Montando partições automaticamente

Esse artigo irá mostrar como montar partições automaticamente na inicialização do Linux, não sendo mais necessário ficar digitando "mount" toda vez que você quiser recuperar algum arquivo/programa em outra partição. Muito útil para quem usa sistema dual boot (Windows e Linux no mesmo computador).

[ Hits: 210.136 ]

Por: BlackHatThi em 25/08/2006


Entendendo o FSTAB



Quem usa Windows e Linux no mesmo computador (dual boot) com certeza já usou o comando mount para poder "enxergar" os arquivos do Windows no Linux. Com o passar do tempo fica muito cansativo ter que ficar digitando o mesmo comando toda vez que o Linux é iniciado. Seria muito bom se o sistema de arquivos fosse montado automaticamente na inicialização e com o arquivo fstab isso é possível.

O arquivo /etc/fstab é responsável pela entrada de partições e/ou dispositivos que possuam os sistemas de arquivos. Abaixo segue um exemplo do arquivo /etc/fstab:

# cat /etc/fstab

/dev/hda3     swap         swap       defauts                  0   0
/dev/hda2     /            reiserfs   defaults                 0   0
/dev/fd0      /mnt/floppy  auto       defaults,user,noauto     0   0
/dev/cdrom    /mnt/cdrom   iso9660    defaults,user,noauto,ro  0   0

É possível excluir ou adicionar partições e/ou dispositivos seguindo os seguintes significados das colunas:

1ª Coluna Especificação do arquivo do dispositivo que será montado.
2ª Coluna É o local (diretório) onde o dispositivo especificado na 1ª será montado.
3ª Coluna É o tipo de sistema sistema de arquivos.
  • ext2 - Sistema de arquivos do Linux;
  • ext3 - Sistema de arquivos journaling (ext2 + journaling);
  • reiserfs - Sistema de arquivos journaling do Linux;
  • msdos - Sistema de arquivos MS-DOS;
  • vfat - Sistema de arquivos Win9x;
  • ntfs - Sistema de arquivos Win2k, XP;
  • iso9660 - Sistema de arquivos do CD-ROM;
  • auto - Detecta o tipo de sistema automaticamente.

4ª Coluna São as opções para montar os dispositivos.
  • defaults - Montagem padrão para o dispositivo;
  • exec - Permite que programas sejam executados a partir do do dispositivo;
  • noexec - Nega que programas sejam executados;
  • auto - Monta o dispositivo automaticamente na inicialização;
  • noauto - O dispositivo deve ser especificado para a montagem;
  • user - Permite que qualquer usuário monte o dispositivo;
  • nouser - Não permite que usuários comuns montem o dispositivo;
  • rw - Permissão de leitura e gravação para o dispositivo;
  • ro - Permissão somente leitura para o dispositivo.

5ª Coluna Dump para o dispositivo.
  • 0 - Não faz dump;
  • 1 - Faz dump.

6ª Coluna Verificação e reparo do dispositivo.
  • 0 - Não faz a verificação e reparo.
  • 1 - Faz a verificação e reparo.



    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Entendendo o FSTAB
   2. Montando os dispositivos
Outros artigos deste autor

Comandos básicos para Linux

Leitura recomendada

Acessando suas partições ReiserFS pelo Windows

Instalando Linux em segundo HD IDE, Sata, USB ou Pendrive

Aprendendo NFS - Network File System

Entendendo o sistema de arquivos do Linux

Configurando leitores ópticos e HDs

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tenchi em 25/08/2006 - 08:54h

Hum.... eu sempre editei o fstab, mas uma coisa que eu nunca soube é para que serviam a quinta e a sexta colunas..... Essa tabela ajuda muito msm.

[2] Comentário enviado por robson..pba em 25/08/2006 - 09:40h

Cara aprendi esse artigo ontem um um curso que fiz e realmente esta 100% explicado, adorei esse artigo parabens

So complementenndo um pouco mais
Para os mais iniciantes para montar um dispositivo
usa- se o comando
mount disposito ponto_de_montagem
exemplo hd primaria slave
mount /dev/hdb1 /mnt/windows
obs: antes tem de criar o ponto de montagem


espero ter ajudado

[3] Comentário enviado por gorduloko em 25/08/2006 - 10:39h

A montagem é automatica, qndo o linux inicia ja monta a particao ai é só acessa-la em /mnt/windows ou criar um atalho na area de trabalho do ambiente grafico

[]'s

[4] Comentário enviado por superbig em 25/08/2006 - 14:03h

E alguém sabe como fazer para que o sistema operacional "reconheça" um dispositivo de armazenamento, tal como um pendrive, um cd ou um disquete, no momento que eu o coloco no computador e nesse momento ele monte esse dispositivo?

[5] Comentário enviado por coffnix em 25/08/2006 - 16:05h

gostei pra caramba!!!!

[6] Comentário enviado por removido em 25/08/2006 - 19:03h

hehe tem outro jeito bom tb, http://www.vivaolinux.com.br/scripts/verScript.php?codigo=2178 com esse script ai so por na inicialização

[7] Comentário enviado por edulimaabreu em 25/08/2006 - 20:01h

Já uso o linux há 3 anos e sempre evitei mexer no fstab pois não entendia muito bem o que significava os comandos nas colunas. Agora vi que nao é nenhum bixo de sete cabeças.
Artigo curto, simples e muito útil. Parabens, adorei :)

[8] Comentário enviado por ghostsoft em 25/08/2006 - 20:38h

O seu artigo ficou muito bom e me deixou curioso.

eu tinha o sistema de arquivos do windows ntfs e nao conseguia de geito algum criar novos arquivos nela, será que se eu simplesmente colocar o rw eu consigo? ja ouvio "boatos" de que a um complito com o kernel do linux com a particao ntfs. tive que colocar a minha particao windows em fat32.

por gentileza me responda, esta é a solucao?? apenas o rw??
obrigado.

[9] Comentário enviado por Arauto em 25/08/2006 - 22:10h

Infelizmente ainda não é apenas mudar para rw no fstab. É preciso também habilitar a opção de escrita no kernel. Mas sem querer desanimar, já desanimando, mesmo fazendo isso é praticamente impossível escrever qualquer coisa, é muiiiiiito limitado.
Eu já ouvi falar, acho que aqui no vol tem alguns artigos sobre este assunto que tem um programa que possibilita a escrita no ntfs.



[10] Comentário enviado por blackhatthi em 26/08/2006 - 19:35h

Ghostsoft

"Escrever em partições ntfs usando linux" é sempre um assunto complicado, pois existem vários boatos sobre o assunto. Alguns verdadeiros e outros falsos, o que eu posso lhe dizer é o seguinte: O kernel 2.4 não possui o suporte para ntfs, mas o 2.6 tem um suporte "basico do basico", alguns arquivos realmente não tem como acessar, mas uma boa parte tem sim, embora desses que tenham acesso, a maioria não pode ter o tamanho alterado. Isso eu posso ter afirmar que é verdade porique é o que acontece no meu slack 10.2.

Obrigado a todos os membros pelos comentários e pelas dicas postadas aqui.

=]

Até +

[11] Comentário enviado por blackhatthi em 26/08/2006 - 19:40h

Superbig

Para o disquete e o cd rom, basta seguir o Artigo. Agora para o pendrive, da uma olhada nesse artigo:
http://www.vivaolinux.com.br/dicas/verDica.php?codigo=7087

=]
T+

[12] Comentário enviado por xALEXANDRE em 28/08/2006 - 15:30h

Legal o artigo, mas não gosto de montar partições em boot, demora pra carregar, e o que me atrai no linux é a rapidez com estabilidade.

[13] Comentário enviado por pools em 29/08/2006 - 09:16h

Olá,
Muito bom o artigo.
No caso do ntfs, infelizmente só colocando o rw não funciona, mesmo habilitado no kernel, porque o suporte ainda é limitado.

Mas hoje existe o projeto "ntfs-3g":
http://www.guiadohardware.net/comunidade/ntfs3g-suporte/306869/

Estou utilizando ele fazem 3 semanas e não tive problemas.

Recomendo para quem não tem aplicações críticas, pois existem casos de perda de boot... usem com moderação :-D

Abraços,

PoolS

[14] Comentário enviado por Fabio_Farias em 06/05/2008 - 10:54h

A minha dúvida é a seguinte: que critérios uso para escolhers as opções de montagem (auto, user, etc.)?

[15] Comentário enviado por agofearth em 26/11/2008 - 20:12h

Oi Gente!

Seguinte tambem estou em duvidas com relação aos critérios...

- por acaso existe um critério umask? umask=000 o que ele faz?

- o que o dump da 4ª coluna faz? Quando usar?

Abração!

[16] Comentário enviado por leilianeCMJ em 04/12/2009 - 10:00h

Oie! no meu caso tenho ubuntu 9.04, deixei meu antigo disco D do windows com backup, agora, estava pesquisando como deixar esse sistema de arqs montado quando inicia meu sistema.
estava fazendo testes no /etc/fstab, mas ñ tive sucesso...já tentei de tudo naquelas colunas do fstab, até montei partição(ñ foi pelo prompt, foi atraves de locais e clik sobre ela), depois olhei no monitor de sistema o UID(é o nome q ele cria ao montá-la no /media) e tipo...e nada. alguem tem condições de me ajudar?

[17] Comentário enviado por Miguel Arcanjo3 em 11/06/2010 - 15:36h

Gostei da dica parabens.

[18] Comentário enviado por silio em 20/12/2010 - 17:05h

Usando o Ubuntu 10.10 fiz o Seguinte:
Montei o dispositivo manualmente em Locais > DATA_SILIO (Nome da partição) para ele ser reconhecida pelo sistema.

Depois para saber o nome do dispositivo e o diretório fui em Sistema > Administração > Monitor do Sistema
na aba Sistema de arquivos tem aí o dispositivo e o diretório onde ele é montado, com isso fui no terminal (Acessórios > Terminal)
entrei como sudo, e a linha de comando: # nano /etc/fstab. É aberto o editor nano
no final do arquivo coloquei o nome do dispositivo e o diretório (que peguei no monitor do sistema) o tipo de arquivo coloquei "auto" e em opções "auto", 0 e 1, reiniciei e tudo funcionando tranquilo.

[19] Comentário enviado por removido em 20/12/2010 - 23:08h

Com esse e mais um tutorial que encontrei em outro site deu certinho, consegui.

Obrigado.

[20] Comentário enviado por deividrvale em 07/06/2011 - 22:44h

valeu . . .
me salvou de uma perrenga danada.

[21] Comentário enviado por arthurlucas em 23/07/2012 - 12:13h

Não funcionou comigo!

no comando:


mount /dev/hda1 /mnt/windows ntfs defaults,user.rw,auto 0 0


é mesmo um ponto antes do rw ?

Eu coloquei isso no arquivo, mas quando inicia aparece a mensagem que não conseguiu montar a sda3!

[22] Comentário enviado por coffnix em 24/07/2012 - 11:26h


[21] Comentário enviado por arthurlucas em 23/07/2012 - 12:13h:

Não funcionou comigo!

no comando:


mount /dev/hda1 /mnt/windows ntfs defaults,user.rw,auto 0 0


é mesmo um ponto antes do rw ?

Eu coloquei isso no arquivo, mas quando inicia aparece a mensagem que não conseguiu montar a sda3!


Oi,

Se for ntfs tente usar o NTFS3G. Compile-o e adicione ao fstab:
/dev/hda1 ntfs-3g noauto,users,gid=users,fmask=133,dmask=022,locale=pt_BR.UTF-8 0 0

Att,
Raphael Bastos aka chemonz

[23] Comentário enviado por GuillermeSt em 28/04/2013 - 14:17h

Funcionou! Mas se eu quiser escolher outras partições, devo trocar o mount /dev/HDA1 pela respectiva letra da partição?

-EDIT-
Sempre que inicio, dá erro ao montar a unidade.. tenho que apertar "S" para iniciar normalmente sem o drive montado :\

[24] Comentário enviado por ChrisPaixao em 18/06/2014 - 19:54h

Sou iniciante no linux e este artigo ajudou demais

[25] Comentário enviado por error13 em 25/02/2015 - 11:58h

@blackhatthi sabe me dizer se consigo montar mais de uma unidade no mesmo comando... algo do tipo "mount -t cifs //servidor/user /mnt/montado //servidor/user1 /mnt/montado1 username=user,dir_mode=0777,file_mode=0777" ???

[26] Comentário enviado por agofearth em 04/03/2015 - 16:16h

Olá error13!

Não sei se resolve sua necessidade, mas você poderia estar colocando em sequência diversos compartilhamentos através de um script atentando inclusive para o fato de um mesmo usuário estar, ou não, acessando a todos (permissões, para muitos compartilhamentos num só comando talvez você não tenha essa possibilidade) ou a alguns dos compartilhamentos além disso deve-se tomar cuidado na hora do desmonte no caso de compartilhamentos aninhados. deve-se desmontar primeiros os internos. Abraço!

[27] Comentário enviado por geovane8543 em 18/04/2017 - 11:52h

mt obrigado, ajudou bastante :D


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts