Convertendo sistemas físicos em máquinas virtuais

Nesse artigo demonstrarei como converter um sistema físico em uma máquina virtual. Usarei o utilitário VMware vCenter Convert Standalone. A máquina virtual convertida poderá ser usada em produtos VMware e no Virtualbox.

[ Hits: 138.515 ]

Por: Rodrigo Mendes Pasini em 30/04/2010


Utilizando a VM



Agora que está pronta a conversão podemos usar a VM em algum dos diversos produtos da VMware, como por exemplo o VMware Player ou VMware server.

Veja o exemplo da VM sendo utilizada no VMware Player no Ubuntu 9.10.

Selecione a VM convertida:
O VMware Player já irá dar o boot na VM.
Ao ligar pela primeira vez o Windows detectará novos Hardwares na inicialização.
Agora é só utilizar a VM.

Convertendo a imagem para utilizar no VirtualBox

Para fazer essa conversão utilizaremos a ferramenta qemu-img. Essa ferramenta é inclusa no pacote qemu.

# aptitude install qemu

Após instalado já podemos fazer a instalação. No diretório onde a imagem da VM está gravada executamos o seguinte comando:

# qemu-img convert Virtual-XP.vmdk Virtual-XP.bin

Para o próximo passo é necessário que o VirtualBox já esteja instalado na máquina hospedeira, pois vamos utilizar a linha de comando do VirtualBox.

# VBoxManage convertdd Virtual-XP.bin Virtual-XP.vdi

Com esse procedimento podemos converter a imagem do disco para uma imagem nativa do VirtualBox.

Para utilizar essa imagem abra o VirtualBox e acesse o gerenciador de discos.
Vá em acrescentar e selecione a imagem da VM convertida.
Após isso comece a criação de uma nova VM no VirtualBox como de costume.
Como de costume dê um nome para a VM e selecione o tipo de sistema operacional que ela utilizará.
Na hora de criar o disco da VM use a opção [Utilizar Disco Rígido Existente] e selecione o disco que foi adicionado anteriormente pelo gerenciador de discos.
Após isso ela já vai estar disponível no menu do VirtualBox.
Agora é só ligar a VM e utilizá-la.
Você pode utilizar diretamente a imagem .vmdk no VirtualBox.

O VirtualBox aceita imagens .vmdk, e para utilizá-las sem precisar converter com o qemu basta adicioná-la no gerenciador de discos do VirtualBox e seguir os passos passados normalmente.

Conclusão

É uma maneira fácil de tornar algum sistema físico virtual, as possibilidades de aplicação desse método são imensas dependendo da necessidade e da criatividade de cada um.

Espero que esse artigo seja útil, e todos comentários são muito bem-vindos.

Grande abraço a todos.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Download e instalação do VMware vCenter Converter
   3. Convertendo
   4. Utilizando a VM
Outros artigos deste autor

Mosix - Instalação e configuração de um cluster de balanceamento de carga

Ovos de Páscoa no GNU/Linux

Como ver as informações de rede no Linux

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - VirtualBox em modo texto e acesso remoto

Leitura recomendada

Baixando as fotos da sua câmera digital

Instalação e configuração da zsh no Gentoo GNU/Linux

Instalando servidor TACACS para centralizar usuários e senhas de ativos Cisco

Software livre e o Windows

Instalando o Fedora Core 5 para iniciantes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por dastyler em 30/04/2010 - 13:49h

isso é útil para fazer backup de servidores inteiros e disponibilizar os mesmos em uam VM.

òtimo artigo. Incluido nos favoritos...


[2] Comentário enviado por halleybr em 30/04/2010 - 15:47h

bacana seu artigo amigo...
teria vc alguma documentacao para fazer isso a partir de uma maquina fisica Linux??? De Linux para VM?

abraços

[3] Comentário enviado por rodrigo8819 em 30/04/2010 - 16:20h

Sim,alem do VMware vCenter Converter que tem uma versão para Linux, existem alguns procedimentos que torna possivel isso. Pode-se clonar o HD físico e importar a imagem para dentro de um disco .vdi ou .vdmk , lógico que tem alguns incovenientes com hardware, porém nada que não seja facilmente resolvido com o Linux.

[4] Comentário enviado por halleybr em 30/04/2010 - 17:11h

Entendi amigo... pq eu tentei usar essa ferramenta pra linux mas ele nao me da essa opcao de criar a imagem .vdmk, na verdade eu queria pegar o vdmk e passar pro xenserver....

[5] Comentário enviado por fernandoborges em 30/04/2010 - 20:41h

Bastante interessante e útil tb! Parabéns!!!

[6] Comentário enviado por jhugor em 30/04/2010 - 21:22h

galera

estou usando debian
dentro coloquei o virtualbox
dentro o 2003 server
nele vai um software de automacao comercial que infelizmente so roda no windows
as estaceos da rede utilizam debian e acessam o software via terminal service
sao no total de 30 usuarios

porque a virtualizacao?

copio o vdi atraves de script pra outra maquina, no caso de dar pau so volto o vdi do dia anteriou
ou ainda o snap-shot (tenho medo deste segundo ainda)

bom, a ideia eh por ai

dai vem a pergunta, ( porque os srs com certeza ja conhecem tamo o vmw quanto o vtb )
quem me da mas performance neste cenario? vmware ou virtualbox?

consigo ter um disco virtual que trabalhe tanto no vmw quanto no vtb ?

saudacoes!

parabens pelo artigo!

no favoritos

e nota 10

[7] Comentário enviado por rodrigo8819 em 03/05/2010 - 09:20h

halleybr , pelo que testei a respeito do VMWare vCenter no linux, ele necessita se conectar em um VMware Infraestructure server, no qual ainda não tive tempo de pesquisar e testar.

jhugor A imagem de HD virtual em formato vdmk é reconhecida tanto no vMWare quanto no VirtualBox, só terá de fazer as configurações de hardware, pois seria o mesmo que retirar um DH de uma máquina com um determinado hardware e colocar em outra com um diferente. Mas nada muito difícil de ser feito.

[8] Comentário enviado por grandmaster em 03/05/2010 - 18:20h

Já usei para servidores em produção e funcionou muitíssimo bem.

No caso fiz o P2V (Phiscal to Virtual) dos servidores para um ambiente com ESX 3.5, inclusive um servidor que tinha problemas muito estranhos passou a funcionar redondo.

--
Renato de Castro Henriques
ITILv3 Foundation Certified
CobiT Foundation 4.1 Certified ID: 90391725
http://www.renato.henriques.nom.br

[9] Comentário enviado por fabiomacchia em 14/07/2010 - 10:19h

Srs.

Fiz essa conversão utilizando o cd de boot do Converter em um Linux Debian.

Sou muito Leigo em linux, então gostaria de uma ajuda de vcs!!!

Depois de ter feita a conversão para uma VM (no caso para um ESX Server) a placa de rede do sistema Operacional Debian não subiu mais.
Tento colocar ip, porém, parece que a placa de rede não está instalada.

Quando dou um "ifconfig" ele me aparece o seguinte;

lo Link encap:Local Loopback
inet addr:127.0.0.1 Mask:255.0.0.0
inet6 addr: ::1/128 Scope:Host


E por ai vai...

Como sou muito leigo no assunto Linux, gostariam que me ajudassem, pois depois que virtualizei ele não pegou a mesma configuração IP do antigo servidor.

Abs e deste já agradeço.

[10] Comentário enviado por vagnersobrinho em 31/01/2011 - 10:25h

Pessoal,

Estou com o seguinte problema:

Consigo converter normal uma maquina Windows para virtual, já o mesmo não acontece com o Linux, da um erro no FSTAB e não consigo incia-la, já tentei de tudo e nao consigo acesso a mesma, alguém já passou pelo mesmo problema?

Desde já agradeço

Atenciosamente

[11] Comentário enviado por Poetah em 28/03/2016 - 22:50h

Olá, estou convertendo .vdi para .vmdk!
Espero que funcione pois estou enfrendo este conflito:
https://www.vivaolinux.com.br/topico/Maquinas-Virtuais/Problema-tela-azul-vdi

[12] Comentário enviado por viniciuspaiva92 em 02/12/2016 - 08:11h

Olá, fiz todo este procedimento com Windows XP também, joguei no virutalBox, quando inicio a maquina virtual, o windows não inicia, aparece até as opções, Modo de segurança, Ultima configuração válida, Iniciar normalmente, mas nenhuma deles inicia o sistema, você pode saber oque é ?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts