Concatenação, conexão e recursividade de comandos no GNU/Linux

Neste artigo vamos aprender como concatenar, criar conexão e recursividade de comandos no GNU/Linux.

[ Hits: 26.617 ]

Por: elvis em 06/02/2013


Agenda do artigo



Neste primeiro artigo, vamos aprender como concatenar, fazer conexão e recursividade de comandos no GNU/Linux.

Agenda do artigo, veremos o seguinte:
  • Concatenação de comandos;
  • Conexão de comandos;
  • Recursividade;
  • Conclusão.

Concatenação de comandos

Podemos concatenar comandos no GNU/Linux usando o ponto e vírgula (;). Este conceito de concatenar (ou podemos dizer: sequenciar comandos) faz com que vários comandos sejam executados um após outro.

Exemplo:

comando 1 ; comando 2 ; comando 3 ; comando 4

Veja um exemplo real:

# cd /etc ; cat hosts ; ls -l ; mkdir teste

Esta sequência executaria o seguinte:
  • Entraria no diretório /etc,
  • Mostraria o conteúdo do arquivo hosts (/etc/hosts);
  • Listaria detalhadamente o diretório /etc;
  • E criaria dentro deste diretório o diretório "teste".

Veja a imagem:
Não deu para listar a saída completa destes comandos, mas no terminal de vocês verão toda a saída, podemos usar outros comandos caso vocês queiram. E antes que me perguntem, não sei o limite de comandos, creio que não haja limite.

Outro exemplo:

# apt-cache policy ; apt-get update ; apt-get -y upgrade

Conexão de comandos

Este conceito é fazer com que o resultado gerado por um comando seja processado por outro, sendo que teremos que aplicar o caractere pipe (|).

comando1 | comando2 | comando3 | comando4

Exemplo:

cat /etc/hosts | grep localhost

Neste primeiro comando, ele iria ler o conteúdo do arquivo /etc/hosts. O resultado deste comando, em vez de ser mostrado na tela, será enviado para o comando grep localhost, que irá filtrar somente as linhas que contém a palavra "localhost". Veja a imagem abaixo:
Um dos grandes desafios na história do Unix, era fazer a concatenação funcionar. Este conceito de conexão foi criado por Douglas McIlroy, na década de 1950, e implementado no Unix por Ken Thompson.

O próprio Douglas nunca conseguira implementá-lo em nenhum sistema e ficou maravilhado quando Thompson conseguiu em apenas uma noite.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Agenda do artigo
   2. Recursividade
Outros artigos deste autor

Filtros de Texto no Linux

Shell do GNU/Linux

Hierarquia do Sistema de Arquivos GNU/Linux

Leitura recomendada

Qual a melhor distribuição? Ainda a pergunta...

Enlightenment 0.17 - Instalação

Instalando o Slackware em 15 minutos

Como resolver problemas com o pkg-config

Instalando o Debian Etch com o instalador gráfico

  
Comentários
[1] Comentário enviado por RuizBRX11 em 07/02/2013 - 13:48h

Muito bom seu artigo. Explicou muito bem o uso do pipe '|', que é bastante útil quando escrevemos scripts.

[2] Comentário enviado por sacioz em 24/02/2013 - 11:02h

Olá Elviseliton

Muito bom , gostei e ja vou colocar em uso , pois sou um aprendiz bem burrinho.

Mande mais quando puder , eu agradeço.

[3] Comentário enviado por quimfernandes em 10/03/2019 - 09:01h

Muito obrigado, foi realmente enriquecedor


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts