Google Chrome no Linux Mint

Um pequeno guia da instalação do navegador de internet do Google no Linux Mint pela interface gráfica, usando o excelente Gerenciador de Aplicativos do Mint.

[ Hits: 78.348 ]

Por: Lisandro Guerra em 16/11/2010 | Blog: https://spartanix.com/


Google Chrome



O navegador de internet do Google, segundo o mesmo, promete ser:
  • Rápido para inicializar - O Google Chrome é inicializado em um piscar de olhos.
  • Rápido para carregar - O Google Chrome carrega páginas da web rapidamente.
  • Rápido para pesquisar - Pesquise na web a partir da barra de endereço.

O Google destaca como principais características do Chrome:

Velocidade

O Google Chrome foi projetado para ser rápido de todas as formas possíveis. Ele inicia rapidamente a partir da sua área de trabalho, carrega páginas da web em um piscar de olhos e executa aplicativos complexos da web de forma muito rápida. Saiba mais sobre o Google Chrome e velocidade.

Simplicidade

A janela do navegador do Google Chrome é otimizada, limpa e simples. O Google Chrome também inclui recursos projetados para eficiência e facilidade de uso. Por exemplo, você pode pesquisar e navegar na mesma caixa e organizar as guias da maneira que desejar, rápida e facilmente.

Segurança

O Google Chrome foi projetado para manter você mais protegido e seguro na web com uma proteção integrada contra malware e phishing, atualizações automáticas para garantir que o navegador se mantenha em dia com as últimas atualizações de segurança e muito mais. Saiba mais sobre os recursos de segurança do Google Chrome.

E mais recursos

O Google Chrome possui muitos recursos úteis integrados, incluindo extensões, tradução no navegador, temas e muito mais. Saiba mais sobre os recursos mais recentes e mais populares do Google Chrome.

Considero interessante ter mais de um navegador instalado, pois sempre tem aqueles sites que usam código que não roda em um e outro. Costumo ter ao menos o Firefox e o Opera instalados para essas inconveniências. Falando nisso, usando o procedimento de instalação que descrevo neste artigo dá para instalar também o Opera.

Bem, vamos ao que interessa, que é a instalação passo a passo.

Chrome-Chromium

Veja como instalar o Google Chrome no Linux Mint é uma moleza. Vai aí o passo a passo.

1) Abra o menu do Mint e na seção SISTEMA acione o Gerenciador de Aplicativos.
2) Na área de pesquisa digite "browser" e na resposta teremos muitos navegadores interessantes como o Opera e o Epiphany. Mas o que nos interessa é logo o primeiro o "chromium-browser". Isso mesmo o Chrome no Linux Mint é o CHROMIUM-BROWSER.
3) Aparece então a tela e instalação e remoção do aplicativo. No canto superior direito fica um botão que quando o aplicativo está instalado tem a função REMOVE e quando não está, que é o nosso caso, tem a função INSTALA. Vamos então clicar no botão instala e fornecer a senha do usuário para que a instalação inicie.
4) O Gerenciador de Aplicativos vai fazer a instalação indicando em uma barra na parte inferior da tela o progresso. Ao final fica apenas indicando na parte inferior "0 tarefas em execução".
5) Agora pode fechar o Gerenciador de programas e vamos ao menu do Mint procurar o Chomium. E lá está ele.
Veja o Chromium em execução:
Pronto, esta era a proposta, agora é só explorar o Chrome ou Chromium.

Abraço e até uma próxima oportunidade.

   

Páginas do artigo
   1. Google Chrome
Outros artigos deste autor

Gerenciando o HD com o fdisk

Exemplos práticos de comandos com Parted

Instalando o Linux direto do HD

Servidor LAMP com PHP7 no Linux Mint 18 e no Ubuntu 16.04

Linux Mint 7 Gloria

Leitura recomendada

Gravando conversas no Skype do Linux

DHCP e BIND9 - Se entendendo via Dynamic DNS

Acessando a Internet 3G da Claro no Ubuntu e no Debian de maneira simples

Criando sites com o Zope

Zebedee: Criando um túnel seguro entre máquinas

  
Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 16/11/2010 - 17:02h

Só para constar, o Chromium-Browser é "diferente" de Google Chrome.

O Chromium é um navegador open-source que usa a engine Webkit e está disponível nos repositórios do Ubuntu (e do Mint, óbvio).

O Chrome é um navegador fechado produzido pelo gigante da Internet, o Google, com base no primeiro.

Portanto, o Chromium é a base do Chrome, mas eles não são idênticos, apenas muito parecidos.

[2] Comentário enviado por pinduvoz em 16/11/2010 - 17:07h

Uma boa surpresa foi o Epiphany Browser, que eu não usava há algum tempo.

Ele agora usa o Webkit e, sendo o navegador padrão do Gnome, integra-se perfeitamente ao ambiente GTK+.

Postei uma screenshot dele que ainda está (agora) na primeira página de screenshots do VOL.

[3] Comentário enviado por pinduvoz em 17/11/2010 - 22:32h

O Google Chrome, ou seja, a versão do Google, pode ser baixado no link abaixo:

http://www.google.com/chrome?platform=linux&hl=pt-BR

Instalando o deb baixado (duplo-clique nele) vc adicionará o repositório do Google Chrome aos seus, o que significa que as atualizações serão disponibilizadas como as do próprio sistema (apt/aptitude/synaptic).

[4] Comentário enviado por Lisandro em 18/11/2010 - 10:05h

Tem razão pinduvoz.
Na mania de simplificar tudo, acabei assumindo que seriam a mesma coisa (na minha cabeça), mas eles tem realmente algumas diferenças.
Obrigado pelas contribuições e por postar o link do Google Chrome.
Abraço

[5] Comentário enviado por pinduvoz em 18/11/2010 - 16:06h

Eles realmente são muito parecidos. Por isso muita gente pensa que são a mesma coisa.

Aliás, de tão parecidos, a única diferença que o usuário vai notar entre eles é a cor do ícone: azul e branco no Chromium; vermelho, amarelo e verde no Chrome.

Finalmente, os "puristas" e os "xiitas" recomendam o uso do Chromium, seja porque é aberto, seja porque o outro teria spywares embutidos cuja função é ajudar o Google no projeto de dominação integral da Internet (só rindo, e muito, pois parece coisa de vilão de desenho: "dominar a Internet e, depois, o Mundo").

--------------

Em tempo:

Não disse antes, mas gostei do artigo. Muito bom para quem não domina o processo de instalação de programas no Linux.


Contribuir com comentário