Links simbólicos e hard links

Publicado por Priscilla Pedde em 01/02/2008

[ Hits: 18.087 ]

 


Links simbólicos e hard links



Criando links simbólicos e físicos

Objetivo: Os links são arquivos especiais que funcionam como um atalho para outros arquivos e diretórios. São especialmente úteis quando se deseja espelhar o conteúdo de um arquivo ou diretório em outro ponto do sistema de arquivos.

Os links podem ser de dois tipos:

Links simbólicos: É um arquivo especial que contém um ponteiro que aponta para outro arquivo. Eles consomem pouco espaço em disco e possuem a versatilidade de poderem apontar para arquivos de outro sistema de arquivos, até mesmo mapeado de outro computador em rede. O link simbólico não tem permissões de acesso próprio, mas assume as permissões do arquivo original. Se o arquivo apontado for apagado, o link simbólico fica quebrado, deixando de funcionar.Pode-se fazer uma analogia com o "atalho" do Windows.

Hard Links ou Links Físicos: Os links físicos são na verdade um mesmo arquivo, mas com nomes diferentes e possivelmente em diretórios diferentes. Eles possuem em comum o mesmo conteúdo e as mesmas permissões. É como se um arquivo tivesse dois nomes. Se o arquivo original é apagado, o link permanece. Os links físicos somente podem ser criados para arquivos e em um mesmo sistema de arquivos, já que eles apontam para o mesmo inode do arquivo original.

ln [opções] arquivo link

OBS.: O comando que cria links simbólicos e físicos.

$ ls -l

OBS.: Os links podem ser vistos com a opção -l do comando ls.

As opções mais usadas para o comando ln são:
  • -s cria um link simbólico;
  • -f força criação de um link mesmo que este já exista.

Ex.:

# ln -s /usr/src/linux-2.4-199 /usr/src/linux
# ln /var/log/messages /var/adm/log/kernel.log

Cria link físico kernel.log do arquivo messages

OBS.: É preciso tomar cuidado fazer uma cópia ou backup dos arquivos com os comandos cp, cpio e tar para não perder os links.

Outras dicas deste autor

Criando assinaturas para autenticidade e segurança

Trocando letrinhas em segundos (sed)

Corrigindo erros no módulo do VirtualBox (Ubuntu)

Madwifi - Debian Etch

Traduzindo Thunderbird para pt_BR na velocidade da luz

Leitura recomendada

lsof - Pequeno guia de referência

OpenVPN autenticando no OpenLDAP via script

Backup poderoso e automatizado combinando 7-Zip + head + cron

Listando árvore de processos

Instalando e configurando o discador ppoe rp-pppoe-3.8 no Kubuntu Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por cassimirinho em 01/02/2008 - 10:08h

Isso quebra muitos galhos... :)

[2] Comentário enviado por GilsonDeElt em 04/02/2008 - 13:44h

Legal!

[3] Comentário enviado por removido em 06/02/2008 - 13:28h

To gostando de ver vc empolgada em aprender mais sobre o Linux... Parabéns.... abraços!

[4] Comentário enviado por g.salles2 em 13/06/2016 - 17:21h

Parabéns pela postagem. Muio boa.
O livro do Uirá ( Certificação Linux - Edição Revisada) vem ressaltando o mesmo texto.
Esse review valeu muito a pena. Parabéns.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts