Software Livre - Muito mais que somente tecnologia

O termo "Software Livre" é muito mais uma filosofia do que mera referência técnica a um tipo de software. Engloba toda uma cultura de compartilhamento de conhecimento, transferência de tecnologias e liberdade intelectual. Inclusive, estendendo-se para outras áreas, como a política, por exemplo.

[ Hits: 5.224 ]

Por: Djair Dutra C. Jr. em 21/06/2012


O Software Livre é muito mais do que somente tecnologia



O termo Software Livre é muito mais uma filosofia do que mera referência técnica a um tipo de software.

Engloba toda uma cultura de compartilhamento de conhecimento, transferência de tecnologias e liberdade intelectual. Inclusive, estendendo-se para outras áreas, como a política, por exemplo.

Resolvi escrever este artigo quando, há alguns dias, assisti uma reportagem abordando um dos temas da Rio+20.

A reportagem falava da necessidade e da dificuldade que os países menos desenvolvidos têm em investir em pesquisas e projetos para soluções ecológicas e climáticas, principalmente no campo da tecnologia. Tendo em vista que os países mais ricos detêm a tecnologia, mas recusam-se a repassar seus conhecimentos. Este ponto é um dos mais polêmicos e, pelo que pude acompanhar, é o que tem menor probabilidade de um acordo nesta conferência.

Por tratar-se de um assunto visando o bem coletivo, no qual todo o planeta sairá beneficiado, acredito que não deveria haver este tipo de impedimento egoísta por parte de líderes de nações desenvolvidas.

É o cúmulo continuarmos pagando o preço pelo desenvolvimento deles, enquanto os maiores causadores do problema, além de terem a possibilidade de diminuir os custos e não diminuírem, ainda continuam a agravar o quadro que já é difícil.

O crescimento do GNU/Linux é devido, essencialmente, à cultura do Software Livre.

Desde um simples programador no Egito, no interior do Brasil, na Índia, na África do Sul e até uma empresa de software de Palo Alto na Califórnia, todas as contribuições, se válidas, são inseridas nos projetos GNU/Linux, e este, tem sido seu principal diferencial.

O exemplo do GNU/Linux mostra como o compartilhamento do conhecimento poder trazer melhores resultados.

O fundador da Free Software Foundation e autor original da definição de liberdade de software, Richard Stallman, recentemente no Brasil, reafirmou sua insatisfação com assuntos que ferem à liberdade de escolha e à invasão da privacidade.

Fortíssimas críticas foram feitas por ele em relação à Argentina, por causa de um novo sistema obrigatório que coleta impressões digitais de todos os visitantes daquele país.

Foram feitas críticas também à "liberdade vigiada" de empresas, como Microsoft, Google, Facebook, Amazon, Apple e algumas empresas de telefonia. Críticas também aos novos casos de tentativa de censura por parte do Governo, além do já conhecidíssimo caso da Wikileaks, impedida de publicar novos conteúdos.

Esta palestra de Richard Stallman serviu também para mostrar que a filosofia de liberdade que está intrínseca no Software Livre, estende-se por várias vertentes.

A filosofia do Software Livre tem muito a ensinar para estes líderes mundiais egoístas, que estão barrando o desenvolvimento em prol da retenção de conhecimentos, como se isso lhes trouxessem algum benefício.

Compartilhando, é que temos os melhores resultados.
Dividindo, é que multiplicamos nosso conhecimento
.


   

Páginas do artigo
   1. O Software Livre é muito mais do que somente tecnologia
Outros artigos deste autor

O poder do SSH

Por que eu pago por 10 megas, mas só faço download a 1 mega?

Cópia completa do HD - cluster por cluster

Personalizando o Ubuntu 9.04 com Screenlets

Esqueça tudo e venha para o Linux!

Leitura recomendada

Porque acho que verei um Windows com kernel Unix até 2012

Edital de política de contribuição de artigos

Porque tanta gente não usa o Linux? Será que o Linux é ruim mesmo?

Linux prestes a ganhar novos adeptos

Software Livre: Avanço tecnológico e ético

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 21/06/2012 - 09:37h

É o cúmulo continuarmos pagando o preço pelo desenvolvimento deles, enquanto os maiores causadores do problema, além de terem a possibilidade de diminuir os custos e não diminuírem, ainda continuam a agravar o quadro que já é difícil.


concordo!

[2] Comentário enviado por daigo em 21/06/2012 - 09:52h

Embora eu costume deixar "para o futuro" essa parte filosófica quando lido com empresas, é muito oportuno seu comentário sobre como a ganância de alguns prejudica o bem da maioria.
Descobriu uma forma de reduzir tal fator de poluição? Divulgue! Tem uma forma de re-aproveitar algo da natureza para reduzir o consumo, por ex, de água? Ensine a todos como fazer o mesmo e melhorar o ambiente em que vivemos.

[3] Comentário enviado por liota em 21/06/2012 - 11:01h

Ótimo Artigo!!!

[4] Comentário enviado por rodrigorootrj em 21/06/2012 - 17:05h

Gostei do artigo.
Para mim o software livre precisa de politicas de investimento, que esbarram na falta de visão de empresas e governos que pensam da seguinte forma :
"Eu paguei as contas, eu tenho que repor meu prejuizo."
Outra grande situação tambem é na falta de confiança nos softwares free, e quando digo free quero dizer gratis que é onde o gnu linux ganha espaço nas massas de verdade, eu mesmo tenho os meus projetos.
Em geral o que vejo são empresarios receosos de depender de um softwer que foi desenvolvido por um programador do outro lado do mundo que nao documentou o software e ter sua aplicação down sem poder culpar ninguem.

Em suma o governo dos paises emergentes devem unir-se em gerar desenvolvedores aptos a trabalhar sobre as plataformas livres quando isso acontecer meu amigo, veremos um grande boom e estabilidade nos sistemas com softwares de fundo de quintal com a estrutura igual ou superior a do apache ou do oracle.

Mas isso depende de governos emergentes, ja que os governos desenvolvidos não tem interesse em investir nestas tecnologias.

Outra grande questão é investir em pessoas, nao somente em estudo mas tambem em qualidade de vida.É fazer com que um desenvolvedor saiba que se formando e aplicando os seus estudos para a area de software livre vai ter emprego, com salarios dignos para manter a sua familia.
Meu amigo, fazendo isso sinceramente nao sei onde o software livre vai parar...eu mesmo, que trabalho com infra-estrutura em TI iria me aventurar na area de desenvolvimento de software.

Abraço e desculpa eu ter me prolongado demais.
Fica com Jesus!

[5] Comentário enviado por julio_hoffimann em 21/06/2012 - 19:18h

Ótimo artigo Djair!

Abraço!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts