VPN com PPTP + DDCLIENT em Debian 5.0 Lenny com IP dinâmico

Vou postar um tutorial para simplificar a vida de todos que utilizam ou precisam utilizar uma VPN ou gostariam de ter uma. Usaremos neste artigo PPTPD e DDCLIENT, criaremos uma conta no dyndns.org e faremos uma conexão simplificada à VPN.

[ Hits: 53.651 ]

Por: Marcelo em 08/02/2010


Instalando pptpd



Primeiro vamos começar instalando os pacotes básicos. Em uma linha de comando com root autenticado digite:

# apt-get install pptpd

Pronto, nosso protocolo para a VPN em pptp está instalado. Agora vamos configurá-lo.

Abra o arquivo /etc/pptpd.conf e deixe-o como abaixo:

option /etc/ppp/pptpd-options
debug
localip *.*.*.X-Y
remoteip *.*.*.R-P

Obs.:
  • * -> Rede interna, por exemplo 192.168.0, isto caso sua rede interna seja algo como 192.168.0.
  • X-Y -> Faixa de IP usada localmente, por exemplo 170-179, faixa contendo 10 IPs.
  • R-P -> Faixa de IP usada pelo usuário remoto, por exemplo 180-189, faixa contendo 10 IPs.

Agora vamos editar ou criar o arquivo /etc/ppp/pptpd-options. Edite-o e deixe como abaixo:

name pptpd
refuse-mschap
refuse-pap
refuse-chap
require-mschap-v2
require-mppe-128
proxyarp
nodefaultroute
debug
lock
nobsdcomp
ms-dns *.*.*.*

Obs.:
  • * -> Se você possuir um servidor de nomes na rede, pode colocá-lo aqui para que máquinas Windows possam acessá-lo.
  • name -> Nome do serviço pptp que desejar.
  • refuse-mschap, refuse-pap e refuse-chap -> Recusaremos conexões com métodos menos atuais e seguros.
  • require-mschap-v2 -> Método de conexão mais seguro e estável.
  • require-mppe-128 -> Criptografia com mppe 128, mais seguro.
  • debug -> Ativação do log de erros.

Demais opções são para melhor estabilidade e roteamento na nossa VPN.

Feito estas modificações, agora vamos criar nosso arquivo de senhas e usuários. Edite ou crie o arquivo /etc/ppp/chap-secrets e deixe-o como abaixo:

# Secrets for authentication using CHAP
# client        server      secret                  IP addresses
marcelo        pptpd       senha                  *

Creio que seja um pouco auto-explicativo:
  • marcelo = nome de usuário
  • pptpd = nome que demos no arquivo /etc/ppp/pptpd-options ao serviço pptp
  • senha = senha criada para o usuário em questão
  • * = todos os IPs, se quiser aqui você pode limitar a faixa de IPs que desejar, deixando sua VPN mais segura.

Feito isso digite em um console como root:

# /etc/init.d/pptpd restart

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Instalando pptpd
   2. Firewall iptables e redirecionamento
   3. DDCLIENT
   4. Conectando-se à VPN
Outros artigos deste autor

Oracle-XE servidor com acesso ssh - Debian Lenny 5.0

Redirecionamento de páginas e domínios com Jetty Rewrite Handler

Leitura recomendada

Modem HSP 56 MR no Fedora Core 1

Instalando gerenciador de projetos Redmine usando o PostgreSQL sobre o nginx

Criando um servidor DNS com o DJBDNS

OpenVZ: Virtualização para servidores Linux

Configurando um servidor de DNS

  
Comentários
[1] Comentário enviado por darlanbr em 25/02/2010 - 14:09h

Marcelo,

Em primeiro lugar, parabéns pelo Artigo!!!

Sou ainda um iniciante empolgado no mundo linux, por isso gostaria se possível da sua ajuda para implementar a VPN aqui,

O cenário da minha empresa é o seguinte:

01 Servidor DC com Windows 2000 Server
01 Servidor com SQL Server 2005
01 Servidor de Internet com Debian, Iptables fazendo Nat puro sem proxy.
Na sede um link dedicado com ip fixo

Filiais com Windows XP
Link ADSL Velox

Hoje as filiais acessam nosso sistema através apenas de um executável e da configuração no BDE Admin apontando para meu ip fixo da sede, assim eles tem acesso ao sistema diretamente sem precisarem se logar na minha rede.

Há apenas no iptables o redirecionamento da porta 1433 do sql para meu servidor local e a liberação da mesma.

Preciso implementar a VPN para melhorar estas conexões e claro proporcionar maior segurança no tráfego das informações. Gostaria de saber se posso implementar a VPN seguindo apenas seu artigo, ou se é necessária mais alguma configuração.

Desde já lhe agradeço!!!

[2] Comentário enviado por marcelo.m87 em 26/02/2010 - 11:24h

Cara estarei te respondendo por email . Vlew!
Não consegui te enviar pelo email do seu vol.
Responderei aqui!
Cara, seguinte pelo que entendi, Existem dois cenários:
1) Seu debian é a maquina que recebe a conexao de internet com um ip fixo, meu tutorial vai te servir tranquilo.
2)A conexao é estabelecida pela sede, e vc recebe um ip da sede. E redistribui a internet para a rede interna. neste caso você vai ter que requisitar a sede, que a porta 1723, destinada a vpn pptp, seja redirecionada para vc, e no arquivo do ddclient vc precisará colocar o ip do servidor da sede e não o ip do seu debian, para ser rejeitado.
Ex:
# /etc/ddclient.conf#############
ssl=yes
daemon=300
pid=/var/run/ddclient.pid
protocol=dyndns2
use=web, web=checkip.dyndns.org/, web-skip='ip da sede, que redireciona a internet para seu debian'
server=members.dyndns.org
login=user
password='passwd'
thetest.dyndns.org
############################
Ficticio:
Servido da sede : 192.168.0.1 -> SuaMaquinaDebian :192.168.0.9
use=web, web=checkip.dyndns.org/, web-skip='192.168.0.1'

Espero ter ajudado qq coisa me envie email, ou comente no artigo!
Abraços!

[3] Comentário enviado por darlanbr em 26/02/2010 - 16:50h

Amigo,

Primeiro, obrigado pela atenção e vontade de me ajudar!!!

Realmente o cenário é esse, o servidor Debian tem duas placas de rede, uma com nosso ip publico de acesso à internet fornecida pela Embratel e outra com um ip da rede local tipo 192.168.0.6.

O que eu não entendi bem é a necessidade do cadastro no dyndns.org, é realmente necessário este cadastro, não seria possível fazer a vpn diretamente com meu servidor?

Obrigado!!!

[4] Comentário enviado por darlanbr em 26/02/2010 - 16:53h

Ah, o email correto é darlanalexandre@gmail.com

[5] Comentário enviado por marcelo.m87 em 29/04/2010 - 11:30h

A parte do cadastro dyndns, é necessário para quem possui ip dinâmico de conexão com a internet, pois este ip se modifica de tempos em tempos, ou a cada reconexão, e a vpn se torna dificil de se manter, pois vez o ip de acesso será um vez será outro.
Caso o ip remoto seja estático os passos de cadastro e configuração do dyndns e ddclient podem ser pulados, e o acesso da vpn se dá diretamente pelo ip remoto.
Falow galera aquele abraço!

[6] Comentário enviado por thimedeal em 25/11/2010 - 00:52h

cara excelente artigo..
só tenho uma duvida.. ele chega a pegar Ip beleza.. mais fica sem o gateway, assim nao consigo enxergar nenhuma maquina de dentro da VPN e nao consigo pingar nem o servidor onde esta instalado o VPN

[7] Comentário enviado por leogazio em 29/01/2012 - 22:22h

Cara o artigo é muito bom, segui todos os passos aí mas eu não consegui conectar através de uma estação Windows XP nem que a vaca tussa. Fiz todos os passos que eu vi em um monte de tutoriais no Google. Na estação Windows aquela opção de usar o gateway remoto em avançado, eu deselecionei, no meu servidor onde está rodando o serviço pptpd eu verifiquei e o serviço de fato está sendo executado e um detalhe importante que eu vi aqui, se eu dou um telnet na porta 1723 para o ip do meu servidor(fixo e válido), eu conecto. Na janela de conexão e autenticação do Windows, a conexão é realizada e só é embarreirada durante a autenticação do usuário quando finalmente eu recebo a seguinte mensagem;

"Erro 619: Como não foi possível estabelecer uma conexão com o computador remoto, a porta usada para esta conexão foi fechada."

Alguém tem alguma ideia do que pode ser e como seria feita essa macumba pra se fazer a conexão no VPN por meio de uma estação Windows XP?

PS: Na aba "Rede" das propriedades da conexão criada no Windows XP, eu selecionei "PPTP VPN" no combo "Tipo de VPN" e também já havia tentado no padrão que estava "Automático". Mesmo tendo quase certeza absoluta de que não iria resolver o meu problema, também desabilitei Firewall e Anti-virus como eu vi algumas pessoas mandando fazer para fins de teste...

Abraços a todos e qualquer ajuda é sempre muito bemvinda,
Leonardo Gazio.

[8] Comentário enviado por marcelo.m87 em 30/01/2012 - 09:20h

Ta, vamos lá.
Primeiro você terá que me dizer como exatamente está a sua rede. Me descreva todo o equipamento intermediário entre o cliente e o serviço VPN.
Desta forma, poderei identificar os possíveis erros que podem estar te prejudicando.

[9] Comentário enviado por cainf em 02/09/2013 - 21:07h

Belo artigo

Agora eu consegui conectar mas desculpe a minha ignorância mas eu não deveria conseguir mapear a pasta remota ???

\\ip_da_internet\pasta_compartilhada

Meu server linux
IP 192.168.0.5

Não consigo enxergar nenhuma pasta

Desde já agradeço




[10] Comentário enviado por marcelo.m87 em 15/09/2013 - 09:45h

Olá Cainf,

Só com essas informações não posso identificar teus problemas, teria como você me dizer a topologia de rede utilizada e quais são as mensagens de erro ? Por exemplo, as informações contidas no dmesg, em /var/log/messages ou /var/log/pptp/pptp.log.
Agradeço.


[9] Comentário enviado por cainf em 02/09/2013 - 21:07h:

Belo artigo

Agora eu consegui conectar mas desculpe a minha ignorância mas eu não deveria conseguir mapear a pasta remota ???

\\ip_da_internet\pasta_compartilhada

Meu server linux
IP 192.168.0.5

Não consigo enxergar nenhuma pasta

Desde já agradeço






[11] Comentário enviado por cainf em 23/09/2013 - 19:56h

Olha o log ele não gerou mas o caminho para eu acessar as pastas remotamente é mapeando mesmo ???

Abraço


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts