Servidores VNC no Ubuntu (e seus derivados)

Publicado por Marcelo Klumpp em 06/08/2015

[ Hits: 21.293 ]

 


Servidores VNC no Ubuntu (e seus derivados)



Testado nas distros:
  • LUbuntu 12.04
  • XUbuntu 12.04
  • Ubuntu 14.04
  • Ubuntu Gnome 14.04
  • Ubuntu Mate 15.04

Para cada interface gráfica, procurei na internet como fazer para ativar o VNC Server e, dá um pouco de trabalho, pois as informações são todas espalhadas e às vezes com muita enrolação e dependendo de quem lê, difícil entender, sendo que o básico é apenas fazer as 3 seguintes configurações:
  1. Instalar o "vncserver";
  2. Ativar e configurar o arquivo "~/.vnc/xtartup";
  3. Botar na inicialização.

Então resolvi juntar tudo num lugar só, pelo menos com o que tenho aqui e o que deu pra fazer. Se alguém tem outras formas FÁCEIS de instalar/ativar o VNC Server no Debian/Ubuntu e seus derivados, basta escrever nos comentários, quanto mais centralizado as informações melhor... Então vamos lá...

Para instalar um VNC Server no Ubuntu e seus derivados é ligeiramente fácil, basta ativar o repositório universe e instalar ou o vnc4server ou tightvncserver, tanto faz, acaba dando na mesma.

Os comandos básicos para desativar e ativar o VNC são estes:

Desligando o VNC:

vncserver -kill :1

Ligando o VNC:

vncserver :1

O número após o ":" é o do Display atribuído ao usuário específico executando o VNC Server, recomendo que sempre atribua o número do Display.

Na primeira execução por parte do usuário, o vncserver irá pedir para criar uma senha e a confirmação, após isto, se esquecer a senha basta usar o comando "vncpasswd". Será criada uma pasta com alguns arquivos no HOME do usuário (~/.vnc/*).

Edite o arquivo "USER/.vnc/xstartup", comente a linha que começa com "x-terminal-emulator" e o gerenciador "x-window-manager &" e adicione a linha do gerenciador usado pelo sistema. Se não quiser que apareça aquela janelinha do vncconfig ao ser acessado, recomendo que comente a linha do vncconfig.

Se for o xfce adicione a linha:

startxfce4 &

Se for LXDE adicione as linhas:

openbox &
/usr/bin/lxsession -s Lubuntu -e LXDE &

Se for Mate adicione a linha:

exec /usr/bin/mate-session &

Ou apenas, se não quiser que apareça um pequeno Terminal ao acessar:

mate-session &

Para iniciar o VNC Server durante o boot não é necessário criar aquele enorme script que vi em diversos tutoriais, apenas adicione no arquivo "/etc/rc.local", antes de "exit 0":

sudo sh -c 'su "USUARIODOVNC" -c "vncserver :1 -geometry 1024x768"'

Se quiser adicionar mais de 1 usuário, basta duplicar a linha e adicionar o nome do outro usuário na linha duplicada e aumentar o número do Display. Para acessar o VNC com o usuário atribuído, basta digitar o IP:DISPLAY, como:

192.168.0.100:1
192.168.0.100:2
etc

Após a adição da linha, salve o arquivo e reinicie o sistema.

Ubuntu (com Unity/Gnome-shell)

Existem 3 formas de configurar o acesso remoto no Ubuntu:

1) x11vnc no Ubuntu:

Uma das formas para fazer funcionar um VNC Server com o unity/Gnome-Shell é instalando o x11vnc (do repositório Universe):

sudo apt-get -y install x11vnc

Adicione a senha:

sudo x11vnc -storepasswd A_SUA_PASSWORD /etc/x11vnc.pass
$ sudo chmod 744 /etc/x11vnc.pass


Adicione o comando de inicialização do x11vnc no arquivo /etc/rc.local, antes de "exit 0" e reinicie o sistema:

sudo x11vnc -auth /var/run/lightdm/root/:0 -noxrecord -noxfixes -noxdamage -rfbauth /etc/x11vnc.pass -forever -bg -rfbport 5900 -o /tmp/x11vnc.log

Ps.: Este VNC Server funciona, mas ele é tipo Monousuário, o vnc4server e tightvncserver são multiusuários.

2) VNC+Vino no Ubuntu

A melhor forma para fazer funcionar um VNC Server com o unity/Gnome-Shell e o mais fácil.

Vino é um protocolo/serviço que permite partilhar o ambiente gráfico Gnome, via acesso remoto. Por omissão, o Ubuntu vem com o vino-server instalado, mas desativado.

A ativação de acesso remoto a uma máquina com Ubuntu pode ser realizada usando o seguinte comando:

gsettings set org.gnome.Vino enabled true

Agora basta acessar o sistema com o VNC, não precisa adicionar porta nem número do desktop, apenas o IP mesmo.

Na máquina remota aparecerá uma mensagem a solicitar permissão para acesso remoto. Para tal deveremos carregar em Allow (Permitir).

Para configurar as preferências do Vino, basta chamá-lo com o comando "vino-preferences", com isto em "Segurança" podemos desativar o pedido de permissão de acesso e adicionar uma senha:

[Securança]
() Você deve confirmar cada acesso à esta máquina*
() Exigir que o usuário digite a senha: []**

* Pode desmarcar
** Marque e digite a senha

Se quiser desativar este Vino/VNC Server, basta digitar o comando:

gsettings set org.gnome.Vino enabled false

P.S.: Assim como o x11vnc, o Vino é tipo Monousuário.

3) O Unity e o Gnome-Shell não possuem suporte para funcionar o vnc4server e tightvncserver (pelo menos todas as formas que tentei não funcionaram), então para podermos acessar devemos seguir o passo "1" ou "2".

Mas se usar o VNC como Monousuário estiver ruim, então o único modo para resolver e usar o mesmo com um dos 2 aplicativos é instalando outro gerenciador gráfico como o Gnome Clássico. Para isto devemos instalar o "gnome-session-fallback" ou o "gnome-core":

sudo apt-get install gnome-session-fallback

Edite o arquivo ~/.vnc/xstartup e faça a mesma configuração que em suas variantes e adicione o conteúdo nas últimas linhas:

metacity &
gnome-settings-daemon &
gnome-panel &

Vejam meu arquivo de configuração ~/.vnc/xstartup:
Linux: Servidores VNC no Ubuntu (E seus Variantes)
Então, é isto...

Até a próxima! o/

Outras dicas deste autor

Slackware com o GRUB

Usando ITAÚ sem o Warsaw

Guardião ITAÚ (Warsaw) + Firefox Mint + Oracle Java no Debian

Ubuntu + Windows 8 como dual boot

Painel Lançador do Ubuntu 12.10 - Como adicionar/remover aplicativos manualmente

Leitura recomendada

Metamorphose, o novo Linux brasileiro

CCSM: Bug após atualização do Debian [Resolvido]

Compilando e instalando o MySQL no Debian com cmake

Como adicionar mecanismos de pesquisa no Chromium

Que tal sombras e efeitos sem precisar do compiz?

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts