Site for IE: Até quando?

Neste artigo compartilho a minha indignação com os que eu costumo chamar de sites for IE: aqueles sites que simplesmente não funcionam em outro browser (quem dirá em outro sistema operacional). Também cito alguns casos de incompatibilidades entre o JVM da Sun e o da Microsoft.

[ Hits: 21.759 ]

Por: Davidson Rodrigues Paulo em 28/03/2004 | Blog: http://davidsonpaulo.com/


Introdução



Neste artigo compartilho a minha indignação com os que eu costumo chamar de sites for IE: aqueles sites que simplesmente não funcionam em outro browser (quem dirá em outro sistema operacional). Será que algum de vocês já teve que abrir mão de migrar totalmente o sistema de uma empresa para Linux por causa de 1 site que não funciona em Linux? Acredito que sim e é o que já aconteceu comigo 2 vezes.

Trabalho atualmente como free-lancer no escritório da representação da "empresa XPTO" em Mato Grosso, em Cuiabá. Até o mês passado, a mesma sala onde se localizava a sede da empresa era compartilhada com a representação da "empresa ZXVF". O seu representante fazia orçamentos, vendas e tudo mais por meio da intranet da empresa. Aquele computador estava muito lento (por rodar Win98) e dando muitos problemas (pelo mesmo motivo). Então, um dia, decidi instalar o Slackware na máquina e ver no que virava. Tudo funcionou. O computador era outro, uma maravilha. Foi o meu primeiro contato com Slackware, o que me fez adepto e usuário dele até então. Mas, como nem tudo são flores, a intranet da "empresa ZXVF" não rodava em nenhum outro browser que não fosse o IE. Aconteciam erros ridículos que a mente humana não está preparada para compreender. Ora, uma vez sabendo que usar dual boot ou um sistema de emulação só ia fazer eu ter dor de cabeça (e além de tudo, a intenção substituir totalmente o Windows), o que fiz foi retirar o Linux. Toda uma migração perdida por causa de 1 site mal construído (como a base do site estava JAVA, ambiente totalmente suportado pelo Linux, isso provava que a falha é de construção do site).

O mesmo acontece com a "empresa XPTO". A representação faz o controle de vendas através de uma intranet, também. Só que essa já não é falha de construção. Quando se acessa o sistema, no topo da página inicial pode-se ler em letras bem visíveis: "XPTO Intranet for IE 5+".

Como vocês podem imaginar, é a única coisa que não funciona no Linux. Na verdade, não funciona em nenhum outro browser, mesmo que "for Windows". Novamente, a migração pra Linux não pode ser executada.

Agora, sinceramente, eu fico imaginando em quantos locais essa situação não acontece. Quantas empresas não são forçadas a manter uma parte de suas estações rodando sistemas M$ por que em Linux não se consegue acessar o website de "tal" banco, ou o sistema de vendas de "tal" loja, enfim.

Nós usuários, temos que nos posicionar a respeito e fazer essas empresas saberem que o Linux existe. No caso específico da "empresa XPTO", considero inaceitável que uma empresa que vende computadores com Linux instalado de fábrica não dê suporte ao SO em seu site.

É isso aí. Acredito que muitos aqui compartilham da minha indignação. Mas não deixe que nunca passe em branco. Mesmo que pareça inútil, reclame ao responsável pelo site que ele não oferece suporte ao Linux. Pouco a pouco, as coisas vão mudar. Eu vou fazer isso, e recomendar a todos que o façam. Essa é uma das últimas barreiras que se opõem ao avanço do mundo GNU/Linux.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Incompatibilidades do IE
Outros artigos deste autor

Fundamentos do sistema Linux - direcionadores

Debian-BR CDD: Mais um excelente trabalho brazuca

Hyperic HQ: monitore sua rede like a boss

Compilando o Squid e criando o pacote para Slackware

Usando o start-stop-daemon no Slackware

Leitura recomendada

OpenMeetings - Configuração no Ubuntu Server 11.10

Redes PLC

Agora existem espelhos brasileiros do Sabayon Linux, use-os!

Manter autenticado o Velox da Telemar

Google Chrome no Linux Mint

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 28/03/2004 - 02:34h

Olá Davidson,

Em primeiro lugar gostaria de avisar que por motivos de preservação, substituí os nomes das empresas que você citou na página 1 do artigo por XPTO e ZXVF, espero que não se incomode :)

Com relação aos sites for IE, acho que os mesmos estão com os dias contatos, é o feitiço virando contra o feiticeiro. Ou seja, muita gente AMA o IE por causa dos componentes ActiveX, porém suas vulnerabilidades e prejuízos causados tem tomado uma proporção tão grande que tenho visto vários casos de empresas que "aposentaram" o IE e passaram a usar o Mozilla (no Windows!!!) por medidas de segurança.

Hoje em dia o software livre tem tomado proporções mais grotescas e somente agora o pessoal está descobrindo o Mozilla. Antes todos desconheciam este browser e muito menos sabiam que havia sua versão para Windows.

A tendência dos webmasters também é a de descobrir que se utilizar o Mozilla para testar seus sites, o resultado do mesmo será bem parecido com o original em todas as outras marcas de browsers, visto que o Gecko segue fielmente o padrão proposto pela W3C (www.w3c.org).

---------------
Boca no trombone: eu era cliente há meses de uma seguradora de planos de saúde até que no primeiro dia que precisei fazer uma consulta médica fui ao seu site e não consegui consultar seu guia médico. Adivinhem o porque? Problemas com VBScript! Fiquei tão indignado que após passar horas tentando contato por telefone em busca de um médico próximo, no dia seguinte cancelei meu contrato e aderi a outro plano, sendo que este me permitia acesso total aos recursos de seu website.

É claro que não perdi a oportunidade de enviar e-mail para o serviço de atendimento deles mostrando minha indignação. Se serviu para alguma coisa não sei, mas pelo menos cumpri meu papel de consumidor que se sentiu lesado :)

[2] Comentário enviado por jllucca em 28/03/2004 - 02:47h

Opa,

gostei do artigo. Não sabia que o Galeon era o Mozilla. Mas, voltando ao assunto. O problema dos navegadores na minha opinião é que mesmo existindo um padrão os programadores resolvem fazer a sua maneira o que tem que ser feito. Fora isso, como você mesmo falou o pessoal que aprende não é ensinado a seguir "o" padrão e sim o padrão criado por determinado browser que pode ser incompativel com outro. Mas, se o Webmaster seguir "o" padrão não tem que se preocupar com browsers. Já que ele segue o padrão que os programadores terão que seguir.

[]'s
PS: "o" padrão é o ditado pela W3C que o fabio disse. A W3C é uma união de empresas que tem como responsabilidade "padronizar" varias coisas.

[3] Comentário enviado por cvs em 28/03/2004 - 10:01h

O mais engraçado que ontem eu passei por isso, tava de bobeira na net, dai um amigo me disse pra me registrar no parperfeito pq ele tava conversando com altas gatas... e quem disse que consegui me registrar lá usando o firefox, tentei com o mozilla 1.6 e nada também, fui com o konqueror e também nada.. acabou que meu amigo que registrou minha conta lá, por que nao tinha jeito mesmo.
É impressionante isso.

[4] Comentário enviado por removido em 28/03/2004 - 11:44h

O pior e quando esses abusos ocorrem dentro de uma universidade q ministra cursos de ciencia e engenharia da computacao e a area restrita a alunos e toda feita para IE ou seja consultar notas ,faltas , estagios torna-se um tormento para quem usa outro SO, o caso q falo e da universidade tuiti do parana, mas aos poucos vamos ganhando mais espaco e liberdade.

[5] Comentário enviado por jose_maria em 28/03/2004 - 13:33h

Exatamente esse o problema.
Que o Explorador da Internet (Internet Explorer) e' um lixo todo mundo ja' sabe. Um browser cheio de erros, travamentos, e especialmente cheio de buracos sempre abertos para que virus entrem no windows. Tanto no linux quanto no window$ eu uso o mozilla firefox. Eu considero ele um excelente browser em comparacao ao IE (o IE parou no tempo). Ele possui diversas vantagens que eu acredito que o IE um dia va' incorporar.
So' que ainda existem webmasters que criam sites com os padroes ditados pela M$. O que me doi e' que faco desenvolvimento de software no CEFETCE e computacao na UFC nao vejo o incentivo ao software livre tao fortemente quanto deveria ser dentro de uma instituicao de ensino.
As escolas e faculdades devem ser a vanguarda do movimento software livre. E' no ambiente educacional a area mais fecunda `a filosofia do Software Livre. O software livre e' um acelerador do processo educativo na computacao. Se eu conhecesse o linux por exemplo desde que eu comecei a usar computadores hoje eu seria muito melhor. Eu sempre gostei muito de fucar nos programas mas aquele outro sistema operacional eh uma caixa preta.
Voltando ao assunto, vamos adotar os padroes deliberados pela w3.

(Estou em um live boot do knoppix e meu teclado esta sem acentos. Desculpem-me.)

[6] Comentário enviado por jragomes em 28/03/2004 - 13:56h

Salve Pessoal,

Primeiramente, gostaria de parabenizar o Davidson pelo artigo. Reflete muito bem o que acontece por ai. Todo mundo sabe que o problema não é falta de padrões abertos, mas sim aqueles impostos pela M$. E, realmente, é de se ficar indignado quando um site não abre no Mozilla... tem uma universidade de São Paulo que é uma piada... vocês que tem Mozilla e filhos do Mozilla, tentem acessar http://www.mackenzie.com.br/pos_graduacao/ .... no meu aparece a seguinte frase "Para acessar esta página utilize o Internet Explorer." .... Eu mesmo não estudo num lugar que se diz universidade(palavra que deriva de universal, ou seja, para todos) e que não posso ver suas páginas. Tenho ainda mais uma par de exemplos, mas deixa pra lá. Como disseram acima, é bom fazer código pro Mozilla, isso é garantia de funcionamento nos outros browsers. Engraçado é que qdo perguntamos "pq seu site nao funciona no Mozilla?"... eles respondem "mas 95% usa IE".... imagina se a moda pega, se formos deixar de lado as "minorias"(que no nosso caso está caminhando pra ser bem grandinha).... O que temos a fazer é por a boca no trombone mesmo.. e reclamar.. vide programa de IR da Receita....

[7] Comentário enviado por spychaser em 28/03/2004 - 15:11h

Davidson, muito bom o seu artigo.

Estavamos necessitando de um artigo assim para que os programadores PHP ou até mesmo programadores daquela outra linguagem proprietária tenha conciência de que não existe só um tipo de navegador.
Eu já fui um programador que só pensava em um navegador, e tive muita dor de cabeça com isso. Resultado?? Só o primeiro site que eu fiz saiu para o IE, e posteriormente foi transformado para ser usado em qualquer um. Hoje eu faço sites e testo sempre no firefox, mas como não posso deixar, tenho que testar também no IE.
O grande problema dos programadores hoje é não verificar a compatibilidade de javascript com o IE e com Mozilla, um grande exemplo disso é um portal de imóveis chamado Planeta Imóveis (www.planetaimoveis.com.br). Quando você vai iniciar a busca por um imóvel, se vc conseguir selecionar a cidade que deseja, vc é uma campeão, pois até hoje nào tive sucesso.

Bem fica aqui mais uma indignação

[8] Comentário enviado por fabio em 28/03/2004 - 15:37h

Pessoal, para fins informativos, estou utilizando o Mozilla 1.6 e consegui navegar normalmente pelo site da www.mackenzie.com.br/pos_graduacao/, me cadastrei no www.parperfeito.com.br e também consegui fazer uma busca no www.planetaimoveis.com.br.

Tentem atualizar o Mozilla, mais uma vez ponto para nosso browser, que também vem evoluindo a passos largos.

[]'s

[9] Comentário enviado por mrluk em 28/03/2004 - 15:41h

Muito bem colocado o artigo! tb sou um q sofre com este tipo de problema, a simples tarefa de mandar uma msg pela web pro telefone celular da minha namorada ( http://www.claro.com.br ) torna-se uma coisa complexa com pelo menos meia-duzia a mais de movimentos pra se concluir a mesma tarefa pelo IE! =(
Assim como o fabio disse, tb temos q fazer a nossa parte reclamando, expondo o problema, soluções(?), deixando claro q nós existimos! =)

Mais um indignado!

[10] Comentário enviado por eluan em 28/03/2004 - 15:56h

Ué fabio...

Com o firefox 0.8 a página do mackenzie pede o internet explorer ao clicar em algum link e a do parperfeito não deixa escolher uma cidade!

Mas a do planetaimóveis foi legal

[11] Comentário enviado por mrluk em 28/03/2004 - 15:59h

tentei cadastrar no parperfeito e ainda assim deu erro! o q sera?

[12] Comentário enviado por fabio em 28/03/2004 - 18:18h

Bom pessoal, então lá vai. Vejam o shot que acabei de tirar quando estava navegando pelo par perfeito:
http://www.vivaolinux.com.br/screenshots/verScreenshot.php?codigo=1170

Outra: o Firefox não é o Mozilla em si, ele é um Mozilla mais leve. Se o Firefox não estiver navegando, tente instalar o Mozilla mais recente, não sei explicar o porque da diferença, uma vez que ambos utilizam a mesma engine, mas... o shot taí pra comprovar :)

[13] Comentário enviado por spychaser em 28/03/2004 - 19:42h

Eu fiz uma injustiça na postagem acima

Não é planeta imóvel mais sim http://imoveis.terra.com.br/ clique em procurar imóveis e verá o que o infeliz do programador fez

[14] Comentário enviado por _simmons_ em 29/03/2004 - 11:30h

Davidson, Parabéns pelo artigo cara.

O que ocorre é que a maioria dos "webMasters?" usam funções já escritas em Vbscript e fazem tudo baseado no activeX. O problema é que esse pessoal é da turma do clique e arraste, é muito mais comodo pra eles só clicar e arrastar a função do que modificá-la e adaptar aos outros browsers.

Mas na minha opinião o erro mais grave é eles seguirem o padrão do IE e não o da w3c. E os maiores exemplos de sites que não funcionam no Mozilla adivinhe de quem são ??? Do governo.

Hoje em dia até que melhorou bem o site da Caixa e da Receita Federal, mas um monte de site de orgãos públicos de vários estados que não funcionam no Mozilla.

Se você quiser uma lista bem extensa de sites que não funcionam no Mozilla entre no www.forumfdh.net , lá tem uma quase campanha contra os sites IE Only.

Acho que tá faltando a opinião do Celso (Oki) aqui, acho que ele é um dos que tem mais experiência nessa parte de sistemas web. Bom , é isso, e parabéns de novo. Falou

Abraço.

André Michi

obs: O galeon, epiphany , firefox, utilizam a mesma engine, chamada de Gecko. E desculpem se não escrevi coisa com coisa, mas 27 horas acordado é dose...hehehe

[15] Comentário enviado por oalexandrino em 29/03/2004 - 12:57h

Querendo ou não o IE é usado por mais de 90% dos internautas.
E o problema em geral acredito que não seja a Microsoft e sim a perca de padrão HTML...ou seja, cada empresa (infelizmente) quis criar seu padrão...não houve um concenso, assim

HTML são interpretados de forma diferentes em browsers;
JavaScripts também sofre o mesmo problema;

a culpa é da Microsoft? nem tanto, o que faltou mesmo foi uma definição!!


[16] Comentário enviado por jragomes em 29/03/2004 - 13:33h

Eu acho que não foi a perda de padrão e sim a imposição de um padrão específico.... Ok, é verdade que o IE tem 90% do mercado mas e os outros 10%?? vamos voltar pro tempo que minoria tem que ser exterminada? acho que não. Sorte nossa que o Apache é usado em quase 70% dos sites... Vocês podem imaginar a aberração que seria se a M$ tivesse as duas pontas da internet, ou seja, browser e servidor?... com certeza teriamos umas linguagens novas, tipo M$HTML, M$cript... estariamos ferrados...

[17] Comentário enviado por canaman em 29/03/2004 - 15:19h

Olha, eu não sei vcs, mas eu não consigo visualizar os screenshots aqui do site, no IE (q uso no trabalho). Em casa no linux funciona beleza! Eis o erro que dá:
Linha:1
Caractere:1
Erro: Argumento Inválido
Código: 0
URL: http://www.vivaolinux.com.br/screenshots/verScreenshot.php?código=1170

[18] Comentário enviado por _simmons_ em 29/03/2004 - 15:46h

oalexandrino me desculpe, mas você está errado.

O HTML não interfere em nada nesse caso , 99% dos erros são de javascript + activeX , e outra o HTML não mudou o padrão, foram criados outros padrões que utilizam sintaxe parecida com o HTML, exemplo: o XHTML, e que também não influencia em nada .. se os "webmasters?" seguissem os padrões da w3c tudo funcionaria perfeitamente... o problema é que tudo já vem pronto... é mais fácil pegar qquer coisa pronta do que ter que criar uma nova função.

Aliás, HTML (só ele) não é mais nada hoje em dia... o que tá rolando bastante, pelo menos em sites de empresas grandes é o tableless..que é uma mistura de CSS com XHTML...

Abraços

André Michi

[19] Comentário enviado por wilbil em 29/03/2004 - 16:01h

ola pessoal

adoro a empresa onde trabalho
eu trabalho com o setor de programacao de internet
tenho o mesmo problema que vcs tipo o que tenho mais raiva e o do www. claro.com.br que nao da para entrar no site

eu fiquei tao puto com esta historia de IE que fiz o sistema com toda a validacao
via php acabei com java-scripts tudo feito pelo proprio php campos invaliods em branco e as demais coisas que poderia ocorer


[20] Comentário enviado por jragomes em 29/03/2004 - 16:09h

Como disse o André Michi, se todos os webmasters usassem os padrões, ninguém teria problemas pra ver página nenhuma. Mesmo Javascript, se ele for feito usando o padrão, qq browser entende. Se for bem usado, o javascript é uma puta ferramenta, E cá entre nós, o engine do IE é uma merda... Com o gecko não tenho problemas de posicionamento de <div>, ele sempre renderiza o que está escrito no código, com o IE não, ele faz o que quer e bem entende. Felizmente, o pessoal está percebendo que a coisa é programar em cima do Mozilla/Gecko que vai aparecer em qq browser

[21] Comentário enviado por deusdara em 29/03/2004 - 16:16h

Gostei do artigo esclarecedor para mim usuário do Mozilla.
Solicito que seja aumentado do tamanho da fonte para a opção que é necessário imprimir para ler como é o meu caso.
O tamanho da fonte para impressão é tão minúscula. Será que é necessário ser assim ?

Abraços
deusdara

[22] Comentário enviado por silderado em 30/03/2004 - 02:21h

Galera!! o esquema não é assim!
Desde qdo padronização é uma coisa boa???
Isso que vcs estão sugerindo se chama Reducionismo.

Sou programador web, e concordo que a maioria dos meus sites não rodam perfeito em Netscape por exemplo.

A Maioria dos sites rodam JavaScript e nao VBScript, existem outras tecnologias hoje em dia como, CSS, XHTML, DHTML que nao rodam em outros navegadores.
A Questão é que esses site ficam muito mais funcionais com as tecnologias citada acima, funcionais e agradaveis, li o comentário do amigo ai que disse que fez toda validação em php e dispensou o js, eu não concordo...porque eu tenho que forçar o usuario a dar um refresh na página.. ou seja ter que ir no server para verificar se tal campo foi preenchido se posso fazer isso no cliente mesmo... assim.. garanto que os dados iram chegar no server corretos...
Os outros navegadores é que tem que se atualizar, os outros navegadores é que são comodos e não os usuario (clica e arrasta) como citou outro amigo.
Concordo que o IE é uma porta para vírus e outros males.. mas fugir do problema e para no tempo não é a solução. e nem ficar criticando os "usuarios clica e arrasta", são eles que poe o nosso pão de cada dia na mesa. temos que facilitar a vida deles e nao culpa-los e subjulga-los pelo fato de eles não saberem dar um "ls -l".
A Microsfot pode não ser uma empresa modelo e ética .. como a maioria dos usuários do linux prega, mas a verdade que em matéria de "Marketing/Publicidade" eles dão show.
Não estou aqui para defender nem os produtos Microsoft e nem os OpenSource, logo tenho Windows 2000 e Slackware na minha maquina. Mas temos que ser comerciais e atender as necessidades do mercado e não ao contrário. Pem bem nisso...

[23] Comentário enviado por josir em 30/03/2004 - 08:07h

O que a comunidade tinha que fazer era um diretório com a lista de sites que só funcionam com MS-IE.
E então fazer uma boa divulgação nos jornais e em sites especializados. Te garanto que quando as empresas começarem a aparecer nesta "lista negra", elas vão começar a se movimentar...

Não concordo com a opinião do silderado: temos que ser comerciais sim - por isso temos que programar e exigir que se programe nos padrões da Internet. O objetivo da MS é claro: é acabar com a padronização do W3C para forçar que todos usem IE e consequentemente Windows. Comercialmente, não é negócio para nenhum desenvolvedor ter uma única empresa que dita as regras e os outros tem que seguir...

Saudações a todos,
Josir.

[24] Comentário enviado por canaman em 30/03/2004 - 09:25h

Alguém tb tem o mesmo problema q citei acima, aqui no site? Uso o IE 6.0 SP1... No mozilla consigo ver os screenshots, mas no IE não...

[25] Comentário enviado por jeffestanislau em 30/03/2004 - 09:42h

Em primeiro lugar, Davidson parabéns pelo seu artigo...

Em segundo... Silderado... Padronização não é uma coisa boa??? Como assim, você é contra isso???

Deixemos a informática de lado para fazermos alguns exemplos!

1. Se você vai numa loga e compra um filme para sua máquina, mas aquele melhor filme só funciona na máquina X! Você é obrigado a comprar a máquina X para usar o filme... Isso é bom!!!

2. Você vai trocar os Pneus de seu carro, mais aquele que é o melhor pneu só funciona na roda W, você vai trocar as rodas pra comprar aquele pneu?

3. Você vai numa pizzaria com seus amigos, se sentam a mesa, se acomodam e vão olhar o cardápio... e descobrem que lá só servem a pizza Z, mais ninguém ali gosta da pizza Z, você é obrigado a comer esta pizza ou se levantar e ir procurar outro lugar pra comer.... isso é agradável?

A Padronização, lhe garante que um mesmo serviço ou produto possa ser utilizado por diversas pessoas ou meios diferentes, isso é ser justo com o consumidor, não impondo que ele seja obrigado a ter o modelo K para poder se utilizar o tal produto!!!

O fruto do artigo e o que gerou muitos comentários, é o fato desagradável do IE forçar um padrão só aceitável por ele...

Se os desenvolvedores e programadores de web tiverem um pouco mais de paciencia na hora construir seu produto, seguindo um padrão indicado e fazendo todos os testes necessários que um produto criado "em qualquer área" deve passar, seu trabalho será muito mais recompesador e elogiado dentro do meio no qual você trabalho....

Já pensou se você compra um carro, e o seu fabricante não seguiu os padrões de segurança... você vai reclamar depois de morto por causa de uma barra de direção ter se quebrado, ou se seu cinto de segurança não foi capaz de lhe dar a segurança necessária!!!!


Pensem nisso!!!
jeffestanislau



[26] Comentário enviado por _simmons_ em 30/03/2004 - 12:04h

Sílvio (silderado) , me corrija se eu estiver errado, mas o padrão que você segue não é o da w3c... você está seguindo o padrão da MS, e isso é o errado, os usuários não são obrigados a ter o IE instalado pra navegar na internet, embora isso não seja uma lei, mas é assim que funciona. imagine se todos os sites seguissem só o padrão do IE, eu teria que ter uma máquina com Windows instalado só pra recarregar meu celular, por exemplo...

Na atual situação todo mundo tem que ter uma máquina com Windows instalado para acessar o site X, e isso é totalmente errado. E isso de certa forma ajuda na pirataria. Já que um site me força a usar o IE 6.0 + SP1 e mais blá,blá,blá.. então ele que pague as licenças e me de o software necessário.
Eu já pago pelo serviço da operadora, agora vou ter que tirar mais uns mil reais só pra recarregar meu celular ???? Tá bom, então que eles mandem um cd original do Windows porque eu não vou comprar não. :)

Entende onde quero chegar ???? Vocês seguindo os padrões do IE não dão escolha para os usuários, nenhum usuário leigo vai querer trocar o IE pelo Mozilla sabendo que o site de sua operadora ou do seu banco não vai funcionar direito.

E o que você chama de funcionalidade eu chamo de comodismo, a grande maioria dos "webmasters?" usa mil funções em js, vb que já estão prontas sim.
Tudo bem que geralmente projetos grandes e complexos tem tempo estipulado, mas não custa nada perder umas horas a mais e deixar o sistema realmente funcional.

Não quero ser o dono da verdade, mas o que eu vejo claramente é que a grande maioria segue mesmo o padrão do IE por comodidade, porque é muito mais "fácil" criar seguindo padrões MS do que o dá w3c... e faço das palavras do nosso amigo Jefferson as minhas..sem mais por enquanto.

Abraços,

André Michi

[27] Comentário enviado por silderado em 30/03/2004 - 17:16h

Pelo visto o meu conceito de padronização é bem diferente dos demais.

Padronização para mim é chegar numa pizzaria e ver o cardápio e descobrir que só existe a pizza Z pelo fato de os donos da pizzaria nao saberem fazer a pizza X, mesmo a pizza X sendo mais gostosa, mais cheirosa, por ela foi feita usando CSS, DHTML, JavaScript e outras.
Mas infelizmente essa pizzaria nao roda essas coisas...rs entao temos que ficar com um tipo de pizza apenas...aff.. vcs querem isso.

Agora a outra pizzaria faz pizza X, Y, X.. ahh mesmo que nao fique muitoo gostosa a pizza X, mas eles fazem.

seria legal se abrissem uma outra pizzaria onde tenha todas as pizzas e boas... "entenderam a analogia?"

Abaixo ao Padronização, abaixo ao Reducionismo.

[28] Comentário enviado por silderado em 30/03/2004 - 17:19h

Pelo visto o meu conceito de padronização é bem diferente dos demais.

Padronização para mim é chegar numa pizzaria e ver o cardápio e descobrir que só existe a pizza Z pelo fato de os donos da pizzaria nao saberem fazer a pizza X, mesmo a pizza X sendo mais gostosa, mais cheirosa, por ela foi feita usando CSS, DHTML, JavaScript e outras.
Mas infelizmente essa pizzaria nao roda essas coisas...rs entao temos que ficar com um tipo de pizza apenas...aff.. vcs querem isso.

Agora a outra pizzaria faz pizza X, Y, X.. ahh mesmo que nao fique muitoo gostosa a pizza X, mas eles fazem.

seria legal se abrissem uma outra pizzaria onde tenha todas as pizzas e boas... "entenderam a analogia?"

Abaixo ao Padronização, abaixo ao Reducionismo.

[29] Comentário enviado por danizach em 31/03/2004 - 09:18h

Parabens pelo artigo, muito bom.

[30] Comentário enviado por oalexandrino em 31/03/2004 - 10:12h

Sobre

"Comentário enviado por _simmons_ em 29/03/2004:
oalexandrino me desculpe, mas você está errado. "

Bem, respeito sua opnião, mas eu não estou errado. Se você nunca percebeu não tenho culpa. Ou então não fui bem claro. Muitas propriedades de tags HTML são diferentemente interpretadas de acordo com o browser.

Se HTML fosse um padrão qualquer browser exibiria extamente as mesma visualização, se vc não concorda com isso, bem eu acho que você está errado !!

Você conhece a tecnologia .NET ? Bem nela o próprio servidor ver a versão do navegador do cliente e manda o HTML "compatível" para aquele navegador, assim o desenvolvedor não precisa se preocupar com esses problemas. Por que a M$ fez isso? Porque o HTML é difernetemente interpretado.

Sobre o pessoal que diz que padronização não é uma boa na área de informática, sinto muito NÃO SABE DE NADA DO INFORMÁTICA !!!

Se não havesse padronização não haveria nem COMPUTADOR !!

Como existiriam as redes por exemplos?

[31] Comentário enviado por silderado em 31/03/2004 - 16:04h

oalexandrino!

Cara.. vem nem me conhece.. nem sabe como eu sou ou quem eu sou...
Como vc me critica assim... presta atenção seu palhaço e respeita a opinião dos outros...
vc deve saber muito..hauhauau

[32] Comentário enviado por davidsonpaulo em 31/03/2004 - 19:10h

Ei! Calma aih!
silderado! palhaço jah é sacanagem... sem ofensas... Apesar de praticamente todos os que fizeram comentários aqui discordarem de você (incluindo eu...) ninguém te ofendeu... Então, baixa a bola meu amigo. O oalexandrino fez críticas perfeitamente aceitáveis quando à sua política de criação de sites. Você não pode esperar não ser criticado por aqueles que não concordam com seu ponto de vista. Além disso, "acomodado" não é nenhuma ofensa...
Presta atenção... estamos aqui para trocar conhecimentos sobre Linux. Se você quiser fazer algo diferente disso... está no lugar errado.

[33] Comentário enviado por davidsonpaulo em 31/03/2004 - 19:29h

Ah! para não ficar dúvidas no ar...
Com "Se você quiser fazer algo diferente disso... está lugar no errado" eu quis dizer que aqui não é lugar para ofensas.
Achei melhor explicar porque do jeito que eu escrevei pareceu que eu estava repudiando a defesa da idéia do silderado (no caso.. o uso de tecnologias Microsoft). Afinal de contas... prego a liberdade de escolha e pensamento, seria hiprocrisia dizer que o silderado não podia fazer isso aqui... é a opinião dele. Discordo, mas respeito.
O q não admito são ofensas...

[34] Comentário enviado por davidsonpaulo em 31/03/2004 - 19:33h

Gostaria de aproveitar e agradecer a todos que enviaram a sua opinião. Era exatamente essa a intensão do artigo: despertar o desejo de compartilhar uma opinião. A participação foi grande, em menos de 4 dias foram mais de 30 comentários... pelo pouco tempo de VOL que tenho já deu pra perceber que isso é um número razoável...
Então é isso aí! A gente se vê em outros artigos por aih!!
Um grande abraço a todos... fiquem com Deus e...

"...liberdade pra dentro da cabeça..."

[35] Comentário enviado por silderado em 01/04/2004 - 03:36h

Fiquei de cara.. com esse alexandrio.
Ainda continuo defendendo minha opinião de que a Padronização nesse caso não é uma coisa boa.

Mas para mostrar que nao tenho recentimento, vou indicar um livro que trata vários paradigmas como padronização, reducionismo e outros.
Se foi bom pra mim que "nao sei nada de informatica", imagina como será util para o alexandrio.
[]s

http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=196517&ST...

[36] Comentário enviado por oalexandrino em 01/04/2004 - 08:49h

Olá,

desculpe "silverado" se lhe ofendi, mas se você lê eu falei especificamente ao "_simmons_ ", e foi apenas uma crítica e não xinguei ninguém. Você deveria ser mais educado ok ?!!

Acho que não me entenndeu o que quis dizer:

Leia novamente:

Sobre o pessoal que diz que padronização não é uma boa "na área de informática", sinto muito NÃO SABE DE NADA DO INFORMÁTICA !!!

Veja o texto entre aspas.



Apenas um exemplo:

Sabemos que existem diversas tecnologias de redes de computadores:

- Ethernet
- Token Ring
- FDDI
- ATM
- sem fio
- etc

como um pacote de dados em uma rede Ethernet irá viajar...para uma outra "inter-rede" que utiliza outra tecnologia?

Não seria um padrão? Sim é um padrão que permite isso. Os dados são transferidos independetemente de hardware. Se não fosse assim não existiriam a comunicação de dados entre inter-redes..

Não sei de tudo, e não quis dizer que sou melhor do que ninguém

Se você realmente acha que padronização na "área de informática" é puro reducionismo, ratifico: NÃO SABE DE NADA DE INFORMÁTICA

[37] Comentário enviado por silderado em 01/04/2004 - 20:54h

Cada caso é um caso!!!

Nesse exemplo que vc disse sobre as topologias de rede. nesse caso tem que haver uma padronização.

Mas no caso dos browser nao.. nos caso dos browser e as tecnologias usadas no browser.. nao é legal padronização..putzz.. mas foi mal... quem sou eu pra dizer...isso pra vc...rs afinal.. nao sei nada de informatica... e vc sabe.. né?

[38] Comentário enviado por Ed_slacker em 23/04/2004 - 14:53h

Desculpe me intrometer na discussão de vcs. Vi a conversa que trata da padronização das tecnologias usadas no browsers. Na minha opinião, É IMPRECINDÍVEL QUE HAJA UMA PADRONIZAÇÃO! Veja bem, havendo uma padronização vc pode ter certeza que qualquer site irá abrir no seu navegador, independentemente de qual seja ele. Isso implica no direito primordial de livre escolha. Silderado disse que tem que se fazer aplicações fáceis de usar. A Microsoft sempre buscou isso, e abriu um buraco enorme na segurança por conta disso. Veja bem, será que sou obrigado a usar uma aplicação que não é segura e sei que pode me trazer prejuízos só por que é fácil se usar????
Não estou criticando a Microsoft aki, mas temo que se gere um monopólio na internet, onde eu não possa usar o browser que eu gosto só porque a maioria quer o mais fácil.

SOU PLENAMENTE A FAVOR DA PADRONIZAÇÃO!!!!

[39] Comentário enviado por removido em 07/08/2004 - 23:55h

É incrível como um produto ruim consegue se manter no topo por tanto tempo. E não só o IE, mas o windows como um todo. É ruim e ponto final. Tem qualidade? Tem! Mas é como aquele tomate podre de que se pode só aproveitar uma parte pra não se morrer de fome. E o IE é o "mais digno" representante do abuso do poder monopolista representado pela microsoft. E como todo monopólio trás prejuízos às partes mais importantes (usuários e empresas).
A parte boa é que finalmente gente séria resolveu abrir a boca e passaram a não recomendar o uso do IE (vide reportagens na folha on-line, etc). Tomara que façam o mesmo com o windows. E "ave" Linux!

[40] Comentário enviado por GrupoFimdeprova em 09/08/2004 - 22:41h

Viva a Mozilla Foundation.
Viva o W3c
e Claro
Viva o Linux

[41] Comentário enviado por qmx em 24/08/2004 - 01:46h

silderado: Lembre-se que o computador que temos hoje em ksa não passa de uma máquina de repetir padrões em 0's e 1's...já pensou se cada vez que você fizesse 2+2 ele desse um resultado diferente, pq ele usou a operação soma suja? O lance da padronização é: Você NUNCA é reducionista quando tem uma base bem grande de pessoas querendo definir um padrao. Isso é democracia. Padronização significa qualidade em qualquer lugar (ISO 9001, RFC's, etc). Tipo, numa visão revolucionária até seria aceitável um mundo sem padroes, mas... padroes elegidos pelo mercado. Quando eu tinha 9 anos de idade, ganhei um computador. Sabe por que eu não usei linux desde aquela idade? pq não sabia que existia outro so além do windows 3.1+dos. O lance é existir mais de um padrão, sim. MAS ELES TEM QUE SER COMPATIVEIS. (kra isso tah parecendo uma novela, chega) Taí minha opinião. (kra q salada eu fiz!)

[42] Comentário enviado por boo em 05/10/2004 - 14:06h

Olá amigos,

Fico revoltado com o fato de alguns site só funcionar em IE...
Acho que o lance é usar um código portável.
O problema é que a maldita Micro$oft sempre foge dos padrões e ai quem fica em 'maus lençóis' é o usuário.
Mas acho que o problema não é culpa da micro$oft e sim dos programadores que continuam fazendo esses sites 'enlatados', esses cut n' paste, esses códigos nada portáveis !
São programadores incompetentes que, na maioria das vezes, usam um FrontPage pra fazer os sites ou um Dreamweaver mal configurado que acaba usando tags e scripts que só são corretamente visualizados no IE.
Eu programo há anos para a Internet, já fiz intranets, sites, programas com interface web e sempre tive como preocupação fazer essa programação de forma que tanto o usuário que usa IE, como o pessoal que usa Mozilla consiga ver e navegar corretamente no conteúdo exibido.
Enfim amigos, nos casos em que não é possível portar a solução pra Mozilla, recomendo o uso do CrossOver Office, um programa pra LINUX que serve pra instalar programas da Microsoft.
Eu teste meus sites do IE usando linux...
Na verdade o CrossOver Office é um front-end pro Wine...
Infelizmente, acredito que ele não seja freeware, mas dependendo do caso vale a pena comprar, pois o lance é uma mão na roda pra quem precisa testar sites no IE e no Mozilla sem ter que usar duas maquinas, VNC, ou dual-boot.
Seja como for, VIDA LONGA AO LINUX E MORTE À MICROSOFT !

[43] Comentário enviado por zehrique em 24/11/2004 - 00:49h

Baim, apesar de eu ter chegado tarde ao debate venho através deste comentário parabenizar uma empresa brasileira que (a meu ver) entende o consumidor: O Banco Itaú!

Alguém aqui já reparou o que se passa quando acessa o site www.itau.com.br?

Os programadores, cientes da grande variedade de browsers e sistemas operacionais criaram uma versão para cada browser (pelo menos os principais) que acessa o referido endereço.
Isto é consciência, visão de mercado, trabalho sério para não deixar o usuário a ver navios e não perder o mesmo. Se não consegue acessar com o Mozilla, tente o Firefox ou mesmo o odiado IE.

Lógico que muitos vão me apedrejar, dizendo que eles tem dinheiro para isto. Ok, concordo. Mas é um exemplo de uma instituição séria que preza pelo bom atendimento ao usuário de seu site.

Não quero reformar o mundo, mas se ao menos as grandes empresas que tanto nos bombardeiam com suas máquinas de marketing prestassem atenção à "vox populi", teríamos uma Internet mais sadia.

Ah! E quanto à padronização, sou totalmente favorável! Ai de nós se não houvesse tal consciência. Creio que ainda estaríamos na era da Revolução Industrial.

E outra, não sou acionista nem tampouco recebi quantia alguma para falar da instituição bancária acima citada.

Abraços à comunidade.

ManoZeh

[44] Comentário enviado por diegobsr em 07/01/2005 - 11:57h

Muito bom o artigo....

Acho que deveria ser criado, via internet, um banco de dados de sites que não seja possível navegar sem o IE, onde os próprios usuários cadastrassem. Ai divulgariamos como os piores sites para se navegar, pois um bom site é indistinto de sistema operacional...

O cara que escreveu o artigo é da minha cidade, e eu também trabalho com informática, ou seja poderemos trocar informações a respeito..

Abraços....

[45] Comentário enviado por morvan em 02/02/2005 - 10:35h

Bom dia, Davidson; parabéns pelo excelente e muito oportuno artigo. Acho que todos os internautas têm consciência dos males feitos pelo monopolismo da M$Tplim (som da registradora, $$$!) em todos os campos da computação e especificamente com relação ao padrão (forçado, como de praxe!) do I. E. Quanto à discussão, um pouco "fora do cerne" do artigo em sí, por turno de algumas intervenções, sobre a padronização, os que falam mal da padronização cometem uma monumental incongruência: só é possível este nosso diálogo agora porque um "calhamaço" de padrões está a ser usado: RFC´s, Ethernet, W3C e o modelo OSI. Pensem sobre isso: se eu tiver um problema na camada de rede do OSI, não poderei enviar e conseqüentemente não lerão este "Post"! O que se poderia alegar, e aí teria a minha anuência, seria que não podemos nos manter eternamente presos a um padrão, sob pena de não haver evolução. O nosso próprio organismo é um padrão: estamos sempre mudando, mesmo que compartilhemos 99% do nosso DNA com o nosso primo mais próximo (em todos os sentidos!): o chimpanzé! Se assim não fosse, a indústria farmacêutica não existiria! Desculpas a todos pela prolixidade, mas o assunto da padronização, da maneira, a meu ver, equivocada, como foi colocada, estava a exigir tal manifestação.

[46] Comentário enviado por Ed_slacker em 15/03/2005 - 11:34h

Olá a todos do VIVAOLINUX!!!!
Bem, em primeiro lugar eu quero parabenizar o Davidson pelo exelente artigo.
Mas não pude deixar de ler com bastante atenção o que o nosso amigo SILDERADO escreveu a respeito dele.
O foco desta discussão é a de tecnologias usadas para fazer sites que rodem em diversos navegadores. No caso, o Davidson citou sua indignação para os sites que rodam em apenas um navegador (o IE). Por outro lado, temos o Silderado defendendo esta prática alegando "facilitar a vida do usuário, e que os outros navegadores é que devem se atualizar".
Bem, devemos entender como solucionar ( ou chegar a um concensso) este problema.
Em primeiro lugar devemos lembrar que a internet é uma rede PÚBLICA, ou seja, todos podem usá-la para o que bem entender, DESDE QUE NÃO PREJUDIQUE OUTREM. Para facilitar o que prentendo dizer, entendam a internet como as ruas de uma cidade, também PÚBLICAS. Pois bem, nas ruas de uma cidade, quando eu andar com meu carro (navegador) posso usar qualquer carro, uma vez que tenho a liberdade de escolher o melhor veículo para trafegar nas ruas (browser). Mas de acordo com os ideais do nosso amigo Silderado, só podemos andar nas ruas com carros de uma marca. Com isso, outras montadoras iriam falir, mesmo fabricando um veículo melhor que o "padrão" e os consumidores seriam obrigados a usar apenas um carro, MESMO QUE ESTE COLOQUE EM GRANDE RISCO A SUA INTEGRIDADE E SEGURANÇA.
Entenderam o que eu quis dizer? Como podemos aceitar que não tenhamos padrão, e assim, não tenhamos LIBERDADE de escolher as tecnologias que são melhores e mais confiáveis, só por que a maioria preferem o caminho mais fácil?

Esta é a minha opinião...

[47] Comentário enviado por neuronios em 20/05/2005 - 00:41h

Isto ae cara .. parabéns pelo artigo David .. Gostaria de ressaltar a incompatibilidade com o modem D-Link 500G que só funciona no IE, Tentei emular via wine e um script de um cara q achei no google mais sem sucesso esse script não funcionou perfeitamente ou sei lá o que, devido a problemas com pop-ups.. Ou seja o IE é uma droga até via wine hehe...
E outra .. sacanagem né, a galera da D-LINK faz um modem que só aceite IE e mesmo assim não divulgam um bom HOW TO de como configurar o NAT dele via telnet...
Se alguém obteve sucesso na configuração do D-LINK 500G via Linux .. manda um e-mail pra gente ae ... neuronios@gmail.com...

Parabéns pelo artigo... DAVID

[48] Comentário enviado por davesbalthazar em 19/01/2006 - 12:18h

Sobre o comentário de algumas coisas não funcionarem no IE. Trabalho com Internet (servidores e programação) e todos os sites que desenvolvo tenho atenção especial a todos os browser. Vou do lynxs ao IE.
O ruim também é em relação ao Java utilizado em muitos sites de namoro.
Desenvolvi um Messenger em HTML + PHP que funciona em 100% dos casos para o site
Meu Desejo.
www.meudesejo.com.br

Fica aqui um novo site de namoro moderno na Internet que funciona em 100% dos navegadores :)
Daves

[49] Comentário enviado por tuxSoares em 10/10/2007 - 18:56h

Pessoal, concordo plenamento com o que foi escrito nesse artigo.
Os problemas do tipo que mais me incomodam são os sites da Cemig www.cemig.com.br e do Detran do DF, onde na hora de imprimir contas um navagador que não seja IE tem diversos problemas.
O problema do site da cemig parece ter sido solucionado, mas o do detran persiste.
Vlw pessoal, fuii.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts