Instalação de softwares no Debian Linux e derivados

Olá pessoal, neste artigo pretendo demonstrar como é fácil instalar, remover e atualizar software no Debian e em outras distribuições Linux baseadas nele. Faço aqui um comparativo entre os mesmos processos no Windows, e o leitor poderá claramente ver as diferenças (vantagens e desvantagens) de cada sistema.

[ Hits: 14.221 ]

Por: Rodrigo Zimmermann em 16/10/2008 | Blog: https://www.vivaolinux.com.br/~bilufe


Introdução



A maioria dos novos usuários de Linux tem dificuldades para gerenciar os softwares no sistema, visto que metodologia utilizada no sistema operacional Microsoft Windows é totalmente diferente. Muitos desses usuários acabam desistindo do Linux por não compreenderem o sistema de gerenciamento de software.

É comum novos usuários baixarem softwares no Baixaki, Superdownloads e Baixaja e quererem instalar como se fosse em um sistema Windows. Eles não conseguem fazer a instalação da mesma maneira, então desistem do sistema operacional e voltam para o Windows.

Este artigo não pretende ser um tutorial, mas uma análise das diferenças entre o processo de gerenciamento de software no Windows e no Linux, mostrando ao leitor as diferenças.

Para início, o software no Linux é gerenciado por meio de pacotes, que são arquivos compactados com os binários do programa e um script de instalação. O Debian e distribuições derivadas dele utilizam pacotes .deb, estes pacotes podem ser instalados facilmente, mas é necessário mudar o conceito sobre instalação de softwares.

Gerenciamento de software no Windows

Instalação de software:

Softwares que não acompanhem o Windows devem ser adquiridos juntamente com o desenvolvedor ou fornecedor do mesmo. Em geral programas gratuitos, versões demo e shareware estão disponíveis para download na internet.

Depois de baixar o programa de instalação no site que o disponibiliza, é necessário executar o programa de instalação e seguir um assistente que configura o software no seu computador. O programa de instalação automaticamente cria atalhos na Área de Trabalho e no Menu Iniciar.

Atualização de software:

Os programas que acompanham o Windows poderão ser atualizados por meio da ferramenta Windows Update, mas programas de terceiros só poderão ser atualizados por meio de ferramentas disponibilizadas pelo desenvolvedor do software.

É o caso do Corel Draw, que avisa que existe uma atualização para o programa e pergunta se você deseja visitar o site do produto para saber mais informações.

Remoção de software:

Todo programa instalado no Windows registra uma ferramenta de remoção no diálogo "Adicionar / Remover Programas" presente no Painel de Controle do Windows. Para remover um software será necessário abrir o "Adicionar / Remover Programas", selecionar o software a ser removido na lista e clicar em "Modificar/Remover".

Gerenciamento de software no Linux

Como dito anteriormente, o software no Linux é gerenciado por meio de pacotes, e os pacotes estão disponíveis através de repositórios na internet. Repositório é um local onde ficam armazenados os pacotes de software para o seu sistema.

O Debian e derivados gerenciam os pacotes por meio da ferramenta denominada "Apt". Esta ferramenta é responsável por instalar, atualizar e remover os softwares do seu computador. O Apt busca pacotes de softwares disponíveis em uma lista de repositórios.

Isto significa que o Debian oferece uma ferramenta universal de gerenciamento de software, tornando desnecessário o esforço de desenvolvedores em prover ferramentas de instalação, atualização e remoção do seu software.

A vida do usuário também é facilitada, visto que o usuário não precisa adquirir o software junto ao desenvolvedor ou fornecedor e pode gerenciá-lo com apenas alguns comandos ou cliques (no caso do Synaptic ou Adept).

Instalando softwares por meio do Apt você está adquirindo softwares que foram testados e que estão livres de vírus ou qualquer outra ameaça, ou seja: são seguros. Já nos sistemas Windows, a segurança fica por questão do desenvolvedor do software.

Conclusão

O Linux tem uma maneira mais eficiente em gerenciamento de software, visto que uma única ferramenta fornece tudo o que é necessário para fazer isto. Instalação por outros meios, como código fonte e pacotes alternativos, não são o padrão das distribuições baseadas no Debian.

Já o Windows tem a vantagem de ser fácil encontrar softwares para o sistema; mas ele não gerencia todas as etapas do software, necessitando que cada programa tenha seu próprio sistema de atualização e que registre uma ferramenta de remoção.

Encontramos no Linux a comodidade de ter milhares de aplicativos em um único lugar na internet, e que este está disponível para instalação e atualização com um único comando ou alguns cliques. Além da comodidade o risco de estar instalando um cavalo de tróia ou um programa infectado por vírus é extremamente reduzida no Linux.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

LibreOffice - Utilizando macro para preencher um documento no Writer

Aventuras do Mint Linux 10 em um computador antigo

LibreOffice Writer 5 vs. Microsoft Word 2010

Slitaz Linux, uma distro pequena mas...

Rodando o Windows 3.1 no Linux

Leitura recomendada

Montando seu Linux a partir do fonte (método fácil)

XnView - Visualizador, conversor e organizador de fotos e gráficos

Um olhar sobre o Portage Tools - Parte II

ePub - O MP3 dos livros

Ocomon - Instalação e configuração

  
Comentários
[1] Comentário enviado por nicolo em 16/10/2008 - 12:24h

"Já o windows tem a vantagem de ser mais fácil de encontrar software", Onde?
Não connheço nenhum synaptic para Windows que liste todos os programas disponíveis. Arranjar software para o Windows,
pagando ou não, é uma tarefa minuciosa de "catar papel no vento". A receita mais fácil é verificar quais software de Linux tem
"port" para win32. Entendo que "encontrar sofware" significa: Encontrar algo que funcione e não detone o seu sistema.
Programas que você descobre que são spyware alguns meses (anos) depois não contam. Programas que você paga e
descobre (bem depois) que não fazem o que você precisa, também não contam.

"O Linux tem uma maneira mais eficiente em gerenciamento de software" . Isso faz crer que o windows tenha alguma maneira de
gerenciar software. Qual?? Onde?? Como?.
O windows não gerencia nem as DLL´s. Você instala um software velho e a versão da sua DLL volta alguns anos atrás.
Nem todos os programas fazem a pergunta. "O arquivo que você está tentando instalar é mais velho que o que existe no seu
sistema".

Bom. O artigo é bom porque muita gente fica perguntando se tem um programa para Linux.
Esse artigo responde a essas perguntas de um jeito bem legal. Se fosse mais técnico não convenceria.

[2] Comentário enviado por paulorvojr em 16/10/2008 - 15:08h

Bom artigo!, faço minhas palavras a do comentário anterior, so copy paste.


Reconheço que no windows tudo se instala mais facil, porém você perde um pouco de controle.
No linux você tem a liberdade(novamente) de decidir tudo.

Mas parabéns pelo artigo!! seja bem vindo!!


[3] Comentário enviado por albertguedes em 16/10/2008 - 23:54h

Cara, só posso dizer uma coisa: EXCELENTE ARTIGO !

Não porque seja um assunto espetacular a instalação de programas, e você escreveu bem sim, mas não por isso.

O seu artigo foi muito bom no quesito TÉCNICO.

Você falou dos aspectos da instalação e dos progrmas, nos diferentes sistemas, mas sempre se mantendo aos pontos técnicos, sem aplear para "Linux é melhor por tio Gates fede". hehehe

Conseguiu manter a imparcialidade e apontar só o que um bom profissional de informatica precisa saber.

E assim é que deveria ser sempre, o linux não é bom porque "estamos lutando contra a dominação capitalista de Redmont", ele é bom porque atende aos pontos técnicos que o tornam bom. Se o Windows é bom em alguma coisa a mais que o Linux, oras bolas, devemos usá-lo.
Desde que possamos pagar quase R$ 1000,00 numa versão oficial com licença, claro. hehehe

Continue assim cara, aguardamos mais artigos.

[4] Comentário enviado por reng.unip em 17/10/2008 - 09:56h

Rodrigo, parabéns pela imparcialidade e nota 10 para o artigo!!!


Abraço...

[5] Comentário enviado por fabiomattes2011 em 20/10/2008 - 15:00h

Sem falar que tem um pessoal que nem consegue instalar programas no próprio windows.

[6] Comentário enviado por cesar em 21/10/2008 - 09:34h

Artigo bem simples,

Não vi nada demais nele, mas para quem é iniciante em linux, talvez esclareça alguma ou outro dúvida.

Nota: 7


[]'s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts