Instalação e configuração do Apache 2 no Debian 9.3

Um tutorial para configuração do servidor Apache 2 com o módulo pre-fork ativado.

[ Hits: 13.599 ]

Por: Técnico Informática IFMS PP em 18/06/2018


Instalação do Apache 2 no Debian 9.3



Primeiramente, abra o terminal e digite o comando:

# apt update

Esse comando irá atualizar o repositório do S.O. (Sistema Operacional). Após este passo, deve-se instalar o Apache com o PHP com o seguinte comando:

# apt install apache2 php7.0

Após instalar o Apache e o PHP, teste a instalação digitando o IP da máquina, no exemplo o IP é 10.7.32.65. Para descobrir seu ip use o comando:

# ip addr

E procure a linha escrita inet. Caso tenha sucesso aparecerá uma página contendo algo parecido com a imagem seguir:

Configuração

Mudar a porta padrão. Primeiro você deve se dirigir a pasta do Apache com o comando:

# cd /etc/apache2

E editar o arquivo com o nome "ports" utilizando o programa de edição de arquivos nano:

# nano ports.conf

Dentro do arquivo, na linha 05 com o seguinte texto Listen 80, lá você pode muda o valor da porta de 80 para outro entre 1 a 65535.

Obs.: pode gerar um erro caso a porta escolhida seja utilizada por outro programa.

Após as alterações, salve o arquivo com CTRL+O e CTRL+X para sair.

Depois de alterar o arquivo ports.conf você deve acessar a pasta "sites-available" com o comando:

# cd /etc/apache2/sites-available/

E editar o arquivo 000-default.conf.

# nano 000-default.conf

Na primeira linha haverá escrito <VirtualHost *:80>, você deve editar o valor padrão de 80 nessa linha para a porta que você mudou no caso do exemplo, a porta escolhida foi a 7562 então mude o texto para <VirtualHost *:7562>. Salve o arquivo.

Ao mudar a porta, você deve reiniciar o serviço do Apache com o comando:

# service apache2 restart

Logo após você deve digitar o mesmo IP da sua máquina com o seguinte diferencial colocando ":" e a porta que você alterou, no navegador. Como por exemplo: 10.7.32.65:7562

Mudando o path:

Entre na pasta do Apache, localizada no diretório /etc/apache2 com o comando:

# cd /etc/apache2

Após acessar o diretório você deve mudar os seguintes arquivos apache2.conf e o 000-default.conf.

Primeiro, vamos editar o arquivo apache2.conf com o programa de edição nano.

# nano apache2.conf

Entrando nesse arquivo você deve procurar as linhas que contenham o seguinte texto:

<Directory /var/www/>
   Options Indexes FollowSymLinks
   AllowOverride All
   Require all granted
</Directory>

Após isso, mude para o /var/www/ para qualquer pasta que deseja (obs.: a pasta que você está colocando deve existir).

No próximo exemplo:

<Directory /var/apache/>
   Options Indexes FollowSymLinks
   AllowOverride All
   Require all granted
</Directory>

Salve o arquivo após a alteração.

Depois de alterar no arquivo apache2.conf, você deve acessar a pasta sites-available, acessando a pasta com o comando

# cd /etc/apache2/sites-available/

E edite o arquivo 000-default.conf.

Entrando no arquivo, na primeira linha haverá escrito <VirtualHost *:80>. Se houve uma mudança da porta do apache, você deve editar nessa linha, colocando a porta que você mudou. No caso do exemplo acima, a porta escolhida foi a 7562 então mude o texto para <VirtualHost *:7562>.

Agora deve mudar a linha DocumentRoot /var/www/html/ para o diretório que foi mudado, no caso foi mudado para /var/apache/ e mude a linha para DocumentRoot /var/apache/ ou a pasta que você usou.

Reinicie o serviço do Apache com o comando:

# service apache2 restart

Teste digitando o IP do seu servidor, se deu certo, aparecerá uma página parecida com isso:
Você pode copiar a página exemplo do apache2 usando o comando:

# cp /var/www/html/index.html /var/apache

Utilizar o módulo de FORK do apache2

Neste módulo, cada request é tratado por um processo separado e, dessa forma, um problema no processo filho não implica no processo pai. É muito tolerante a falhas e, por causa disso, muito estável e pode ser utilizado com módulos não thread-safe.

Falando pelo lado do desenvolvedor, ele é ideal para módulos monolíticos (PHP), muito fácil de debugar e efetua pooling de processos.

Mas, como nem tudo são flores, ele utiliza mais memória do que o Worker e criar um processo nele, é muito custoso e demorado.

<IfModule prefork.c>
StartServers 10
MinSpareServers 10
MaxSpareServers 25
ServerLimit 350
MaxClients 350
MaxRequestsPerChild 5
</IfModule>

  • StartServers: O número de processos que serão criados quando o Apache for iniciado.
  • MinSpareServers: Número mínimo de processos que ficarão esperando por requisições.
  • MaxSpareServers: Número máximo de processos que ficarão esperando por requisições.
  • MaxClients: Número máximo de requisições atendidas simultaneamente.
  • ServerLimit: Número mais alto que o MaxClients pode chegar.
  • MaxRequestsPerChild: Quantas vezes um mesmo processo será reutilizado.

Copie o código:

<IfModule prefork.c>
StartServers 10
MinSpareServers 10
MaxSpareServers 25
ServerLimit 350
MaxClients 350
MaxRequestsPerChild 5
</IfModule>

Dentro do arquivo localizado no seguinte diretório /etc/apache2/apache2.conf use o comando:

# nano apache2.conf

para modificá-la, e copiando esse código para última linha.

Em seguida, ativamos o mpm_prefork que se encontra na pasta /etc/apache2/mods-available/. Porém, para ativá-la, deverá ser desativado o arquivo de configuração com o nome de mpm_event ,então deve usar o comando:

# a2dismod mpm_event

para desativar este módulo, para então ativar o mpm_prefork usando o:

# a2enmod mpm_prefork

que, irá ativá-lo.

Reinicie o serviço do apache2 usando o root (usando o comando su), com o comando:

# service apache2 restart

Pronto! Apache 2 instalado e feitas algumas configurações.

   

Páginas do artigo
   1. Instalação do Apache 2 no Debian 9.3
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Configurando um NAT

Gerenciamento de Rede e suas ferramentas

Instalando Apache, PHP e PostgreSQL no Slackware 12 (compilando)

Criando uma Máquina de Torrent com o OrangePI [Open Hardware]

Conexão dial-up no Gnome usando o network-admin

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 22/06/2018 - 02:14h

Centos e outras tem esse tal ip addr também kkkkk

Nada como renomear o arquivo para ifconfig problema resolvido..... kkkk

Fora o tal ip addr na dica o resto é uma instalação comum do Apache no pc nada de diferente.

[2] Comentário enviado por dtox712 em 27/06/2018 - 15:48h

nice.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts