Instalando Linux em notebooks - uso de cheatcodes

Com a atual febre dos notebooks (NoBos), ficou mais crítico e necessário o uso dos "cheatcodes" para conseguir até mesmo, em alguns casos, inicializar o Linux a partir de CD / DVD-Live.

[ Hits: 36.062 ]

Por: j g meinhardt em 15/06/2009


Cheatcodes: o que são e porque a necessidade de usá-los



O que são "cheatcodes"

A palavra "cheat", do Inglês, significa enganar, sendo amplamente usada como em "cheating" na linguagem coloquial para definir, por exemplo, enganação, engodo, "colar" numa prova, sonegar informação, sonegar imposto de renda, trair o companheiro(a) numa relação matrimonial ou sentimental, entre outros.

Em termos de Informática entretanto, já faz parte do jargão para aqueles truques e dicas ou cracks usados para passar de fase em videogames, instalar cópias piratas de games e aplicativos proprietários ou mesmo sistemas operacionais piratas completos (S.O.).

No caso de instalação de distros Linux, os cheatcodes servem para passar comandos diretamente ao kernel no princípio do processo de inicialização, não para enganar o mesmo, porém para ativar ou desativar opções que permitam passar, por exemplo, por etapas de reconhecimento de itens de hardware, habilitar ou desabilitar determinados itens, forçar resolução de vídeo, inicializar direto de cópia da ISO no HD, inicializar a partir de pendrive ou diretamente da rede.

Por esta razão são conhecidos também como "opções de boot" ou "opções de inicialização".

Abaixo seguem links de matérias específicas sobre cheatcodes.


Cheatcodes em notebooks

Em vários modelos dos NoBos mais atuais, diversos comandos importantes, principalmente aqueles usados para ativar teclas para ajustar o brilho da tela, o volume do alto-falante, transferir imagens da tela para monitor externo ou datashow, ativar hibernação, ligar/desligar bluetooth e wifi etc são feitos por combinações de teclas como Fn + setas (acima, abaixo, direita e esquerda) ou Fn + F(1,2,3,4...12), ou ainda outras chaves ou teclas externas ao teclado, que não comandam diretamente o item de hardware, porém o fazem através de um aplicativo, que por sua vez deve ser carregado no inicio do processo de boot.

Em modelos mais antigos, o ajuste de alguns destes recursos era feito por interruptores físicos, inclusive com potenciômetros com tecla deslizante, botão rotativo para o volume de som ou chave liga/desliga externa por exemplo.

No caso de muitos ou talvez da maioria dos NoBos Acer com os quais tenho mais experiência recente, alguns, senão a totalidade destes comandos é feita por ativação via software, usando aplicativos específicos acionados durante a inicialização e comandado por teclas especiais ou combinações de teclas.

Em ambiente Windows isto também é passado nas etapas do princípio de inicialização pelos parâmetros definidos em arquivos como autoexec.bat e config.sys por exemplo (ainda bem que já não lembro mais os arquivos específicos do XP e Vista, nem vou pesquisar, o que demonstra o tempo que deixei de usá-los).

No caso de NoBo com distro Linux instalada, alguns destes itens podem também ser ativados usando o remapeamento de teclas do teclado, após a instalação no HD, como alternativas de reconfiguração ou personalização da instalação.

Outros itens entretanto, obrigatoriamente devem ser habilitados ou desativados antes mesmo do fim do boot ou inicialização do kernel, sob pena de não conseguir nem mesmo dar a partida usando um CD-Live ou DVD-Live, tornando impossível portanto a instalação se não forem usados.

Este é o caso pelo menos nos modelos que já usei de NoBos Acer, onde possivelmente consegui bootar direto sem uso de cheatcodes a partir de CD-Live ou DVD-Live apenas com o Kurumin 7.0, sendo obrigado em todos os outros casos, ou na maioria deles, a usar alguns dos cheatcodes disponíveis.

Em resumo, os cheatcodes são normalmente mais necessários ou mesmo obrigatórios em NoBos porque para usar todas as funcionalidades e itens de hardware são usados muitos "gatilhos" visando redução de volume e maior portabilidade, gestão de energia (desempenho e duração da carga da bateria) etc.

Em desktops com configuração normal, sem itens especiais, isto em geral não ocorre, pois espaço não é o problema e não operam usando bateria.

Existem casos, como foi a minha primeira experiência com Linux, em que não consegui encontrar opções de cheatcodes que me permitissem instalar nenhuma distro pelas vias normais (boot a partir de CD), exatamente pelas mesmas razões já apresentadas, ou seja, o objetivo de criar um NoBo extremamente portátil com os periféricos volumosos externos (drive de disquete, CDROM acoplado via cartão PCMCIA).

Já contei em outro artigo o trabalho que tive para conseguir instalar a primeira distro em NoBo a partir de cópia prévia do conteúdo do CD da distro diretamente na partição do HD onde estava a instalação do Windows:
Pois bem, encorajado pelo "milagroso" desempenho superior do Linux, há alguns meses resolvi novamente tentar instalar alguma distro Linux naquele velho NoBo Sharp Actius A-280 com apenas 64MB de RAM, que era o maior fator limitante, para testes.

Consegui instalar e deixar operando duas distros (Puppy Linux e Vector Linux) de forma razoável, pelo menos em termos de usos corriqueiros no meu caso, como processadores de texto, planilhas, bancos de dados, acesso a Internet e email com banda larga, guardadas às limitações do hardware (PII-366MHz, 64Mb RAM, HD 8GB).

Apesar da maior familiaridade com o uso de cheatcodes, não encontrei ainda nenhuma alternativa de cheatcode que me permitisse ativar no início do boot CDROM acoplado por cartão PCMCIA e carregar os CDs de instalação de forma direta, sendo necessário fazer novamente a mesma manobra anterior, instalando a partir de cópia do conteúdo do CD da distro no HD e com uso de disquete de inicialização (boot).

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Cheatcodes: o que são e porque a necessidade de usá-los
   3. Alguns cheatcodes usados e configurações pós-instalação
   4. Comentários finais
Outros artigos deste autor

Porque migrar para o Linux - No meu caso também, preguiça

Quando seria mais conveniente usar wvdial no terminal para conexões 3G ou EDGE?

Librix 4.0 - Uma distro que não é para inglês ver - primeiras impressões

Teste a vulnerabilidade de seu PC

Linux também pode ser bom para a terceira idade - "Ginástica" mental pode ajudar a prevenir Alzheimer

Leitura recomendada

Como gravar o som da sua Zoom G2.1u

Saiba porque o Linux pode (ainda) estar diminuindo a vida útil do HD do seu notebook

Instalando impressoras HP

Placas de vídeo que já perderam o suporte no Linux

Instalação da placa de rede D-Link DWL-G520 no Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por bluesball em 15/06/2009 - 15:25h

opa...

parabéns pelo tópico...


sempre é meio chato instalar o Linux em NoBo, em desktop vai redondo.

algumas dicas eu já usava, mas com o post tudo ficou mais claro.

vlw.

[2] Comentário enviado por david fonseca em 15/06/2009 - 20:00h

tenho um notebook amazon a601 q dar boot pelo cd do ubuntu .... mas quando coloko para iniciar pelo cd ou para instalar no so
ele vai para uma tela preta q fica com um traco em cima piscando e nao sai dae....

o q posso faser???

[3] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 15/06/2009 - 20:28h

Tente inicialmente usar os dois cheatcodes que listei no artigo:

noapic noacpi

Normalmente estes dois códigos de inicialização digitados no final da linha de comando do kernel logo na primeira tela mostrada quando você usa o CD ou DVD-Live, desabilitam estas duas alternativas de ativação destes dois itens (apic e acpi) e permitem que o sistema complete a inicialização. Com isto, pelo menos no meu caso, consegui não só inicializar o NoBo, como também fazer a instalação do sistema no HD em muitas distros atuais.

Se ainda assim você não conseguir concluir a instalação tente agregar outro cheatcode além destes dois, no caso o irqpoll.

Tente primeiro apenas com os dois sugeridos acima e avise por favor se funcionou. Você pode tentar também outras distros. O sidux e o Mandriva na minha experiência são superiores ao Ubuntu em reconhecimento dos itens de hardware.

Sds

[4] Comentário enviado por pinduvoz em 16/06/2009 - 05:46h

Boa iniciativa, já que a questão é recorrente na maioria dos fórums de Linux.

[5] Comentário enviado por leoberbert em 16/06/2009 - 17:14h

Sinistro este Artggo...

Ja ta nos meus favoritos :D

[6] Comentário enviado por david fonseca em 17/06/2009 - 11:43h

Amigo " meinhardt jgbr " esses cheatcodes noapic e noacpi devo dijitar onde..??
pois quando dou boot pelo cd ( original ubuntu 9.04 ) ele vai direto para tela de instalacao .... ou usar sem instalar o so na makina... etc....

[7] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 17/06/2009 - 22:58h

Já não lembro mais da tela inicial do Ubuntu 9.04, porém se você consegue rodar a partir dele, sem instalar isto significa que é uma mídia do tipo Live. Nestes casos, em geral existe também a alternativa de instalação depois que a distro já está rodando a partir do CD ou DVD.

Se a distro está rodando a partir do CD ou DVD-Live, geralmente não será necessário usar cheatcodes visto que o seu hardware já foi devidamente reconhecido e configurado. Talvez não tenham sido reconhecidos todos os itens do seu hardware, porém todos aqueles itens críticos que poderiam provocar travamentos e não permitir nem mesmo partir com o CD ou DVD, foram reconhecidos. Outros itens do seu hardware que não hajam sido reconhecidos terão que ser configurados posteriormente, talvez até mesmo carregando algum módulo especifico. Este é o caso de algumas placas de wifi.

Agora, a resposta especifica da sua primeira pergunta:

Normalmente ao inicializar a partir de mídia Live (Cd ou DVD - Live) abre uma tela onde são mostradas algumas opções:

- muitas vezes a primeira linha é aquela que instala a distro no seu HD
- outra alternativa existente é a que permite rodar a partir do Cd ou DVD
- outra linha em geral é aquela para opções personalizadas de boot
- quase sempre existe também a alternativa de rodar um teste de memória (memtest).

A cada uma das alternativas acima, se você colocar o cursor sobre ela, você poderá ver que existe uma linha abaixo onde estão os comandos que serão passados ao kernel. Trocando de linha entre as alternativas oferecidas acima, você poderá observar que troca o conteúdo. Para trocar de linha em geral você já pode usar o mouse ou então pode usar a tecla Tab.

Se você tentou rodar a distro a partir da mídia Live e o boot não foi possível, você deve então reinicializar (re-bootar) e quando aparecer a tela de boas vindas, colocar o cursor sobre a opção que você deseja, seja ela apenas rodar a partir do CD / DVD ou então instalar no HD. Nesta linha em geral já haverá algo escrito, que são os comandos ao kernel. No final desta linha depois de deixar um espaço é que você deve digitar os códigos adicionais separados também por um espaço.

Veja o exemplo abaixo para o caso do sidux:

kernel /boot/vmlinuz-2.6.28-5.slh.3-sidux-686 root=UUID=e66e6cf9-b219-485c-b51d-5396c702f00e ro quiet vga=791

A mesma linha com os codigos adicionais seria a seguinte:

kernel /boot/vmlinuz-2.6.28-5.slh.3-sidux-686 root=UUID=e66e6cf9-b219-485c-b51d-5396c702f00e ro quiet vga=791 noapic noacpi

[8] Comentário enviado por nicolo em 18/06/2009 - 11:24h

O artigo é excelente. Os cheatcodes (acho que foi Sensei Morimoto que populariou o termo). são a maior dificuldade para iniciantes. O sitema não consegue intalar e o principiante desiste.
Os cheatcodes (cógido de trapaça) são mistério indecifrável para quem não conhece.
Parabéns

[9] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 18/06/2009 - 12:29h

Nicolo,

Obrigado pelo comentário e incentivo. Acho que já estou chegando no limite daqueles conhecimentos que possa tentar compartilhar e que tenham valor como tal, já que não sou nenhum expert em coisa nenhuma, fora da minha área de atividade profissional, que não tem nada a ver com Informática. Em termos de informática sou apenas um usuário comum simplesmente com um pouco mais de tempo de janela.

Os cheatcodes na verdade são conhecidos e usados ha muito tempo, porém graças ao excelente trabalho do Mestre Morimoto através de suas várias publicações a respeito a que inclusive fiz referencia neste modesto artigo, tornou o tema acessível aos simples mortais e simples usuários como no meu caso, com linguagem clara e objetiva, com inúmeras aplicações práticas. Acredito que em termos de Brasil ou mesmo da comunidade de língua Portuguesa, sem dúvida quem popularizou o uso dos cheatcodes com propriedade foi o mestre Morimoto.

A principal razão pela qual sugiro neste artigo que a instalação em NoBo não seja feita como primeira experiência com Linux, é justamente para evitar a frustração de muitas vezes nem mesmo conseguir usar algum tipo de mídia Live. Pena que praticamente todos nós não tenhamos o costume de antes de partir para a ação, procurarmos ler a respeito e isto ocorre principalmente com aqueles que estão dando os primeiros passos.
Sds

[10] Comentário enviado por david fonseca em 26/06/2009 - 08:38h

Muito Obrigado pela explicacao " meinhardt_jgbr "
vou tentar faser isso q vc disse , e logo logo posto aki o resultado

ATT

[11] Comentário enviado por david fonseca em 01/07/2009 - 11:30h

meinhardt_jgbr , infelismente nao funfionou :< ,
aki a linha q vc disse aparecel assim ( file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet splash -- )
ae eu colokei ( file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet splash -- noapic noacpi )

mas fikou a mesma coisa

[12] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 01/07/2009 - 15:36h

David,

Coloque os dois códigos noapic e noacpi imediatamente depois do splash, deixando apenas um espaço. Tente primeiro deixado aqueles dois sinais de menos um espaço depois da ultima entrada. Caso funcione desta forma deixe assim. Caso contrario tente sem os dois sinais de menos como abaixo.

primeira sugestão:

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet splash noapic noacpi --

segunda sugestão:

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet splash noapic noacpi

Com base no arquivo menu.lst do BigLinux 4.2 que também tem a mesma origem do Ubuntu, pelo menos depois de instalado no HD, não aparecem os dois sinais --, que normalmente são parametros adicionais de comando em alguns aplicativos.
Pode ser que apareçam apenas na inicialização a partir de mídia Live como no seu exemplo. Por esta razão sugiro tentar primeiro apenas colocando os dois códigos antes destes sinais.

[13] Comentário enviado por david fonseca em 02/07/2009 - 14:23h

o notebook e um amazon-pc amz-a601 veio com o windows vista basic...
ae to querendo colokar o ubuntu 9.04 ( cd original )
encontrei esse tropico e estou acompanho

" meinhardt jgbr " as 2 opcoes q vc citou aparecel a mesma tela
tirei uma foto e upei para vc ver

http://img268.imageshack.us/i/02072009071.jpg/

[14] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 02/07/2009 - 18:16h

David,

Depois de verificar a imagem da tela que você colocou no link acima e reler todos os seus posts anteriores, tenho algumas suspeitas e sugestões.

Primeiro achei muito estranho que uma maquina como esta sua com configuração recente, esteja dando uma mensagem no boot sugerindo atualização da BIOS por algum tipo de falha no Plug And Play (PNP). Se fosse uma configuração mais antiga e portanto mais limitada, não teria vindo com o Vista instalado. Além disto o Vista, mesmo em suas versões mais básicas, requer hardware com boa "musculatura" para poder funcionar.

Vejo duas alternativas a seguir:

1 - Tentar rodar a partir de Mídia-Live (CD ou DVD) algumas outras distros de raiz diferente ou com reconhecida capacidade superior de reconhecimento de hardware. Neste caso sugeriria o sidux pelo kernel mais atual ou o Mandriva pela raiz (Redhat) diferente do Ubuntu. Você pode tentar varias outras alternativas também.
Conseguindo rodar desde a mídia-live, tentar fazer a instalação no HD, pelo menos como experiencia. Caso você não goste de nenhuma das distros que você conseguir instalar, e desejar seguir insistindo com o Ubuntu 9.04, será necessário descobrir onde e porque ele trava.

2 - No caso de tentar insistir no Ubuntu 9.04, pelos sintomas que você descreveu nos primeiros posts, é muito provável que você seja obrigado a usar algum cheatcode.
O problema será identificar qual deles usar.
Neste caso, haveria que apagar os códigos quiet e splash na linha de comando do kernel na mesma etapa em que sugeri a colocação dos códigos (cheatcodes) noapic e noacpi.

Com isto a linha de comando do kernel na inicialização ficaria como abaixo:

primeira sugestão:

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz --

segunda sugestão:

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz

Ao fazer isto, não deverão aparecer as telas de splash com algum tipo de imagem de fundo durante alguma das etapas de boot e na tela aparecerão em modo texto todos os passos dados para detecção e ou configuração do seu hardware, além de mensagens de erro, módulos carregados, etc.
Com isto será possível pelo menos ter uma idéia da fase onde ocorre o travamento e que tipo de item do hardware está sendo tentada a ativação. De posse desta informação, será possível tentar descobrir algum cheatcode mais apropriado para usar e ultrapassar a fase do travamento. Será um processo trabalhoso, porém gratificante pela sensação de domínio da máquina ao final.





[15] Comentário enviado por david fonseca em 04/07/2009 - 17:59h

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz --

file=/cdrom/preseed/ubuntu.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz

http://img34.imageshack.us/i/04072009074.jpg/
http://img5.imageshack.us/i/04072009075.jpg/
http://img34.imageshack.us/i/04072009076o.jpg/
http://img33.imageshack.us/i/04072009077s.jpg/

As imagens forao em modo de teste... ( sem instalacao )

[16] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 05/07/2009 - 00:37h

David,

Isto significa que você chegou mais adiante, ou continua travando no mesmo ponto?

Se você puder indicar quais imagens se referem a cada um dos códigos usados, seria possivel talves entender melhor o sintoma.

[17] Comentário enviado por kazeshi em 06/07/2009 - 23:37h

David,
Estava tendo EXATAMENTE o mesmo problema no meu laptop, igual ao seu. Após muito pesquisar, descobri que isto é problema na BIOS do lap. Para corrigi-lo, basta entrar no setup (aperte F2) e desabilitar a opção USB BIOS Legacy Support. =P

Funciona e é muito mais fácil que fazer malabarismos com cheatcodes!


Créditos à pagina http://wiki.guilhermecunha.com.br/wiki/doku.php?id=placaclevo.

abraço!

[18] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 12/07/2009 - 22:45h

Para quem vem acompanhando estes comentários, não exatamente no Ubuntu porém noutra distro derivada dele, o Linux Mint 7, estive verificando as alternativas de boot a partir do DVD-Live para o KDE e na alternativa padrão de boot o conteúdo da linha de comando é o seguinte:

/casper/vmlinuz file=/cdrom/preseed/mintkde.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet splash --

A alternativa para maior compatibilidade aparece com o seguinte conteúdo:

/casper/vmlinuz file=/cdrom/preseed/mintkde.seed boot=casper intrd=/casper/initrd.gz quiet nosplash noapic noapci irqpool --

Portanto naquele meu post anterior em que sugeria o teste adicionando os cheatcodes e removendo os dois sinais de menos como últimos itens na linha não estava correto.
O correto seria adicionar os cheatcodes entre o ultimo parâmetro e os dois sinais de menos, conforme aparece na alternativa para maior compatibilidade.

A propósito da ultima versão do Linux Mint 7, que estou testando e da qual estou postando agora, esta foi uma das muito poucas distros que permitiu bootear direto sem adicionar nenhum cheatcode neste NoBo Acer Aspire 5570z, em todas as três alternativas que testei, a alternativa padrão em CD-Live e as duas outras alternativas, a Universal (DVD-Live) e a com KDE4 que também vem em DVD-Live.

[19] Comentário enviado por Lisandro em 15/07/2009 - 14:25h

Ótimo artigo estou pretendendo fazer uma instalação em NoBo e o artigo me deu informações valiosas.

[20] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 07/10/2010 - 17:04h

Lisandro,

Com as gerações mais novas de versões de kernel, grande parte das razões para usar e pesquisar por cheat-codes deixa de existir, pelo menos até que voltem a ocorrer grandes quantidades de componentes novos.

Particularmente neste NoBo de onde estou postando, já não preciso de nenhum cheat-code a partir do kernel 2.6.28.

Como já andamos usando versões de kernel 2.6.35, pelo menos nas máquinas com até 2 ou três anos de uso já não será provavelmente necessário.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts