Instalação de softwares no Debian Linux e derivados

Olá pessoal, neste artigo pretendo demonstrar como é fácil instalar, remover e atualizar software no Debian e em outras distribuições Linux baseadas nele. Faço aqui um comparativo entre os mesmos processos no Windows, e o leitor poderá claramente ver as diferenças (vantagens e desvantagens) de cada sistema.

[ Hits: 14.526 ]

Por: Bilufe em 16/10/2008 | Blog: https://www.vivaolinux.com.br/~bilufe


Introdução



A maioria dos novos usuários de Linux tem dificuldades para gerenciar os softwares no sistema, visto que metodologia utilizada no sistema operacional Microsoft Windows é totalmente diferente. Muitos desses usuários acabam desistindo do Linux por não compreenderem o sistema de gerenciamento de software.

É comum novos usuários baixarem softwares no Baixaki, Superdownloads e Baixaja e quererem instalar como se fosse em um sistema Windows. Eles não conseguem fazer a instalação da mesma maneira, então desistem do sistema operacional e voltam para o Windows.

Este artigo não pretende ser um tutorial, mas uma análise das diferenças entre o processo de gerenciamento de software no Windows e no Linux, mostrando ao leitor as diferenças.

Para início, o software no Linux é gerenciado por meio de pacotes, que são arquivos compactados com os binários do programa e um script de instalação. O Debian e distribuições derivadas dele utilizam pacotes .deb, estes pacotes podem ser instalados facilmente, mas é necessário mudar o conceito sobre instalação de softwares.

Gerenciamento de software no Windows

Instalação de software:

Softwares que não acompanhem o Windows devem ser adquiridos juntamente com o desenvolvedor ou fornecedor do mesmo. Em geral programas gratuitos, versões demo e shareware estão disponíveis para download na internet.

Depois de baixar o programa de instalação no site que o disponibiliza, é necessário executar o programa de instalação e seguir um assistente que configura o software no seu computador. O programa de instalação automaticamente cria atalhos na Área de Trabalho e no Menu Iniciar.

Atualização de software:

Os programas que acompanham o Windows poderão ser atualizados por meio da ferramenta Windows Update, mas programas de terceiros só poderão ser atualizados por meio de ferramentas disponibilizadas pelo desenvolvedor do software.

É o caso do Corel Draw, que avisa que existe uma atualização para o programa e pergunta se você deseja visitar o site do produto para saber mais informações.

Remoção de software:

Todo programa instalado no Windows registra uma ferramenta de remoção no diálogo "Adicionar / Remover Programas" presente no Painel de Controle do Windows. Para remover um software será necessário abrir o "Adicionar / Remover Programas", selecionar o software a ser removido na lista e clicar em "Modificar/Remover".

Gerenciamento de software no Linux

Como dito anteriormente, o software no Linux é gerenciado por meio de pacotes, e os pacotes estão disponíveis através de repositórios na internet. Repositório é um local onde ficam armazenados os pacotes de software para o seu sistema.

O Debian e derivados gerenciam os pacotes por meio da ferramenta denominada "Apt". Esta ferramenta é responsável por instalar, atualizar e remover os softwares do seu computador. O Apt busca pacotes de softwares disponíveis em uma lista de repositórios.

Isto significa que o Debian oferece uma ferramenta universal de gerenciamento de software, tornando desnecessário o esforço de desenvolvedores em prover ferramentas de instalação, atualização e remoção do seu software.

A vida do usuário também é facilitada, visto que o usuário não precisa adquirir o software junto ao desenvolvedor ou fornecedor e pode gerenciá-lo com apenas alguns comandos ou cliques (no caso do Synaptic ou Adept).

Instalando softwares por meio do Apt você está adquirindo softwares que foram testados e que estão livres de vírus ou qualquer outra ameaça, ou seja: são seguros. Já nos sistemas Windows, a segurança fica por questão do desenvolvedor do software.

Conclusão

O Linux tem uma maneira mais eficiente em gerenciamento de software, visto que uma única ferramenta fornece tudo o que é necessário para fazer isto. Instalação por outros meios, como código fonte e pacotes alternativos, não são o padrão das distribuições baseadas no Debian.

Já o Windows tem a vantagem de ser fácil encontrar softwares para o sistema; mas ele não gerencia todas as etapas do software, necessitando que cada programa tenha seu próprio sistema de atualização e que registre uma ferramenta de remoção.

Encontramos no Linux a comodidade de ter milhares de aplicativos em um único lugar na internet, e que este está disponível para instalação e atualização com um único comando ou alguns cliques. Além da comodidade o risco de estar instalando um cavalo de tróia ou um programa infectado por vírus é extremamente reduzida no Linux.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Slitaz Linux, uma distro pequena mas...

Trabalhos gráficos no Biglinux

Software livre e o Windows

Por que a interface Unity é melhor que as interfaces do Windows 7 e MacOS X

Minha experiência com Linux

Leitura recomendada

Formatação especial no Open Office

Instalação do Software de Monitoramento Zabbix

Conky no Slackware 13

Quebrando os mitos do software de código aberto

Introdução ao OpenLDAP com o JXplorer

  
Comentários
[1] Comentário enviado por nicolo em 16/10/2008 - 12:24h

"Já o windows tem a vantagem de ser mais fácil de encontrar software", Onde?
Não connheço nenhum synaptic para Windows que liste todos os programas disponíveis. Arranjar software para o Windows,
pagando ou não, é uma tarefa minuciosa de "catar papel no vento". A receita mais fácil é verificar quais software de Linux tem
"port" para win32. Entendo que "encontrar sofware" significa: Encontrar algo que funcione e não detone o seu sistema.
Programas que você descobre que são spyware alguns meses (anos) depois não contam. Programas que você paga e
descobre (bem depois) que não fazem o que você precisa, também não contam.

"O Linux tem uma maneira mais eficiente em gerenciamento de software" . Isso faz crer que o windows tenha alguma maneira de
gerenciar software. Qual?? Onde?? Como?.
O windows não gerencia nem as DLL´s. Você instala um software velho e a versão da sua DLL volta alguns anos atrás.
Nem todos os programas fazem a pergunta. "O arquivo que você está tentando instalar é mais velho que o que existe no seu
sistema".

Bom. O artigo é bom porque muita gente fica perguntando se tem um programa para Linux.
Esse artigo responde a essas perguntas de um jeito bem legal. Se fosse mais técnico não convenceria.

[2] Comentário enviado por paulorvojr em 16/10/2008 - 15:08h

Bom artigo!, faço minhas palavras a do comentário anterior, so copy paste.


Reconheço que no windows tudo se instala mais facil, porém você perde um pouco de controle.
No linux você tem a liberdade(novamente) de decidir tudo.

Mas parabéns pelo artigo!! seja bem vindo!!


[3] Comentário enviado por albertguedes em 16/10/2008 - 23:54h

Cara, só posso dizer uma coisa: EXCELENTE ARTIGO !

Não porque seja um assunto espetacular a instalação de programas, e você escreveu bem sim, mas não por isso.

O seu artigo foi muito bom no quesito TÉCNICO.

Você falou dos aspectos da instalação e dos progrmas, nos diferentes sistemas, mas sempre se mantendo aos pontos técnicos, sem aplear para "Linux é melhor por tio Gates fede". hehehe

Conseguiu manter a imparcialidade e apontar só o que um bom profissional de informatica precisa saber.

E assim é que deveria ser sempre, o linux não é bom porque "estamos lutando contra a dominação capitalista de Redmont", ele é bom porque atende aos pontos técnicos que o tornam bom. Se o Windows é bom em alguma coisa a mais que o Linux, oras bolas, devemos usá-lo.
Desde que possamos pagar quase R$ 1000,00 numa versão oficial com licença, claro. hehehe

Continue assim cara, aguardamos mais artigos.

[4] Comentário enviado por reng.unip em 17/10/2008 - 09:56h

Rodrigo, parabéns pela imparcialidade e nota 10 para o artigo!!!


Abraço...

[5] Comentário enviado por fabiomattes2011 em 20/10/2008 - 15:00h

Sem falar que tem um pessoal que nem consegue instalar programas no próprio windows.

[6] Comentário enviado por cesar em 21/10/2008 - 09:34h

Artigo bem simples,

Não vi nada demais nele, mas para quem é iniciante em linux, talvez esclareça alguma ou outro dúvida.

Nota: 7


[]'s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts