Instalando o Dynebolic sem instalador

Há algum tempo tenho um CD do Dynebolic, adquirido na Linux Magazine (Ed. n° 8). Animado com a dica do Celso Pimentel sobre essa distribuição, resolvi experimentar um pouco. Mas não gosto muito do tal do docking, pois de vez em quando um CD arranha e aí lá se vai uma grande distribuição. Nesse artigo ensino a instalar o Dynebolic no HD, mesmo sem que ele tenha um instalador.

[ Hits: 21.460 ]

Por: Edvaldo Silva de Almeida Júnior em 30/01/2007 | Blog: http://emeraldframework.net


Vantagens e desvantagens do docking



Há algum tempo eu tinha na minha coleção de distribuições Linux um CD do Dynebolic, uma distribuição voltada para Multimídia. Adquiri o CD na revista Linux Magazine (Ed. 8) e deixei de lado. Nem sempre o tempo me deixa experimentar tudo que quero, infelizmente...

Animado com a dica do Celso Pimentel Gomes (Dynebolic - Instalação), resolvi experimentar nessas férias o Dynebolic, mas uma coisa me deixou preocupado: o docking.

O docking, que consiste em copiar apenas um arquivo ou diretório para o HD e depois dar boot sempre pelo CD, é uma estratégia com algumas vantagens.

Por um lado poupa-nos de um processo de instalação elaborado e tedioso; poupa-nos também da necessidade de particionar o HD, que é sempre um risco (quem não sente um friozinho na espinha quando está prestes a ativar o cfdisk ou o fdisk?).

Por outro lado, há também algumas desvantagens. Dar boot sempre pelo CD, por exemplo, é muito chato. Além do quê, um CD muito manuseado sempre acaba com uns arranhões e aí lá se foi a sua maravilhosa distribuição. Isso provavelmente acontecerá, considerando as Leis de Murphy, no momento em que você mais precisar dela. Claro que sempre se pode fazer uma cópia de segurança do CD, mas eu pensei em outra coisa: que tal dar boot diretamente do HD?

Depois de hackear um pouco aqui e acolá, descobri que isso nem é muito difícil. Eis aí como fazer a instalação...

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Vantagens e desvantagens do docking
   2. Preparando o terreno
   3. Copiando os arquivos
   4. Configurando o gerenciador de boot
Outros artigos deste autor

Programação (III) - Programação Orientada a Objetos (POO)

Sobre a aceitação do Software Livre no mercado

Instalando o Fedora Core 5 via NFS

KDE em um PC "primitivo"

Software Livre... e um passo além

Leitura recomendada

Incrementando os efeitos do Ubuntu

Raspberry Pi: Central Multimídia com OpenELEC

Experimentando o Looking Glass

Copie/Cole conteúdo do terminal para o X e vice-versa

Instalando o XGL no Kurumin 6.0 e 6.1

  
Comentários
[1] Comentário enviado por celsopimentel em 10/02/2009 - 14:44h

Ótimo artigo amigo Edlone, muito bom mesmo, parabéns...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts