Restaurar arquivo ou diretório apagado em file system ext3

Após acidentalmente apagar os arquivos de minha partição de backup, relato aqui minha experiência na recuperação dos dados. O artigo trata de recuperação de arquivos em partições com sistema de arquivos ext3 usando o ext3grep.

[ Hits: 52.245 ]

Por: Glauber GF em 30/11/2010 | Blog: http://www.vivaolinux.com.br/~mcnd2


O fato



Mais uma baseado em fato real.

Como tenho um HD de 320Gb com partições para "swap", "ext3-sistema", "ext4-sistema" e "ext3-backup", não estava com problema nenhum até o momento.

Quando então plugado outro HD de teste IDE, fui eu rigorosamente organizar este HD para os devidos fins. Quando até então dei um comando para apagar o diretório da partição que não era de valia para mim, sendo que quando os dois HDs plugados os devices dos HDs mudaram, onde o de 320Gb-SATA ficou como "sdb" e o de 40Gb-IDE ficou como "sda" e como realmente o comando "rm -rf" é DESASTROSO, apagando recursivamente sem perguntar se realmente você quer apagar, quando acabei de pressionar a tecla <ENTER> percebi que era a partição de "backup". Put* merd* o que eu fiz (isto em questão de milésimo de segundo), sem reação só fui fazer ao que veio na mente, desligar o sistema pelo menu, isto demorando alguns segundos até o sistema ser desligado.

Descrição das opções de utilização do comando "rm":

  -f, --force  ignorar ficheiros inexistentes, nunca perguntar
  -i           perguntar antes de cada remoção
  -I           perguntar uma vez antes de remover mais de 3 ficheiros
               ou ao remover recursivamente. Menos intrusivo que -i,
               protegendo ainda contra a maioria dos erros
  --interactive[=QUANDO]  perguntar de acordo com QUANDO: never, once (-I)
                          ou always (-i). Sem QUANDO, perguntar sempre
  --one-file-system  ao remover uma hierarquia recursivamente, saltar
                          pastas de um sistema de ficheiros diferente do
                          do argumento especificado na linha de comandos
  --no-preserve-root  não tratar "/" de forma especial
  --preserve-root   não remover "/" (predefinido)
  -r, -R, --recursive   remover pastas e seus conteúdos recursivamente
  -v, --verbose         explicar o que está a ser feito
  --help     exibir esta ajuda e sair
  --version  mostrar a informação de versão e sair

Por omissão, rm não remove pastas. Use a opção --recursive (-r ou -R) para remover cada pasta listada também, bem como os seus conteúdos.

Para remover um ficheiro cujo nome começa por "-", por exemplo "-foo", utilize um destes comandos:

rm -- -foo rm ./-foo

Note que se usar rm para remover um ficheiro, normalmente é possível recuperar os conteúdos desse ficheiro. Se quiser maior garantia que os conteúdos sejam realmente irrecuperáveis, considere a utilização de shred.

Uma observação que faço é que tenha cuidado e muita atenção no que está fazendo, pois no meu caso foi um descuido de não ter verificado antes como ficaram os devices dos HDs com o comando "fdisk -l". Para maior informação do comando "fdisk", consulte a documentação do comando com "man fdisk".

Depois de desligado o PC fui eu iniciar novamente para ver o que aconteceu. Poderia ter perdido (apagado) qualquer diretório da partição de "backup", menos o que realmente foi apagado, que foi o diretório "06-Usuários", com toda a documentação como currículos, contra-cheque, planilhas de obra, planilhas financeiras etc.

E agora, quem poderá me ajudar? (Uma referência ao Chapolin colorado, rsrsrs...).

Então fui eu a procura de como poderia restaurar o que tinha sido perdido. Descobri algumas opções de restaurar arquivos apagados do HD. São eles:

TestDisk

Um poderoso software gratuito de recuperação de dados! Foi inicialmente criado para recuperar partições perdidas e/ou tornar discos não inicializáveis em inicializáveis quando estes sintomas são causados por software com falhas, determinados tipos de vírus ou erro humano (tais como acidentalmente deletar a tabela de partições).

http://www.cgsecurity.org/wiki/TestDisk_PT

Foremost

Trata-se de uma ferramenta em modo texto, desenvolvida inicialmente pelas Forças Armadas dos Estados Unidos, que trabalha com recuperação de arquivos a partir de imagens de discos (criadas pelo dd).

http://foremost.sourceforge.net/

Ext3grep

Ferramenta para ajudar a recuperar arquivos excluídos em ext3. Ext3grep é uma ferramenta simples na intenção de auxiliar aqueles que acidentalmente excluiu um arquivo em um sistema de arquivos ext3.

http://code.google.com/p/ext3grep/

Fonte: Socorro! Diretório deletado... [RESOLVIDO]

Com o "testdisk" e o "foremost" é possível restaurar todos os arquivos, o único problema é que não terão os mesmos nomes, e sim por exemplo: file001.avi, file002.mpeg, file003.odt, file004.mp3 e assim por diante. Como seria muito trabalhoso renomear todos os arquivos depois da restauração, decidi usar o "ext3grep".

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O fato
   2. A restauração
Outros artigos deste autor

Instalando o driver da NVIDIA atualizado para o kernel atual no Metamorphose 2.0

Operadoras de Banda Larga com Medição de Velocidade

Configuração do Compiz Fusion pós instalação

Internet com a velocidade aumentada (Regulamento ANATEL)

"Wolfenstein: Enemy Territory" e "Hidden & Dangerous Deluxe" no Debian Lenny

Leitura recomendada

Entendendo e configurando o LVM manualmente

Instalação dual boot UEFI Linux Mint/Ubuntu com Windows 8.1/10

Automatizando a montagem de partições Windows (FAT e NTFS) no Linux

Montando partições em memória

Recuperação de Dados com o PhotoRec

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Fabio_Farias em 01/12/2010 - 09:09h

Bom artigo! Parabéns!
Sabe se funciona em ext4?
Obriagdo!

[2] Comentário enviado por izaias em 02/12/2010 - 10:57h

Agora temos um tutorial atual e bem explicado para recuperar dados perdidos.
Você se utilizou de sua experiência para criar algo de grande valia para todos nós.

Parabéns Glauber.
Excelente artigo! Favoritado.

[3] Comentário enviado por mcnd2 em 02/12/2010 - 14:36h

#Fábio, obrigado.
Agora se funciona com 'ext4' não posso te afirmar, pois essa foi uma experiência e tanto pra mim, sendo com o ext3. Mas quem sabe futuramente acrescentar o ext4 para ver se funfa numa boa. Fica ai pra quem quiser complementar.
Abraço.

#Izaias, obrigado também pelo comentário.
Com certeza é de grande valia para aqueles que em hipótese nenhuma pode perder seus arquivos.
Abraço.

[4] Comentário enviado por warlocksn em 20/12/2010 - 02:22h

quantos GBs de arquivo vc consegui recuperar?

[5] Comentário enviado por mcnd2 em 20/12/2010 - 23:13h

# sinesioneto - recuperei em torno de uns 200Gb. Era o que eu tinha de backup!

[6] Comentário enviado por neovictor em 15/06/2011 - 14:47h

Amigo, excelente tutorial! Neste momento estou rodando o ext3grep depois de ter usado outras duas ferramentas. Vc sabe dizer se o ext3grep preserva os nomes e estruturas de diretório dos arquivos recuperados?

[7] Comentário enviado por mcnd2 em 16/06/2011 - 21:28h

@neovictor, preserva sim (isso por experiência própria).

Por esse motivo que eu optei por usa o ext3grep.
Imagine a dor de cabeça e aborrecimento que dará para achar e renomear cada arquivo.
Um enorme trabalho!

Obrigado pelo comentário.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts