Autofs-4.1.4 para Slackware 12: Compilação, instalação, configuração

Compilação, alteração, instalação, configuração do Automount e sua associação ao sistema Udev ou Hotplug para a montagem e desmontagem automática dos dispositivos removíveis CDROM, USB, disquete. Embora feito em Slackware 12, serve também às versões anteriores com kernel 2.4.

[ Hits: 20.648 ]

Por: Elias Zoby em 28/02/2008 | Blog: http://concordancia.webs.com


Introdução



Autofs-4.1.4 para Slackware 12: compilação, instalação, configuração:

Introdução

Esse programa promete montar dispositivos removíveis e de rede automaticamente, através do Automount. Usando a versão 3.1.7 tive problemas sempre após plugar o Mp3, além disso o Udev e Hotplug montam de forma limpa todos os usb. Desta forma reservo Autofs para CDs e disquetes.

Para usá-lo é preciso que o sistema de arquivos do kernel tenha autofs4 como módulo (m) ou builtin (y). Para descobrir isso basta ler em /boot/config. Geralmente já consta nos kernels do Slack.

Em meu Slack 10.2 autofs4 está builtin no kernel 2.4.35.4 e uso autofs-3.1.7, o qual apresenta-se menos estável do que a versão 4.1.4 em Slack 12 com autofs4 como módulo no kernel 2.6.21.5. Se a diferença é devida à versão do autofs, do kernel, do Slackware ou por autofs4 estar builtin ou módulo, não sei.

O objetivo deste artigo é adaptar autofs-4.1.4 ao Slackware. Mas para a resolução do sistema de hotplug em geral recomendo fortemente que seja associado a arquivos simples de regras Udev (kernel 2.6) ou Hotplug (2.4), fechando assim toda a questão. Esses arquivos estão bem descritos em ZOBY (2007) e muito resumidos aqui no Apêndice.

Autofs é o programa completo cujo principal ator é o comando automount gerado pelo sistema ao ser detectado um dispositivo configurado. Por isso às vezes esses dois termos serão usados quase intercambiavelmente.

Compilação e pontos de montagem

Baixe autofs-4.1.4.tar.bz2 de www.kernel.org, descompacte-o (tar -jxvf), entre no diretório criado e compile.

Se compilar e instalar em locais onde seu usuário tenha permissão de leitura e escrita, só o makepkg terá de ser feito obrigatoriamente com root.

$ ./configure
$ make
$ make install INSTALLROOT=/pasta/onde/colocar
$ cd /pasta/onde/colocou
(chamada daqui por diante de tmp/, não é /tmp)

Começam as alterações. Haverá tmp/etc usr var. Em tmp/etc/auto.misc, na linha:

cd  -fstype=iso9660,ro,nosuid,nodev   :/dev/cdrom

Troque nosuid,nodev por users. Assim todos os usuários terão acesso irrestrito. Desejando fazer o mesmo para o disquete, acrescente outra:

disquete  -fstype=auto,users,rw,sync   :/dev/fd0

Querendo tentar com o pendrive, neste caso não use as regras do Apêndice, algo como:

sda1   -fstype=auto,users,rw      :/dev/sda1
ou
sda   -fstype=auto,users,rw      :/dev/sda

Comente (#) as linhas correspondentes no /etc/fstab.

Não entendo de rede e portanto não menciono auto.net e auto.smb.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Adaptando a Slackware
   3. Empacotamento, instalação e conclusões
   4. Apêndice e referências bibliográficas
Outros artigos deste autor

Softmodem em Linux com dois kernels

Montar MP3 e pendrives USB automaticamente com Hotplug

Caracteres especiais no teclado Linux: como adaptar às necessidades do escritor

Por que e como referenciar artigos nos sites de informática

Slackware 10.2 com dois kernels na mesma instalação

Leitura recomendada

Implantando rsync server no Windows para conexões via Linux

Configurando uma conta do Yahoo no Evolution

VPN no Conectiva 8 com o PPTPD

Instalando e configurando um dock igual ao Mac Leopard no KDE

Configurando um NAT

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fulllinux em 28/02/2008 - 08:08h

Certa vez procurei algo parecido para ajustar meu sistema Udev... que não sei porque cargas d'agua... insistia em não funcionar corretamente...virei meu Slackware de pota-cabeça reeditanto, arquivos de configurações e revendo permissões de montagem hotplug's e tudo mais...

Então posso te dizer que que o seu é muito bom e o mais completo com objetivo que eu encontrei até hoje... porem conexões de rede gosto de fazer com meu total controle e o restante utilizei um script criado pelo Rodrigo M.S.de Oliveira chamado de update-fstab acabei com meus problemas... apesar dele simplesmente estar disponivel para versão 10.2 ele se encaixa perfaitamente com superiores...vale conferir.

zoby, excelente artigo meus parabens!

[]'s

[2] Comentário enviado por RCoimbra em 28/02/2008 - 09:57h

Já está nos favoritos!!!!

[3] Comentário enviado por canaman em 28/02/2008 - 12:20h

Ótima iniciativa. Meu artigo (que está devidamente citado na bibliografia - vejo que você deve ser estudante de graduação ou mestrado, hehe), já era bastante antigo e já havia recebido algumas mensagens de pessoas que não conseguiam fazer funcionar. Como não utilizo o slackware há bastante tempo, ficava meio frustrado de não conseguir ajudá-los.
Ótima iniciativa.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts