Utilizando os scripts SystemV a seu favor

A inicialização estilo SystemV tem uma flexibilidade incrível, mas muitos não sabem aproveitá-la. Neste artigo, vou mostrar como pode ser fácil criar um script de inicialização SystemV.

[ Hits: 23.728 ]

Por: Cesar Cardoso em 23/04/2003


A diferença SystemV



Como todo mundo sabe, existem duas formas de inicialização em *nis: System V e BSD. Se a inicialização BSD é mais simples, a SystemV é bem mais flexível, permitindo ao usuário um belo controle sobre o que roda ou não, tanto no nível das runlevels quanto dos daemons a serem inicializados.

Toda inicialização SystemV é extensível, você pode criar seus próprios scripts para a inicialização da sua máquina. Isto me foi especialmente importante em um micro que eu tinha, com placa-mãe M748 e PCTel HSP56 AMR onboard (rodando RedHat 8.0); o driver deste softmodem para Linux não funciona em conjunto com o som.

A princípio, criei dois scripts (modem e som) para rodar um ou outro; no entanto, a tarefa de rmmod-lsmod-rmmod-lsmod estava tediosa demais. Que tal utilizarmos a infra-estrutura SystemV do RedHat?

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. A diferença SystemV
   2. O script de modem
   3. O script de som
   4. Toques finais
Outros artigos deste autor

Utilizando o CUPS com estações Windows XP

Para não se perder no mundo da memória Flash

Fazendo o kernel 2.6 resolver o problema da montagem de discos USB

NPTL, Exec-Shield e outros palavrões que fazem seus programas crasharem

Rumo a um pinguim móvel

Leitura recomendada

Passando o Slackware 10.2 em Inglês para o Português

LTSP no Slackware

Apache Mod_Proxy como Front-End de acesso e balanceamento de diversas aplicações web

Pós-instalação do Sabayon LXDE

Instalação do Slackware 11.0 sem medo

  
Comentários
[1] Comentário enviado por gurux em 24/04/2003 - 09:26h

Não sei quanto a vc, mas o sistema bsd de inicializacao tb eh configuravel facilmente quanto ao run level, bastanto apenas editar o arquivo /etc/inittab e /etc/rc.d/rc.M
Basta criar um script como este e adicionar nestes arquivos como o /etc/rc.d/rc.http, em distribuicoes baseadas no slackware.
Alem de ser mais rapido e mais facil de usar.
Faltou vc comentar do chkconfig para a instalacao dos scripts
By maino
gurux@bsdmail.org

[2] Comentário enviado por cesarcardoso em 24/04/2003 - 12:56h

Hum, então o Slack não usa a inicialização BSD pura :) 6 meses trabalhando em um BSD de verdade, sem runlevel e tal, dá nisso :))

Anyway, chkconfig só nos interessa na hora de adicionar o serviço, como aliás deve estar no texto.


Contribuir com comentário