Linux no Pendrive: Definitivamente configurável e persistente

Este artigo descreve como instalar o Linux em um pendrive, como se ele fosse um pequeno disco rígido, tornando-o configurável e persistente. Isto é, você pode trocar temas, instalar pacotes, programas e salvar todas as suas configurações.

[ Hits: 164.608 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 24/12/2011 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Introdução e Preparativos



Este artigo é um complemento de meu artigo anterior:
Como vimos anteriormente, podemos colocar um Linux bootável em um pendrive, de um modo bem fácil.

Eu estava fazendo experimentos para tornar o Sabayon e o Gentoo persistentes no pendrive.

Você poderá instalar pacotes, programas, mudar temas e salvar suas configurações, tendo sempre um Linux personalizado, atualizado e pronto para uso no próprio pendrive.

Ocorre que isto não é fácil nas distros Linux de compilação, como as do tipo Gentoo.

Então pensei: mas um pendrive é um dispositivo de Hardware, é como se fosse um pequeno disco rígido.

O exposto neste artigo , vem dessa ideia. Podemos instalar uma cópia do Linux em um pendrive, persistente e salvando todas as configurações, como o faríamos em um disco rígido.

Preparativos Iniciais

1) Baixar a ISO:

Baixe a ISO do seu Linux favorito (a que quer gravar no pendrive), a versão que quiser e salve-a no disco rígido. Recomendo usar ISO de 32 Bits, porquê assim poderá usar o seu pendrive em qualquer computador.

Qualquer distro que possuir CD ou DVD com instalador gráfico ou semigráfico (seja Live ou versão só de instalação) deverá servir: Ubuntu, Mint, openSUSE, Mageia, Mandriva, Arch Linux, etc...

Em meus testes, empreguei a mais recente "Daily Build" do Sabayon 7.0 XFCE de 32 Bits, baixada do espelho Brasileiro:
Por ser uma distro destinada a ser colocada em um pendrive, evitei ambientes gráficos muito grandes, como KDE ou GNOME, mas se você quiser, pode usar.

2) Preparar a ISO:

Queime a ISO, como imagem, em um CD ou DVD. Recomendo que use um CD-RW ou DVD-RW de boa qualidade, porquê assim poderá apagá-lo e reaproveitá-lo, após transferir o Linux para o pendrive.

3) Preparando o Pendrive:

Use um pendrive vazio, ou com dados de pequena importância, que você possa apagar. O tamanho mínimo é de 4 Giga, mas com distros grandes, é melhor usar um bem maior que isso.

Em meus testes, empreguei um pendrive de 16 Giga, marca Multilaser.

Dê Boot com o Live-CD ou Live-DVD que preparou (como nos itens 1 e 2). Insira, "espete" o pendrive na porta USB. Ele deve ser reconhecido automaticamente. Abra o particionador do Live-CD (geralmente é o Gparted):

sudo gparted

Ou gksu, se for GNOME, ou kdesu, se for KDE.

Ele abre no disco rígido 'sda'. Não mexa nele!

No Gparted, à direita acima, procure pelo dispositivo do pendrive. Ele se chamará 'sdb' se você tiver um só disco rígido, ou 'sdc', se você tiver dois discos rígidos em seu computador.

Se o pendrive estiver com as partições montadas, clique com o botão direito nelas e desmonte-as. A seguir, delete, edite ou reformate as partições, como quiser, assim como o faria com um disco rígido.

No meu exemplo, como meu pendrive é de 16 Gigas, e eu gosto de ter muitos pacotes instalados, criei apenas duas partições primárias: uma para a Raiz ( / ) de 15 Gigas e uma pequena SWAP de 1 Giga.

Você precisará fazer pelo menos uma partição para a Raiz do sistema (ex.: sdb1). Nada impede que você faça partições separadas para o '/boot', '/home', para backup, etc...

Sumarizando, você deve:
  • Baixar uma ISO;
  • Queimá-la em um CD ou DVD, e dar boot com ela;
  • Acessar o Gparted do Disco Live;
  • Depois deve configurar as partições no pendrive, como o faria em um disco rígido;
  • Feche o Gparted, sem salvar a Tabela de Alocação.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução e Preparativos
   2. Instalando e Configurando
   3. Referente ao Sabayon: configurações, exemplos e testes
   4. Complementos e Possibilidades
Outros artigos deste autor

Usando Swap na RAM em Sabayon - ZRAM - Método novo

Trabalhando dentro de outro Linux (que não o de Boot) do Disco Rígido - Método para iniciantes

Sabayon Linux - Novos Repositórios da Comunidade

Experimento: SWAP diretamente na memória RAM - Testes para RAM e SWAP

Como criar pacotes para o Gentoo ou Sabayon Linux

Leitura recomendada

Deduplicação com LessFS

NFS rápido e direto usando Slackware 12

Criando um servidor CVS

Criando um pacote TXZ no Slackware

Gerenciando quotas de disco

  
Comentários
[1] Comentário enviado por JJSantos em 24/12/2011 - 11:20h

Nota 10....

[2] Comentário enviado por mcnd2 em 24/12/2011 - 12:00h

Ótimo artigo Alberto.

Para quem quer ter seu sistema aonde quer que esteja, não nas nuvens e sim no bolso, kkkk...


[3] Comentário enviado por removido em 24/12/2011 - 12:53h

Ótimo artigo !

[4] Comentário enviado por clodoaldops em 24/12/2011 - 16:47h

SO no bolso e não nas nuvens! (2)
Ótimo artigo! (2)
Tá favoritado!

[5] Comentário enviado por 9u31220 em 24/12/2011 - 17:03h

Ótimo artigo e dica. Eu acho uma excelente idéia instalar linux em pendrives como se fossem HDs mais ainda faltam algumas coisas:

Como detectar se existe e aproveitar a partição swap do HD?
Como usar o boot loader na MBR do HD para carregar qualquer linux em qualquer pendrive?
Será que, após instalado no pendrive, o linux vai detectar bem qualquer hardware, e se for necessário passar parâmetros ao kernel na inicialização em um hardware específico?

e existem outras questões.
Veja bem Alberto, não quero que você responda nada, só quero dizer que existe ainda um caminho para podermos usar um linux em um pendrive com todo suporte que as distribuições possuem quando instaladas em um HD, mas o seu artigo foi um bom passo nesse caminho.

[6] Comentário enviado por netonardin em 24/12/2011 - 18:09h

O alberto uma vez eu pensei em instalar uma distro em um pendrive dessa forma, mas como tudo que fasso dei uma pesquisada antes e o que acabou me empedindo foi algumas pessoas dizendo que se o SO fosse instalado em um computador no pendrive, ele só funcionaria naquele computador, conclui apartir disso que só os "drivers" (e etc) que aquele computador precisava seriam instalados e o resto, que faz os livecds funcionarem em qualquer computador, seriam "jogados fora", mas pelo jeito a informação não procede... O que voce acha, nos computadores que voce testou funcionou normalmente??? E quanto a velocidade, é mais rapido que os liveusbs comuns??

[7] Comentário enviado por pinduvoz em 24/12/2011 - 19:33h

Concordo com o Glauber.

Prefiro ter o SO no meu bolso, pois na nuvem não tenho certeza de que minhas informações estão seguras.

Bom artigo, Alberto, Aliás, mais um bom artigo seu.

[8] Comentário enviado por xerxeslins em 25/12/2011 - 17:38h

Esse artigo merece ficar em destaque! Muito útil!

[9] Comentário enviado por Ruwindows em 02/01/2012 - 17:38h

galera!

Sou iniciante no linux;
Fiquei c dúvida na formatação do pendrive, se alguem poder me dar uma luz!
precisava de alguns detalhes.
pois qndo fui instalar deu erro disse q nao existia pasta raiz!!!!
valeu!
não precisa + já resolvi, era só acrescentar um "/" show de bola o tutorial!!!!

[10] Comentário enviado por albfneto em 09/01/2012 - 13:44h

Eu estava viajando. Na Casa de minha irmã, não tem micro, ela não mexe.
estava offline por quinze dias.

respondendo a algumas perguntas: ainda não testei gravar o GRUB na MBR, pois meu interesse é bootar do pendrive.

sôbre o reconhecimento de Hardware, experimentei em dois Desktops e no Notebook de minha prima. Ao menos com Sabayon, tudo funcionou.
o Sabayon no pendrive, inclusive, está atualizável rolling release e ainda tenho bastante espaço no pendrive.

aproveitando, como eu uso muito mais Sabayon, experimentei com êle.

Aos outros usuários, sugiro repitam meu procedimento com suas distros favoritas, e postem aqui, ou façam artigos ou dicas sôbre suas experiencias, pois não estou testando com outras distros, pois não quero apagar o Sabayon configurado.

@NetoNardin. Sôbre a velocidade, é parecido com outros Live USB, mas sempre mais lento do que um disco rígido normal, mas é usável, não é extremamente lento.

Sobre o hardware, acho que com hardwares genéricos, deve funcionar.
nada impede que se vc tiver uma NVIDIA, por exemplo, instale o driver para ela, se for usar o pendrive em apenas um computador.

Tenho em mente que funcione fácil em sabayon, porque ele é uma distro grande e geral. Ex. se seu comp tiver NVIDIA, ele instala mas não remove os pacotes do nouveau, sis, ati etc... apenas os desativa.

com distros minimalistas, creio pode faltar algo, ao transportar o pendrive de um micro a outro.

[11] Comentário enviado por albfneto em 11/01/2012 - 17:21h

COMPLEMENTOS e ATUALIZAÇÂO DO ARTIGO:

Atualizado a 2 de Julho de 2014.

O procedimento foi testado com a mais recente ISO de Sabayon Daily, com XFCE, 14.07, com Kernel 3.15 e o novo Instalador Anaconda:

ftp://sabayon.c3sl.ufpr.br/sabayon/iso/daily/Sabayon_Linux_DAILY_amd64_Xfce.iso

Funciona perfeitamente, mesmo com o Anaconda novo.

Dá boot tanto com NVIDIA, como com ATI, e é persistente.

Este é o Screenshot dele, rodando do pendrive bootado e atualizando:

http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Xfce-Sabayon-Novo-no-Pendrive/

Comentários mais antigos:

versão compilada do Smart_USB_Key_Mania:

https://gnutwoall.wordpress.com/2013/08/27/smart-usb-key-um-instalador-de-iso-linux-no-pendrive/

Mais jeitos de colocar Linux em pendrives, novos:

http://www.vivaolinux.com.br/dica/dd-Instalacao-correta-do-GNULinux-em-pendrive
http://www.vivaolinux.com.br/dica/ImageWriter-Criando-pendrives-bootaveis-no-Sabayon
http://www.vivaolinux.com.br/dica/Slackware-14-Instalacao-pelo-pendrive/
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Teste-de-distribuicoes-GNU-Linux-em-pendrive
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-Slackware-11.0-em-um-pendrive

Como falei, irei instalar mais coisas e postar screenshots.

Agora Atualizei Portage, sincronizei etc..., agora atualizo o Entropy.

Aqui , nesta imagem, o meu pendrive com Sabayon, persistente, rodando do Boot, fora do disco rígido, em um antigo Intel Pentium 4, 2.8, da Universidade.

Atualizando... inclusive o Kertnel para o 3.3.2 experimental (97 pacotes) e instalando mais coisas, dentre elas os ambientes gráficos Razor-QT e Cinnamon (objeto de minha próxima Dica)

Total, 274 pacotes.

http://hospedarimagem.com.br/images/AQCe6.png

Nesta outra imagem, vejam com Rádio Web reproduz normalmente, sem necessidade de instalar mais plugins ou codecs:

http://hospedarimagem.com.br/images/aAz.png

Observem agora. Kernel atualizado ao 3.2, e notem também as personalizações, mudanças de côr dos painéis etc...:

http://hospedarimagem.com.br/images/E2i0l.png

Após mais atualizações, Screenshot mais novo é este:

http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Xfce-Sabayon-Rolling-no-PenDrive/


[12] Comentário enviado por t777 em 08/11/2012 - 11:59h

Estou tentando instalar o Sabayon, assim como foi feito no tutorial, mas acho que estou tendo problemas na gravação do Live CD... Baixei a iso do link indicado e gravei num DVD através do Astroburn. Quando dou o boot pela mídia, até aparecem as opções para instalar ou testar o Sabayon. Eu seleciono a opção para rodar sem instalar e a tela fica escura e nada acontece... Se eu rodo o Sabayon pelo seu emulador, criando uma imagem pelo Daemon Tools, demora mas eu consigo emular o sistema, mas acredito que não é possível fazer o que eu quero no modo de emulação dentro do Windows.

Será que a imagem deve ser gravada no DVD de alguma maneira diferente do tradicional?

[13] Comentário enviado por viniciusalmeida em 28/01/2013 - 17:45h

Cara, excelente ideia. Vou fazer isso também. Será que com um pen de 8gb vai dar certo tbem?

[14] Comentário enviado por melmelmelina em 30/07/2014 - 02:33h

Fiz isso com o Manjaro linux, e passei umas várias vezes formatando e particionando o pendrive até descobrir o tanto que deveria ter de espaço para o / . Depois que descobri, instalei uma das versões do Manjaro, e deu tudo certo, exceto que quando eu tentei usar meu pc sem o pendrive, o grub basicamente me deu um "oi" e deu um erro depois que iniciou, dizendo que não conseguiu encontrar um treco lá[não tive paciência pra ler ou anotar tudo, mas acho que era referente à pasta relativa ao boot do SO do pendrive], ele simplesmente tá dependendo do pendrive pra funcionar, o que eu não quero que aconteça, pois o notebook que eu estou usando não é meu, é da minha sogra[ela quase não usa, então me deixa a vontade pra mexer nele]. To pensando em reinstalar o Kubuntu do notebook pra ver se dá tudo certo e se esse negócio volta ao normal. Será que o grub teve parte dele instalado no hd e outra parte no pendrive? Será que esse erro desconhecido aconteceu por que o instalador da versão ainda é um beta?[quando instalei a versão anterior do manjaro(cujo instalador é estável), quando não tinha descoberto ainda o tamanho ideal pra a partição do sistema, esse erro não tinha acontecido, eu podia tanto iniciar o pc com o pendrive(e usar o grub) quanto iniciar a partir do hd(e ele iniciava normalmente, como se não existisse grub), e não enfrentei problemas quanto ao boot.]

[15] Comentário enviado por melmelmelina em 30/07/2014 - 02:37h


[13] Comentário enviado por viniciusalmeida em 28/01/2013 - 17:45h:

Cara, excelente ideia. Vou fazer isso também. Será que com um pen de 8gb vai dar certo tbem?


To testando com um de 8 gigas e deu certo com relação ao espaço do disco, basta você reservar 6 gigas só pra a partição / e o resto você divide 90% do que sobrar pra /home e os 10% pro swap! Se o seu sistema de escolha for realmente pequeno, dá pra separar só 4 gigas pra a pasta / , e se for uma distro minimalista, acho que até menos que isso!

[16] Comentário enviado por analeao em 06/12/2014 - 22:00h

Gostei muito de seu artigo, parabéns!

Estou entrando aos poucos no mundo Linux e, depois de ter lido isso, vou me aventurar a fazer o mesmo que você, mas vou tentar com o Ubuntu 14.10 e com o Mint 17.1. Depois venho aqui para dizer como ficou!

Tenho que ler muitos artigos ainda para ficar mais "fera"...rsrsrs.

Abraços!

[17] Comentário enviado por jeanmsilveira em 12/12/2014 - 20:04h

albfneto
talvez voce possa me ajudar!
Tentei instalar o ubuntu de maneira convencional
espetei o pen drive, fui instalar e deixei o sistema fazer ate o particionamento,
ele concluiu normal, e quando reiniciou o computador nao reconheceu nenhum sistema no pen drive!!!
Vc sabe como proceder??

Obrigado

[18] Comentário enviado por albfneto em 10/06/2015 - 13:42h

O GRUB... precisa gravar NO PENDRIVE não na MBR!
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[19] Comentário enviado por SampDev em 10/08/2016 - 18:25h

Olá, eu tentei fazer isso porém toda vez que inicio o PC ele aparece um bagulhu do GRUB, você disse que precisa gravar o GRUB no pendrive, mas como faço isso?

[20] Comentário enviado por Chrisanto91 em 08/12/2016 - 10:22h

Ola,

Estou tendo problema na parte final.. nao consigo criar uma nova reparticao..

Fiz a transferencia para o pendrive atraves do comando dd com os seguintes..
debian-8.6.0-amd64-CD-1.iso
debian-live-8.6.0-amd64-gnome-desktop.iso
ubuntu-16.04.1-server-amd64.iso

e todos deram o mesmo problema, apos desmontar nao consigo clicar em NEW...
Vlw!


[21] Comentário enviado por removido em 30/01/2017 - 11:38h

pendrive é um dispositivo de Hardware, é como se fosse um pequeno disco rígido. R: Sim

Podemos instalar uma cópia do Linux em um pendrive, persistente e salvando todas as configurações, como o faríamos em um disco rígido. R: Sim. Tem um limite de capacidade para isso.

Ex:
Pendrive de 64GB não é HD 2 TB


[22] Comentário enviado por Gsias em 30/04/2017 - 10:53h

Bom dia,

Quando instalo "definitivamente" o Ubuntu (16.04 LTS) no pen drive (SanDisk 16 Gb) pelo arquivo de instalação do LiveCD, ele instala numa boa... O problema é que, após a instalação, o pen drive fica apenas com 7 Gb utilizáveis em sdd1, ext4... O restante 8 Gb fica em sdd5, expand inutilizado.
Meu objetivo é ficar com todo espaço do pen a disposição (sem partiçoes).
Se alguém puder me ajudar, desde já agradeço. Abç!

@GSIAS:

Faz uns dias, mas.... experimente fazer antes as partições no pendrive, tipo uma / de 8 giga e uma /home de 8 giga.... ou...
faz uma só partição, no pendrive... ex uma sdd1 primária, todo o espaço do pendrive, e instale nela, sem /home separada e sem partição extended.

[23] Comentário enviado por Spaulding em 05/11/2018 - 22:22h

Ao invés de queimar a ISO num CD ou DVD, posso realizar o procedimento a partir de outro pendrive?

[24] Comentário enviado por Inkilino em 01/02/2019 - 19:39h

Bom dia pessoal

Sou um user comum de Windows, a anos atrás resolvi que queria instalar o Linux em um pendrive, pesquisei até conseguir, mexi por um tempo mas me desinteressei, pela falta de tempo para uso e falta de costume acabei ficando no mais prático (prático pelo costume).
Agora estou tentando de novo instalar o Linux no pendrive e não consigo, já tentei pelo VirtualBox, que dá erro aqui, e já tentei criando um pendrive bootável, entrando na Live e pedindo para instalar em outro pendrive, desse jeito tudo ocorre da maneira certa mas na hora de dar boot pelo pendrive com Linux instalado, dá um erro e não entra no sistema, alguma dica?

http://tinypic.com/r/fnbj3p/9

EDITANDO

Alguém pode me ajudar? Estou tentando a dias instalar o Linux Mint no Pendrive, não consigo, sempre dá erro, já baixei mais de uma vez (se bem que acho que foi no mesmo site, o https://linuxmint.com/download.php), já tentei via Oracle, fazendo um pendrive bootavel e tentando instalar em outro e etc
Agora tentei esse método, mas não entendi, o último passo citado é "Feche o Gparted, sem salvar a Tabela de Alocação." Fecho sem mandar gravar? Só fiquei com o pendrive dividido


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts