Para não se perder no mundo da memória Flash

PDAs têm, câmeras digitais têm, MP3 players têm, alguns laptops têm... as memórias Flash estão se tornando extremamente populares pelo preço, pela comodidade e pela durabilidade. Mas existem 5 tipos diferentes! Que tal vermos a diferença entre cada uma delas?

[ Hits: 26.100 ]

Por: Cesar Cardoso em 23/07/2003


Porque Flash? E porque tantos Flash?



As memórias Flash estão se tornando extremamente populares hoje em dia. Estão em celulares, em PDAs, em câmeras digitais, em tocadores de MP3 e inclusive em alguns laptops. Junto com a interface USB, forma as canetas USB, que estão devastando o que resta de disquetes na face da Terra, ainda mais com as placas-mãe mais modernas permitindo boot pela USB.

E porque as memórias Flash estão se tornando tão populares? A minha resposta é:

Porque elas não têm partes mecânicas, não tem partes ópticas, não tem partes magnéticas. É solid state. E isto leva à maior durabilidade, ou melhor, uma memória Flash pode durar para sempre, com milhões de escritas possíveis. A minha caneta USB, por exemplo, tem tempo de *retenção de dados* de 10 anos; ou seja, se eu gravar algum arquivo ultra-confidencial, jogar num cofre, trancar e voltar em junho de 2013, a informação vai estar lá. Tente fazer isso, por exemplo, com um disquete :)

No entanto, tem pelo menos 5 formatos de memórias Flash no mercado:
  • CompactFlash
  • SmartMedia
  • MultiMedia Card
  • Secure Digital
  • Memory Stick
Enquanto a indústria não se toca do ridículo da situação e cria um padrão, vamos dar uma olhada em cada um deles.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Porque Flash? E porque tantos Flash?
   2. CompactFlash e SmartMedia
   3. Secure Digital e MultiMedia Card
   4. MemoryStick
Outros artigos deste autor

Linux, USB-IrDA, T300 on the rocks

Distros nacionais em evolução: visão do Definity Linux CURRENT e do Kurumin beta

Criando um pinguim móvel com Fedora Core 1 e Siemens M50

Rumo a um pinguim móvel

NPTL, Exec-Shield e outros palavrões que fazem seus programas crasharem

Leitura recomendada

Criando um banco de dados para obter ajuda do sistema

WebCDWrite: O incrível serviço de gravação de CD-R sob demanda via HTTP

Logstash + Redis + Elasticsearch + Kibana - Gerenciando logs

Instalando o XGL no Kurumin 6.0 e 6.1

Como fazer uma distribuição Linux (parte 1)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 23/07/2003 - 17:48h

Muito boa a informação contida nesse artigo, já vai me servir como base caso necessite comprar uma dessas futuramente. Parabéns Cesar!

[2] Comentário enviado por cesarcardoso em 23/07/2003 - 20:16h

Aliás, gente, tem um erro na página 3:

Onde está escrito "por ter um mecanismo de proteção muito parecido com os dos MP3" leia-se "por ter um mecanismo de proteção muito parecido com os dos DVD"

[3] Comentário enviado por vir0se em 23/07/2003 - 21:04h

orrra !! excelente artigo !

[4] Comentário enviado por Oki em 23/07/2003 - 22:21h

Concordo com o vir0se, está muito bom seu artigo :-)

[]'s
Celso Goya


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts