O comércio eletrônico e o Linux

Vendas e compras pela internet já tornaram-se parte do nosso dia-a-dia, mas você sabe se os meios de pagamentos de instituições financeiras são suportadas no Linux?

[ Hits: 21.202 ]

Por: Ragen Dazs em 23/04/2007 | Blog: http://www.orkut.com


Considerações finais



Como vimos, a maioria das empresas se adequaram ao longo dos anos para suportar Linux, porém uma das principais empresas não se mostra interessada nessa integração.

De fato, creio que podemos compartilhar a mesma a visão a respeito do assunto, ou seja, uma empresa hoje não se adequa ao ambiente Linux por única e exclusiva falta de interesse. Confesso que já tentei entender tal motivo, ou seja, cheguei a uma única conclusão lógica: meios de pagamento on-line como o VBV não são lucrativos ou ainda movimentam um volume muito pequeno de transações.

Pra quem se interessou pelo assunto, os manuais e kits de instalação são fornecidos por suas respectivas empresas assim que um cliente tem um contrato aprovado e por esse motivo não foram disponibilizados para download, ou seja, o modelo de licenciamento de alguns manuais e componentes são bastante restritivos.

Espero profundamente ter ajudado.

Esse texto está disponível no meu blog, bem como alguns exemplos de pagamentos:
[]'s

Ragen

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Considerações finais
Outros artigos deste autor

PHP 6.0 - Você está pronto?

Montando um workstation de desenvolvimento web em GNU/Linux

Instalando o Allegro

Adaptação das empresas de TI aos trabalhadores da era digital

DotGNU: a resposta Open Source ao dotNET

Leitura recomendada

Como ajudar a comunidade Linux

Sociedade Software Livre

Escolhendo a distribuição ideal para você

O movimento do código aberto

As características de personalidade dos usuários de Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jragomes em 23/04/2007 - 12:32h

Realmente, o Moset do VISA é uma m............. Trabalhei num e-commerce, e por dar tanto pau no Moset, optamos por fazer as transações offline com o uso da máquininha... desde então nunca mais tivemos problemas.

[2] Comentário enviado por gustavoh em 23/04/2007 - 18:19h

Muito bom! Poderia explicar também outras partes do processo, desde como entrar em contato com a visanet, mastercard... até um exemplo de como colocar pra funcionar no site!
Mas ta valendo assim mesmo! Gostei do artigo!

[3] Comentário enviado por fabio_lae em 25/04/2007 - 19:30h

Olá,

Primeiramente, parabéns pelo artigo. sem dizer que veio em boa hora.

Quero implementar o Visa no Linux e como vi, vai dar muito trabalho...

Estou imaginando em colocar um servidor windows dentro da minha rede e fazer essa triangulação, cliente, meu servidor linux, servidor windows, Visanet. Será que funcionaria?

Qual é a diferença entre o esquema que quero fazer e o lance do VMWare que vc falou?

Vc chegou a implementar a solução com o VMWare?

Se puder me dar umas dicas, agradeço.

Abraços,

Fabio Laé

[4] Comentário enviado por Ragen em 26/04/2007 - 11:23h

Ola Fabio,

Sim, implementei na VM. Pro meu caso foi a melhor situacao, pois eu dipunha de apenas 1 maquina.

Entao eu elimei completamente o codigo ASP para fazer a integracao. Ou seja, utilizava os componentes da Visa e escrevia e lia os tids (transaction id/s) direto no disco da VM utilizando samba.

As vantagens da VM: facil de restaurar, pois eu gerei uma imagem de 4GB que arquivei num DVD. E a possibilidade de economizar recursos.

[],s,

Ragen

[5] Comentário enviado por adrianoprospero em 24/07/2007 - 22:30h

Bom artigo cara. Realmente o manual do Bradesco é uma via crucis, o banco do Brasil eh bem simples (embora seja um parto achar alguém lá no meio que saiba te explicar alguma coisa diferente do que está no manual ou configurar a coisa direito pra você lá dentro), o VBV eu tive poucos problemas, mas esse eu não programei direto, foi usando um desses gateway, tipo F2B/Real Pague (esse segundo que aliás é um tanto enrolado também...)

[6] Comentário enviado por larama em 28/05/2008 - 20:26h

Fala ai galera.
Ouvi dizer que a visanet esta trabalhando forte desde o inicio do ano em toda a plataforma e-commerce deles. Será !?!?!?! Linux enfim !!!
Até curto o lance do CGI deles que é em C++. Além de melhor performance, deixa o APPServer isolado e isento de memory leak. Curtiria este CGI nativo para Linux :)
Mas...Bem, queria dar um toque para a galera que usa MOSET da Visanet. Os caras disponibilizaram em "OFF" uma nova versão chamada MOSET3. O nome é o mesmo, mas segundo obtive informações (meu amigo trampa como desenvolvedor para um grande site de e-commerce que obteve esta versão), foi inteiro remodelado com todas as features do VBV, mas sem a autenticação. Tem coisa ai !?!? Porque alguns podem ter e outros não !? Alguém sabe ?

[7] Comentário enviado por crixtiano em 10/08/2008 - 15:57h

Eu estou enfrentando problemas sérios ao tentar homologar meu site com o VBV da Visanet.

Quem está fazendo a integração para mim é o pessoal da empresa Cobrebem.

Mas os primeiros testes está dando erros. A Cobrebem joga a culpa na Visanet e a Visanet joga a culpa na Cobrebem.

Enquanto isso, eu aqui no meio do tiroteio, não tenho meu site homologado.

Além disso, a Visanet é muito ruim em termos de respostas ao cliente. Todos os emails são respondidos com mais de 1 semana (quando são).

É horrível, não recomendo usarem homologação da visanet no site de vocês.


[8] Comentário enviado por pierre em 18/08/2008 - 12:05h

Ola Ragen,

Obrigado pelo artigo. Muito bom mesmo.
Estamos com muitos problemas para integrar o VBV da Visanet. Sera que alguem pode nos ajudar? O meu desenvolvidor esta na França, sera que alguem que fale ingles ou Frances, pode nos auxiliar junto com a Visanet?

Abs.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts