Servidores VNC no Ubuntu (e seus derivados)

Publicado por Marcelo Klumpp em 06/08/2015

[ Hits: 22.941 ]

 


Servidores VNC no Ubuntu (e seus derivados)



Testado nas distros:
  • LUbuntu 12.04
  • XUbuntu 12.04
  • Ubuntu 14.04
  • Ubuntu Gnome 14.04
  • Ubuntu Mate 15.04

Para cada interface gráfica, procurei na internet como fazer para ativar o VNC Server e, dá um pouco de trabalho, pois as informações são todas espalhadas e às vezes com muita enrolação e dependendo de quem lê, difícil entender, sendo que o básico é apenas fazer as 3 seguintes configurações:
  1. Instalar o "vncserver";
  2. Ativar e configurar o arquivo "~/.vnc/xtartup";
  3. Botar na inicialização.

Então resolvi juntar tudo num lugar só, pelo menos com o que tenho aqui e o que deu pra fazer. Se alguém tem outras formas FÁCEIS de instalar/ativar o VNC Server no Debian/Ubuntu e seus derivados, basta escrever nos comentários, quanto mais centralizado as informações melhor... Então vamos lá...

Para instalar um VNC Server no Ubuntu e seus derivados é ligeiramente fácil, basta ativar o repositório universe e instalar ou o vnc4server ou tightvncserver, tanto faz, acaba dando na mesma.

Os comandos básicos para desativar e ativar o VNC são estes:

Desligando o VNC:

vncserver -kill :1

Ligando o VNC:

vncserver :1

O número após o ":" é o do Display atribuído ao usuário específico executando o VNC Server, recomendo que sempre atribua o número do Display.

Na primeira execução por parte do usuário, o vncserver irá pedir para criar uma senha e a confirmação, após isto, se esquecer a senha basta usar o comando "vncpasswd". Será criada uma pasta com alguns arquivos no HOME do usuário (~/.vnc/*).

Edite o arquivo "USER/.vnc/xstartup", comente a linha que começa com "x-terminal-emulator" e o gerenciador "x-window-manager &" e adicione a linha do gerenciador usado pelo sistema. Se não quiser que apareça aquela janelinha do vncconfig ao ser acessado, recomendo que comente a linha do vncconfig.

Se for o xfce adicione a linha:

startxfce4 &

Se for LXDE adicione as linhas:

openbox &
/usr/bin/lxsession -s Lubuntu -e LXDE &

Se for Mate adicione a linha:

exec /usr/bin/mate-session &

Ou apenas, se não quiser que apareça um pequeno Terminal ao acessar:

mate-session &

Para iniciar o VNC Server durante o boot não é necessário criar aquele enorme script que vi em diversos tutoriais, apenas adicione no arquivo "/etc/rc.local", antes de "exit 0":

sudo sh -c 'su "USUARIODOVNC" -c "vncserver :1 -geometry 1024x768"'

Se quiser adicionar mais de 1 usuário, basta duplicar a linha e adicionar o nome do outro usuário na linha duplicada e aumentar o número do Display. Para acessar o VNC com o usuário atribuído, basta digitar o IP:DISPLAY, como:

192.168.0.100:1
192.168.0.100:2
etc

Após a adição da linha, salve o arquivo e reinicie o sistema.

Ubuntu (com Unity/Gnome-shell)

Existem 3 formas de configurar o acesso remoto no Ubuntu:

1) x11vnc no Ubuntu:

Uma das formas para fazer funcionar um VNC Server com o unity/Gnome-Shell é instalando o x11vnc (do repositório Universe):

sudo apt-get -y install x11vnc

Adicione a senha:

sudo x11vnc -storepasswd A_SUA_PASSWORD /etc/x11vnc.pass
$ sudo chmod 744 /etc/x11vnc.pass


Adicione o comando de inicialização do x11vnc no arquivo /etc/rc.local, antes de "exit 0" e reinicie o sistema:

sudo x11vnc -auth /var/run/lightdm/root/:0 -noxrecord -noxfixes -noxdamage -rfbauth /etc/x11vnc.pass -forever -bg -rfbport 5900 -o /tmp/x11vnc.log

Ps.: Este VNC Server funciona, mas ele é tipo Monousuário, o vnc4server e tightvncserver são multiusuários.

2) VNC+Vino no Ubuntu

A melhor forma para fazer funcionar um VNC Server com o unity/Gnome-Shell e o mais fácil.

Vino é um protocolo/serviço que permite partilhar o ambiente gráfico Gnome, via acesso remoto. Por omissão, o Ubuntu vem com o vino-server instalado, mas desativado.

A ativação de acesso remoto a uma máquina com Ubuntu pode ser realizada usando o seguinte comando:

gsettings set org.gnome.Vino enabled true

Agora basta acessar o sistema com o VNC, não precisa adicionar porta nem número do desktop, apenas o IP mesmo.

Na máquina remota aparecerá uma mensagem a solicitar permissão para acesso remoto. Para tal deveremos carregar em Allow (Permitir).

Para configurar as preferências do Vino, basta chamá-lo com o comando "vino-preferences", com isto em "Segurança" podemos desativar o pedido de permissão de acesso e adicionar uma senha:

[Securança]
() Você deve confirmar cada acesso à esta máquina*
() Exigir que o usuário digite a senha: []**

* Pode desmarcar
** Marque e digite a senha

Se quiser desativar este Vino/VNC Server, basta digitar o comando:

gsettings set org.gnome.Vino enabled false

P.S.: Assim como o x11vnc, o Vino é tipo Monousuário.

3) O Unity e o Gnome-Shell não possuem suporte para funcionar o vnc4server e tightvncserver (pelo menos todas as formas que tentei não funcionaram), então para podermos acessar devemos seguir o passo "1" ou "2".

Mas se usar o VNC como Monousuário estiver ruim, então o único modo para resolver e usar o mesmo com um dos 2 aplicativos é instalando outro gerenciador gráfico como o Gnome Clássico. Para isto devemos instalar o "gnome-session-fallback" ou o "gnome-core":

sudo apt-get install gnome-session-fallback

Edite o arquivo ~/.vnc/xstartup e faça a mesma configuração que em suas variantes e adicione o conteúdo nas últimas linhas:

metacity &
gnome-settings-daemon &
gnome-panel &

Vejam meu arquivo de configuração ~/.vnc/xstartup:
Linux: Servidores VNC no Ubuntu (E seus Variantes)
Então, é isto...

Até a próxima! o/

Outras dicas deste autor

Samba - Corrigindo mount Input/output error no Ubuntu

Atualizar pacotes no Ubuntu: "Error mounting exit code 21" [Resolvido]

Samba com problemas ao resolver nomes de máquinas da rede [Resolvido]

Guardião ITAÚ (Warsaw) + Firefox Mint + Oracle Java no Debian

Painel Lançador do Ubuntu 12.10 - Como adicionar/remover aplicativos manualmente

Leitura recomendada

Grub Customizer no LMDE-2014

Instalando Neofetch no Ubuntu 19.04

Como criar um pacote RPM [vídeo]

SimpleScreenRecorder - Gravando Desktop no Slackware de forma simples

Ambiente gráfico LXQt no Ubuntu

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário