Restaurando as configurações de fábrica/padrões do Cinnamon

Publicado por Beatriz Monteiro em 08/01/2019

[ Hits: 311 ]

 


Restaurando as configurações de fábrica/padrões do Cinnamon



Seja pelos mais diferentes motivos, destacando-se dentre eles, alguma personalização ou configuração mal sucedida do ambiente, pode ser necessário restaurar as configurações de fábrica, ou padrões, do Cinnamon, um dos mais populares ambientes gráficos do Linux. Para tanto, siga os passos desta dica, e o seu Cinnamon será configurado para ser novo de novo.

1) Primeiramente, abra um terminal. Caso sinta dificuldade, devido ao fato do ambiente estar desconfigurado, impossibilitando o acesso aos programas, você poderá acessar um terminal tty pressionando a combinação de teclas Ctrl + Alt + F1, ou F2, caso não consiga. Para retornar ao seu ambiente gráfico, use Ctrl + Alt + F7.

Aberto o terminal, logue-se em seu usuário e execute o comando:

gsettings reset-recursively org.cinnamon

Depois, retorne ao ambiente gráfico. Pode ser necessária reinicialização do ambiente, ou em alguns casos, reinicialização do sistema.

2) Caso não consiga o resultado desejado após executar o comando acima, proceda da mesma forma, apenas substituindo o comando por "cinnamon --replace".

3) Caso ainda persista, use o comando "rm -rf ~/.cinnamon". Lembre-se de colocar o ponto antes do termo "cinnamon", para indicar de que se trata de um arquivo oculto.

Outras dicas deste autor

Reduzindo ruídos no Audacity

Compilando .EXEs no Linux (C/C++)

Desvendando o comando tee

Editando PDFs com o LibreOffice

Listando pacotes instalados no sistema com DPKG

Leitura recomendada

Entendendo o tal do LOAD AVERAGE

Criando um LIVECD do FreeBSD com o mfsbsd

Samba - Compartilhamento público sem pedir senha

Logitech Marble Mouse

Colorindo o xterm no SuSE

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 08/01/2019 - 18:46h

Quem não sabe o que faz, acaba mesmo fazendo "caquinha". Eu já fiz muitas, e resolvia criando um usuário novo até aprender como "limpar" as configurações do meu desktop. Boa dica!



Contribuir com comentário