Como manter GNOME2 em Sabayon Linux

Este artigo descreve como manter o ambiente gráfico GNOME2, evitando que seja atualizado ao GNOME3, o que
quebraria o GNOME2 completamente! Isto acontece pois o Sabayon é uma distribuição Rolling Release, constantemente
atualizável.

[ Hits: 16.955 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 29/08/2011 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Segundo Método - Não atualizar o GNOME2



A segunda maneira é não atualizar mais nada, não atualize a distro, isto é, não use o Sulfur para atualizar completamente (e nem rode mais "equo upgrade"), mas um inconveniente é que não atualizado, o Sabayon não aproveitará sua característica "Rolling Release" e vai envelhecer, ficando rapidamente obsoleto.

Par driblar isso, você pode usar a interface gráfica Sulfur, controlando cuidadosamente as atualizações. Basta NÃO MARCAR os pacotes de GNOME3, evitando que sejam atualizados.

No exemplo na Figura 2, observe que marquei o aplicativo remasterizador Molecule, mas não marquei os pacotes de GNOME3:
Linux: Como manter GNOME2 em Sabayon Linux.
Figura 2
A desvantagem desse método, é que terá sempre que usar Sulfur, controlando as alterações, uma por uma e cuidadosamente, evitando marcar os pacotes de GNOME3 e todas as sua dependências, durante todo o tempo em que usar o Sabayon, ou até desistir de manter GNOME2.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução e Primeiro Método
   2. Segundo Método - Não atualizar o GNOME2
   3. Terceiro Método - Mascarando os pacotes de GNOME3
   4. Recuperando o GNOME2 e Conclusão
Outros artigos deste autor

Linux com boot no Pendrive, com todas as facilidades: Smart-USB_Key-Mania, PLOP Boot Manager e outros métodos

ATI Catalyst Radeon Graphics no Sabayon Linux - Instalando e configurando drivers proprietários

Sabayon Linux 5.3, versões futuras e seu potencial + remasterização

Sabayon completo, personalizado e portátil, em pendrive de boot

Use o GAG e nunca mais perca o boot

Leitura recomendada

Viva o Linux Training: seja um moderador do VOL

Usando o cURL - Client URL

Padrões Abertos e Interoperabilidade na Geotecnologia

Entendendo os codecs, os containers formats e por que o Ogg é tão bom

O futuro e o Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 30/08/2011 - 12:07h

COMPLEMENTO:

Atualizado até 15 de Setembro de 2015.

Útil para proteger o KDE4, para que não seja atualizado ao KDE5.
Basta usar os pacotes do KDE4 e não os do GNOME2.


[2] Comentário enviado por mcnd2 em 30/08/2011 - 22:25h

Belo artigo.

Quando você fala em 'quebrar' atualizando para o gnome 3, isto significa que o sistema não vai mais subir ou apenas não poderá ter mais o gnome2?

Tô curiosos para testar esse método, mas como meu note dell deu pau e esta na garantia vou ficar na vontade...

Parabéns @albfneto.

[3] Comentário enviado por albfneto em 30/08/2011 - 23:19h

Não terá mais GNOME2, nem compiz, nem Screenlets, nem Cairo-Dock... ambiente GNOME2 não funcionará mais (e seue pacotes serão sobrescritos) e nem nada que funcione nele...
o que não for sobresacrito,, como compiz, screenlets e cairo-dock, estarão ainda ativos, precisa tira-los, senão não abre GNOME3.
portanto é assim, com GNOME2 apagado, deletado, e gnome3 que não abre!
o que aconteceria é isso aqui:

http://forum.sabayon.org/viewtopic.php?f=57&t=25057

ao menos em Sabayon, GNOME3 é muito ruim. vc verá em meu outro artigo, ele destrói XFCE, LXDE e os outros ambientes gráficos, menos KDE, e compiz tb!


Contribuir com comentário