Regulando o desktop para trabalhar em máxima performance

O artigo descreve procedimentos de regulagem para máximo desempenho e de "overclock", via software. Esses métodos podem ser usados para aumentar a performance do processador e da placa de vídeo, com conseguente aumento de eficiência do computador.

[ Hits: 60.878 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 22/12/2009 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Regulando o processador para máximo desempenho



Como você procura performance, desligue coisas como a economia de energia do monitor, capacidade de desligar os discos rígidos, hibernar, suspender, lock da sessão Gnome após screensaver etc.

Você querendo Rapidez, não vai precisar tirar o computador da hibernação, reabrir sessão suspensa, entrar com senha para tirar do lock do screensaver etc, portanto desligue tudo isso!

Se durante os cálculos, edição de vídeos etc quiser economizar a energia do monitor, simplesmente desligue-o no botão. Se você está calculando algo, obviamente não desejará sua CPU ou discos rígidos hibernando ou desligando.

Essas desativações de recursos e ajustes podem ser feitos a partir do ambiente gráfico KDE ou GNOME.

A) Regulando no KDE ou GNOME:

Par desligar no GNOME: vá ao "Centro de Controle" do GNOME, "Sistema", "Gerenciamento de Energia", Desativar o "fazer computador dormir" e "fazer monitor dormir", desativar o "diminuir atividade dos discos rígidos". Na aba "Geral", deixe em "desligar" e em "suspender" as ações default. Se tiver a opção "não agir", regule o botão "suspender" para "não agir".

Para desligar no KDE4: em "Configurações do Sistema", "Configurações Gerais", desmarque "Bloquear a Tela", Desmarque o"PowerDevil" se estiver marcado; "Atribuição de Perfil", deixe tudo em performance máxima.

Em "Editar Perfis" desative as opções de tampa do laptop, suspender, hibernar etc. Desligue tudo, coloque os perfis de energia todos em "performance". Desabilite o gerenciamento de energia do monitor, habilite o brilho máximo regulado, desmarque "escurecer a tela" e desmarque "desabilitar os efeitos".

Clique em "CPU e Sistema", desmarque "desativar CPU", em "Dimensionamento de Frequência" troque "Dinâmico sob Demanda" por "Desempenho" ou "Máximo desempenho" Troque também o "Esquema de Economia de Energia" por "Performance".

Em resumo, deixe tudo para máxima performance e não para economia de energia!

Vá em "Recursos", se estiver regulado certo, somente a opção de "CPU desligável" deve estar desativada.

Resumindo, tudo deve estar configurado para um sistema desktop, alimentado via tomada, com máxima performance e consumo.

No GNOME, com o mini-aplicativo de painel chamado "Monitor de Frequência de CPU" ou, em qualquer ambiente gráfico, com o comando:

cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/cpuinfo_cur_freq

Verifique se o "clock" do processador está no máximo, ou no perfil de energia "Performance".

B) regulando via software:

Se tudo ainda não estiver regulado, existem pacotes auxiliares para alterar a frequência de operação dos processadores.

Alguns desses pacotes: cpudynd; cpufreqd; powernowd; powersaved; kpowersave etc. Pelo menos um deles existirá para sua distro.

Os três que verifiquei serem os mais comuns são o cpufreqd, o powernowd (só para AMD) e o kpowersave.

O KPowersave é o mais prático, porque é gráfico e intuitivo. Com ele é bem fácil, siga as instruções da GUI.

Se você não o tiver ou não quiser instalá-lo, use um dos pacotes abaixo:

1) CPUSPEEDY. Instale-o e dê o comando:

sudo cpuspeedy -s
cpuspeedy: CPU speed is 3.09 GHz (100%) temperature is 40 C

Como vê, obtém-se informação da frequência máxima e temperatura do processador. Supondo que não esteja na frequência máxima, para acertar, faça o comando:

sudo cpuspeedy OPÇÃO

Onde OPÇÃO pode ser (sem as aspas) "max" (para o máximo); ou o valor máximo da frequência desse processador (normal ou a overclocada), no meu caso, "3090000". Ele aceita valores numéricos, em MHz, em Ghz etc e perfis. Para ver todas as opções possíveis do cpuspeedy, use os comandos:

sudo cpuspeedy -h
e
sudo cpuspeedy -f

2) CPUFREQD. Para usar o cpufreqd, instale-o seguindo o procedimento padrão de sua distro, a seguir faça o comando:

cpufreq-info

e aparecerão os valores da frequências de operação de seu processador, perfis de energia etc.

Para regular para máxima performance, use os comandos:

sudo cpufreq set --max VALOR

Onde VALOR é o máximo de frequência que quer, o máximo do processador (voltando ao meu exemplo 3090000).

Há citações na internet que com o cpufreqd, às vezes, é necessário editar arquivos manualmente. Eu não precisei, mas se você precisar, siga como na dica abaixo, mas modificando-a para máxima performance:
3) POWERNOWD: Se tiver máquina AMD, é possível usar o powernowd (em adição, ou no lugar do cpufreqd ou do Cpuspeedy). Instale-o, coloque-o para executar no boot (através do gerenciador de tarefas do GNOME ou KDE, ou manualmente, iniciando-o com o comando "powernow start" (no /etc/init.d ou no RC).

Em um terminal, primeiro regule o uso "mínimo" do processador para o máximo possível, 100%, com o comando:

sudo powernowd -l 100

Depois, sete a frequência do processador ao máximo possível:

sudo powernowd -u VALOR (use frequência máxima possível, no meu caso 309000, aqui são seis dígitos mesmo!)

Torna-se interessante verificar como tudo está bem regulado.

Isto é fácil, se também tiver instalado o pacote Cpufreqd (veja item 2). Observe a saída do comando que você deve ter, se tudo estiver bem regulado:

sudo cpufreq-info
cpufrequtils 005: cpufreq-info (C) Dominik Brodowski 2004-2006
Reporte erros e bugs para [email protected], por favor.
analisando o CPU 0:
  driver: powernow-k8
  CPUs que precisam trocar de frequência ao mesmo tempo: 0 1
  limites do hardware: 1000 MHz - 3.09 GHz
  valores de frequência disponíveis: 3.09 GHz, 3.00 GHz, 2.80 GHz, 2.60 GHz, 2.40 GHz, 2.20 GHz, 2.00 GHz, 1.80 GHz, 1000 MHz
  governors do cpufreq disponíveis: conservative, ondemand, powersave, userspace, performance
  política atual: a frequência deveria estar entre 1000 MHz e 3.00 GHz.
                  O governor "userspace" deve decidir qual velocidade usar
                  dentro desse limite.
  frequência atual do CPU é 3.09 GHz (declarado por chamada ao hardware).
  status do cpufreq: 3.06 GHz:96,51%, 3.00 GHz:2,92%, 2.80 GHz:0,08%, 2.60 GHz:0,08%, 2.40 GHz:0,08%, 2.20 GHz:0,16%, 1.80 GHz:0,08%, 1000 MHz:0,01%  (100)

C) Regulagem manual, "no braço".

Se não quiser usar os pacotes, ainda pode regular manualmente. Em um terminal execute os comandos:

cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/scaling_available_governors
conservative userspace powersave ondemand performance

Isso indica os perfis de energia presentes. Veja o perfil de energia que você está usando com o comando:

cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/scaling_governor

A saída deve ser "performance", caso não seja, sete o valor para "performance" com o comando:

sudo echo "performance" > /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/scaling_governor

Se você usar processador de núcleo duplo, verifique se o parâmetro foi portado aos dois núcleos com o comando abaixo e observe a saída correta, qual deve ser. Idem, para três ou quatro núcleos.

cat /sys/devices/system/cpu/cpu1/cpufreq/scaling_governor
performance

Depois execute os comandos:

cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/cpuinfo_max_freq
$ cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/cpuinfo_min_freq


E você terá as informações das frequências mínima e máxima de trabalho do seu processador, mesmo que overclocado.

Em modo root, edite os arquivos e coloque como o valor "mínimo" , o valor "normal máximo" da sua CPU (no meu caso 3000000, correspondente a 3000 MHz) e o valor "máximo", sete para o máximo real da sua CPU, no meu caso, o máximo overclocado, isto é 3090000.

Se sua CPU não for overclocada, você pode inclusive aumentar o valor de clock, para um máximo um pouco acima do clock normal do processador. Desse modo ficará mais rápido (é um tipo de Overclock via software).

NOTA: Há outros tipos de escalonamentos de energia.

Se sua CPU usa escalonamento via "UserSpace Governor" ao invés do que vimos acima, "Power Governor" ou "Profile Governor", é fácil saber: seu computador terá um arquivo /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/scaling_setspeed ativo.

Nesse caso, veja detalhes de como editá-lo:
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Regulando o processador para máximo desempenho
   3. Regulando a placa de vídeo e obtendo alta performance
   4. Testando e impondo regime de stress
   5. Medidas de eficiência e desempenho - benchmark
Outros artigos deste autor

Experimentos com remasterização de Sabayon

Sabayon Linux - Novos Repositórios da Comunidade

Como usar o Bugzilla do Sabayon

Gentoo: Interfaces gráficas para Portage/Emerge - substitutos do Kuroo

Instalando, gerenciando e mantendo pacotes no Gentoo Linux e derivados

Leitura recomendada

Instalando driver ATI RADEON 9200SE no Slackware 10.0 com OpenGL

Explorando a máquina sem abrí-la

Wireless 2200BG Network no Slackware 11

Gravação de microcontroladores PIC via USB pelo terminal do Linux

Speedtouch USB no Debian

  
Comentários
[1] Comentário enviado por paulinholinux em 22/12/2009 - 07:50h

E aí Alberto, blzzzz

cara parabéns pelo artigo, ficou bem legal...

só um ponto que eu plotei um erro e que merece uma correção, na parte de "Primeiros ajustes gerais" vc diz assim

"Se estiverem desativadas, ative as acelerações de HDD como S.M.A.R.T. ..."

Na verdade a opção HDD Smart não serve para desempenho do HD, e sim para segurança do hd, pois é um dispositivo que tem como função reportar se o funcionamento do HD está em perfeito estado ou não. Ao ligar seu computador, durante o POST, ele irá ler estas informações e caso encontre algo reportará em tela para o usuário, auxiliando-o assim para a troca do seu dispositivo.

Até mais

PaulinhoLinux

[2] Comentário enviado por nicolo em 22/12/2009 - 11:57h

Precisa configurar a CMOS (SETUP) para o HD, como ativar o DMA, O 32bits transfer, o cache write through e reduzir os tempo de espera e Desativar o SMART. O Disco é o elemento mais lento da máquina.
Desativar o economizador de energia é uma boa e ajuda a poupar o seu HD, é seguro, ainda que aumente um pouco o consumo de energia.
Isso melhora muito o desempenho sem recorrer (com o perdao da palavra) a "artifícios que envolvem maior ou menor grau de risco".

A placa de vídeo outro elemento fundamental, especialmente para multimedia. O Kernel do Linux deve ser rt (real time) com tempo de espera de 1 ms. O default dos kernel das distro é 4 mili segundos. O Ubuntu oferece kernel RT já compilado, nunca investiguei outras distros.

Desative os serviços que você não usa, isso torna o sistema mais leve.

Se for gastar dinheiro comece comprando uma boa memória e não passe de 4Gb pois não será usado.
Hardware de alto desempenho é caríssimo, começando por uma boa placa mãe que custa 4 vezes o preço de uma comum e daí prossegue para discos de alto desepenho, placas de vídeo supra sumo, memórias de alto clock etc.

Recomendo aos garotos moderação nos over clocks e stress, e outros expedientes para acelerar o processador, para não queimar a máquina. O papai vai ficar uma fera.




[3] Comentário enviado por dbahiaz em 24/12/2009 - 15:04h

Bem legal esse artigo!

Eu já fui maluco por benchmark e overclocks, hoje nem tanto, mais gosto de tirar um pouco da maquina, por isso gosto de comprar na medida do possível equipamentos bons, mesmo pagando mais, no futuro, isso é recompensado, tenho um pc comprado em 2006 e ainda me serve muito bem rs, na que época que comprei fiz uns ajustes que rendeu e rende até hoje meu nome na lista do super pi do CdH:

dbahiaz - 34,797s
AMD Athlon64 3000+ <Venice Socket 939> @ 2.520Mhz (280 x 9)
DFI LanParty NF4 Ultra-D || 2x 512Mb Corsair Value Select PC3200 @ DDR-420 (2,5-3-2-6/1T)

Vou ver se faço uns ajuste nele seguindo essas dicas (assim que tiver tempo), tenho o Opensuse instalado nele, vamos ver como fica. :)

[4] Comentário enviado por grandmaster em 05/01/2010 - 12:57h

Bom artigo. Como o dbahiaz falou, também já usei muito de overclock para tentar ter algum ganho principalmente em placas de video etc. Hoje estou mais sossegado e procuro sempre comprar algo que vá me render uso por algum tempo.

---
Renato de Castro Henriques
CobiT Foundation 4.1 Certified ID: 90391725
http://www.renato.henriques.nom.br

[5] Comentário enviado por albfneto em 08/01/2010 - 10:14h

obrigado pelos comentários.... Nicolo, vc sugere reduzir o tempo de acesso e desativar o smart, é isso?
e usar kernel real time, vou experimentar....

[6] Comentário enviado por goodiro em 09/01/2010 - 01:38h

Muito bom artigo, ja estou utilizando algumas dicas aqui! o boinc aqui agora tá a mil por hora, utilizando inclusive o gpu da pv nvidia! parabéns!

[7] Comentário enviado por albfneto em 16/01/2010 - 16:23h

Observação:

Alessandro, Cabelo, acaba de publicar excelente artigo sôbre uso de GPU e CUDA:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/CUDA-Programe-a-sua-NVIDIA

[8] Comentário enviado por albfneto em 08/04/2010 - 19:46h

INCORPORAÇÕES AO ARTIGO.

1) Se o NVClock, não estiver ajustando sua NVIDIA, adicione as linhas,Coolbits na sessão device de seu arquivo /etc/X11/xorg.conf. Exemplo abaixo de como vai ficar:

Section "Device"
Identifier "Device0"
Driver "nvidia"
VendorName "NVIDIA Corporation"
BoardName "GeForce 8600 GT"
Option "Coolbits" "1"

2) Aqui, um interessante Script Canadense para seleção automatizada de Governor e Gerenciamento de Energia:

http://rra.etc.br/MyWorks/2008/02/17/gerenciamento-de-frequencia-no-notebook/#SECTION65


[9] Comentário enviado por iagorafael em 24/04/2013 - 17:31h

Tem como eu testar o link da minha internet, pra ver quantos usuarios ele aguenta conectados usando o streslinux???


Contribuir com comentário