Estruturas de virtualização

Atualmente, academia e indústria têm demonstrado grande interesse na utilização de ambientes virtuais, principalmente pela utilização minimizada dos equipamentos, servidores que não são explorados potencialmente, e a tecnologia de processadores evoluindo tem auxiliado nesse aspecto.

[ Hits: 20.335 ]

Por: Gilson em 19/09/2009


Virtualização



Há cerca de 30 anos todas as estruturas de grandes CPDs (Centros de Processamentos de Dados) eram focadas em grandes servidores, os mainframes, os quais eram responsáveis por todo o processamento de dados das empresas. Esses equipamentos eram utilizados ao extremo da sua capacidade. Hoje, com uma tecnologia mais avançada, os equipamentos se tornaram mais potentes, e com essa acessibilidade mudou-se o conceito de dependência desses servidores. Sabemos que um computador pessoal pode processar dados mil vezes melhor que os mainframes de antigamente (CARMONA, Tadeu. Virtualização, 2008). Mas, mesmo assim, nem toda a informação é processada nas máquinas dos usuários, a tecnologia ainda não trouxe para o cliente a total liberdade de serviços efetuados por esses centralizadores, por mais que se avance irá voltar a questão que sempre que houver uma rede, haverá sim um servidor.

Mas com um custo baixo desses equipamentos, muitas vezes existem a sobra deles, não pela compra exagerada do equipamento e sim pela utilização do seu potencial, que pode ser melhor distribuído e melhor utilizado, com a mesma segurança.

Quando se questiona sobre a utilização de um equipamento de grande porte em uma empresa, a resposta deve avaliar o grau de potência e o quanto vou utilizar, maximizar ou direcionar essa potência. O que é visto na maioria das empresas é vários equipamentos com uso de somente 10% a 20% do seu potencial, para acharmos a resposta mais correta devemos é mudar a pergunta, o questionamento que devemos fazer é:

"O que fazer para utilizar o máximo do potencial desse equipamento com mais segurança?" (Jens-Chistoph Brendel & Luciano Antonio Siqueira, 2008)

O conceito de virtualização vem crescendo e se tornando uma tendência de mercado, toda a questão levantada hoje leva para uma maximização dos recursos em todas as áreas. Também existe a preocupação com a segurança onde a virtualização parece se adaptar melhor, e com a sua estabilidade e adaptação a novos equipamentos, os quais já saem de fabrica especialmente desenvolvidos para a virtualização.

"Segundo a análise da empresa de TI Gartner, o número de servidores virtualizados no final de 2006 era de 540 mil, saltando para mais de 4 milhões até o final de 2009" (CARMONA, Tadeu. Virtualização, 2008)

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Virtualização
   2. Conceito de virtualização
   3. Hipervisor e ferramenta Xen
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Instalação básica do Slackware 10 com KDE 3

Gerenciando pacotes com o pacman

Ubuntu Studio 10.04 conheça e instale

Instalação de um Servidor Web

Dando uma olhada no Mageia 7 (beta)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 19/09/2009 - 12:26h

Ei! Eu conheço esse pinguim! =P

[2] Comentário enviado por eltern em 19/09/2009 - 13:51h

Parabéns pela desenvoltura, somou!

[3] Comentário enviado por pogo em 22/09/2009 - 08:59h

Excelente qualidade, parabéns! É difícil encontrar textos tão bem escritos assim no VOL.

[4] Comentário enviado por cybershark em 23/09/2009 - 14:36h

Eu estava procurando algo sobre virtualização....acho muito interessante esse assunto, foi muito esclarecedor seu artigo...valeu muito bom

[5] Comentário enviado por pardalz em 01/10/2009 - 22:51h

Virtualização sempre é interessante, eu particularmente adoro ficar lendo sobre isso.. e seu artigo esta bem escrito.. parabens..


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts