Ambiente gráfico MATE no Sabayon Linux

Este artigo descreve o MATE (um Fork do GNOME 2) com instalação e uso no Sabayon Linux. Também ilustra a potencialidade e maturidade do MATE, que mesmo sendo um ambiente gráfico muito novo, já é uma excelente alternativa aos consagrados KDE e GNOME 3.

[ Hits: 26.614 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 28/06/2012 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Aplicativos e compatibilidade



Uma das características interessantes do MATE é que ele pode usar os aplicativos dele mesmo, além dos do GNOME 2, GNOME 3, Xfce e KDE!

Assim, o MATE tem seus próprios aplicativos:
  • Mate-Terminal (GNOME-Terminal no GNOME)
  • Gerenciador de Arquivos Caja (Nautilus no GNOME)
  • Editor de Texto Pluma (parece o GEdit do GNOME, mas tem certa semelhança também com o LeafPad do LXDE)
  • Visualizador de Documentos Atril (Evince, no GNOME)
  • Compressor-Expansor Emgrampa (File-Roller, no antigo GNOME)
  • Viisualizador de Imagens Eye of MATE (Eye of GNOME)
  • Calculadora MateCalc (Gcalctool)
  • Editor de Menu Mozo (Alacarte)
  • Configurador MateConf (tipo GConf)
  • Gerenciador de Login MDM (tipo GDM)

Fonte: http://wiki.mate-desktop.org

O bonito e interessante Compiz-Fusion, que no GNOME 3 apresenta problemas de instabilidade, funciona perfeitamente, inclusive com Emerald:
Estou fazendo testes de outros aplicativos decoradores de GNOME no MATE: GDesklets, AWN (Avnt-Window-Navigator) e Cairo-Dock.

Aplicativos do GNOME (Nautilus, Rythmbox, Epiphany, GNOME-Terminal, Brasero, GNOME-Baker, GNOME-Commander, Deluge etc) e do KDE (Transmission, Krusader, Kaffeine, K3B, Dolphin, Konqueror etc), funcionam bem também!

Isso torna o MATE um ambiente gráfico muito versátil, quase universal.

Na imagem abaixo, eis vários aplicativos de MATE abertos: Caja, Caja em modo root, MATE-Terminal, Atril:
Note também os muitos aplicativos que adicionei aos painéis para ilustrar (todos funcionam!).

No painel superior, da esquerda para a direita:
  • Menu Principal do MATE
  • Busca de arquivos
  • Busca de aplicativos
  • Visualizador de LOGs
  • Fusion-Icon
  • Controlador NVidia
  • Compressor Emgrampa
  • Atril
  • Visualizador de Imagem multi-plataforma IDA
  • Visualizador de imagem para GNOME Genview
  • GNOME-Commander
  • Caja
  • Editor de Texto Pluma
  • MATE Terminal
  • Controlador da Impressora HP
  • "Matador" de Processos
  • Configurações do MATE
  • Capturador de Telas
  • Controle de Volume
  • Mixer
  • Tocador de áudio Exaile
  • Tocador de mìdia Mplayer
  • Tocador de Áudio Clementine
  • Applet de Rádio RadioTray (de KDE)
  • Gravadores de Cd-DVD: Brasero, Xfburn, K3B e GnomeBaker
  • Aplicativo de Clima (Ribeirão Preto, Aeroporto Leite Lopes)
  • Relógio com Calendário
  • Aplicativo de Clima (São Paulo, Aeroporto de Congonhas)

No painel inferior:
  • Notificador de aplicativos abertos e atualizações
  • Gaveta de programas
  • Informações de espaço de disco
  • Sensores de temperatura
  • Processamento e CPU
  • Gerenciador de perfis de energia ("Governor")
  • Monitores de Processamento, memória, rede, swap, carga de sistema e disco
  • Áreas de trabalho
  • Montadores de partições e de dispositivos fixos e removíveis
  • Lixeira
  • Encerramento de sessão
  • Desligar micro

Tudo isso configurado e colocado em um sistema bem completo e no entanto, ainda rápido e com Compiz ativado.
Em outra Figura, mostra-se a compatibilidade do aplicativo de rádio RadioTray (KDE), funcionando junto com tocadores Clementine (KDE) e Exaile (GNOME), navegador de Internet WebKit Midori, gerenciador de arquivos Thunar (Xfce), tudo funcionando ao mesmo tempo no MATE.

Esta tela foi capturada com o capturador de tela do próprio MATE:

Conclusão

Os testes realizados neste artigo demonstram que o MATE está tornando-se um excelente ambiente gráfico, uma boa alternativa aos mais pesados KDE e GNOME 3.

Compatível com grande número de pacotes, tanto de KDE como de GNOME, possui também seus próprios aplicativos padrão.

O fato dele ser compatível com muitas coisas, torna o MATE versátil e ainda, ele não tem as exigências de hardware do GNOME 3 e é muito mais rápido.

Um bom ambiente gráfico é o MATE, muito prático e bem eficiente.

Experimentem!

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalação - Usando o Mate
   3. Aplicativos e compatibilidade
Outros artigos deste autor

Atualizando Compiz Fusion em Sabayon Linux

Conhecendo e testando vários navegadores de Internet

Experimentos com remasterização de Sabayon

Comparando desempenho de distros, arquiteturas ou ambientes gráficos - Método universal

A teoria Linux por trás dos acessos e dos atalhos

Leitura recomendada

Botões acqua no Inkscape

Como fazer uma transição de imagens em vídeo com o OpenShot

Instalando o KDE 4 no Debian

Água e submersos?

Enfeite o LILO com uma imagem de seu gosto

  
Comentários
[1] Comentário enviado por levi linux em 28/06/2012 - 12:38h

Muito bom, parabéns! Pretendo testar o Mate em detalhes brevemente.

[2] Comentário enviado por removido em 28/06/2012 - 12:42h

[OFF] Se esse nome tem a ver com erva-mate, então há alguma influência de algum sul-americano no "dibujo"?
No mínimo um descendente ou aparentado, uruguaio, argentino, paraguaio, gaúcho... provavelmente um destes... NOT!

Gostei do GNOME 2, principalmente de um tempo prá cá.
O "jeito" do KDE consegue ser em muito parecido com o Win e o GNOME não sei porquê foge ao esquema.
Bom saber que haverá continuidade.

Agora, uma séria dúvida que tenho:

* As GTK+s usadas no GNOME3 e no MATE são e serão compatíveis?
* Será necessário alterar código para compilar compatível com uma ou outra GTK+?
* Será necessário código também para compilar compatível no GNOME 3 ou no MATE?


[3] Comentário enviado por clodoaldops em 28/06/2012 - 15:44h

Achei interessante o MATE fazer parte dos repositorios oficiais o que facilita muito a instalação e deve diminuir muito as chances de "dar zica" no sistema, né?
Cara, gostei do artigo!
Parabéns!
10zão!

[4] Comentário enviado por eldermarco em 28/06/2012 - 16:43h

Muito bom! Ainda vou testar o MATE no fedora. As minhas experiências com ele no Arch Linux não foi tão perfeita assim, embora não tenha sido ruim.

[5] Comentário enviado por albfneto em 28/06/2012 - 18:16h

@Listeiro:

Olha algumas pessoas levantam duvidas sobre a versão do GTK,o que sei e que na minha instalação, os aplicativos para GNOME3 estão funcionando, mas eu tenho os 2 gtks instalados e a dependencias do GNOME3 tb, instaladas.

Mas uma das carac. do sabayon é aceitar multiplos ambientes graficos, eu não sei se em outras distros aceita, pq tem distros onde vc instala outro ambiente grafico e os menus bagunçam todos.

O XFCE está sendo portado a GTK novo, acredito que o time do mate o fará tb, senão ele não evolue.

[6] Comentário enviado por removido em 28/06/2012 - 22:14h


[5] Comentário enviado por albfneto em 28/06/2012 - 18:16h:

@Listeiro:

Olha algumas pessoas levantam duvidas sobre a versão do GTK,o que sei e que na minha instalação, os aplicativos para GNOME3 estão funcionando, mas eu tenho os 2 gtks instalados e a dependencias do GNOME3 tb, instaladas.

Mas uma das carac. do sabayon é aceitar multiplos ambientes graficos, eu não sei se em outras distros aceita, pq tem distros onde vc instala outro ambiente grafico e os menus bagunçam todos.

O XFCE está sendo portado a GTK novo, acredito que o time do mate o fará tb, senão ele não evolue.


Tem o problema de a GTK+ nova deixar a coisa toda (XFCE etc.) uma tralha pesada.

Senão também é o caso de se criar um fork da GTK+ em cima da GTK+ velha.

E seguir como biblioteca independente, de modo semelhante ao enlightenment.

[7] Comentário enviado por rogerio pg em 29/06/2012 - 18:02h

Parece uma boa alternativa para quem possui placas ATI e gostam de gnome como eu , gnome-shell e ati até hoje não deram certo .
vou testar lol.

[8] Comentário enviado por mcnd2 em 29/06/2012 - 23:14h

Grande @albfneto, sempre nos testes, rsrsrrsrsr!!!

O MATE veio para ficar! Já cheguei a usar por pouco tempo no LMDE e não cheguei a explorar totalmente.

Como tenho o Sabayon x86 no meu velhinho, vou fazer o teste em instalá-lo e até poder ficar como interface padrão no Sabayon.

Uma ótima poder ter o MATE no Sabayon.

Ótimo artigo. Parabéns pelo trabalho elaborado. Abç...

[9] Comentário enviado por albfneto em 30/06/2012 - 21:41h

COMPLEMENTOS DO ARTIGO:

Atualizado em 14 de Maio de 2018,

1) ISOs do MATE:

O Artigo é obsoleto. Em 2018, já há ISOs Oficiais de Sabayon com o MATE.

http://sabayon.c3sl.ufpr.br/iso/daily/Sabayon_Linux_DAILY_amd64_MATE.iso

Somente 64 Bits, ISOs de Sabayon de 32 Bits não existem mais.

Créditos a quem fez, foi o Cris, Wolfden, do Time Sabayon.

http://www.sabayon.org/article/well-hello-mate


[10] Comentário enviado por mcnd2 em 01/07/2012 - 21:08h

Já instalado e se saindo muito bem o MATE.

Agora vou fazer algumas customizações para deixar o desk no ponto.

[11] Comentário enviado por azk em 15/07/2012 - 01:40h

excelente artigo, Alberto!
já vou começar meus testes com o MATE no Sabayon..

* vamos ver se o MATE supera o XFCE no meu gosto

[12] Comentário enviado por albfneto em 20/09/2012 - 23:18h

MAIS COMPLEMENTOS:

1) Lançadas as ISOs Oficiais do Sabayon 10, já pronto, com o MATE, tanto 32 como 64 Bits.:

Baixe com Torrents, daqui:

http://tracker.sabayon.org/

Ou diretamente dos espelhos brasileiros:

http://sabayon.c3sl.ufpr.br/iso/daily/Sabayon_Linux_DAILY_amd64_MATE.iso
http://sabayon.c3sl.ufpr.br/iso/daily/Sabayon_Linux_DAILY_x86_MATE.iso
ftp://sabayon.c3sl.ufpr.br/sabayon/iso/Sabayon_Linux_10_x86_MATE.iso
http://sabayon.c3sl.ufpr.br/iso/daily/Sabayon_Linux_DAILY_amd64_MATE.iso

2) Tambem informo que para instalar com Portage, ou MATE para Gentoo, o Overlay Mate foi desativado e não é mais necessário. o MATE está nos repositórios normais do Gentoo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts