GINGA - Software Livre para TV Digital Brasileira

Apresento-lhes mais informações sobre o projeto que já virou realidade no Brasil. Ginga® é o nome da camada de software intermediário Aberto do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD). Um conjunto de tecnologias e inovações brasileiras que o tornam a especificação de middleware mais avançada e, ao mesmo tempo, mais adequada à realidade do país.

[ Hits: 38.124 ]

Por: Paulo Roberto Junior - WoLF em 13/04/2009


Sistema de TV Digital: Uma visão geral rápida



Um sistema de TV digital é um sistema típico de cliente/servidor. O servidor compõe o ambiente de uma radiodifusora (Globo, SBT) ou de um servidor de conteúdo (GINGA por exemplo) e o cliente o ambiente do usuário telespectador (NÓS).

Um programa de TV é composto por um áudio principal e um vídeo principal, capturado ao vivo de uma câmera, ou de um servidor com vídeos(não ao vivo).

Com o GINGA instalado, consegue-se usar a interatividade da televisão Digital.

Um dos exemplos de interatividade é a escolha de um programa dentro de um canal, como filmes de ação, dentro do canal de filmes; ou fazer compras pela televisão.

O que é TV DIGITAL sem GINGA

Basicamente é uma televisão com uma imagem e som melhor.

Portanto, não aceite uma televisão ou um set-top box sem ter o programa brasileiro GINGA, pois ele é indispensável para que a interatividade da televisão e as inovações de canal e programação possam ser usufruídas por você.

Então posso criar um programa interativo, onde pessoas com seus devidos recursos necessários para o tal, e elas interagirem com o controle remoto?

Sim, pode perfeitamente e é isso que a TV Digital vai proporcionar, além de claro uma melhor qualidade de sinal e resolução, e acima de tudo, interação com os usuários.

GINGA em formato LIVE-CD

Este maravilho projeto agora está disponível de uma forma mais prática. Um belo Live-cd.

Para baixá-lo acesse o link:
Caso o link não funcione ou seja alterado, procure na página oficial em: http://www.gingancl.org.br/ferramentas.html

Após baixar, grave esta imagem de cd em formato .iso, em um cd virgem, e como qualquer outra distribuição Linux live-cd, inicie o computador ou sua máquina virtual pelo cd, ou pela .iso (no caso de uma máquina virtual).

Após isto, as seguintes imagens irão aparecer:
Linux: GINGA - Software livre para TV Digital Brasileiro
em seguida:
Linux: GINGA - Software livre para TV Digital Brasileiro
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é GINGA
   2. Sistema de TV Digital: Uma visão geral rápida
   3. Set-top Box Virtual de desenvolvimento Ginga-NCL
   4. Convite a todos
Outros artigos deste autor

Webmail Roundcubemail em PHP4/PHP5 com skins, LDAP e extras

Twitter Clone - Floopo - Mais um Micro blogging open source

OpenGoo - Seu escritório nas nuvens Online-Ontime-Fulltime

Auditoria de computadores com OPEN-AUDIT

Scanner de segurança SKIPFISH do Google para sites

Leitura recomendada

Ubuntu Completo e Total

OpenMeetings - Configuração no Ubuntu Server 11.10

SOCKS - Acessando Hosts remotos via OpenSSH

Relato I Fórum da Revista Espírito Livre

Ubuntu Server 12.04 LTS - Como Servidor Gateway e DHCP

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Teixeira em 13/04/2009 - 08:33h

Excelente artigo. Parabéns ao colega, e também a todos os que tem-se dedicado a esse interessante projeto.

Embora não se comente tanto qunto deveríamos, o Brasil tem-se destacado ao longo do tempo em diversas atividades muito bem sucedidas.
No entanto, nós brasileiros passamos a adotar uma postura quase anti-nacionalista, onde vemos nosso país sempre de uma forma depreciativa. Isso não é bom.

Estou ansioso em ver o Ginga em funcionamento.

Apenas uma coisa "não entendo":
Sendo um projeto brasileiro, e denominado "Sistema BRASILEIRO de Televisão Digital", por que os dizeres que acompanham o LiveCD estão EM INGLÊS?
Tanto quanto eu saiba - e pode ser que eu esteja redondamente enganado - os sistemas americano, ou inglês, ou de outros países que adotam o Inglês como idioma oficial, são diferentes do nosso.
Pelo menos eram, há algum tempo atrás.
Mas acho que já respondi no final do segundo parágrafo deste comentário.

A propósito, seu artigo está em meus Favoritos, para consulta e referência posteriores.

Um grande abraço.

[2] Comentário enviado por darkjeff em 13/04/2009 - 12:25h

paulorvojr, parabéns pelo belo artigo, é sempre importante estar divulgando o software nacional, afinal de somos brasileiro e devemos ter orgulho do que é desenvolvido aqui.

Um forte abraço!

[3] Comentário enviado por valterrezendeeng em 13/04/2009 - 22:12h

Parabens!!!!!

Um excelente texto, que expõe o trabalho de brasileiro para o Brasil...

Temos que parabenizar a todos e incentivar mais este trabalho.

Estou aguardando para utilizar esta tecnologia em casa...



Abraço e parabens

[4] Comentário enviado por orionnunes em 15/04/2009 - 17:29h

Não consigo colocar fé no projeto de Tv digital no micro sem passar pela minha mente a barrinha de loading escrito embaixo "Buffering" :D


E sobre o "Ser nacional e a documentação estar em Inglês"... http://www.dreamlinux.com.br/ Distro totalmente Nacional...que de Nacional só tem o .com.br XD




[5] Comentário enviado por Teixeira em 16/04/2009 - 07:01h

Apenas que no caso de uma distro, a coisa é um pouco diferente, pois pode perfeitamente ser usada lá fora.
Interessante é que o Kurumin é totalmente em Português e é usado em países que não têm muita intimidade com nosso idioma.
Já no caso do Ginga, onde o sistema é específico para as terras tupiniquins, fica parecendo que o pessoal quis aparecer mais do que o necessário, e extrapolar seus - nada pequenos - méritos.

[6] Comentário enviado por mestevao em 17/07/2009 - 13:58h

Gente! O Ginga promete, mas tenho ressalvas. Se tratando do ambiente de desenvolvimento, por enquanto, ele deixa muito a desejar. Estou trabalhando no desenvolvimento de aplicações e na montagem de um ambiente de desenvolvimento com produtividade. Vejo que as ferramentas disponíveis são embrionárias e mais orientadas para o uso acadêmico. Acho que o maior problema é o fato de não existir o emulador do set-top-box com debug e sem a necessidade de uma máquina virtual. O Composer possui uma série de limitações. Entendo o porque da implementação do virtual set-top-box com o DirectFB, mas para um ambiente de desenvolvimento deveria haver a possibilidade de setrabalhar com as demais aplicações no ambiente gráfico. De fato, carece ainda de uma série de ferramentas para o desenvolvimento e por conta disto se complica a difusão do Ginga na comunidade desenvolvedora.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts