Linux

Insigne Linux 2.0

Conectando-se à internet usando AIKO82D VIVO/MG no Ubuntu Linux 8.10 via NetwokManager

Manipulando arquivos PDF no terminal

Como configurar o aDesklets 0.6.1 no Slackware 12

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 13/11/2009 - 06:24h

Nao senhor... Do lixo ao LUXO com LINUX... simplesmente isso... É o que eu venho pregando há séculos. Nestes últimos 10 anos que sou liberto das drogas, tenho vivido isso, recupera uma máquina velha aqui, doa ela ali e de quebra propagando o pinguim.

Otima historia, BTW... Acho que todos ja conhecem meu Dellzim, não preciso repetir...rs

[2] Comentário enviado por rodrigo_leonel em 13/11/2009 - 09:25h

Parabéns pelo texto, muito bom, devo até encaminhar isso para algumas pessoas!

[3] Comentário enviado por Teixeira em 13/11/2009 - 09:37h

Mais uma história de sucesso.
É isso aí.

Tenho encontrado CPUs "obscuras" por aí, verdadeiras caixas pretas (literalmente) a preços entre R$ 499,00 a R$ 799,00 e que vêm com "um tal de linúx" (tônica no "U") - e quando falam assim, geralmente trata-se de uma distro meia-boca e mal configurada.

Geralmente vêm com 512MB RAM, o que em termos de Windows não dá para nada, mas para GNU/Linux é um mar de possibilidades.

Essas CPUs "muderrnas", mais aqueles P-III e P-IV formam os assim-chamados computalixos que podem perfeitamente transformar-se em computadores decentes, a um custo baixíssimo.

Minha atual CPU (Pentium IV 2.8MHz) custou 350,00 e roda em Linux o equivalente a tudo o que o Windows pode e o que não pode rodar. Apenas que não tenho uma placa 3D e portanto tudo aquilo que seria próprio de 3D evidentemente não irá rodar.

O grande problema de colocar Linux nessas máquinas é que usuários leigos geralmente encontram dificuldades de ordem técnica e sempre precisam recorrer a alguém com prática.
É aí que a porca torce o rabo, porque os "tênicos e os mexânicos" e os carinhas que "entendem tudo de computador" em geral sabem apenas instalar o Windows do Capitão Gancho e reformatar HD, desconhecendo porém o que é uma partição, o que é um sistema da arquivos, e outras coisas básicas.

No entanto, com o conhecimento mínimo necessário, instala-se o *buntu em menos de uma hora, contra as 8 horas exigidas pelo Windows Seven (segundo dados da PC WORLD).
Por sinal, o Seven jamais rodaria em uma máquina assim...

[4] Comentário enviado por eldermarco em 13/11/2009 - 10:29h

Não estou querendo defender essas empresas, mas eu tenho um PC Intelbrás que veio com 2GB de RAM, 160GB de HD e uma placa mãe que, apesar de eu não entender tanto de hardware, me parece ser boa. Uma ECS com placa de video Nvidia e som tb. Aliás, aqui a saída do meu lspci:

----------------------------------
00:00.0 Host bridge: nVidia Corporation Device 07c3 (rev a2)
00:00.1 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a2)
00:01.0 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.1 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.2 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.3 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.4 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.5 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:01.6 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:02.0 RAM memory: nVidia Corporation nForce 630i memory controller (rev a1)
00:03.0 ISA bridge: nVidia Corporation MCP73 LPC Bridge (rev a2)
00:03.1 SMBus: nVidia Corporation MCP73 SMBus (rev a1)
00:03.2 RAM memory: nVidia Corporation MCP73 Memory Controller (rev a1)
00:03.4 RAM memory: nVidia Corporation MCP73 Memory Controller (rev a1)
00:04.0 USB Controller: nVidia Corporation GeForce 7100/nForce 630i (rev a1)
00:04.1 USB Controller: nVidia Corporation MCP73 [nForce 630i] USB 2.0 Controller (EHCI) (rev a1)
00:08.0 IDE interface: nVidia Corporation MCP73 IDE (rev a1)
00:09.0 Audio device: nVidia Corporation MCP73 High Definition Audio (rev a1)
00:0a.0 PCI bridge: nVidia Corporation MCP73 PCI Express bridge (rev a1)
00:0b.0 PCI bridge: nVidia Corporation MCP73 PCI Express bridge (rev a1)
00:0c.0 PCI bridge: nVidia Corporation MCP73 PCI Express bridge (rev a1)
00:0d.0 PCI bridge: nVidia Corporation MCP73 PCI Express bridge (rev a1)
00:0e.0 IDE interface: nVidia Corporation MCP73 IDE (rev a2)
00:0f.0 Ethernet controller: nVidia Corporation MCP73 Ethernet (rev a2)
00:10.0 VGA compatible controller: nVidia Corporation GeForce 7050/nForce 610i (rev a2)
01:04.0 Modem: Motorola SM56 Data Fax Modem (rev 04)
--------------------------------------------------------------------------------

E o SO que veio junto foi o Fenix. Eu realmente achei esse Fenix confuso. A proposta dele seria algo voltado para o leigos, não? Mas eu que entendo um pouco mais me perdi com ele. De qualquer maneira, não insisti muito. Como sou usuário do Fedora, formatei o PC e coloquei o meu Fedora para funcionar nele. E roda tudo beleza! Tive de deixar o Windows em dual boot por causa do meu pai que queria e esse me deu trabalho para funcionar. O que ocorria era que a placa de som da bagaça não funcionava e não tinha o bendito driver no CD de instalação --- que veio com drivers do Windows, mas o PC com Linux... por que será?. Ainda sim, vasculhei a net e achei o driver para a placa de som.

Bom, pra mim esse PC atendeu todas as minhas necessidades e não tenho o que reclamar do hardware.

Mas um PC que comprei da Semp Toshiba.. bom, deixa pra lá.

[5] Comentário enviado por nefa em 13/11/2009 - 15:41h

só o Ubuntu salva, me deparei com uma situação parecida a uns dias atrás =-)

[6] Comentário enviado por albfneto em 13/11/2009 - 16:05h

Linux salva! rsrsrsrsrsrsrsrsr as peripécias do técnico TI.rooososoorsrsrsrsr
tá vendo, 512 de ram com vista, mesmo starter, é par dormir.....! rsrsrsrrs
pior é que com o mesmo preço, se não quiser micro "de loja", monta uma máquina muito melhor....

Bom nem todos micros da Intelbrás são péssimos, 2 Giga d eRAM é razoável...
Drivers? Até no Win é complicado, depois dizem que Linux é que é difícil....
minha prima tem um velho pentium, ela não gosta de Linux, nunca quiz experimentar.
tinha Win 98, precisei reformatar... quem foi que disse que ainda tinha driver para placa de rede do treco? rsrsrsrsrrsrsrsrsr
Por sorte, usei XP e não Win 98, e aí a Internet funfa! rsrsrsrsrs

Bom Teixeira, eu não precisei de oito horas para instalar o seven, mas umas 2 e meia sim, e meu micro é um Athlon grande, X2, 6000+, 4 Giga de RAM e um pouco overclocado.

[7] Comentário enviado por edgarlemke em 13/11/2009 - 17:08h

Linux salva!
Não necessariamente Ubuntu. Pelo contrário, tem máquinas em que o Ubuntu é muito pesado. Eu pessoalmente recomendaria um Gentoo ou um Slackware. Mas a matéria é legal. ;D

[8] Comentário enviado por removido em 13/11/2009 - 18:47h

OLha so... eu comprei meu desktop em 2006. era um celeron 2.26, 128MB, 40GB. ai tirei as peças do pc da ex-bruxa , digo, mulher, ficou 256MB e 2x40GB, dai fiz uma gambi e ficou 384MB+3x40GB.

e era o tal pc popular, veio um Linux INSIGNE FICANTE, que troquei na hora por Slackware e assim ficou até hoje no Linux. Com um poco de vergonha na cara, eu vo por mais 1GB de memoria e um HD de 160 que ta por aqui e vou usar mais uns anos ainda...rsrs

E onde tem um cacareco morto ou parado, eu tento infectar com Linux... To com uma ideia bem doida que se sair do papel voces vao ver..rsrs (aguardem!)

[9] Comentário enviado por rogeriojlle em 13/11/2009 - 19:23h

Intelbrás = Nova Computadores, um comprou a outra, mas mantêm as marcas distintas. ECS é um fabricante de produtos baratíssimos de Taiwan, tinha um notebook CCE que usa a placa mãe dessa fabricante (vamos combinar, nossa "indústria" nacional de computadores só compra dos asiáticos e troca os adesivos), com dois meses de uso, o controlador de brilho queimou, mas não antes de "me queimar", pela temperatura que ele atingia, (a porcaria ficava bem na base da tela, não dava de por no colo até queimar), no meu trabalho compramos dez positivos série Z, quatro já foram pra assistência e dois seis itautec - dois fora pra assistência, aliás vocês já preceberam a incrível semelhanca entre uma linha da Avel e Intelbrás? só mudou o decalque mesmo

[10] Comentário enviado por removido em 13/11/2009 - 23:26h

É tudo feito pela compal... alguem poderia rodar o dmidecode e contar pra gente o resultado... os dell tb sao feitos pelos chininhas, mas deve ser a primeira linha pra dell e o refugo pras outras... sai maquina boa, mas é aquela base, ne???

Falar nisso o titulo dessa dica é mei estranho... imagina um disléxico lendo: "Ubuntu salva lixo com pu**s", ou "pu*as com lixo", sei la...

[11] Comentário enviado por Teixeira em 14/11/2009 - 22:18h

Conforme já comentei em outros lugares aqui mesmo no VOL, a ECS e a PC CHIPS são empresas do mesmo grupo, que fabricam rigorosamente as mesmas motherboards em países diferentes, apenas com diferenças na nomenclatura e nas cores adotadas.

São motherboards desenvolvidas visando baixo custo.

Não são necessariamente refugos industriais porém corre-se o enorme risco de serem produtos de segunda ou terceira seleção arrematados em grandes lotes por firmas latinoamericanas.

Tudo depende da procedência.
Mas também existem outros aspectos e outras considerações, que dão matéria suficiente para um outro artigo.

Quanto ao que foi dito de nossa indústria "comprar dos asiáticos", esse não é um fenômeno brasileiro. Nota-se que no mundo inteiro existe essa tendência, devido aos custos infinitamente mais baixos. Por aqui a carga tributária excessiva e abusiva desincentiva totalmente produzir-se qualquer coisa em solo nacional. Só os sucessivos governos é que não sabem disso, ou fingem não saber.

Vejam nossos ventiladores, liquidificadores, refrigeradores e demais eletrodomésticos: Esses produtos 100% brasileiros (ou 100% americanos, 100% japoneses, 100% franceses, etc.) apresentam sempre, estampado em algum lugar, a sigla "ROC".
ROC não é a marca da estamparia. Significa "Republic Of China".
Fora os "Made in Taiwan", que são fabricados na Ilha de Formosa... na República da China!...
E os que são fabricados na Malásia ou na Coréia, sob encomenda de empresas japonesas ou chinesas...

Se prestarmos atenção na grande maioria dos semicondutores, veremos que são remarcados de alguma forma.


[12] Comentário enviado por instantware em 15/11/2009 - 14:25h

Não sei se Ubuntus salvam computadores montado nas "coxas". Acho que não. O Ubuntu está ficando bem pesado e a cada versão, um bug diferente. Nesse aspecto, diria até que o Windows não seria tão ruim assim. Exceto pelo computador geralmente vir com um hardware duvidoso e um suporte ruim mesmo no Windows que ele foi feito pra funcionar.

Sabemos que não é objetivo do fabricante escolher um sistema X ou sistema Y. Sabemos que os sistemas baseados no Kernel Linux ainda não são como deveriam ser. Talvez falte um pouco mais de vontade para fazer algo 100% fácil e 100% estável. O Ubuntu está indo para o caminho certo.

Acredito também que o fato de se vender um produto com menor qualidade que seus concorrentes não sejam um "defeito" mas sim uma excelente vantagem e garantia de renda e lucros para muita gente. Diria que um computador que dê problemas seja com sistema e com hardware seria excelente para técnicos, empresa, produtora e até para a Microsoft. É mundo capitalista minha gente!

Colocar Linux nessas máquinas seria perda de tempo para a empresa, pois colocar Linux seria quase que deixar sem sistema para a grande maioria. Sabemos que as pessoas são preconceituosas. Acharia até melhor os sistemas não serem mais chamados de Linux, a imagem dos sistemas baseados com esse kernel estão tão queimadas quanto o Windows Vista.

Mas por incrível que pareça, estou usando o Mandriva agora. Para aprender a usar ele, tive que perder alguns minutos fuçando os menus, coisas que eu costumo fazer nos outros sistemas. Mas não adianta. As pessoas não precisam de computadores, elas querem só entrar na internet. Sabendo disso, o Windows é a única coisa que eles querem saber por ser a única coisa que eles sabem usar.

Aprender pra que? Ninguém aqui está para aprender nada.

[13] Comentário enviado por Teixeira em 15/11/2009 - 15:27h

Convém comentar, antes que os colegas se esqueçam por definitivo:

- Quem disse que é fácil configurar internet no windows?
Para quem já tem alguma noção, ok, até concordo.
Mas para o usuário totalmente leigo é mais fácil fazer no Kurumin que usar o Wizard do Windows 9x, do XP ou mesmo do Vista.

- E quem disse que é fácil colocar o microfone para funcionar no windows?
Sabia que se removermos o pacote MS-Office o microfone pára de funcionar?
Isso mesmo: Ele somente é ativado através daqueles recursos de reconhecimento da fala, que não fazer parte do SO, mas do pacote Office!

[14] Comentário enviado por removido em 16/11/2009 - 02:46h

@Teixeira: imagino que se refira a meu post acima. Quando disse "refugo" não quis dizer lixo... Quis dizer no sentido de que uma empresa como a Dell ou a HP, vai ter um padrao de qualidade superior ao de uma marca desconhecida que cola um adesivo e poe o PC no mercado. Eu mesmo tenho um desses Compal, vendido sob a marca Amazon. É uma maquina ruim? Não, longe disso. O que é ruim nela é a tal da placa SiS 671 que não dá 3D no Linux. Hum. mas peraí. Pra que serve mesmo? Eu so programo um pouco, digito e navego, pra que eu preciso de 3D??? rs

No mais, quanto ao que o autor diz que o Ubuntu salva lixo, salva sim. Veja meu Dellzim... Ele veio com um XP pirata e na nota o vendedor escreveu "SEM SISTEMA OPERACIONAL", pelo menos ele foi honesto, pois realmente, nada e XP é quase a mesma coisa...rs E outras muitas maquinas velhas que vemos por ai, que nao aguentariam nem instalar nada mais ou menos velho da MS... Imagina, voce precisar de no minimo 1GB de RAM, num sei quantos mil gigas de HD pra rodar um 98 gordo e colorido... aneim...

[15] Comentário enviado por amaurywalbert em 18/11/2009 - 13:25h

Sem dúvida é a solução ideal para quem precisa de um computador e só consegue comprar através dessas promoções (parcelamento, desconto e tals). Como a maioria deles vem com windows e o usuário não quer nem pode pagar por outra versão que seja compatível como o hardware a melhor saída é a instalação de uma distro Linux que seja compatível com o perfil do usuário. A adptação ao novo sistema é difícil mas é a única forma de ter um computador que realmente funcione!!

Parabéns pela dica!!

[16] Comentário enviado por walescko em 18/11/2009 - 14:51h

artigo muito bom!

Estou pensando em comprar um PC para minha mãe, 53ano, e ela já andou mexendo no linux, foi só mostrar o que ela queria, freecell ou paciência, e pronto.

Quando estava com o XP com interface do vista, ela nem achou o menu iniciar para ir nos jogos, mas no linux, achou rapidinho depois. E pra desligar, ela aprendeu rapidinho.

[17] Comentário enviado por isaque.ikee em 20/11/2009 - 13:27h

Muito bom este depoimento!
Já venho a algum tempo fazendo algo parecido!
Já converti 1 pessoa! Tirei-a do lado negro da força e agora ela está Livre!

Parabéns!

[18] Comentário enviado por Teixeira em 24/11/2009 - 13:18h

Amigo Valter (vfs), a Dell e outras "grandes" comercializam o chamado material "refurbished" que é um aproveitamento de uma boa parte das peças.
Não pode ser considerado lixo, nem sucata, nem refugo, pois é feita uma breve análise após a qual são acrescentadas as peças faltantes.
Como isso vem de fábrica, tem garantia.
A HP por exemplo, faz isso com impressoras, e a Xerox e a Canon com copiadoras.
Isso é uma prática antiga, pelo menos lá fora.
Eu me lembro que havia micros de 8 bits reconstruidos pelos fabricantes ou representações técnicas, e vendidos a um preço bem razoável.
Há mais de um ano encontrei no Shopping Av. Central algumas CPUs Dell com gabinetes novos, 512MB RAM e custando R$ 500,00 (sem teclado ou mouse).
Agora, realmente quem tem um Windows 98 não tem nada, apesar de ser um BOM sistema operacional.
Ou seja, está totalmente entregue às baratas, pois não tem de onde conseguir atualizações, antivirus, suporte a USB, nada. E a maior parte do "software hereditário" que ainda rodava alegremente nele simplesmente não roda no XP...

[19] Comentário enviado por fhespanhol em 25/11/2009 - 06:38h

Ahh, Teixeira isso explica porquê impressoras e outros\dispositivos de hardware funcionam tão mal ou apresentamdefeito em pouco tempo de uso. Estamos comprando refugo como se fosse pro duto novo. É a mesma coisa que colocar capa nova em livro velho. Ao folheá-lo veremos traças, páginas soltando e linguagem ultrapassada apesar de parecer novinho. Realmente estamos entregues as baratas e não temos a quem recorrer.
E quanto a você meu amigo instantware não é o Ubuntu que está cada vez mais pesado e sim as aplicações. Hoje em dia a suite Microsoft Office ocupa quase 650Mb no HD contra 170MB da versão 97. O mesmo ocorre com o Open Office que logo que foi lançado ocupava um espaço bem menor. O Corel Draw que tinha 68MB no início e agora ocupa 200Mb e por aí vai. Ou seja para podermos continuar usando computador é imprescíndivel um sistema completo que dêsuporte a toda a traquitana que precisamos colocar nele e mantendo sua agilidade. O que é realmente um desafio. Creio que em breve o Ubuntu deva começar a vir em DVD como tantas outras versões do Linux vem fazendo.

[20] Comentário enviado por coelhojhezebell em 20/03/2010 - 10:14h

Olá, bom dia. Concordo plenamente que o Ubuntu ou qualquer distro Linux dão show no Windows. Mas algumas coisas que vc comentou não procedem em âmbito profissional:
1- Um equipamento com: Processador Celeron 1.8Ghz ou Pentium D também de 1.8Ghz, 512 a 1GB de memória ram, HD de 160GB. Placa mãe Gigabyte ou Phitronics (Positivo,CCE,Megaware,Kelow e tantas outras usam estas placas nos equipamentos citados).Esta configuração não deveria ocasionar numa demora como a que você citou para a instalação do Windows XP por um técnico com experiências diversas em hardware nestes casos. O Windows XP Roda Bem Com Celeron e Processamento acima de 1 Ghz.
2- No caso da Positivo os Cd`s não vem junto com a máquina porque existe hj em qualquer empresa moderna sistemas de recuperação, veja manuais de produtos e no google sobre restauração de sistemas. Estes funcionam ao pressionar F7 no ato do Boot. Se não funcionar uma autorizada faz este processo rapidamente para o cliente (Desde que tenha perdido a função da tecla f7)perante os termos da garantia do produto.
3- Os drivers são encontrados na seção de suporte e drivers da Positivo que diga-se de passagem, qualquer criança os encontrará digitando apenas o n de série da máquina e o site listará os drivers e para quais s.o`s são.

Não estou defendendo ou acusando ninguém, apenas fazendo uma crítica construtiva aos nossos "Técnicos" e "feras"em informática.

Antes de falar mal, criticar ou acusar uma empresa,pessoa,produto ou qualquer coisa que gere o que chamamos de injustiça profissional, tenha certeza do que diz.

Eu amo o Ubuntu e tbm acho mais cômodo, fácil e maravilhoso instalar ele pois não teria que perder tempo com drivers e derivados. Qualquer criança que saiba ler e tenha um pingo de cultura, conseguirá instalar e usar o Ubuntu.

* Viva o Linux, ame o linux. Mas condene injustiças e falsas acusações. A injustiça com qualquer coisa, pessoa ou empresa me deixa puto!!!!


[21] Comentário enviado por coelhojhezebell em 20/03/2010 - 10:23h

Ah, ia me esquecendo. Muitas vezes computadores e notebook`s de fabricantes populares vêm com sistemas operacionais e "proteção" nas bios para a troca dos mesmos, fazendo com que alguns sistemas não reconheçam HD`s Sata.
Então muitas vezes os "técnicos"dizem:
- O Hd deu pau
- Esta merda de Fabricante X y ou z não presta
- Se vc tivesse comprado comigo não acontecia.
E tantas outras afirmações sem cabimento.
Porém esquece de dizer ao Cliente também que aquele computador básico que ele montaria para o mesmo seria o mesmo Celeron, com a mesma placa Gigabyte ou Phitronics, Hd de 160 GB, 01 ou 2 Gb de memória.
E que a garantia é somente para Troca de Componentes não cobrindo serviços, sendo que a máquina da Marca X y ou z, tem obrigação de oferecer suporte por um ano.

Então vamos recaptular:

Eu amo o Linux, eu amo a tecnologia mas também amo a JUstiça a sinceridade e a liberdade de escolha....

[22] Comentário enviado por albfneto em 18/06/2010 - 13:23h

É isso, resumindo... se vc tem aquele micro de Grande Porte, aquele Micrão... de grande porte Fìsico e pesadão, mas superado e sem performance...

Use-o! Taca LINUX Nele!

dá-lhe LINUX!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts