Por que existem mais games para Windows do que para Linux?

Tire da cabeça: Windows não é melhor que Linux para rodar games, não falta tecnologia para o pinguim rodar gráficos de última geração, falta é interesse e rentabilidade.

[ Hits: 12.417 ]

Por: Perfil removido em 21/02/2011


Por que existem mais games para Windows do que para Linux?



Um dos grandes motivos de pessoas não migrarem definitivamente ou ao menos nem se interessarem em experimentar as distribuições Linux é a falta de game, o primeiro mito que devemos desmitificar é que Windows roda game melhor que Linux, isso é uma das maiores gafes cometidas, principalmente por usuários Windows querendo defender o sistema operacional que eles optaram e nem ao menos tiveram interesse de comparar, Linux e Windows tem capacidade gráfica muito semelhante pois os aplicativos gráficos utilizados (OpenGL x Direct3D) estão hoje equivalentes.

A tecnologia OpenGL era, de fato, inferior ao Direct3D até um tempo atrás, mas hoje conta com todos as tecnologias também empregadas pela Microsoft com eficiência igual ou muitas vezes superior ao sistema do Bill Gates.

Tá, mas você deve estar se perguntando: O que diabos é OpenGL e Direct3D? Elas nada mais são do que APIs (Application Programming Interface), termo usado para classificar uma biblioteca de funções específicas disponibilizadas para a criação e desenvolvimento de aplicativos em determinadas linguagens de programação.

A OpenGL foi produzida com C e C++ em mente, mas pode ser utilizada para diversas outras com um alto nível de eficiência. A partir do lançamento da tecnologia OpenGL 4.0, tanto o aplicativo da Microsoft quanto o da comunidade se equivaleram, não somente em capacidade de processamento gráfico quanto também na qualidade desse processamento, com novas ferramentas que deixam as modelagens mais "reais".

Mas então se o problema não é o software e a tecnologia , porque eles não produzem games para Linux?

Tudo não passa de questão de demanda de usuários, para eles produzirem um game nativamente para Linux seria necessário um investimento a mais em programação, ou seja, redução de lucros, até aí tudo bem, já que a venda de games para a nova plataforma poderia sustentar esses projetos, porém isso só acontece em teoria, já que a quantidade de usuários Linux não é satisfatória para uma grande demanda de venda de games, é muito investimento, pra pouco lucro, compreende?

Mas calma, a situação está se revertendo, o próprio site gameux.net é uma prova viva disso, trazendo games de alta qualidade para nosso sistema, não estamos mais dependentes apenas de games open source criados pela comunidade, muitas produtoras de games já disponibilizam seus games em multi-plataformas (Linux, Mac OS X e Windows) visando agregar e agradar cada vez mais fãs, um exemplo claro é a S2Games, produtora de Heroes of Newerth e Savage 2 - A Tortured Soul, ambos os games possuem suporte nativo para o sistema do pinguim.

Esse interesse maior principalmente por produtoras menores (que buscam seu crescimento acelerado, e realmente está dando certo, produtoras que apostam em Linux estão ganhando cada vez mais nome no mercado de games) é reflexo do aumento crescente de usuários adeptos ao Linux, principalmente pelo ambiente gráfico de Desktop muito mais facilitado e amigável, que trás não somente novos usuários, mas também novos interesses para a nossa plataforma.

Então, qual a solução para esse "problema"?

Solução mesmo, não temos, mas eu adianto e tento uma campanha de divulgação do sistema Linux. Divulgue o sistema, mostre aos usuários comuns como está fácil utilizar Linux, muitos ainda tem em mente aquele sistema destinado a nerds 'no-life' que não fazem nada além de aprender computação, hoje a realidade é outra, Linux está acessível à todos os tipos de usuários, independente de idade ou conhecimento de computação.

Portanto, divulgue o Linux e ajude a crescer a demanda de usuários, assim, mais e mais empresas e produtores começaram a investir em nossa plataforma, divulgar e ajudar o seu amigo, conhecido, familiar, é, querendo ou não, se ajudar, pois você terá futuramente mais ferramentas e será cada vez mais livre de sistemas fechados.

   

Páginas do artigo
   1. Por que existem mais games para Windows do que para Linux?
Outros artigos deste autor

Multiterminais e Userful Multiplier nas escolas públicas: Uma solução barata que sai caro

Instalando o OSS4 no Ubuntu 11.04

Zenwalk - Uma distro e tanto

Linux ou Windows? Eis várias questões

Implementação de um proxy/cache para ganho de conexão

Leitura recomendada

VBA-M: "novo" emulador de Game Boy Advance para GNU/Linux

Jogue no Linux o DOOM 3 e DOOM BFG (comprados para Windows)

Xadrez no Linux - Os melhores programas para jogar e estudar

Camera Kombat: Mortal Kombat ao vivo com WebCam

Battle for Wesnoth

  
Comentários
[1] Comentário enviado por ChilesIT em 21/02/2011 - 13:27h

Em minha modesta opinião , "para jogos" o Linux só se vai dar bem qdo a instalção for NNNF igual ao $$$ ....... para quem Só joga, não quer nem saber o OS, login, segurança, etc ....

[2] Comentário enviado por alan-souza em 21/02/2011 - 13:46h

O NNNF dá para conseguir... Basta os desenvolvedores de Games se dedicarem a desenvolver para o sistema ou fazer um game híbrido para as duas plataformas...

O problema é que a maioria dos desenvolvedores não vêem demanda suficiente para estarem desenvolvendo! y.y

[3] Comentário enviado por jere2001 em 21/02/2011 - 13:57h

As únicas coisas que realmente faltam no Linux para rodar jogos tão bem quanto no Window$ são drivers que explorem os recursos dos teclados e mouses para gamers, que até funcionam bem no Linux, porém com recursos "capados". E a fabulosa API sonora da Creative o EAX. Que é a maneira mais fácil de criar ambientes para jogos, (o Open AL demanda muito processamento, apesar de ser mais realistico).

[4] Comentário enviado por bitetti em 21/02/2011 - 14:28h

Olha tem pouco motivo para não emplacar bem jogos no Linux. O maior culpado me parece ser a preguiça e preconceito dos desenvolvedores!

Basta você incluir a libwine no seu projeto e vc tem uma aplicação que roda 100% no Linux via Wine, mas a preguiça é justificada por gráficos questionaveis de uso de S.O.

O preconceito então nem se fala, á jogos que o pessoal tem tanta preguiça que as páginas dos jogos chegama a ter bloqueio ao Linux! Silkroad Online por exemplo (boicotei esse jogo).

Drivers não sao disculpa, não sei quanto a ATI, mas a NVidia dá um suporte excelente. Ai surge o preconceito do outro lado, pos só recentemente parei de ver aquele aviso retardado dizendo que o software sendo instalado é proprietario e a comunidade open source não garante a segurança dele e bla bla bla.
Tipo, não é open, mas é meu, sou livre pra usar ele pq comprei o produto! É um direito meu e dever da firma de dar suporte.

Acabei de sair de outro forum na web, onde um dos moderadores simplesmente não deixa o povo falar livre. É um tipo de comportamento recorente de usuários Linux que deve ser evitado.

Linux não precisa de esforço pra ser uma excelente plataforma de jogos, ele já é!
Tanto para jogar pq roda jogos mais eficientemente quanto para desenvolver (no Linux vc nunca esta sozinho, mas tem uma comunidade de código junto de voce).

Falta campanhas e esforços organizados e sinceros.

[5] Comentário enviado por albfneto em 21/02/2011 - 16:17h

bom artigo. apenas um adendo.
quando o jogo existe, para windows e para Linux (não Wine!) ex, o antigo jogo de corrida de carros TORCS, a performance de Linux é inclusive melhor, porque Linux tem gerenciamento de memória direto, windows não, windows trabalha em blocos de memória.
exemplo, um "Compiz" par windows, se existir, vai ser lento de dormir!
agora jogos que usam GPU-CUDA, a perfomance é equivalente.
E concordo com Teixeira, o jogo visa lucro, o programador dos jogos está acostumado a programar para windows, e tem windows em todo lugar.
a empresa quer vender o jogo e rápido, vai faze-lo para o SO que tem em todos os micros...
para as coisas com sofisticada computação gráfico como os jogos, o Mac funcionaria bem, mas tem poucos jogos para Maqc, porque pouca gente tem Mac..

[6] Comentário enviado por alan-souza em 21/02/2011 - 17:30h

Quando a galera fala em Jogos para GNU/Linux eles querem que ele seja realmente para o sistema e que não necessitem do uso de ferramentas auxiliares para sua execução.

[7] Comentário enviado por mcnd2 em 21/02/2011 - 19:19h

Jogos !!!

Quem não gosta.

Independente onde vai ser jogado, em diversos consoles, sistemas, etc...

O negócio é JOGAR !

[8] Comentário enviado por oliveiraugusto em 21/02/2011 - 22:22h

Um artigo um tanto quanto polemico (para aqueles q sao muito viciados em games).
Mas uma coisa sempre me deixou com a pulga atras da orelha...
a Blizzard, uma das maiores empresas de games do mundo, roda seus jogos somente no windows...
mais os servidores deles sao todos Red Hat...COMO?

nós temos q lembrar que, infelizmente vivemos num mundo capitalistamente selvagem e, como o lucro absurdo é o mais importante...

Acho que é só. O negocio é ajudar a comunidade wine a evoluir um pouco mais para podermos rodar mais jogos no pinguim...

[9] Comentário enviado por hfluz em 21/02/2011 - 23:22h

Linux só terá jogos quando for popular e só será popular quando distros boas e fáceis para o usuário (como o Ubuntu) passarem a vir pré-instaladas em uma % alta dos computadores vendidos (essa é a tática do windows afinal).

Essa de divulgar o linux para nossos amigos ajuda, mas dessa forma vai levar décadas para o linux ter uma % de usuários razoável, isso caso seja possível.

[10] Comentário enviado por chaplinux em 22/02/2011 - 02:24h

Excelente Artigo! Valeu!

[11] Comentário enviado por nicolo em 22/02/2011 - 08:48h

Mais um artigo passional, politicamente correto. Qualquer discordância com o sagrado vira heresia.

Responda sinceramente, friamente e sem paixão:
Você é dono de uma softhouse, com um montão de contas para pagar no fim de daca mes:
salários, impostos, manutenção, aluguel, etc.

Você vai mandar desenvolver o seu produto para Linux ou para Windows?

Qual server de som do Linux você vai apostar?
OSS, AlSA, pulseaudio?
Qual distro?

Leia os posts do VOL. Veja quantas problemas, sobre o som de uma distro popular como o Ubuntu.

Ainda não chegou a hora do Linux auferir de uma fatia relevante do mercado de desktop, games, etc.
Não sou fã de jogos (até porque eles custam caro), se fosse usaria Windows, e se tivesse grana usaria Mac.
Na falta de grana : Linux (é jeito, né!).

[12] Comentário enviado por bitetti em 22/02/2011 - 08:54h

"a Blizzard, uma das maiores empresas de games do mundo, roda seus jogos somente no windows...
mais os servidores deles sao todos Red Hat...COMO?"
Pq os kra nao saum bobo, sabem q o Red Hat além de + barato dá menos custo de manutencao e tem em todo lugar servidor pra ele.

Dizer q um game pra Linux tem q ser absolutamente nativo para a plataforma pra mim é um erro, o rWindon$ não cresceu por fazer exigências, mas por ser encaixável. O mesmo ocorre com o Linux, o importante é q a plataforma ofereça recursos e não o contrário.

Toda distro Linux devia vir com Wine.


[13] Comentário enviado por Teixeira em 22/02/2011 - 11:33h

Gostei do artigo e concordo em 99,99999%

A questão é que desenvolver qualquer coisa - especialmente jogos - com as bibliotecas e objetos próprios para Windows é muito mais cômodo, ao mesmo tempo em que os programadores atuais simplesmente "se esquecem" de que existem linguagens multiplataforma, que trabalham em cima do hardware e não sobre camadas e mais camadas de software já desenvolvido por terceiros.
Sendo "cômodo" é supostamente "mais rápido" e quanto mais rápido, mais depressa se obtém os lucros.
Sim, porque jogos para Windows seguem geralmente a mesma filosofia do copyright, do produto comercial e muito raramente de freeware (que ainda existe) e do open source (que "eles" fazem questão que nem sequer exista, acusando-o de ser a fonte de todos os males).

O mal dessa comodidade é a preguiça nascente que vem tomando conta dos desenvolvedores em todo o mundo. As pessoas já se negam a raciocinar, aceitando tudo que existe e que já venha pronto. E como copiar é muito mais fácil que idealizar...

Acho que a tecnologia atualmente empregada em jogos para entretenimento pode igualmente ser empregada em segurança, inteligência artificial, estrategia de negócios, etc.
A imaginação é o limite.

Linux é notadamente mais leve para rodar jogos sofisticados, e quanto a isso não há dúvida alguma. No entanto, a necessidade de remuneração tem carregado a maioria dos profissionais desenvolvedores para as grandes corporações de cunho comercial.
A plataforma Apple também seria excelente para jogos (bem melhor que a plataforma Windows) e no entanto essa é uma área onde aparentemente também deixa a desejar, mais ou menos como o Linux.
Mas creio que esse "deixar a desejar" se deva apenas àquela comodidade a que me referi.
Jamais foi cômodo programar para Apples...

[14] Comentário enviado por rogerio pg em 22/02/2011 - 13:14h

são vendidos mais computadores com linux do que com windows pelo preço , computador com linux sai mais barato pq não paga licença e tal.... mas olhe o absurdo muitos computadores são vendidos em supermercados ai o vendedor vem e diz : olhe esse é mais barato pq é linux , linux é ruim , mas vc paga 50 conto e os cara instala xp pra vc .
vendedor de supermercado não entende nada de sistema operacional , hardware eles so querem vender , e pior colocam na cabeça das pessoas que linux é ruim , por isso que ainda não são muitos utilizando linux . conheço pessoas que compraram seu primeiro pc esse ano e ja estão com a ideia na cabeça que linux é ruim , total falta de informação.
eu estou utilizando linux ubuntu as vezes convido amigos para ver eu jogando cs e wow , esses pelo wine tem melhor desempenho que no xp , jogo outros para linux como urban terror assalt cube , sem lag sem ping alto .
as pessoas que falam mau do linux são aquelas que ouviram alguem falar , nunca usaram para comprovar

[15] Comentário enviado por alan-souza em 22/02/2011 - 13:24h

Isso é verdade Rogério!

Muitos vendedores na hora da venda falam exatamente isso! Muitos até instalam o PIRATÃO e dizem que é uma cortesia da loja.

O desempenho do CS no Linux é muito bom mesmo!!! Instalei o CarbonCS 1.1 no meu Slackware, está perfeito e com todos os recursos no máximo!

[16] Comentário enviado por removido em 23/02/2011 - 03:21h

@bitetti

Eu já tenho um pensamento completamente diferente, eu quero que as coisas rodem nativamente, eu não utilizo Linux pra ficar simulando o Windows dentro dele, se eu quero usar softwares para Windows, eu instalo Windows! Tanto que no site (http://gameux.net) eu simplesmente não posto coisas relacionadas a Wine, eu tenho instalado no meu computador mas não tenho nenhum software que dependa dele e nem nunca usei e ainda abomino a ideia, porque isso tira ainda mais os olhos das empresas pro Linux, pra se ter noção alguns usuários Linux criaram um tópico em um fórum da Eletronic Arts (se não me engano) pedindo determinado jogo nativo para Linux, a aceitação do tópico foi ENORME, vários usuários demonstraram interesse na ideia, até que chegou um dos responsáveis e disse: "Utilizem o Wine para rodar o game", ou seja, usuário Linux tem que viver de gambiarra do Windows pra se divertir, acho isso uma falta de respeito enorme, se não querem produzir nativamente tudo bem, mas mandar os usuários usar Wine ou qualquer outro simulador de Windows é PATÉTICO.

@Comentários
Bom, eu to constantemente me atualizando quanto a Games para Linux porque to moderando e administrando o meu site, posso dizer que tem um bom avanço e vários games já foram anunciados para a plataforma, o grande destaque é o Oil Rush, que tem gráficos realmente muito bons e um sistema de jogo que promete muito falatório por ai, acessem o site do projeto, embora seja um jogo comercial, me parece que vai fazer bastante sucesso: http://oilrush-game.com/

Agradeço os comentários quanto aos elogios sobre o artigo, fico feliz que tenham gostado e convido-os a acessar diariamente o Gameux para descobrirem um pouco mais sobre os jogos já existentes para Linux, tem muito jogo bom como Vega Strike, Zero Ballistics, Frets on Fire e FlightGear (além de muitos outros) que a galera simplesmente não conhece, são games de qualidade NATIVOS para Linux que são top de linha e batem de frente com muito jogo de produtora top e muitas vezes até superam, sendo que todos os exemplos que dei são de jogos GRATUITOS e de código aberto.

Bom, espero o acesso de vocês ao Gameux (http://gameux.net)!

Obrigado e Abraços!

[17] Comentário enviado por nicolo em 23/02/2011 - 09:09h

Adendo ao comentario do Teixeira:
Os progamadores empacotam tudo rápido porque é para massificar. Todos adoram o joguinho da moda, a grife da moda, o penteado da hora.
... e assim compram tudo massficado que precisa ser vendido rápido porque atrrás ja vem outro concorrente.
Na Itália, manias conservadoras, como comprar sapato na sapataria da esquina, sapato feito sob medida, comprar roupas dos alfaiates "de la mia paese" e coisas assim implodiram até os grandes shopping centres, que são poucos. Isso gerou produtos bons e uma grande força das pequenas empresas locais atuando em mercados cativos.
No mundo das variedades o espaço para os padrões globais é apertado, mas a recíproca é verdadeira:>
No mundo dos padrões globais, as variações são heresia.
A informática está mais próxima dos padrões de predominâncias globais. Fatores linguísticos podem criar mercados locais para software.
Quem quer se divertir se não usa inglês no serviço, não vai aprender inglês para a diversão.

Os programadores atacam o mercado global onde a velocidade é essencial, e isso os empurra para windows e outras coisas prontas.

[18] Comentário enviado por Bitetti em 23/02/2011 - 09:47h

Eu acredito que PATETICO seria mais essa postura de alguns usuários Linux que degradam as ideias de "liberdade" que tanto proclamam. De modo geral pq eu gosto de Linux não quer dizer que deva gostar dos programas nativos.

Quando se apresenta uma ponte pra gerar uma migração tranquila de usuários e programadores entre plataformas os proprios usuarios do Linux atacam a ideia. É o preconceito que comentei, que pega tanto usuarios de Windows como de Linux.

Wine é perfeito, não tem mais porque perder usuários pra Windows só porque os caras estão presos a um programa.
E no "mundo real" a verdade é essa, Sistema Operacional não prende usuário, não importa e não faz diferença para o usuário.

Eu tenho notado muito disso atualmente, empresas migrando para Linux via Wine, e estou dando graças por começarem a dar algum suporte.
E de modo geral não se pode culpa-las por isso, uma vez que é muito mais fácil desenvolver uma solução compativel com o Wine doque desenvolver e testar uma solução em 4 ou 5 distros diferentes.

Quanto a dizer q Wine é gambi, basta olhar com calma o site do wine e ver que ele "não é um emulador".

Uma coisa q posso dizer é que não abandonei o Windows pq ele é ruim, abandonei pq era um ambiente indiferente que não evoluia. Oque não ocorre no Linux extamente por essa liberdade e dinamismo, o Linux vc se sente em uma comunidade com ideias novas e livres de preconceito, pena que ultimamente tenho notado uns discidentes.

[19] Comentário enviado por darksign em 23/02/2011 - 13:25h

Concordo com o artigo. Não há barreiras de desempenho 3D ou tecnologias para jogos não funcionarem a contento. Acredito que haja falta de demanda e por parte das próprias empresas de desenvolvimento de jogos, que não veem interesse no sistema aberto. Mas há espaço para quem quiser desenvolver para linux. Tanto que quando eu terminar meu curso de desenvolvimento de jogos num futuro próximo, abrirei ou trabalharei numa empresa onde eu possa ter liberdade de desevolver jogos pra linux. Ótimo artigo!

[20] Comentário enviado por gokernel em 23/02/2011 - 16:31h

Nao vamos tampar o sol com a peneira.

Um simples exemplo usando DirectX, roda quase 2 vezes mais rápido que usando OpenGL.

Testei e vi os resultado.

Tentar usar WINE... um emulador requer em média 7 vezes mais processamento... E O WINE É SIM UM EMULADOR.

Abraços.

gokernel.

[21] Comentário enviado por UrsusMaritimus em 23/02/2011 - 16:41h

Provavelmente serei massacrado.

Vocês não entendem que a alma do Linux é o Open Source? Qual seria a diferença do Linux para o Windows caso passassem a fornecer softs pagos e fechados? Alem disso, grande parte da vantagem do linux é contar com usuarios mais "entendidos" de informatica, com a massa migrando para o o linux TUDO acabaria.

Alem disso, OpenGL SUX! Estou em um site chamado Viva o Linux e tópicos completamente sem fundamento economicos/lógicos são esperados dee algo tão parcial, mas se superaram, isso ta mais parcial que a Globo.

[22] Comentário enviado por rogerio pg em 23/02/2011 - 16:51h

nunca achei graça no windows , gostava dos programas feitos para rodar no windows , como : nero , phoshop e jogos como cs , wow . gostaria muito de poder jogar wow nativo para linux , mas se a blizzard não quer vender o cliente para linux o jeito é jogar via wine mesmo

[23] Comentário enviado por removido em 24/02/2011 - 01:26h

@gokernel
Você tentou rodar OpenGL no Windows? Se tentou, desconsidere completamente a avaliação de comparação. É ÓBVIO, repito, ÓBVIO, que um programa da Microsoft vai rodar muito melhor no Windows do que um programa de terceiros (e o mesmo funciona no Ubuntu, DirectX não vai rodar bem no Ubuntu, mesmo com WINE, questão de lógica, o API não foi feito pra rodar em Linux, ponto!), não precisa de muito entendimento pra saber disso. Te convido a assistir esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=HZnua9zkraM ele faz uma comparação usando DirectX no Windows 7 e OpenGL no Ubuntu, ou seja, cada um na sua plataforma, no seus sistema, agora me diga, qual tem a melhor performance?

@UrsusMaritimus
Você se contradiz na própria fala, primeiro afirma que o espírito do Linux é código livre, acessível a todos, e no final afirma que Linux é uma plataforma de de entendidos de informática? Um pouco controversa sua frase. E quanto a 'massa' migrando pro Linux, afinal, qual o problema? Você usa Linux porque ele é pouco usado ou porque ele é bom? Qual a diferença entre muitos e poucos usuários na mesma plataforma que tu? Vai deixar de se sentir 'importante e descolado'? Extremo senso individualista, coisa que nem de longe se aplica aos princípios do Linux (que você mesmo frisou), do código aberto, de uma comunidade a pró de ajudar o companheiro, ajudar os demais.

E OpenGL sux? Realmente, a Nvidia, maior fabricante de placas gráficas do mundo está apoiando esse projeto porque ele realmente não tem futuro, só tão querendo perder grana, não é mesmo?

E quanto aos Softwares pagos no Linux, eu realmente me sinto completamente triste em acabar com tua infância de uma maneira tão trágica, mas já está recheado de softwares pagos e fechados pra Linux, e faz tempo. Informe-se!

[24] Comentário enviado por gokernel em 24/02/2011 - 07:26h

@Raul90:

Você tentou rodar OpenGL no Windows?


Sim comparei um programa meu em Windows XP Home.


agora me diga, qual tem a melhor performance?

DirectX ( Direct3D ).

OBS: No windows XP eh reconhecida a minha PLACA ACELERADORA GRÁFICA e no linux não.

Abraços.

gokernel

[25] Comentário enviado por VitorLuis em 24/02/2011 - 12:39h

Olha, o que ainda falta para o linux é instaladores gráficos.

Porque usuário é acomodado, eles só querem saber de "Next, Next, Next e Finish"

Nenhum usuário comum quer ir até o terminal e digitar "./configure make e make install"

Isso sem falar se não tiver um compilador C, como o GCC por exemplo não tem nem como compilar o programa (Já aconteceu comigo de pegar um Debian sem GCC lol)

Em resumo o que falta é instaladores gráficos

[26] Comentário enviado por rogerio pg em 24/02/2011 - 16:48h

VitorLuis pior que é verdade um amigo meu esteve aqui na minha casa e viu eu instalando um programa pelo terminal sudo apt-get .... ele disse meu deus que negocio dificil , linux é muito ruim .
a microsoft deixo as pessoas muito limitadas , so querem saber de next next como vc disse . por isso é importante "evangelizar" as pessoas mostrar as vantagens do linux , principalmente para quem ta começando agora a usar computador , pq convencer um quadrado dicipulo do windows é muito dificil

[27] Comentário enviado por bitetti em 25/02/2011 - 09:32h

VitorLuis, eu costumo simplesmente mostrar como instalar programas pelo Synaptic ou outro gerenciador visual.
A maioria que vê aquilo simplesmente adora o fato de não ter q ir digitando www.baixaki....... já q tem uma lista na sua frente.
Ai quando você fala da estrutura dos programas, que um usa "peças" que outro aproveita, por isso os downloads vão ficando mais rápidos a pessoa fica de queixo caido.

Nem eu uso muito o terminal, só mesmo pra usar com GIT e Mercurial, ou alguma função muito especifica.

[28] Comentário enviado por cruzeirense em 25/02/2011 - 14:30h

"a microsoft deixo as pessoas muito limitadas"

Na verdade a microsoft fez um sistema que até pessoas limitadas podem utilizar.

[29] Comentário enviado por isaac em 25/02/2011 - 19:32h

Pra mim, Linux não ter jogos consagrados é totalmente irrelevante.
Até se eu fosse usuário de Ruindow$, ter jogos para o $i$tema do Bill Gayte$ seria irrelevante.
O PC está aos poucos sendo deixado de lado como plataforma de jogos, em favor dos consoles e videogames portáteis.

[30] Comentário enviado por gokernel em 26/02/2011 - 17:22h

@isaac
O PC está aos poucos sendo deixado de lado como plataforma de jogos, em favor dos consoles e videogames portáteis.

Concordo contigo, e isto eh tendência.

RECADO: Estou sem NET a operadora nao disponibiliza em nossa area.

gokernel
gokernel@hotmail.com


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts