Instalando o Linux direto do HD

Instalando o Linux sem precisar gravar CD ou DVD de instalação. Serve para qualquer distribuição, mas tem que ter um sistema já instalado no computador.

[ Hits: 153.815 ]

Por: Lisandro Guerra em 09/11/2010


Início



Este artigo é uma tradução adaptada de um tutorial do site www.instantfundas.com e foi escrita no original por Kaushik em 2007.

Depois de fazer o download da sua distribuição favorita da internet, você teria que gravar um ou mais CDs ou DVDs para proceder a instalação.

Na melhor das hipóteses você vai usar a gravação feita por uma única vez e depois vai fazer as atualizações pela internet, o que é um desperdício, ou você não tem uma internet boa e vai ficar gravando uma quantidade sem fim de mídias, o que é um desperdício maior ainda.

No entanto é possível instalar o Linux sem queimar um único CD ou DVD, mas para isso é necessário ter um sistema operacional qualquer instalado no computador e no caso o nosso foco aqui será uma instalação partindo do MS Windows.

Vamos então ao que interessa...

Partindo do Windows

Quase a totalidade dos sistemas Linux fazem o boot usando dois arquivos: o Kernel Linux e um que providencia um sistema mínimo de diretórios que são montados provisoriamente enquanto o verdadeiro sistema de arquivos do root não é criado, também chamado RAM disk (initrd). Vamos usar então estes dois arquivos para dar o boot.

1) A primeira coisa a se fazer é copiar a imagem ISO para o disco, de preferência com partição FAT32, a menos que você tenha certeza que sua distribuição suporta leitura e escrita em partições NTFS. Algumas distribuições exigem uma cópia do arquivo de ISO na partição raiz, se colocar em uma pasta ela simplesmente não reconhece o arquivo.

2) Use o winrar ou o 7zip para desempacotar (abrir pra ver os arquivos dentro da ISO), mas sem extrair tudo. Vamos precisar apenas extrair dois arquivos, aqueles dois que falamos antes. Normalmente os arquivos que queremos estão em diretório chamado "isolinux", algumas distribuições podem colocar em local diferente, mas não é difícil de achar onde podem estar. Além disso os nomes dos arquivos variam um pouco entre as distribuições, alguns exemplos, na ordem Kernel e RAM disk são:
  • Fedora: vmlinuz e initrd.img
  • SUSE: linux e initrd
  • Mandriva: vmlinuz e all.rdz
  • Ubuntu: vmlinuz e initrd.gz
  • Gentoo: gentoo e gentoo.igz
  • Knoppix: vmlinuz e initrd.img
  • Slackware: bzImage e initrd.img
  • Debian: vmlinuz e initrd.gz

3) Crie na raiz um diretório chamado "boot" (exemplo: c:\boot) e extraia os dois arquivos da ISO pra dentro dele.

4) Agora faça o download do grub4dos. Extraia a pasta "boot" e o arquivo "grldr" arquivo baixado. Dentro da pasta"boot" tem uma outra pasta chamada "grub", copie essa pasta "grub" para o diretório c:\boot que foi criado anteriormente, conforme o item anterior e copie o arquivo "grldr" para o raiz c:\.

5) Abra o arquivo c:\boot\grub\menu.lst e adicione o seguinte:

title Instalar Linux
kernel (hd0,0)/boot/Kernel_Linux
initrd (hd0,0)/boot/Ram_Disk

Obs.: hd0 faz referência ao primeiro HD, se houvesse um segundo seria hd1, um terceiro hd2 e assim por diante. Então no lugar em que diz hd0 você deve colocar o número correspondente ao seu HD que contém o windows. Onde diz Kernel_Linux e Ram_Disk você deve substituir pelos nomes corretos, aqueles que foram copiados para c:\boot e dos quais falamos no item 2 logo acima.

6) Agora você tem que adicionar o grub no arquivo c:\boot.ini do Windows. Abra o arquivo e no final dele acrescente:

C:\grldr="INICIAR GRUB"

7) Agora está tudo pronto para a instalação, é só reiniciar o computador. Na tela de boot selecione "INICIAR GRUB", ele será carregado e na tela do GRUB selecione "Instalar Linux". Durante a instalação quando solicitada a fonte de instalação indique ou selecione o HD e a partição para onde copiou os arquivos da imagem ISO.

É isso, proceda a instalação e seja feliz.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Início
   2. Partindo do Linux
Outros artigos deste autor

Brackets - Editor Open Source no Linux Mint e Ubuntu

Servidor LAMP com PHP7 no Linux Mint 18 e no Ubuntu 16.04

Nepomuk - O que é isso?

Instalando o SNX check point no Linux Mint 18 e Ubuntu 16.04

Exemplos práticos de comandos com Parted

Leitura recomendada

XPde - um gerenciador de janelas estilo XP

Horário de verão automático

Instalando e utilizando o agendador at

Instalação e configuração da zsh no Gentoo GNU/Linux

Utilizando ferramentas de virtualização para testar distros

  
Comentários
[1] Comentário enviado por vinyanalista em 09/11/2010 - 01:16h

Não li ainda porque não estou com tempo agora, li apenas o primeiro parágrafo, mas a proposta do artigo é excelente, não tenho dúvida de que seu conteúdo é bom, por isso adicionei aos favoritos para que depois possa lê-lo e quem sabe posteriormente utilizá-lo ou até mesmo citá-lo em algum trabalho meu.

Um abraço, mestre, tudo de bom

[2] Comentário enviado por Lisandro em 09/11/2010 - 07:23h

Obrigado Vinicius, fico feliz em saber que o artigo pode ajudar. Abraço.

[3] Comentário enviado por tiagofontoura em 09/11/2010 - 11:02h

outra opcao seria: unetbootin, muito util o artigo.

[4] Comentário enviado por Klaver em 09/11/2010 - 13:13h

Olá Lisandro

Desculpe o baixo nível da pergunta, mas quando você fala "Extraia o Kernel Linux e o RAM Disk " devemos efetuar qual procedimento?

Grato


[5] Comentário enviado por yermandu em 09/11/2010 - 17:53h

Lisandro essa dica é boa,

Mas já respondendo as perguntas,

"Extraia o Kernel Linux e o RAM Disk" é o mesmo que montar a iso e copiar o conteudo ex:

mount -t iso9660 -o loop /arquivo_distro.iso /mnt/isomontada
cp -arp /mnt/isomontada/* /distro

em geral o kernel é uma bzImagem
e o Ramdisk é o initrd.gz

na duvida de o comando file

file bzImage
file initrd.img


[6] Comentário enviado por Lisandro em 10/11/2010 - 15:14h

Klaver, não é baixo nível não. É uma boa dúvida.
Extrair é retirar dentre os arquivos da ISO os arquivos correspondentes ao Kernel Linux e o RAM Disk. Que são os descritos no item 2 do artigo.
Restando alguma dúvida é só postar que eu ou algum outro amigo (como o yermandu fez acima) responderá.

Obrigado ao Klaver pela pergunta e ao yermandu pela contribuição respondendo à dúvida.

Abraço
Lisandro

[7] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 10/11/2010 - 18:21h

Lisandro,

Excelente material!!
Muito conveniente para todos aqueles que tem Netbook, porque não seria necessário preparar a ISO pra instalar via pendrive.

Vou ler com mais calma todo o conteúdo e depois fazer uma experiencia com um Netbook da minha filha.
Não vejo porque não daria certo.

Parabéns!! Vai lá mais um 10 no conceito!!

[8] Comentário enviado por Lisandro em 10/11/2010 - 23:20h

Valeu Jorge (meinhardt_jgbr). Estava precisando deste conceito 10. Alguém não gostou do artigo ou se confundiu e me deu nota baixa levando meu conceito para 9. Mas agora com teu 10 já fiquei com 9.3. Tá melhorando.
Abraço
Lisandro

[9] Comentário enviado por sandrosfc em 16/11/2010 - 21:41h

Interessante! Quando estiver com mais tempo,vou experimentar esse método. Vlw pelo artigo ^^

[10] Comentário enviado por yureee123 em 02/07/2013 - 11:20h

Muito boa a proposta do artigo, porém me deparei com 2 problemas:

1 - após executar o comando:

$ sudo chmod `whoami`:`whoami`

aparece a seguinte mensagem:

chmod: falta operando depois de 'whoami':'whoami'

2 - Na minha pasta /boot/grub não existia o arquivo menu.lst

=s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts