Sabayon 5.0 - Transformando Sabayon 4.0r1 em Sabayon 5.0 "Full" (parte 2)

Neste artigo é descrita a atualização completa do antigo Sabayon 4.0r1, transformando-o em uma instalação muito completa de um Sabayon 5.0, aumentado com muitos mais pacotes instalados do que o próprio Sabayon 5.0 original e outros experimentos de uso avançado. Usaremos Entropy junto com Portage.

[ Hits: 23.330 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 28/10/2009 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Introdução



No primeiro artigo desta série, Sabayon 5.0 - Uma nova distro multimídia, a instalação e uso do Sabayon 5.0 foram descritas.

Em versões anteriores, após o lançamento do antigo Sabayon 4.0r1, por pedidos da comunidade de usuários, houve uma mudança da "filosofia" da distro Sabayon por parte dos desenvolvedores para "separar" os ambientes gráficos Gnome e KDE e reduzir drasticamente o número de pacotes instalados por padrão.

Assim o Sabayon 4.0r1 é o último Sabayon "Full" ultra completo, com Gnome e KDE juntos, além de LXDE, Metisse, Compiz-Fusion, XFCE, Fluxbox etc.

Com isso houve uma grande redução do tamanho do Live DVD. Enquanto o Sabayon 4.0r1 tem mais de 4 giga de tamanho, as versões novas (5.0, Gnome ou KDE) tem cerca de 2 gigas.

Isto é, o Sabayon "diminuiu"!

Isto é apreciado por muitos usuários, mas também existem linuxers (como eu) que preferem distros muitos grandes, ultra-completas, com milhares de pacotes pré-instalados e vários ambientes gráficos prontos para uso (à "moda" dos conhecidíssimos Mandriva Free e Powerpack).

Hora, pode-se instalar muito mais coisas no Sabayon 5.0 default (veja Parte 1), mas isso não é muito prático, se forem muitos pacotes.

Vamos descrever como se faz para transformar o Sabayon 4.0r1, numa versão diferenciada e ultra completa do Sabayon 5.0, versão esta, MAIOR do que o próprio Sabayon 5.0 Official!

Teremos então um Sabayon 5.0 Full, moderníssimo, com milhares de pacotes e aplicativos, ocupando cerca de 45 gigas de HD (depois de instalado).

È o equivalente de partir de um Live CD hipotético (pois os reais tem 2 gigas!) de instalação, de 4 gigas.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Obtendo e instalando o Sabayon 4.0r1
   3. Transformando Sabayon 4.0r1 em um Sabayon 5.0 "Full"
   4. Experimentos avançados. Usando Entropy junto com Portage em Sabayon 5.0
   5. Conclusões
Outros artigos deste autor

Cansou do Konsole e GNOME-Terminal? Existem outros terminais, escolha o seu!

Experimento com Linux: Misturando Sabayon com Gentoo

Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos

Como usar o Bugzilla do Sabayon

Editores e processadores de texto para GNU/Linux

Leitura recomendada

Configurando seu Openbox para reconhecer teclas multimídia

Nagios Server e Máquinas Clientes no CentOS - Instalação e Configuração

WiiMote no Linux com WMinput e WMgui

Instalando o driver de placas Nvidia no Fedora 11 Leonidas

Autofs no Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 28/10/2009 - 14:49h

ERRATA E COMPLEMENTOS DESTE ARTIGO:

1) ERRATA:

"Transformando..." , Ìtem d:

"$ eselect opengl set nvidia (ou nvidia)" leia-se "$ eselect opengl set nvidia (ou ati)"

2) ATUALIZAÇÂO DOS COMANDOS:

Atualmente, os comandos "equo world" e "equo database gentoosync", são obsoletos, "deprecated".
Use:
"equo upgrade" e "equo rescue spmsync"...

3) COMPLEMENTOS:

a) Mais Videos Novos do Sabayon

http://wgo.wolf911.us/?p=252
http://www.youtube.com/watch?v=fcRw3vbgiXo&feature=player_embedded#
http://www.youtube.com/watch?v=RTUZkiDCYpc&feature=player_embedded#

b) Como fazer, se não quiser levar o Sabayon 4.0r1 até a "Branch 5" mas quer usar os pacotes mais recentes da versão 4?

É Simples! veja na sessão de instalar os programas. Se você fizer os comandos:

$ sudo equo install --ask --verbose --nodeps entropy equo sulfur magneto

Instalará o Entropy 0.94.4, o último do Ramo 4, sem mudar Python, GTK, QT e sem problemas.

ou seja, se não quiser transformar no 5, mas apenas usar pacotes novos do 4, instale-os com opção --nodeps!

c) Para compliar Kernel de tempo Real para Sabayon:

http://forum.sabayon.org/viewtopic.php?t=20560

d) Para ativar o Bash Completation e novos comandos de entropy, por exemplo adicionar repositório Limbo Experimental, sem editar arquivos, veja:

http://wgo.wolf911.us/?p=307

[2] Comentário enviado por acrufino em 28/10/2009 - 16:24h

Prabéns pelo artigo. Estou meio engessado com Ubuntu e esse artigo me fez vislumbrar alternativas interessantes. Valeu!

[3] Comentário enviado por shakur em 29/10/2009 - 20:40h

ai pessoal o negocio eo seguinte
eu quero testar esse sabayon so q eu baixei a versao 4.2 por engano kkkkkkkkkkkkkkk
e queimei a midia
naum quero baixa de novu
como passo pra 5?

[4] Comentário enviado por albfneto em 29/10/2009 - 22:01h

a conversão da 4.2 é análoga,
siga o procedimento como se a 4.2 fosse a 5....
inclusive ela tem KDE 4 e porisso não há problema...

MAS, como ela é menor, a versão 4.2 (menor que a 4.0r1) vc obterá um sabayon 5, identico ao da PRIMEIRA parte da série, isto é igual ao que seria instalado diretamente com o DVD da versão 5..., ou seja ele vai ficar do tamanho da versão 5.0 Oficial.

Pode não ser vantagem.

[5] Comentário enviado por shakur em 29/10/2009 - 22:12h

mais como eu atualizo?kkk eu tow apanhando aki irmao

[6] Comentário enviado por grandmaster em 29/10/2009 - 22:24h

Valeu pelas correções.

---
Renato de Castro Henriques
CobiT Foundation 4.1 Certified ID: 90391725
http://www.renato.henriques.nom.br

[7] Comentário enviado por albfneto em 30/10/2009 - 02:11h

instale o 4.2 completo, KDE ou GNOME, depois segue como no artigo, pagina 3, a partir do ítem b (pq o 4.2 não tem Spritz)
basta fazer tudo como na página três, item b para frente (inclusive editar o client.conf, é a primeira coisa)
seguindo o procedimento até o final da página três estará atualizado, mas como falei, ficará igual ao 5.0 oficial (parte 1).
somente ficará diferente se partir do 4.0r1, portanto esta é a única versão que compensa transformar na 5.0, pq só ela ficará "Full", as outras serão idênticas ao 5.0 instalado a partir do próprio LIve DVD, portanto sem vantagem...

Mas para que quiser.... "destrinchei" meu próprio artigo e aqui está o procedimento para:

ATUALIZAR SABAYON 4.1 OU 4.2 AO 5.
(NÃO APLICAR AOS SABAYONS 3.4F OU 3.5, VEJA ABAIXO)

Instale o Sabayon antigo (4.1 ou 4.2) ou você já o tem!

sua rede deve estar ativa e ser de banda larga, pq demora muito!

abra-o, de preferência em Fluxbox...
abra um terminal e faça os comandos:

$ su
# equo hop 5
# equo update (se não funfar, equo update --force)
3 equo install --verbose --ask entropy equo sulfur magneto
# equo world (ou equo upgrade)

COISAS IMPORTANTES
. A partir do primeiro (equo hop 5), não desligue o micro, nem interrompa, até o fim do processo....

tudo será atualizado, até o kernel 3.6.31 e KDE 4.3.2....

Durante o upgrade, ou antes, NÂO USE PORTAGE, isto é não use comando emerge!

Depois que acabar o upgrade, se quiser pode resetar....
tudo deverá correr bem, se perder o X, faça os comandos da página 3, ítems d, e...

MAIS COISAS IMPORTANTES:
Não é possível atualizar Sabayons 3.5, 3.4F etc... anteriores ao 4. eles são "Branch 3", seus pacotes não existem mais nos repos e não são mais suportados os downloads.
O único jeito "transformar os Sabayons 3 em 5, é usando exclusivamente Portage, emerge, e não é fácil pq os slots, profiles, são muito antigos...

[8] Comentário enviado por albfneto em 30/10/2009 - 12:53h

Para entender os comandos. Terminologia...

Entropy é o instalador de binários otimizados tipo Gentoo.

equo é o seu comando principal!

sulfur (antigo spritz) é a interface gráfica do entropy

magneto é o notificador que avisa quando tem atualizações.

equo update atualiza a árvore dos pacotes

equo world ou equo upgrade atualiza todos os pacotes instalados

Portage é o instalador compilador de fontes, o mesmo do Gentoo

emerge é o seu comando

portato é a sua interface gráfica

[9] Comentário enviado por shakur em 30/10/2009 - 19:04h

vlw vou fazer sim so mais uma pergunta
eh q eu comprei umpc novo
e eh uma ecsa790-gxm-ad3
gostei de tudo o video eh ati3300
e o sabayon parece ter reconhecido tudo direitinhu
o negocio eo seguinte eu vou sim testar o sabayon mais o arch eo meu preferido
so q tive uns problemas na resoluçao dele,mais se o sabayon funciona de boa sinal q tem drivers pra linux bons pra minha placa
como faço pra deixar o video legal igual io sabayon teria como colokar o video do sabayon no arch
uso monitor de 26 da aoc
q usa resoluçao maxima de 1360x768 desculpa ta fazendo a pergunta aki qualquer coisa eu abru um topico
se nao puder estar perguntando aki
vlw pela ajuda

[10] Comentário enviado por forthnes em 01/11/2009 - 01:13h

Depois de ler seus artigos aqui no VOL, resolvi instalar o Sabayon e estou gostando muito!

Obrigado pelas informações.

Abraço

[11] Comentário enviado por albfneto em 03/11/2009 - 19:09h

shakur, como assim colocar o video do sabayon no arcH? As telas, os screens?
eles estão como jpg, png etc, em vários sites sobre o sabayon.
é só copiar pro /home seu, e ai colocar, no GNOME, no KDE...
agora se vc perguntou, os Temas completos? todas as telas , menus, de sabayon?
Olha. que eu saiba, eles são COMPILADOS em sabayon... Dá pra clocar no gentoo, no arch acho que não, pq eles vem como pacotes para gentoo, e o arch não usa portage, usa pacman.
a não ser que seja possivel colocar portage no arch, não sei se é...
se for...possivel, depois do portage instalado no arch...., precisa ativar o Overlay sabayon, e instalar com portage..
vou fazer uma sugestão, se também gosta do sabayon, pq não faz um boot duplo ou triplo, seixe o arch e também instale sabayon.
O Ponto chave é que Arch tem arquitetura e instalador proprio, o PacMan e O Sabayon é Gentoo based. Mesmo o Entropy, são binários, mas são binários de Gentoo, e não de Arch ou gerais.



[12] Comentário enviado por levi linux em 28/05/2012 - 15:35h

Boa tarde!
Professor Alberto gostaria de tirar uma dúvida. Estou começando no Sabayon e estou gostando muito da distro. A priori não tenho intenção de transformá-lo em Gentoo e ainda não precisei de nenhum pacote que não estivesse nos repositórios do entropy, porém fiquei curioso sobre a utilização do portage no Sabayon.
Minha dúvida é a seguinte, esse método descrito no artigo acima pode ser utilizado no Sabayon 8?
Já tenho um make.conf que usei quando experimentei o Gentoo.
Andei pesquisando na wiki do Sabayon e pelo que entendi o uso do Portage só é recomendado para usuários avançados em função das diferenças de versões dos programas.

Grato,

Levi Gomes


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts