ASTNAGIOS 2.0 + FAN - Solução completa para monitoramento

gnu

Apresento minhas experiências com o FAN, assim como a segunda versão do script de integração Asterisk + Nagios, o qual já apresentei em artigo anterior.

[ Hits: 16.695 ]

Por: Sidney Alexandre Pagel em 06/04/2015


Os hosts críticos - Algo a mais



Com o FAN, foi muito simples e rápido implementar um sistema de monitoramento completo para todos os hosts, criar mapas realmente inteligíveis e eficientes, configurar os avisos e fazer com que tudo isso funcionasse ordenadamente.

Porém, existem algumas situações para as quais o simples envio de um e-mail relatando um problema não é suficiente. Era o caso de nossos hosts físicos. No caso de queda de qualquer um deles, temos a necessidade premente de sermos avisados imediatamente, a qualquer hora do dia ou da noite. Como e-mails algumas vezes passam despercebidos, pois nem sempre se está checando a caixa de mensagens, optamos pela opção da ligação telefônica.

Eu já havia implementado um sistema de ligações telefônicas para situações críticas no passado, porém, era algo bastante simples que já não atendia nossa demanda por rastreabilidade de eventos e apontamento de responsabilidades. Tal solução pode ser vista em:
Desta vez optamos por realizar ligações apenas para casos realmente críticos, e não para qualquer evento de queda de host ou serviço. Apenas alguns hosts selecionados entrariam no sistema.

Foram eles:
  • 1 Servidor físico Asterisk
  • 4 Storages
  • 8 Servidores IBM que compõe o cluster VMware
  • 2 Power RISC 740
  • 3 Servidores que controlam o ambiente de câmeras
  • 1 Servidor SAP produção
  • 2 Servidores TSM, que realizam os backups de todos os ambientes

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. A descoberta
   2. Mãos à obra
   3. Cadastrando... cadastrando...
   4. Os serviços
   5. Passando tudo para o Nagios
   6. Os hosts críticos - Algo a mais
   7. A definição
   8. Fazendo acontecer
   9. A configuração dos hosts críticos
   10. O banco de dados e a aplicação
   11. Os fontes...
   12. O Asterisk
   13. Mais fontes...
Outros artigos deste autor

Pequena solução para backup em redes mistas

Integrando Nagios com Asterisk

NagVis - Gestor de mapas pra lá de especial

O software livre na administração pública

Configurando um domínio pelo serviço ipturbo empresarial (Brasil Telecom)

Leitura recomendada

Apresentando o CentOS - The Community Enterprise Operating System

Gtk-Qt Engine: temas Qt em aplicações GTK

Criando um LiveCD a partir de uma instalação do Debian Lenny

As novidades no MenuetOS 2007

Montando um workstation de desenvolvimento web em GNU/Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por erisrjr em 06/04/2015 - 12:55h

Artigo com bastante informação, muito legal mesmo.
------------------------------------------------------
Keep it Simple, Stupid - UNIX Principle.

[2] Comentário enviado por danniel-lara em 07/04/2015 - 08:34h


Parabéns ótimo artigo

[3] Comentário enviado por Donizetti em 12/04/2015 - 13:01h

Isso sim é o tipo de informação que faz diferença.

[4] Comentário enviado por gnu em 13/04/2015 - 11:53h


Muito obrigado a todos.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts