Como converter CentOS 5 em Fedora 11

Eu queria instalar o Fedora 11 em meu computador, mas tudo o que tinha em mãos era o CD 1 do CentOS 5. O jeito era baixar a ISO do Fedora 11, gravar a mídia e instalar o Fedora, certo? Errado. Veja como eu fiz para converter uma instalação de CentOS 5 em Fedora 11 com apenas uma reinicialização do sistema.

[ Hits: 17.922 ]

Por: Davidson Rodrigues Paulo em 18/09/2009 | Blog: http://davidsonpaulo.com/


A odisséia



Há alguns dias fiquei com meu computador parado porque a instalação do sistema foi comprometida em função de um acidente incomum. O ambiente gráfico estava demorando demais para ser carregado e, antes de tentar consertar o problema, decidi atualizar o sistema. No meio do processo de atualização, descobri a causa do problema do ambiente gráfico estar demorando para iniciar: não havia espaço em disco na partição /. Infelizmente, descobri isso tarde demais. Àquela altura vários pacotes já tinham sido atualizados, tendo seus arquivos truncados em função da ausência de espaço livre no disco.

A partir desse momento, travei uma batalha para tentar recuperar o sistema, até que decidi reinstalá-lo. Reinstalei o Zenwalk 6.0, atualizei para a versão 6.2 e, então, a decepção: o servidor gráfico não levantava mais, causando um travamento completo no sistema. Nesse momento olhei para minha esposa, que aguardava ansiosamente pela volta do computador para que ela pudesse fazer um trabalho para a faculdade, então olhei para a tela do computador e pude imaginá-lo dizendo: - Perdeu, playboy!

Algo que sempre me deixa indignado são atualizações que fazem alguma coisa parar de funcionar. Uma atualização pode até trazer bugs nos recursos novos, mas não nos antigos, que já funcionavam. E o que fazer quando se fica indignado com uma distribuição? Trocá-la, é claro.

Pensei nas opções que eu tinha e fiz minha escolha quase instantaneamente: Fedora 11. O Fedora é uma distribuição que eu considero uma das mais resistentes de todas, no sentido de que você instala, desinstala, atualiza, faz downgrade, instala na marra, remove na marra, instala pelo código-fonte, instala por cima, faz besteira, conserta a besteira e o sistema não pára de funcionar, e além disso é bastante amigável, exatamente o que eu precisava.

Mas ainda tinha um obstáculo: eu não tinha o DVD de instalação do Fedora 11, apenas o CD 1 do CentOS 5. Teria eu que fazer download da imagem de instalação e gravar em CD? De jeito nenhum, eu não estava com toda essa paciência. Pensei comigo: - Quer saber? CentOS é derivado do Fedora, os dois usam o mesmo tipo de RPM, vou instalar o CentOS e daí instalo os pacotes do Fedora 11 por cima usando o Yum.

E lá fui eu. Mexe daqui, mexe dali, tentativa frustrada, reinstala CentOS, mais erro, outra reinstalação, até que... pimba! Funcionou! Viva! Olhei para o meu computador e disse: - Rá! Perdeu, playboy!

Depois do sucesso na instalação, aperfeiçoei o processo, que descrevo na página seguinte.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. A odisséia
   2. Mão na massa
   3. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Fundamentos do sistema Linux - arquivos e diretórios

Instalando e atualizando pacotes no Fedora em computadores sem internet

Fundamentos do sistema Linux - direcionadores

Site for IE: Até quando?

Viva o Linux Training: seja um moderador do VOL

Leitura recomendada

IMHear, Sniffer de mensagens do MSN

Criação de DVDs com o videotrans

Agendando tarefa de gravação de vídeo com o mencoder e gnome-schedule

Sobre o GoblinX 1.1, mais programas e melhor rendimento

Agora sim... o pingüim fala português!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cesar em 18/09/2009 - 09:46h

Esquema ninja em,

Parabéns!

[]'s

[2] Comentário enviado por darkxnes em 18/09/2009 - 09:58h

Sem vantagem nenhuma...

[3] Comentário enviado por davidsonpaulo em 18/09/2009 - 10:36h

darkxnes, obrigado por seu comentário. Devo, porém, discordar do seu ponto de vista, pois a realização dos procedimentos descritos nesse artigo trazem sim uma grande vantagem, o CONHECIMENTO. Ninguém vai sair por aí convertendo CentOS em Fedora, estou certo disso, porém, realizar essa tarefa nos obriga a aprender técnicas diversas que são realmente úteis em outras tarefas mais relevantes. Conhecimento nunca é demais, nós somos aquilo que sabemos. :-)

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 18/09/2009 - 10:43h

Estou louco para testar o Fedora... Baixei o live-CD com Gnome há alguns dias e tentei de todo jeito fazer ele funcionar sem dar erro no Nouveau... Já googlei muito e nada. A maioria das soluções exige que se feche o X e faça a instalação pelo modo texto, mas isso é impossível no meu caso, pois quando fecho o X me deparo com uma mensagem infinita de erro no Nouveau em todos os terminais... Então agora estou baixando o DVD para ver se resolve.... Se não resolver o jeito vai ser pegar o CentOS e seguir esse seu artigo!

[5] Comentário enviado por davidsonpaulo em 18/09/2009 - 11:18h

xerxeslin, nem precisa instalar o CentOS, instala o Fedora 10 e depois atualiza para o 11, será ainda mais fácil. :-)

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 18/09/2009 - 12:42h

Mas se deu erro com o live-cd do 11, num daria tbm com o 10 que é menos atualizado?

bem, de qualquer forma agora mesmo estou digitando esse comentário usando o Fedora 11, instalado pelo DVD =]


[7] Comentário enviado por davidsonpaulo em 18/09/2009 - 13:13h

Não necessariamente, veja que no artigo eu mencionei que eu usava o Zenwalk 6.0 beleza, mas depois da atualização, o vídeo parou de funcionar, ou seja, a versão mais antiga funciona, a mais nova não. :-)

[8] Comentário enviado por junior em 18/09/2009 - 15:10h

Fala Davidson!!!
Ótimo artigo irmão, na próxima ensina a gente a converter Gentoo em Ubuntu.
hahahha

Abraço!

[9] Comentário enviado por osmano807 em 18/09/2009 - 15:46h

Gentoo em Ubuntu? ECA!
Ubuntu em Gentoo? EBA!

[10] Comentário enviado por eldermarco em 18/09/2009 - 18:23h

Rapaz, gostei do seu artigo. É verdade que eu iria preferir baixar o DVD e fazer a instalação por ele, mas como você disse, se aprende bastante com isso. Sou usuário do Fedora faz bastante tempo e acho uma excelente distro. A melhor que já vi até agora (na minha opinião, claro). Ultimamente ando altamente motivado a usar o Arch Linux devido a um artiigo do nosso amigo xerxeslins, mas ainda ando com pena de deixar o Fedora.. =]

Gostei mesmo!

Abs.

[11] Comentário enviado por nataliawanick em 18/09/2009 - 20:31h

Parabéns pelo seu artigo.. apesar de saber que não vou usá-lo ou melhor, não vou precisar, pois vc que sempre cuida do nosso computador..E quando está longe e surge algum problema,me manda algumas linhas de comando, eu digito, "resolvo"o problema,e você ainda me dá os parabéns!! risos.. Obrigada pela dedicatória,pode deixar, quando eu descrever alguma doença, vírus ou bactéria ainda desconhecida, também vou homenagear.. imagine só.. "Síndrome de Davidson" ou uma bactéria.. pseudomonas bozous.. PARABÉNS!SOU SUA FÃ!(espero que não apareca nenhuma outra)

[12] Comentário enviado por junior em 18/09/2009 - 21:07h

Ahhhhhhhhhhh o amor é lindo né!!!

[13] Comentário enviado por xerxeslins em 18/09/2009 - 21:55h

@eldermarco: Olá =)

Acho que o Arch não é melhor que o Fedora, hein! Pelo menos se o Fedora aceita sua placa de vídeo sem reclamar.. creio que o Fedora seja melhor.


[14] Comentário enviado por albfneto em 19/09/2009 - 15:18h

legal, as interconversões de sistema são legais...
eu também converti Sabayon e Toorox, no Gentoo.
Natalia, vc é pesquisadora, eu tb, só que me química...
Transformar Gentoo em Ubuntu!!rsrsrs Que trabalhareira! compila todo o gentoo e depois faz com ele, um Ubuntu igual ao instalado do live CD!
rsrsrsrsr
Pior que isso, é transformar gentoo.. em Windows 98! rsrsr!!!!
Xerxes, não sei se Fedora e Arch Linux, são comparáveis, são muito diferentes, depende do usuário e do que ele quer...

[15] Comentário enviado por pinduvoz em 20/09/2009 - 01:42h

O Fedora tem um lado que me lembra o Ubuntu: ou desperta ódio absoluto, ou desperta amor incondicional.

Tem gente que ama o Fedora, assim como tem gente que ama o Ubuntu. Mas têm gente que odeia os dois e geralmente usa Linux há muito tempo.

É engraçada a relação usuário/distro, especialmente quando se trata de distros de ponta, com bastante espaço na mídia (a "nossa", ou seja, especialmente sites sobre Linux) e uma destacada comunidade de usuários.

E quanto ao artigo, o autor está certo: conhecimento nunca é demais.

[16] Comentário enviado por xerxeslins em 21/09/2009 - 13:03h

Gostei do fedora, bastante. Acho que depois do Arch, seria uma das minhas preferidas... junto com slackware.

[17] Comentário enviado por eldermarco em 21/09/2009 - 15:08h

@xerxeslins O Fedora é uma distro sensacional mesmo. Sobre ser ou não a melhor, acho que é uma questão de gosto pessoal mesmo, mas pra mim ele é A distro. :-)

Estou a conhecer o Arch e estou gostando dele também, embora não tenho conseguido resolver alguns problemas ainda.. mas gostei bastante da filosofia, do jeito Arch de ser. =]

Abs.

[18] Comentário enviado por xerxeslins em 21/09/2009 - 15:14h

Ah.. mas com certeza é questão de gosto, o caso de ser a melhor.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts