Deformar ou recriar?

Eu diria recriar, neste documento nós vamos falar sobre como a deformação pode recriar objetos dos mais diversos tamanhos e formatos, vamos aproveitar também e ver um pouco de colorização, bom proveito. =]

[ Hits: 38.855 ]

Por: Guilherme RazGriz em 20/06/2007 | Blog: http://razgrizbox.tumblr.com


Multi Ball!



Como diria a famosa frase de qualquer jogo de pinball quando ganhamos aquele bônus que multiplica as bolas na mesa, faremos exatamente isso com a nossa imagem.

Abra uma nova imagem e refaça a técnica anterior, mas não a enfeite quando terminar, deixe no "estado".


Agora crie uma nova camada transparente sobre a figura.

Para criar uma nova camada basta clicar no ícone , presente no menu de camadas do Gimp (sei que já vimos este procedimento zilhões de vezes, mas lembrem-se que os mais novos provavelmente nunca viram isso, já que não acompanham os artigos, por tanto paciência meus amigos). Depois, com a ferramenta de degradê selecionada, escolha uma das opções oferecidas ou crie a sua própria (no livro O Gimp para Mentes Criativas expliquei este processo de maneira detalhada, caso você tenha algum problema basta consultá-lo).

Depois aplique o degradê da forma que você desejar dentro dessa camada.


Aplique o efeito de camada LUZ DURA (você pode e deve tentar os outros, o resultado é incrível, mas pra essa técnica o principal é o citado acima).

Com isso nós temos:


Agora é que entra em ação um pouco de mágica distorciva, dentro do menu de filtros, presente na interface que controla a imagem, navegue até o submenu DISTORÇÕES, uma vez lá escolha o filtro "REDEMOINHOS E MARTELADAS" e brinque um pouquinho com ele, quando você se sentir seguro com a ferramenta, tente criar uma figura com as distorções.


Ou se você quiser ousar um pouco mais, utilize o filtro "DEFORMAÇÃO INTERATIVA" presente no mesmo submenu de filtros distorcivos.

E um toque de sal no meu tentáculo exemplo:

Filtro distorcivo usado: Redemoinhos e Marteladas


Filtro distorcivo usado: Deformação interativa


Em ambos os casos usei o meu filtro de colorização favorito para dar o tom dos trabalhos exemplo.

Você que acompanha a tempos os artigos já deve saber qual é, mas caso você não saiba, leia o documento sugerido:
O nome da técnica utilizada nesta segunda parte é Melted skin (referência a flexibilidade ilimitada e fluidez).

Muito bem, é isso! =]

Aqui você aprendeu não a distorcer o abstrato, mas sim a dar um novo conceito e mensagem ao mesmo quando usado em seu trabalho.

Sim, este artigo antes que perguntem foi feito para aqueles que mandaram emails solicitando algo voltado para as pessoas que acompanham os artigos a algum tempo já, mas mesmo assim, acredito que este não está complicado, apenas mais trabalhoso.

Tenham todos uma ótima semana e espero que se faça bom uso deste documento!

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Eu já falei sobre deformação antes, mas...
   2. Multi Ball!
Outros artigos deste autor

Impressoras 3D Nacionais... A VERDADE!

Construindo Somando e Subtraindo

O emocional e a imagem

Edição pesada de imagens com o Gimp (parte 3)

Da criança problema até o abacaxi

Leitura recomendada

As letras que fazem TOING

Trabalhando com foto usando Cheese + GIMP + Xmorph

Transmitindo vídeo de eventos ao vivo via Internet com GNU/Linux

Gimp e o abstrato perspectivo

Botões acqua no Inkscape

  
Comentários
[1] Comentário enviado por eldermarco em 20/06/2007 - 11:03h

Pois é, o livro que você está citando não foi encontrado. :(

[2] Comentário enviado por razgriz em 20/06/2007 - 11:11h

Peço desculpas a todos mas houve uma mudança no projeto guia bozo linux, mas apenas de endereço e não foi possivel corrigir o artigo.

segue o endereço correto : http://unilivre.sourceforge.net/O_GIMP_para_Mentes_Criativas


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts