Como matar um processo - kill, killall, pkill e xkill

Existem várias maneiras de matar efetivamente um processo (trabalho). Como por exemplo: matar pelo nome ou por parte do nome, matar o processo colocando o ponteiro do mouse sobre a janela e clicando etc. Neste artigo vamos ver apenas 4 maneiras de matar um processo sendo que não vamos esgotar o uso dos comandos citados.

[ Hits: 410.012 ]

Por: Lisandro Guerra em 26/01/2011


Salve o xkill



4. xkill - Cliente X para o kill

É a maneira mais simples e fácil de matar um processo com problemas no X. Tendo o processo uma janela aberta e travada na tela basta executar o comando, colocar o cursor sobre ela e clicar, que o xkill informa ao servidor X que processo deve matar. O procedimento é simples:

1) No seu gerenciador de janelas pressione Alt+F2 e na janela de execução digite xkill.

2) O cursor vai se transformar, indicando que está pronto para marcar a janela (processo) teimosa e acabar com ela.

3) Posicione o cursor e clique o botão do mouse.

Prontinho, está feito.

Se o seu gerenciador de janelas não fornece uma janela de execução pressionando Alt+F2, você pode chamá-lo por um terminal assim:

xkill

O resto é igual ao explicado acima.

Espero que tenham gostado! Até a próxima oportunidade, um abraço aos amigos.

Fontes:
Página anterior    

Páginas do artigo
   1. kill - Matar o processo informando o PID
   2. O killall e o pkill
   3. Salve o xkill
Outros artigos deste autor

Servidor LAMP no Linux Mint e Ubuntu

Conky no Slackware 13

Exemplos práticos de comandos com Parted

Google Chrome no Linux Mint

Servidor LAMP com PHP7 no Linux Mint 18 e no Ubuntu 16.04

Leitura recomendada

Mini-tutorial Shell

AWK - Introdução

Introduzindo um pouco mais a fundo o shell script (revisado)

Variáveis, if, else e unless em Ruby

Shell Script para WEB

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Fellype em 26/01/2011 - 15:16h

Bom artigo!
Quanto ao xkill, na maioria das distribuições as teclas Ctrl+Alt+Esc são um atalho para ele.

[2] Comentário enviado por albfneto em 26/01/2011 - 17:16h

sempre bons artigos assim, com comando muito úteis.
matar processos é comum em linux, principalmente quando testamos coisas como
configurações diferentes de conky.

[3] Comentário enviado por izaias em 26/01/2011 - 18:58h

Já utilizava o 'xkill' e o 'Killal'.
É sempre bom conhecer outros meios.

Um artigo muito útil.

[4] Comentário enviado por Ignorante em 26/01/2011 - 22:45h

Muito bom, para quem é usuario linux, é essencial esses comandos,

Parabéns

[5] Comentário enviado por foguinho.peruca em 27/01/2011 - 06:52h

Olá!

No geral uso o seguinte comando:

kill -9 `ps ax | grep -e "Dorg.jboss" | grep -v -e "grep" | awk '{print $1}'`

meio imprático pra digitar mas resolve.

[6] Comentário enviado por rony_souza em 11/06/2012 - 09:48h

Dica EXTREMAMENTE importanteee !!


Gostei!

[7] Comentário enviado por odiliotiago em 23/11/2013 - 16:14h

ParabénsBomTrabalh0...thanKanss...

[8] Comentário enviado por alvesueliton em 29/03/2015 - 08:18h


Com o comando *top* é mais fácil encontrar o processo e adiquirir o PID:
4264 debian 20 0 1201m 306m 47m R 21,6 10,6 6:44.45 Gunscape
Daí é só matar o processo:
Kill 4264

[9] Comentário enviado por EmanoelMarcos em 02/06/2015 - 21:24h


Já contribuiu de certa forma pra um trabalho da faculdade.
A pior parte estar por vir, preciso listar esses processos numa página web.
Minha distro é openSUSE 13.1. Já instalei um servidor web (apache2), já instalei o php, agora preciso exportar esse comando pra uma página web, pra que a partir dessa página eu consiga visualizar os processos em execução. Alguma sugestão ?

[10] Comentário enviado por Zirou em 15/06/2015 - 19:41h

Obrigado me ajudou

[11] Comentário enviado por thiagocambeta em 26/09/2015 - 20:08h

Como reviver um processo depois de executar o comando Kill ?
Utilizo o kali.

[12] Comentário enviado por Lisandro em 27/09/2015 - 03:21h


[11] Comentário enviado por thiagocambeta em 26/09/2015 - 20:08h

Como reviver um processo depois de executar o comando Kill ?
Utilizo o kali.


O que morreu não ressuscita.
Se chamar o comando novamente, será um novo processo.
Abraço

[13] Comentário enviado por izaias em 26/02/2017 - 17:52h

Pesquisando sobre processos, caí aqui! :)

Ótimo artigo!
Parabéns, Lisandro.

[14] Comentário enviado por Lisandro em 27/02/2017 - 17:34h


[13] Comentário enviado por izaias em 26/02/2017 - 17:52h

Pesquisando sobre processos, caí aqui! :)

Ótimo artigo!
Parabéns, Lisandro.


E em 2011 você já tinha passado por aqui !!!
Abraço

[15] Comentário enviado por izaias em 27/02/2017 - 18:05h


[14] Comentário enviado por Lisandro em 27/02/2017 - 17:34h


[13] Comentário enviado por izaias em 26/02/2017 - 17:52h

Pesquisando sobre processos, caí aqui! :)

Ótimo artigo!
Parabéns, Lisandro.


E em 2011 você já tinha passado por aqui !!!
Abraço


É mesmo, agora que vi. :)

Mas na época não tinha necessidade de terminar um processo pelo pid.
Deu certo aqui.

[16] Comentário enviado por viplay em 08/04/2018 - 00:46h

kill seria para DDos tbm?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts