Internet Banking no Pale Moon: uma alternativa ao warsaw

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 09/04/2017

[ Hits: 3.008 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Internet Banking no Pale Moon: uma alternativa ao warsaw



Subseres e subumanos do VOL, aqui começa mais uma Dica do Dino® trazendo para vocês um conhecimento amplamente divulgado pelos ritos da Igreja dos Subgênios. Hoje vamos falar sobre internet banking no GNU/Linux, o que costuma ser uma senhora pedra no sapato de todos.

Desde que o Chromium, o Google Chrome e o Firefox pararam de trabalhar com o icedtea-web, acessar o internet banking dos principais bancos do brasil tem exigido aquela porcaria inominável chamado warsaw.

O warsaw é o Baidu do GNU/Linux: depois que instala fica ali perturbando o juízo e é quase impossível de remover. Se você usa apenas esses três navegadores, bem... meus pêsames, não tem muito o que você possa fazer além de instalar o warsaw e chorar que nem protagonista de novela da Globo.

Mas se você é como o Dino®, insubmisso e buscador de soluções arrojadas como todo slacker deve ser, você vai correr atrás de alternativas. Calhou do Izaías comentar comigo sobre a existência do Pale Moon, um navegador que se originou como um fork do Firefox e que ainda aceita os plugins NPAPI. Ou seja: ele ainda reconhece o icedtea-web e portanto permite o acesso aos internet bankings da vida via Java.

Mande o warsaw para a Casa do Ubuntu com esta Dica do Dino®!

Como instalar?

De acordo com a página do navegador, o Pale Moon já está nos repositórios oficiais das distros: Manjaro, PCLinuxOS, Puppy Linux e MEPIS/MX-15 (nunca ouvi falar desta última). Adicionalmente, ele pode ser encontrado no AUR, nos Overlays do Gentoo e nos SlackBuilds. Neste último existem duas versões do Pale Moon disponíveis: o palemoon, que simplesmente reempacota o binário pré-compilado; e PaleMoon, que compila localmente a bagaça; e esses pacotes são conflitantes entre si.

Se você usa uma dessas distros, siga a documentação adequada para instalar o Pale Moon em seu computador.

Para instalar o Pale Moon no Debian, Ubuntu e derivados, é preciso adicionar um repositório externo:

# mkdir -p /etc/apt/sources.list.d
# echo 'deb http://kovacsoltvideo.hu/moonchildproductions/ ./' >> /etc/apt/sources.list.d/kovacsoltvideo.list

Atualize o apt:

# apt-get update

A partir daí, instale o Pale Moon com o comando:

# apt-get install palemoon

Uma vez instalado, acesse o internet banking do seu banco normalmente, e veja como ele vai usar o Java como fazia antigamente. Problema resolvido!

Conclusão

E é isso, senhores, com isso encerra a Dica do Dino® trazendo para todos vocês o que realmente importa: GET SLACK OR DIE!!!.

Outras dicas deste autor

Alterando o gerenciador de login no openSUSE

Traduzindo Firefox para pt_BR no Slackware 14.0

Software Data Cable - Transfira arquivos de aparelho Android para computador via Wireless

Perdi minha senha de login do computador - E agora?

Instalando fontes da Microsoft em distribuição RPM

Leitura recomendada

Compartilhando a conexão no Mandriva One

Autenticação PPPoE em redes wireless

Instalando o Squid com suporte ao ZPH

Acesso a Internet via proxy em servidor GNU/Linux - Configuração via linha de comando

Resolvendo o vídeo rosa no Youtube

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 09/04/2017 - 11:24h

O novato aqui agradece por esta valiosa dica! :-)

[2] Comentário enviado por Francehelder em 09/04/2017 - 12:14h

Quase impossível de renover?Tinha instalado o warsaw no Ubuntu MATE 16.04 e depois de pesquisar sobre ele acabei desinstalando.


Será que ainda preciso remover alguma coisa?

[3] Comentário enviado por FreedomLINUX em 12/04/2017 - 18:04h

Usar Java? resolve um problema instalando outro? todo linux que tem esse java instalado fica mais vulnerável que windows :/

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 12/04/2017 - 23:14h

Java é um problema se você não tomar cuidado com os sites em que navega. Deixe o Java configurado para perguntar quando ele pode iniciar, use o OpenJDK mais o IcedTea web, use uma distro séria (atualmente, apenas Slackware e Gentoo), e você não correrá risco algum.
--
Dino®
[i]Vi veri universum vivus vici[/i]
Public GPG signature: 0x246A590B
Só Slackware é GNU/Linux e Patrick Volkerding é o seu Profeta
[code][b]Mensagem do dia[/b]: Satã representa conhecimento sem limites e não auto-ilusão hipócrita.[/code]

[5] Comentário enviado por FreedomLINUX em 13/04/2017 - 00:14h

Visto que se realmente for configurado deve sim ficar mais seguro, mas mesmo sendo um Slackware ou Gentoo eu recomendaria não usar para entrar na quele site Xvídeo da vida.. Acredito que liberar java no navegador também não seja uma boa prática de segurança, eu mesmo só deixo os sites que eu confio usarem java e sei que não contem executáveis ou códigos para sequestrar meu GNU/Linux.

Quero agradecer sua dica e sugerir que faça um tutorial ensinando como configurar o java (OpenJDK) para deixa-lo mais "Blindado".

[6] Comentário enviado por lcavalheiro em 13/04/2017 - 00:23h

O OpenJDK nem requer tanta configuração, o lance é você configurar o navegador para não ativar automaticamente o IcedTea-web e evitar os porns e outros sites duvidosos da vida hehehehe
--
Dino®
[i]Vi veri universum vivus vici[/i]
Public GPG signature: 0x246A590B
Só Slackware é GNU/Linux e Patrick Volkerding é o seu Profeta
[code][b]Mensagem do dia[/b]: Satã representa conhecimento sem limites e não auto-ilusão hipócrita.[/code]

[7] Comentário enviado por FreedomLINUX em 13/04/2017 - 00:29h

Ok. OBRIGADO :)



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts