ASTNAGIOS 2.0 + FAN - Solução completa para monitoramento

gnu

Apresento minhas experiências com o FAN, assim como a segunda versão do script de integração Asterisk + Nagios, o qual já apresentei em artigo anterior.

[ Hits: 16.969 ]

Por: Sidney Alexandre Pagel em 06/04/2015


Fazendo acontecer



Para que o Nagios execute a aplicação PHP a cada vez que houver queda de um destes hosts, criei um comando no Centreon. Acessei a seguinte tela:
Linux: AstNagios 2.0 + FAN - Solução completa para monitoramento
Como se pode ver, trata-se de comando bastante simples. Realiza o comando "echo", inserindo o conteúdo da variável $HOSTNAME$ dentro do arquivo "hostiden", localizado no diretório /astnagios/, previamente criado para esta finalidade.

Em seguida, a aplicação PHP é chamada por um arquivo chamado "astnagios.sh", que tem o seguinte conteúdo:

#!/bin/sh
screen -d -m -S ASTNAGIOS /usr/bin/php /astnagios/astnagios.php > /dev/null 2>&1

Executa a aplicação PHP "astnagios.php" em uma screen chamada ASTNAGIOS. Resolvi executar o PHP em uma screen devido a alguns problemas com o tempo de aguardo dos comandos no Nagios. Utilizando este subterfúgio, consegui evitar problemas de timeout.

O grande truque é a obtenção da identificação do host que apresenta problemas, recebendo seu nome no arquivo "hostiden". Quando cair um servidor que tenha sua notificação ativa por este comando, a execução do "echo $HOSTNAME$" nos permite saber exatamente de que host se trata. A partir da obtenção desta informação, tudo o mais é programação e um pouco de criatividade.

Criei um usuário no FAN, chamado "CELULAR", que seria o único a ter o comando "host-notify-by-phone" habilitado:
Linux: AstNagios 2.0 + FAN - Solução completa para monitoramento
Deve-se reparar que o comando host-notify-by-phone está selecionado para caso de "down" de hosts no perfil do usuário CELULAR.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. A descoberta
   2. Mãos à obra
   3. Cadastrando... cadastrando...
   4. Os serviços
   5. Passando tudo para o Nagios
   6. Os hosts críticos - Algo a mais
   7. A definição
   8. Fazendo acontecer
   9. A configuração dos hosts críticos
   10. O banco de dados e a aplicação
   11. Os fontes...
   12. O Asterisk
   13. Mais fontes...
Outros artigos deste autor

Integrando Nagios com Asterisk

NagVis - Gestor de mapas pra lá de especial

O software livre na administração pública

Jogando pesado na segurança de seu SSH

Mais sobre terminais leves....

Leitura recomendada

Filosofia do Open Source, um novo jogo?

APTonCD: Ubuntu Linux sem dependência de internet

K12LTSP - Executando o Mozilla antes do GDM

GSlapt - Gerenciando os pacotes de seu Slackware

Fazendo o Palm/Treo Funcionar no Ubuntu/KUbuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por erixtech em 06/04/2015 - 12:55h

Artigo com bastante informação, muito legal mesmo.
------------------------------------------------------
Keep it Simple, Stupid - UNIX Principle.

[2] Comentário enviado por danniel-lara em 07/04/2015 - 08:34h


Parabéns ótimo artigo

[3] Comentário enviado por Donizetti em 12/04/2015 - 13:01h

Isso sim é o tipo de informação que faz diferença.

[4] Comentário enviado por gnu em 13/04/2015 - 11:53h


Muito obrigado a todos.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts