Uma breve descrição do termo "Hacker"

O uso do termo "Hacker" gera tanta polêmica hoje em dia que resolvi escrever este artigo para expor um ponto de vista baseado em acontecimentos históricos colhidos de livros e mencionar algumas razões pelo qual o emprego do termo "Hacker" passou a ser marginalizado pela sociedade moderna.

[ Hits: 34.506 ]

Por: Julio Cesar Campos em 11/10/2004


O início



Antes da década de 40, onde nasceu o primeiro computador (o famoso ENIAC Etronic Numerical Integrator and Calculator, que pesava cerca de 30 toneladas e foi criado em 1944 pra ser mais exato), os meios de informação disponíveis eram apenas o rádio, a televisão e a escrita através dos jornais e revistas.

Sendo assim, a população tornava-se "escrava" dos meios de informação, onde apenas tinha acesso às informações disponibilizadas pela mídia e pelo Estado, que por sinal, era extremamente repressor e autoritário com relação "ao que o povo teria direito de saber".

Partindo daí, já temos brotando dentro de cada ser humano a necessidade de adquirir maior conhecimento e acesso às informações realmente necessárias ao bem estar da humanidade.

Surge aí um dos pontos cruciais da "ética Hacker", o princípio que "Toda informação deve ser livre".

O termo "Hacker" na verdade é originário do verbo "hack" da língua inglesa, que tem com tradução e sentido "cortar, tossir, entalhar, golpear".

Transformado em substantivo, o termo "Hacker" ganha o sentido de "alguém que entalha bem a madeira, que faz móveis e utensílios com virtuosismo, com amor".

Já na década de 50, estudantes e professores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) começaram a empregar o termo para alguém que tinha grande conhecimento na área de informática, tanto para software quanto para hardware. Entretanto, só o conhecimento não torna alguém "Hacker", é necessário também resolver os problemas com criatividade e paixão, e assim sendo o termo pode ser estendido às demais áreas profissionais.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O início
   2. Os computadores "caseiros"
   3. O BBS, a troca de informação irrestrita e deturpação do termo
   4. O Projeto GNU e o Linux
   5. A "Ética Hacker" original e uma conclusão
Outros artigos deste autor

Servidor VoIP com Slackware e Asterisk

Linux com cara de Windows para atrair novos usuários

Deixando o Fluxbox com a sua cara

Elastix - Identificação de chamadas pelo nome do chamador

Leitura recomendada

Entrevista com Bruno Gonçalves, desenvolvedor do BigLinux

Viva o Linux 2008 - Site com cara e recursos novos!

Diferenças postas à mesa

Como NÃO crackear um programa

A essência de ser Livre

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 11/10/2004 - 08:42h

Agora sim, o termo Hacker está definitivamente bem explicado :P

[2] Comentário enviado por y2h4ck em 11/10/2004 - 11:52h

Concordo com o fabio :)
Sem eles a internet nao existiria,
portanto viva a liberdade da informação :)

[3] Comentário enviado por cvs em 11/10/2004 - 13:53h

O artigo ficou até bem escrito, mas o conteudo, para mim, é desnecessario, não vejo mais o por que ainda querem escrever coisas sobre hackers. Mas ok, bom artigo, espero que o proximo seja mais proveitoso.

[4] Comentário enviado por engos em 11/10/2004 - 15:35h

Finalmente um artigo sobre o assunto com informação baseada em dados e não apenas na opnião pessoal.

Apesar de alguns terem que engolir o termo correto de hacker e acabarem dando notas menores que 10 (ciúmes? revolta?) o artigo ficou muito bom e bem documentado, que era o que faltava no assunto.

Parabéns pelo artigo, nota 10! (Ao menos na minha opnião)

[5] Comentário enviado por borntobewild em 11/10/2004 - 16:15h

Excelente artigo.. bela abordagem dos aspectos politicos do termo Hacker. Nota 10!

[6] Comentário enviado por removido em 13/10/2004 - 00:05h

PIEDADE, CLEMÊNCIA, SALVEM MINHA VIDAAAAAAAAAAAAAA!

Parem de falar nisso o tempo todo pelo amor de Deus. Toda semana tem um querendo explicar: "que é hacker- ética hacker - como ser hacker..." Esse assunto tá esgotadísssisssississssisssssissssissssimo.

[7] Comentário enviado por KnowLink em 13/10/2004 - 02:50h

Caiapó, enqunato tiver um engomadinho na TV dizendo que uma quadrilha de Hacker's roubava dinheiro de bancos pela internet (você sabe do que eu estou falando, isso ficou alguns dias na TV e no rádio), eu gosto de ver que tem gente que se preocupa com isso, com o original, com a raíz, a fonte do termo hacker.
O maior problema sempre foi a imprensa não-especializada, que não conheçe a diferença entre um bit e um byte, mas quer dizer que os hackers são criminosos, que fazem mal, que invadem os computadores do mundo inteiro, são vândalos, etc... Essa ignorância me dá dor de estômago, por isso eu GOSTO MUITO de ver esse assunto repetido zilhões de vezes, desde que com os termos corretos.

[8] Comentário enviado por agk em 13/10/2004 - 14:35h

Parabéns, excelente artigo, bastante esclarecedor.

[9] Comentário enviado por jorgecardoso em 29/10/2004 - 22:15h

De forma bem resumida e direta, esse artigo mostra um pouco desse mundo digital que vivemos. Moleques que compram Geek e H4ck3r, invadem sites com falhas inúteis e sistemas podres, se concideram da "elite digital", e outros que AMAM o Software livre, também estão achando que são hackers. Este texto, é bem legal, e eu afirmo que o termo hacker esta sendo mal usado pelas pessoas. Os verdadeiros hackers ainda existem, e eles sim sabem o que fazem... invadir phpnuke, pequenos DDos, entre outras idiotices, é coisa de IPI (Interessados pela Internet). Júlio - Parabéns pelo artigo

[10] Comentário enviado por removido em 28/12/2005 - 16:34h

Artigo muito bom. Nunca é de mais falar sobre um conceito muito explorado e ao mesmo tempo não compreendido.
A variedade de opiniões ajuda no entendimento.

[11] Comentário enviado por skateboarder em 27/02/2006 - 19:23h

Ótimo artigo.

Há muito a mídia deturpa o termo hacker, atravessando-o até cracker, onde este não passar de uma pessoa que possui um conhecimento tão vasto quanto um hacker, porém, possui uma índole duvidosa.

Viva a ética hacker e a liberdade de escolha e de informação!

[12] Comentário enviado por c.alvtec em 26/04/2006 - 18:54h

concordo plenamente com voce skateboarder!
Em poucas palavras voce definiu todo o conteúdo do artigo numa liguagem super direta!

[13] Comentário enviado por removido em 18/05/2006 - 09:13h

Isso se chama SENSO COMUM

assim como o pessoal fala: "Vou no mercado Comprar BomBril"...também fala "Quem assalta Pela Internet é HACKER"

Eles não diferenciam HACKER de CRACKER, assim como não diferenciam BOMBRIL de PALHA-DE-AÇO!!!!!

[14] Comentário enviado por blackhatthi em 07/06/2006 - 19:55h

Muito bom o artigo.
O principal fato da sociedade confundir hacker com cracker é também o maior problema dos usuários de PC: FALTA DE INFORMAÇÃO.

[15] Comentário enviado por sax0n_m0f0r em 24/09/2006 - 09:16h

Engraçado porque sempre associam hackers a "invasão de sistema" eheh

Linus Tourvalds, Alan Cox, Donald Becker, Marcelo Tossati, madgog entre muitos outros caras, pode-se intitular como 'hackers' invadir um sistema é ridiculo, meu sobrinho de 9 anos faz isso em minutos.

hacker nao invade sistema, hacker cria o sistema, idealiza o sistema e mostra esse sistema funcionando do jeito louco e complexo que ele quiser e bem entender. posso dizer que hacker é albert einstein que criou essa tal de T.R enfim. vamo encher isso aqui com informações úteis. ficar querendo dizer se é ou não, não interessa a mais ninguém.

Percam tempo com algo mais produtivo. ;-)

[16] Comentário enviado por Gilmar_GNU/Slack em 10/02/2007 - 13:40h

Mais apesar disso sempre na rade rola uma guerra digital entre seus usários que tem conhecimento avançado na área de info .. mais depende dos ideias que tem a pessoa ou o grupo !sensacionalismo para com aqueles que se são inteligentes o suficiente para saber a falah nos sistemas que rolan na net.. como no caso o windows que esse merda e pago .
Naum posso falar que naum usei windows que ai e mentira.. mais depois que conheci o Linux aprendi que aprender outro sistema e que esses sietama te ofoerece desafio ai que eu adorei !

[17] Comentário enviado por removido em 05/03/2007 - 00:10h

Muito bom o artigo parabens meu caro.
eu tambem ja vi por ai o termo hacker sendo aplicado em médicos, bombeiros e zaz...
A expressão hacker tem fins de dizer o quanto a pessoa é boa na quilo faz, e não totalmente voltado a "INFORMATICA"

Ta de parabens mesmo pelo artigo!

[18] Comentário enviado por nissieloin em 23/05/2007 - 17:17h

Show, muito bom mesmo. Tomara que esta informação continue rodadando por todos os cantos da rede!!!

[19] Comentário enviado por Gilmar_GNU/Slack em 03/07/2007 - 10:16h

Essa informação é valiosa !... pois ainda para o julgamento dos homens o termo hacker é subjulgado!
Mais perfiro usar o termo cyber !

[20] Comentário enviado por kosmus_mt em 09/09/2007 - 14:52h

bom, parabéns.
Ficou mt claro...

saudações

[21] Comentário enviado por datacube em 23/09/2007 - 10:31h

Otimo explicaçao

[22] Comentário enviado por suarphi em 05/12/2007 - 10:17h

Artigo muito bom!!!!! Meus parabens!!!!!
Acredito que esse tipo de esclarecimento é muito importante e deve ser repetido sim, até que as pessoas entendam o que realmente é um hacker. Concordo plenamente com o comentário de KnowLink (depois leiam para entenderem melhor), por isso vamos esclarecer melhor quem são os hackers e não julgálos como criminosos.

[23] Comentário enviado por librarian em 02/02/2008 - 18:21h

A idéia de Stallman era produzir um sistema operacional completo e livre, com seu código fonte disponibilizado para que qualquer pessoa pudesse, alterar, melhorar, agregar funcionalidades, criar programas entre outras infinidades de funções que, fugia totalmente dos padrões da indústria de software fechado. Como não é nenhuma novidade, o Linux é, sem dúvida nenhuma, o principal exemplo deste projeto, e tornou-se rapidamente o ícone contra o monopólio imposto pela Micro$oft.


Faz bem lembrar que o Stallman e seus seguidores nunca conseguiram eles mesmos criar um SO: o GNUDOS, que tinha tudo para ser uma solução melhor ao MS-DOS, sofreu com o ego de seus "colaboradores" -- e de alguma coisa dele deu-se origem ao FreeDOS. O que aconteceu com o Linux é que Linus tinha um sistema operacional, mas sem compiladores, etc.; e a FSF tinha compiladores e outras ferramentas mas não tinha um SO. A + B = GNU/Linux.

Há quem grite que Stallman é o salvador, mas para mim ele está mais que satisfeito com que recebe para poder programar por programar. Sou mais ligado na cabeça de Torvalds, para quem "conversar é barato".

[24] Comentário enviado por eferro em 30/10/2008 - 09:36h

Excelente artigo. Inspirador.

[25] Comentário enviado por femars em 04/12/2008 - 14:29h

Concordo com librarian, admiro mto Stallman, mas acho um tanto extremista. As coisas devem ser uma mais suaves! Linux é o reflexo do nosso esforço!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts