OpenGoo - Seu escritório nas nuvens Online-Ontime-Fulltime

Imagine ter seus documentos e apresentações acessíveis em qualquer lugar do mundo, através da internet. Imagine organizar e tornar dinâmico e acessível os trabalhos e projetos de toda sua equipe, com acessos mediante senhas. Apresento-lhes o Opengoo, seu escritório online.

[ Hits: 41.743 ]

Por: Paulo Roberto Junior - WoLF em 28/04/2009


Introdução



O que é o Opengoo

Opengoo é uma suíte Web Office Open Source. Uma alternativa na nova era de aplicações office em forma cloud computing.

O que se pode fazer com Opengoo

Sua empresa e seus funcionários ou colaboradores tem dificuldade de dinamizar projetos, documentos, tem problemas em compartilhar slides, projetos, documentos, onde cada funcionário tem uma versão do documento e/ou projeto.

Uma ideia interessante é o compartilhamento desses recursos, onde um grupo de funcionários pode trabalhar no mesmo projeto e todas as informações ficam centralizadas, e o melhor, que seria o diferencial, eles não precisam estar na empresa, basta ter acesso a internet, com desktops, notebooks, netbooks e pda.

Existem muitas outras vantagens, a melhor delas você mesmo vai descobrir após implementar ou testar em sua empresa ou computador em casa, ao final do artigo eu disponibilizo um teste para que todos possam ver este recurso.

Dedos no teclado e vamos lá!

Implementando os requisitos necessários

Como todo projeto open source que usa a web como camada, os requisitos necessários são os mesmos que em outros artigos que demonstrei e ensinei, como o sistema operacional nas nuvens, auditoria online (openaudit), monitoramento (nagios), entre outros.

Requisitos necessários em diferentes distribuições Linux.

Requisitos necessários são:
  • Sistema Operacional Linux (Kernel 2.4.x.x ou 2.6.x.x);
  • Serviço WEB (Apache, nginx, etc) com suporte a PHP 4, de preferência PHP 5;
  • Opengoo (uma cópia do projeto).

Abaixo demonstrarei uma instalação do serviço WEB (servidor Web) em diferentes modos, para que os que usam distribuições distintas de Linux possam aproveitar o software open-source Opengoo.

Instalação via apt-get (Debian´s like)

Primeiramente vamos partir do ponto que você já tem um sistema operacional Linux totalmente instalado e funcional, e que usa preferencialmente um gerenciador de pacotes do estilo apt-get.

Por via das dúvidas, vamos solicitar uma breve atualização dos repositórios do seu gerenciador de pacotes e do sistema operacional em si.

1. Acesse o terminal de sua preferência.

2. Digite os comandos:

sudo apt-get update (atualiza sua lista de repositórios)
sudo apt-get upgrade (atualiza os pacotes que achar necessário)

Servidor Web:

sudo apt-get install apache2 python openssl phpmyadmin php5
$ sudo apt-get install php5-gd
$ sudo apt-get install php-pear php5-gd php5-xsl curl libcurl3 libcurl3-dev php5-curl


Instalação via Red Hat, Fedora, e RPMs like

Vamos partir do ponto que você já tem um sistema operacional Linux totalmente instalado e funcional, e que usa gerenciador de pacotes estilo RPM, geralmente presente em distribuições como Red Hat, Fedora, openSUSE, CentOS, entre outras.

Dica: Faça uma instalação full do sistema operacional, todos os componentes. Friso isso pois é muito chato você desejar instalar um novo servidor e ter problemas com bibliotecas C#, C++, make, mod_php5, entre outros. Instale tudo!

RPMs necessários:
  • APACHE2
  • PHP5
  • PHP5-GD
  • MYSQL-SERVER

Todos os pacotes RPM encontram-se nos CDs de instalação, mas caso precise achar na internet eu recomendo o site: http://rpm.pbone.net/

Mas se mesmo assim encontre dúvidas, explicarei o processo de instalação.

Desinstale caso exista uma versão do Apache e MySQL:

# rpm -e httpd mysql

Faça o download e instale os pacotes RPM do MySQL do servidor, não optar por mudar a senha no banco de dados MySQL:

# rpm -ivh MySQL-client-5.0.20-0.glibc23.i386.rpm MySQL-server-5.0.20-0.glibc23.i386.rpm MySQL-shared-5.0.20-0.glibc23.i386.rpm
# mysql_install_db
# /sbin/ldconfig


Faça o download, descompacte e instale o Apache2 do source da apache.org:

# mv httpd-2.0.55.tar.gz /usr/local/; cd /usr/local/
# tar -xzvf httpd-2.0.55.tar.gz
# cd httpd-2.0.55
# ./configure --enable-so
# make
# make install


Inicie o Apache:

# /usr/local/apache2/bin/apachectl start

Teste para verificar se está funcionando. Pelo seu browser preferido acesse:

http://ip_do_servidor/

Pare o Apache:

# /usr/local/apache2/bin/apachectl stop

Baixe, descompacte e instale o php do sourcephp.net:

# mv php-4.4.1.tar.gz /usr/local/; cd /usr/local/
# tar -xzvf php-4.4.1.tar.gz; cd php-4.4.1/
# ./configure --with-apxs2=/usr/local/apache2/bin/apxs --with-mysql
# make
# make install


Adicione em seu httpd.conf:

LoadModule php4_module modules/libphp4.so
AddType application/x-httpd-php .php .phtml
AddType application/x-httpd-php-source .phps
DirectoryIndex index.html index.php

Reinicie seu Apache:

# /usr/local/apache2/bin/apachectl restart

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalando o Opengoo (parte 1)
   3. Instalando o Opengoo (parte 2)
   4. Utilizando o Opengoo
Outros artigos deste autor

Samba + DHCP + Webmin em 3 distribuições Linux

FAM - Monitorar alteração de arquivos

Servidor Messenger Openfire passo-a-passo no Linux

Laconica - Twitter? Open source? Sim! Eis nosso microbloging de código aberto

QRCODE - Código de barras bidimensional

Leitura recomendada

Alcatel SpeedTouch USB no Slackware 10.1

Sarg + Relatórios Automáticos + Domínio Autenticado + Desbloqueio na Página do Squid

1º Fórum da Internet no Brasil

Solução completa para Web Server usando Apache + SSL + MOD_JK + PHP + MySQL

Baixando arquivos do MegaUpload, Rapidshare, 2Shared, 4Shared, ZShare, Badongo, DepositFiles e Mediafire

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tomassoni em 28/04/2009 - 10:43h

Cara muito bom isso. Se tivesse opções de salvar como .doc xls etc iria ser muito mais que bom. Teria algum assim, estilo broffice online?

[2] Comentário enviado por ghregory em 28/04/2009 - 11:13h

bem util

[3] Comentário enviado por paulorvojr em 28/04/2009 - 20:08h

tomassoni,

tem sim, mostrarei num artigo proximo, voce salva em extensão .doc e .xls e edita no word, excel ou broffice da vida



[4] Comentário enviado por tomassoni em 28/04/2009 - 20:27h

Mas é com o próprio OpenGoo, ou outro? teria ja como me orientar, para pesquisar. Estou precisando de algo assim na nossa empresa.

[5] Comentário enviado por coffani em 28/04/2009 - 22:12h

Muito bom o artigo, faça logo o proximo explicando somente a ferramenta, achei muito interessante, meus parabéns

[6] Comentário enviado por fabioarnoni em 29/04/2009 - 09:49h

Muito bom o artigo, parabéns!!! Entrei lá e testei , a interface é bonita e eficiente. Só quero fazer um comentário quando ao título do artigo: O que eu entendo sobre conceito de nuvem é que vários servidores espalhados em um espaço geográfico suportam um ou vários aplicativos que podem ser acessados de vários lugares. No caso de um ou outro servidor sair fora do ar as aplicações continuam disponíveis. Outra vantagem é a segurança de dados, nunca se sabe onde estão realmente os dados pelo fato dos aplicativos estarem sendo gerenciados por vários servidores. No caso do Opengoo, me corrija se eu estiver errado, o funcionamento só o corre em um servidor disponível na Web, que no caso eu prefiro chamar de "Acesso remoto ao seu escritório, de qualquer lugar do mundo" Se o servidor ficar down todos perdem o acesso aos dados. Não sei se no Opengoo podem ser adicionados mais servidores mas seria bem legal ! Abraços !!!

[7] Comentário enviado por Eunir Augusto em 30/04/2009 - 09:43h

Parabens, Paulo. Muito bom seu artigo.

Fiz varios testes ontem, após a leitura, e tenho algumas considerações:

1- Não senti muita diferença entre a 1.3.1 estavel e a 1.4 instavel, que justificasse a utilização desta em detrimento daquela.

2- Para migrar a instalação pronta, de servidor, não vai. O simples fato de renomear a pasta onde foi instalado o sistema (tanto 1.3.1 qto 1.4) faz com que o CMS deixe de funcionar. É interessante, no segundo artigo, vc abordar a migração dele, quais os detalhes a serem seguidos

3- No forum em pt não vi distinção em pt-PT e pt-BR, mas pelo visto os tradutores sao pt-BR, pq nao apareceu nada de "arrancar função" na minha tela =)

4- Pretendo utilizar o OpenGoo, a priori, em um servirdor Debian em minha Intranet Corporativa. Para isso, aquele limite de "tamanho maximo de 2 mb" por arquivo enviado precisa ser eliminado. Confesso que não descobri o local exato para mudar o tamanho maximo de arquivo a ser enviado, e desde já agradeço quem puder disponibilizar a informação.

Mais uma vez, meus parabens, e obrigado.

Abraços

Eunir Augusto

[8] Comentário enviado por predator em 30/04/2009 - 11:22h

Eunir...

para enviar arquivos maiores voce deve alterar no seu php.ini as seguintes opções:

upload_max_filesize = 20M (ou de acordo com a sua necessidade)
post_max_size = 20M (ou de acordo com a sua necessidade)

no debian: "/etc/php5/apache2/php.ini"
ah e não esqueça de dar um "reload" no apache

voce tambem mencionou sobre uma possivel migração, (prefiro chamar de atualização), quando voce entra como usuario administrador, voce pode ir no link administração (parte superior esquerda) e depois em atualização, provavelmente quando a versão 1.4 se tornar estavel vai ser possivel atualizar por ali

abs

[9] Comentário enviado por everton3x em 30/04/2009 - 17:26h

Bom sistema....

Para quem não sabe, ele foi desenvolvido com a biblioteca ExtJS.

Para quem quer conhecer essa biblioteca, acesse www.extjs.com (site oficial, em inglês) ou www.extjs.com.br (comunidade de utilizadores brasileiros, em português).

[10] Comentário enviado por Eunir Augusto em 09/05/2009 - 14:14h

Predator, muitíssimo obrigado pela orientação no Debian. Sua explicação foi perfeita! Prática e objetiva! Mas eu me referia a migração mesmo, e não atualização: subir e lapidar em localhost, para depois colocar no ar, economizando banda. Tbm para ganhar tempo e, caso precise mudar de hospedagem, manter a plataforma funcionando direitinho.

Everton, não conhecia esta biblioteca. Até agora estou gostando bastante de usar uma plataforma sobre ela.

Paulorvojr, não sei se minha dica será boa, mas vc podia complementar com mais dois artigos sobre o OpenGoo, um falando de migração dele entre servidores, e outro falando sobre upgrade entre as versões, o que vc acha da ideia?

Uma falha do OpenGoo, não mencionada no artigo: No Debian Lenny, somente 777 em chmod para rodar. Vc citou na parte 3 a seguinte frase: "Prefiro efetuar permissão total no momento para que não haja nenhum problema na hora da instalação, mas devemos alterar as permissões de acordo com sua preferência posteriormente (aconselho 744 ou 764)". Não, ele se torna inutilizável não mantendo em 777, aqui em nossa Intranet. Considero uma falha de segurança da 1.3.1 que provavelmente será corrigida nos proximos versionamentos.

No mais, muito obrigado pela ajuda, amigos. Abraços.

[11] Comentário enviado por josemalcher em 29/05/2009 - 17:42h

Tou com a versão 1.3 aqui no meu trabalho, ja tudo organizado e com grande volume de material.

SO que esta em intra-net e não tou conseguindo atualizar para a versão 1.4.1. Tem como atualizar off-line ou mesmo alguem já passou por isso. As vezes aparece a mensagem de erro 500.

abraços?

[12] Comentário enviado por moisesmlima em 23/06/2011 - 23:50h

Essa ferramenta não conhecia, tem uma outra ferramenta eyeos, muito fera é um webos (um desktop na web) nesse site www.escritorionasnuvens.com.br você encontra uma demo.

[13] Comentário enviado por joaovitorlinux em 03/12/2014 - 21:58h

Boa noite, estou precisando fazer a transferencia de servidor do Opengoo, alguem poderia me ajudar?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts