A Maldição de Patrick Volkerding

Você já se perguntou como é que uma distribuição conservadora e simples (para não dizer antiquada e trabalhosa de configurar) consegue ter uma boa quantidade de usuários fiéis e ser uma das mais respeitadas do mundo?

[ Hits: 20.271 ]

Por: Xerxes Lins em 18/04/2011 | Blog: https://voidlinux.org/


Introdução



Linux: A Maldição de Patrick Volkerding
Bob da Subgenius Church - Patrick é um membro

Aviso: o autor do artigo está amaldiçoado.

Vamos refletir sobre alguns fatos...

O instalador do Slackaware é primitivo. Se um usuário acostumado a usar apenas Ubuntu pegar o Slackware para instalar pela primeira vez é provável que sua reação seja:

"O quê?! Vou ter que digitar comandos na tela preta pra instalar o sistema? (formatação) Meu Deus! Bem que me disseram que essa distro era a mais antiga ainda ativa, pena que ela não se modernizou!"

Ou então pode ser:

"WTF?! Deu pau no DVD de novo? Já queimei a ISO 3x e sempre trava na tela preta! O instalador nem chega a abrir!"

Porém, para um usuário de Slackware isso não é nada de mais. E daí se o instalador é o mesmo desde quando a distro era distribuída em imagens de disquete? Ela continua funcionando e é isso o que importa. Os slackers continuam amando sua distro favorita.

Até pouco tempo Slackware nem tinha gerenciador de pacotes com função para atualizar o sistema automaticamente. Era preciso usar gerenciadores de terceiros ou olhar os changelogs e atualizar o sistema "manualmente" e isso numa época em que todas as grandes distribuições tinham gerenciador de pacotes que resolviam dependências automaticamente.

Hoje o Slackware tem um gerenciador oficial que atualiza o sistema, mas continua sem resolver dependências! Para usuários de outras distribuições isso é uma falha ou um problema chatíssimo, mas para slackers isso nem faz diferença!

Slackware não tem o ambiente Gnome por padrão (aquele ambiente que dá "a cara" do Ubuntu). Quem quiser esse ambiente gráfico tem que se virar e instalar pacotes de terceiros. Seria isso outra desvantagem do Slackware? Para muitos sim, mas para slack users isso não é um problema de verdade. Que coisa.

As distribuições modernas já vem com drivers pré-instalados ou com ferramentas que automatizam a instalação de drivers após reconhecer o hardware. E no Slackware como é? O usuário tem que conhecer seu hardware e procurar na Internet os drivers de que necessita e instalar pelo terminal usando linha de comando! Isso poderia ser encarado como uma desvantagem, mas para Slackers não é! Isso é só um detalhe! Eles preferem continuar tendo trabalho duro.

Configuração de serviços, de rede, do sistema, administração de usuários... tudo no Slackware é mais trabalhoso do que nas distribuições mais modernas. Agora vamos pensar. Quem em sã consciência preferiria o caminho mais complicado em detrimento do mais prático? Quem em sã consciência prefere caçar dependências na Internet para fazer um browser funcionar ao invés de usar uma GUI bonita e colorida para buscar o aplicativo e instalar sem se preocupar com dependências? Quem desprezaria todas as facilidades das distros mais modernas para ficar com uma mais tradicional e primitiva sabendo que terá com isso mais trabalho e mais perda de tempo?

Resposta: é aquele que está sob efeito da maldição de Patrick Volkerding, o criador do Slackware.

Maldição? Será que estou exagerando? Bem, pergunte para um Slacker e ele dirá que Slackware é a melhor distribuição do mundo, mesmo com todas as características que foram citadas. Não importa o que você diga. Não adianta dizer a ele que ter o LibreOffice, plugins e drivers instalado por padrão significa mais praticidade, economia de tempo e energia; slackers só sabem que sua distro é a melhor do mundo e que Patrick Volkerding é o cara.

Veja essa frase:

"Só Slackware é Linux e Patrick Volkerding o seu Profeta!"

Está numa página de Piter Punk, um dos empacotadores do Slackware.

E o que encontramos na página oficial do Slackware?

"Patrick Volkerding Also known to many as 'The Man...'"

(Patrick Volkerding também conhecido por muitos como "O Cara"...)

É fácil encontrar comentários na Internet que tratam o Slackware como a melhor distro ou que falam dela como o melhor Linux. Veja esse disponível em:
Nessa página é dito:

"There's only one truly pure Linux, and that is Slackware."

(Há apenas um Linux verdadeiramente puro, e este é Slackware)

Resumindo, a maldição faz com que usuários de Linux passem a adorar o Slackware e a temer/reverenciar Patrick Volkerding.

Tenho um amigo que usa Slackware, seu nick no VOL é Slacker e me ajudou muito (e continua ajudando) a usar o Linux. Ele já trocou de distro muitas vezes, mas sempre acaba voltando para Slackware. Qualquer bug, travamento, comportamento inesperado, ou seja lá o que for que aconteça em uma distro é um motivo para voltar a instalar Slackware, porque com Slackware nada sai do controle.

Esse meu amigo é uma das raras pessoas que usa Slackware e que reconhece que está sob a maldição de Patrick Volkerding. Na verdade foi ele quem me alertou sobre toda essa história de maldição. Se ele ficar longe do Slackware por muito tempo, ele começa a temer que Patrick Volkerding, com seus poderes advindos do Slack Original lance alguma praga sobre ele.

Veja um pedaço de uma conversa com ele:

Sandro Cristiano: ae
Xerxes: olá!!
Xerxes: tá de slackware?
Sandro Cristiano: nope
Xerxes: ahh
Xerxes: que pena
Xerxes: não é mais sua distro favorita?
Sandro Cristiano: no..no...só estou bancando o beta tester agora
Xerxes: =]
Sandro Cristiano: adivinhe do que eu estou
Xerxes: me responde algumas perguntas? slackware é a melhor distro Linux? patrick volkerding é seu pastor? as outras distros são cheias de bugs e instabilidades e slackware se destaca por ser mais linux que as outras?
Xerxes: acho que vc esta de... BSD?
Sandro Cristiano: sim
Sandro Cristiano: sim
Sandro Cristiano: sim
Sandro Cristiano: sim
Sandro Cristiano: não
Xerxes: uahuahau suas respostas vão para um artigo!
Sandro Cristiano: boa

Embora nem todos os usuários de Slackware saibam sobre essa a maldição, todos já sentiram seus efeitos. Você que já usou Slackware, sabe quando você troca de distro e depois se arrepende e pensa: "é por isso que uso Slackware! Ele funciona!" e em seguida volta para Slackware? Então... É nessa hora que você sente a maldição em forma de um sussurro no fundo da sua mente que te convence a voltar para Slackware reafirmando que ela é a melhor distro. Você não sabia, mas agora sabe. Está amaldiçoado!

Veja por exemplo o nosso colega Davidson Paulo. Em seu blog, há poucos anos, ele conta como se afastou dos computadores e depois de um tempo estava de volta ao "mundo do Slackware":
Sem falar que ele é o criador da comunidade Slackware do VOL. Amaldiçoado por Patrick Volkerding? Com certeza!

Os efeitos da maldição de Patrick podem ser percebidos nos argumentos dos slackers. Desconhecendo que estão sob o efeito da maldição eles atribuem seu apego à distro por outros motivos, como por exemplo, dizendo que Slackware é bom para aprender a usar Linux (sendo que pode-se aprender usando qualquer distro e lendo livros, apostilas, etc), e se quiser aprender na prática de verdade pode tentar instalar Linux From Scratch.

No endereço abaixo o autor do blog dá seus motivos para preferir o Slackware:
Esses motivos fazem sentido? Sim e não, pois há quem discorde. Uma alma não amaldiçoada por Patrick Volkerding parou para refletir sobre essa atração que Slackware causa nas pessoas e sem encontrar uma resposta perguntou no Linux Forums: "Why do people still use Slackware?" (Por que as pessoas ainda usam Slackware?).

Raramente alguém reconhece (ou tem ciência de) que está amaldiçoado. Bastaria um motivo e não 7: "Uso Slackware porque estou amaldiçoado por Patrick Volkerding" . Sinceramente a maior vantagem que vejo no Slackware é a estabilidade e o uso de pacotes relativamente recentes. De acordo com meu amigo a leveza também é importante.

Porém, cada vez mais as pessoas querem facilidade. Ligar o PC, logar e já sair usando tudo sem ter que configurar, fuçar e tirar dúvidas nos fóruns. Será que essa tendência da "nova geração" de usuários resultará um dia no fim do Slackware já que essa distro exige muito do usuário? O que você acha?

Será que o desejo por facilidade de instalação, configuração e etc é a única forma de se proteger contra a maldição de Patrick Volkerding? Eu não sei, mas aparentemente não, pois as facilidades existem há muito tempo e mesmo assim o Slackware, em ser conservadorismo, continua sendo uma distro muito respeitada e Patrick continua sendo conhecido como O Cara.

Tentar explicar o apego pelo slackware com uma maldição foi uma forma de inflamar uma discussão construtiva sobre os prós e contras do slackware.

Não é por acaso que o artigo está na sessão debates!

Espero que tenham entendido isso.

Obrigado!

P.S.: Não podemos esquecer que Slackware é uma distro mais voltada para servidores do que para desktop, mas neste artigo estou considerando que os amaldiçoados acreditam que Slackware é superior também nos desktops.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Acelere a publicação de seus artigos e dicas no VOL

Não quebre o Debian

Instalação do Void Linux em UEFI + Dual Boot com Windows

Gravando área de trabalho em MP4 e depois transformando o vídeo em GIF

Shadow Era: Jogo de cartas colecionáveis para Android

Leitura recomendada

Windows ou Linux?

Tapa-olho, Gancho e Perna-de-pau

Porque eu uso Linux Mint

Desenvolvimento de aplicações web

Se o Linux fosse uma "marca"

  
Comentários
[1] Comentário enviado por knightgsts em 18/04/2011 - 15:53h

Realmente, o todo Poderoso Slackware é a distro, ministrei cursos Linux Conectiva/Mandriva e sempre mantinha uma instalação do Slackware Linux em uma máquina do laborátorio.
Por incrível que pareça, sempre dava paus na Distro, aí eu apelava para o Slackware e mostrava que funcionava, conforme estava na apostila da Conectiva/Mandriva :)

Hj em dia não uso mais o Slackware.

Slackware é a distro ! Indiscutível ... mas o Gentoo não é uma distro ;)

[2] Comentário enviado por astdarkness em 18/04/2011 - 16:22h

Sou mais um amaldiçoado também. Posso está usando outra distro, mas sempre tenho o Slackware como referência.

[3] Comentário enviado por leandro em 18/04/2011 - 16:36h

E eu sou um amaldiçoado recente, ainda posso passar isso para outras pessoas à minha volta...

Falando sério, eu considero o Slack como um bom vinho... Não importa quantos anos irão passar, quantas tecnologias virão, quantos leigos dirão que é horrível... Os bons vinhos sempre serão os mais velhos.

[4] Comentário enviado por aionos em 18/04/2011 - 17:16h

Considero os slack users como abençoados. Maldição é vc ficar preso a um sistema operacional proprietário, ou a uma distro pesada, cheia de bugs e que faz todo o trabalho pesado debaixo dos panos, com suas maravilhosas interfaces gráficas, tirando do usuário muito do controle de configuração do sistema.
Os slack users são livres, não somente porque usam um sistema de código livre, mas, como diz o próprio artigo, têm total controle sobre seu sistema, e desfrutam da transparência que um sistema digno de seus usuários deve oferecer.
E se vc quer ter trabalho de verdade, instale um Linux From Scratch no seu computador. Se vc conseguir, corre o risco de ficar meio doido. Se não conseguir, pode ficar frustrado.
Enfim, slack users gostam do Slackware porque ele tem muito a ver com a personalidade de seus fiéis usuários: SIMPLICIDADE.
Então, KEEP IT SIMPLE, STUPID. (Sempre quis escrever isto num comentário, rsrsrsrsrsrs.)

[5] Comentário enviado por removido em 18/04/2011 - 17:28h

Cara sinceramente, acho que ao invés de criticar ou postar estas coisas inuteis use o bom senso e coloque artigos que realmente contribuam com a comunidade linux.

Se você não gosta do Slackware é um direito seu mais não critique só porque não sabe usar.

[6] Comentário enviado por aionos em 18/04/2011 - 17:43h

Oi filipecm

Já li alguns artigos, comentários e contribuições do xerxeslins, e eu o considero como um usuário avançado no Slackware, pois o que ele escreve é uma riqueza de conhecimento para a comunidade Slack, bem como também para outras distros.
Considero ainda este artigo como esclarecedor, além de divertido. De vez em quando é bom reafirmar que proveitoso trabalho a equipe do Slackware realiza.
Os que falam mal ou não gostam do Slackware é porque são preguiçosos mesmo, ou então desconhecem sua nobre filosofia.

[7] Comentário enviado por removido em 18/04/2011 - 18:03h

Não sabe usar? kkkkkkkkkkkkkkk

Acho que não existe nenhuma dúvida de que o xerxes sabe sim usar slackware.

De qualquer maneira, esse negócio de maldição é meio tenebroso, o slackware tem alguma energia que nos atrai, só de ouvir o seu nome já dá um arrepio.

A, antes que eu me esqueça, eu tenho tio patrick adicionado no meu facebook hahahahahahaha. É só pra quem pode hheheheeh.

Abraço

[8] Comentário enviado por brunoreismendes em 18/04/2011 - 18:39h

Só mais um artigo interessante ...
Só que é mais realista que este que foi colocado aqui !!!


Slackware 13.37: Linux para quem se diverte com Linux
http://www.hardware.com.br/artigos/slackware13/

Simplicidade, estabilidade, flexibilidade, etc ...

[9] Comentário enviado por manuchelo em 18/04/2011 - 19:56h

Primeiro: Meu computador tem gerenciador de boot (Lilo) e uso três sistemas operacionais em um HD de 500GB; 50GB para Windows7 (jogar PES e usar aplicativos Adobe com dignidade [flash, photoshop e premiere]), 50GB para Ubuntu 10.10 (poder falar mal dele com propriedade) e o restante dos GB para o Slackware 13.37 RC2.

Falarei como usuário DESKTOP, como usuário SERVIDOR fica para outra ocasião.

O instalador pode até ser primitivo mas para mim é o mais funcional e mais fácil de usar do que de outras distrbuições Linux: o do Ubuntu é um lixo, o do Fedora idem. O instalador do Slackware pode ser antigo mais é o mais inteligente. O cara que não instala o Slackware porque acha difícil deveria estudar um pouco mais.

Dizer que tudo no Slackware é mais trabalhoso é muito simplista. Pra uso DESKTOP ele já vem com quase tudo, configurar rede e afins é mamão com açucar.

Office tem que instalar, facim facim LibreOffice me supre. No geral uso Mousepad e Kwrite.

Slackware vem com um dos melhores Browsers: o Konqueor. Mas se quiser outros é só instalar. Facim facim instalei sem problemas; Firefox 4, Chrome e Opera.

Se preciso de um cliente Twitter: tem o Choqok; um dos melhores que já vi. Para instalar: SlackBuilds facim facim.

Msn tem o Amsn também no SlackBuilds. Tem o SlackFinds.net também.

Para desenvolver aplicações web o Slack é uma beleza. No Dvd de instalação instalo numa tacada Apache, Mysql, Php... Ferramentas de desenvolvimento idem. Tenho um Wine para o Fireworks e Dreaweaver que gosto muito. Para Flash uso o Windows.

Enfim, das distribucões Linux a mais legal para mim é o Slackware, com todo respeito as outras distros, mas acho o Slackware mais fácil de trabalhar mesmo como DESKTOP.

Talvez tenha mesmo uma maldição e estou usando desta.

Um abraço slackwareano.

Amo o Slackware.

[10] Comentário enviado por kbcasagrande em 18/04/2011 - 21:03h

Realmente... o slackware é a distribuição mais simples que existe.....
Tomara que ela continue sendo assim por todo o sempre....

[11] Comentário enviado por julio_hoffimann em 18/04/2011 - 21:27h

Parabéns Xerxes!

kkk! O Slackware é o cúmulo da "perda de tempo", ou não. Há quem goste de configurar tudo, mas a verdade é que o tempo é escasso! Eu, particularmente, não tenho condições de manter uma distro como essa no meu computador de trabalho, meu limite é o Arch.

Forte abraço!

[12] Comentário enviado por cirofsouza em 18/04/2011 - 22:26h

Legal! Gostei muito do artigo! Só para adicionar: eu começei no Slackware e, confirmando o que foi dito no artigo, já tentei outras mas sempre volto pro Slackware. O pior (ou melhor, nem sei mais) acabei influenciando minha filha que recentemente me pediu para instalar Linux num netbook que ela havia ganhado (que veio com Windows 7). Até aí tudo bem, ela me disse que já se sentia bem confortável com Linux que não queria mais o Windows por achá-lo muito instável e inseguro. Mais aí veio a surpresa: como estava tendo problemas para instalar o Slackware nesta máquina (inclusive escrevi uma dica aqui no VOL sobre isso), instalei o DreamLinux para liberar logo a máquina para ela. Adivinhem: ela me disse "eu não quero esse Linux, quero o Slackware...". Depois de quatro horas de um bom combate, a máquina tá 100% com Slackware...

[13] Comentário enviado por rai3mb em 18/04/2011 - 22:33h

tem GNU/Linux para todos os gostos, viva!!!

[14] Comentário enviado por cirofsouza em 18/04/2011 - 22:34h

E adicionando mais uma coisa interessante: na faculdade da minha filha, ela foi surpreendida pelo professor de informática que, ao entregar as provas, declarou para a sala inteira - "a resposta mais estranha para uma das perguntas foi a da Ana: Ana, de onde voce ouviu falar do Slackware?". E tem mais - um dia ela estava no laboratorio de informática da faculdade e uma turma da ciência da computação cercou-a quando viram ela ligando o laptop dela que aparecia a logo do Slackware na tela do Lilo. "Como assim voce usa Slackware? Ninguém usa isso. Como voce consegue?"... Tadinha da minha filha...

[15] Comentário enviado por izaias em 18/04/2011 - 22:36h

Sou um usuário muito recente do Slack. Tenho instalado o openSUSE e Ubuntu em meu PC e nunca aprendi tanto neste tempo de uso com estes 2 sistemas tanto quanto aprendi com o Slack. Claro que hoje em dia está fácil devido à documentação bem mais extensa que antes, mas ainda é a distro para àqueles que tem o espírito de Linuxer na veia.

Poucos entendem esta cultura por trás do Slack e é muito bom, porque isso desperta a curiosidade/interesse que despertou em mim.

Mais nada a declarar, Xerxes. O pessoal já disse tudo.

[16] Comentário enviado por eldermarco em 18/04/2011 - 22:52h

Mesmo podendo, não tenho interesse no slackware. É muito tempo perdido com coisas desnecessárias pra mim e que apesar de aprender algo -- também posso aprender na minha distro, o fedora, mas não sou obrigado nesse caso --, é um conhecimento que não vale a pena para a maioria dos usuários, se comparado com outras coisas mais importantes que ele poderia aprender em relação a sua própria profissão. Isso é importante apenas para profissionais da área.

Respeito o Slackware, mas não concordo com a filosofia do mesmo.

[17] Comentário enviado por douglas.giorgio em 18/04/2011 - 23:52h

pois é, a maioria deve saber que eu uso FreeBSD, e pra mim o unico linux que me agrada é o Slackware
gosto do mandriva, mas os bugs irritam bastante
ubuntu, baixei e instalei diversas versões, mas não dura mais de 1 dia, agr nem testo mais
como disse no artigo "sempre acaba voltando para Slackware." eu tbm sou assim, se o slackware acabar um dia, eu simplesmente paro de usar Linux e megulho de vez nos *BSD, chega de ubuntu, mandriva etc. chega de distribuições maquiadas e carregadas de perfumarias, nada contra quem usa, afinal meu irmão usa ubuntu, mas pra mim, só Slackware e *BSD

[18] Comentário enviado por albertguedes em 19/04/2011 - 00:17h

Engraçado que fui amaldiçoado com Debian. Usei distros de Gentoo a Ubuntu , mas sempre volto pro Debian. Acho que aquela espiral vermelha é algum símbolo místico ... hehehe

Brincadeiras a parte, o que vemos aqui é a velha história do gosto X necessidade.
Se for por gosto, qualquer distro é a melhor pra você - basta você ir com a "cara" dela.
Mas se for pela necessidade, ai sim, temos algo concreto pra te induzir a usar esta ou aquela distro.

Eu por exemplo uso Debian, porque gosto da política purista da organização, a estabilidade e a diversidade de pacotes de programas, e o que me impede de usar definitivamente um Slack, Gentoo, FreeBSD ou ArchLinux ( já usei todas essas ) - a rápida implantação do sistema. Pontos fracos do Debian eu sei que é a morosidade das atualizações e a dificuldade de deixá-lo enxuto retirando programas que são inúteis que vem com a instalação.
Mas para as minhas necessidades ( preciso de variedade e rapidez de implantação ) o debian é perfeito.

Agora, dá pra ver porque alguém prefere o Slack. É um sistema enxuto, altamente estável, bem otimizado, e por isso, perfeito pra uso de alta escalabilidade, onde você precisa de poucas variáveis influenciando o sistema, dai a preferência do Slack em servidores e equipamentos especialistas.

O padrão então é esse, cada distro é voltada a um propósito, e o usuário que vive esse propósito acaba escolhendo aquela distro, porque o complementa ( *_* ) em suas necessidades, e acaba criando um vínculo psicológico com a mesma. Dai ela se torna a distro "preferida" do usuário.


[19] Comentário enviado por pinduvoz em 19/04/2011 - 00:30h

O Slackware não é prático, mas é muito sólido. Talvez ele seja o Linux mais sólido que se possa encontrar e isso apesar de ser construído basicamente com pacotes "vanila", ou seja, com pacotes que não são alterados pela equipe do Slackware (hoje é uma equipe e não mais o Patrick sozinho).

O chato dele, na minha opinião, é manter atualizados pacotes não originais, como o LibreOffice, já que os originais agora são atualizados pelo slackpkg com muito pouco trabalho (finalmente!).

Para quem se contenta em usar o que vem com ele, o Slackware hoje em dia não dá mais trabalho para manter do que o Ubuntu. E o pós-instalação, apesar de dar um pouco mais de trabalho do que um Fedora ou Ubuntu, não é nenhum bicho-de-sete-cabeças.

Em suma, quem quer estabilidade a toda prova, até mesmo numa versão ultra-atual (o Slackware "current"), vai ficar muito bem servido com o "maldito".

[20] Comentário enviado por tatuiano em 19/04/2011 - 00:45h

sem comentarios....
slack amo te.rsrsr 10proce

[21] Comentário enviado por sumaya.emanuelle em 19/04/2011 - 01:22h

Parabéns! Amo você!

[22] Comentário enviado por dbahiaz em 19/04/2011 - 01:30h

Só mesmo uma maldição maldita pra ressuscitar Xerxes Lins e albertguedes numa mesma página kkkkkk

Brincadeiras à parte, eu concordo com tudo que foi dito, mais infelizmente Slackware ainda é pra quem gosta e pode.
Já me meti a besta à enfrentar essa fera, até configurei tudo rodou certim, mais preciso de algo + prático e não encontrei, por isso uso openSUSE e Ubuntu, já sofro demais com trabalho...faculdade...cachaça etc... rss.

Parabéns! Mais um belo artigo.



[23] Comentário enviado por xerxeslins em 19/04/2011 - 01:43h

Olá! Obrigado a todos que leram! Como podem ter percebido foi só um artigo feito rapidamente numa noite de insônia. Meu objetivo foi, em primeiro lugar, divulgar a distro Slackware. Mas também criou-se oportunidade para os "amaldiçoados" (rsrs) falarem bem da distro e foi um incentivo para quem nunca usou slackware descobrir sozinho porque ela é tão boa.

@aionos: tem razão! concordo plenamente!

@filipecm: desculpe se não fui muito claro no artigo... mas eu gosto muito do Slackware.

@brunoreismendes: eu adorei esse artigo que vc mandou! valeu!

@julio_hoffimann: sim eu sei como é isso! sinto a mesma coisa com relação a outras distros.

@eldermarco: sei como é! sinto a mesma coisa com relação a outras distros como gentoo.

@albertguedes: hahaha o símbolo do debian é meio hipnótico mesmo! talvez se eu tivesse usado debian antes de slackware, eu agora estaria igual a você.

@pinduvoz: verdade pura!

Obrigado a todos pelos comentários.

[24] Comentário enviado por pinduvoz em 19/04/2011 - 01:54h

O engraçado é que quando se escreve sobre o Slack tem sempre um slackuser que já sai reclamando sem nem mesmo se dar ao trabalho de ler o que foi escrito.

[25] Comentário enviado por albertguedes em 19/04/2011 - 02:43h

Mas um adendo: quem quer aprender MESMO a usar linux, têm de usar pelo menos 1 mês o Slack. #fato

[26] Comentário enviado por removido em 19/04/2011 - 07:00h

Hahaha. Bom artigo, Xerxes.
Muito criativo de sua parte. Parabéns.
[]s

[27] Comentário enviado por levi linux em 19/04/2011 - 08:07h

Parabéns, o texto está muito engraçado, tb só um amaldiçoado, rsrsrss.
Acredito que as facilidades não consigam acabar com o slackware.
Mas o principal é: como você disse do texto sobre o GENTOO, "sempre vão existir bolos feitos em casa mesmo que não sejam a La gentoo", e eu acrescento a la gentoo, slackware, funtoo, arch, exherbo, lunar, etc.

[28] Comentário enviado por nicolo em 19/04/2011 - 08:12h

Tenho que rir . Isso é romantismo:
Razões a favor e contra:

Teimosia 1
1-O Slack foi bom para um determinado momento e não se modernizou, recusou a mudar e desdenhou do avançao das outras distros.

1-resposta: "Claro que as outras distros pouco mudaram e não fazem realmente nada mais do que o slack faz".

1-Comentario: Equívoco: Isso é verdade. (Ingenuidade pouco prática, nada convence menos que a verdade).

Teimosia 2
2-O slack pensa que todo mundo tem tempo e saco para aturar esse bulshit de ficar digitando birutices na tela. Tenho coisas mais agradáveis para fazer na vida do que ficar digitando babaquice em tela preta, feito morubixaba de índio.

2-Resposta: Não é tão difícil assim, presumindo que você usuário seja apenas preguiçoso e não analfabeto, além disso há intruções bem claras no manual (em algum lugar incerto e desconhecido) e digitando você aprende o Linux , apertando mouse você emburrece.

2-Comentário: Equívoco, o usuário não é analista de sistema, não está interessado
em "aprender" Linux (apertar o botão certo basta) e avalia por comparação e modismo. Quer sempre algo mais , por mais inútil que seja. (O Tio Bill é um gênio nisso).

Veredicto: Teimosia pura: O Slack é genuino e charmoso pode continuar simples, pode insistir em ser Linux a moda antiga, mas não precisa usar burka. Um pouco de peruagem não faz mal a ninguém.
Há mais um problema técnico: O gentoo e o arch estão ocupando o espaço do slack para os experts , com propostas bem mais futurísticas. Isso é letal para uma distro que vive da admiração dos experts. O Ubuntu da série é o Sabayon, mas a coisa ainda não está madura e não emplacou.
Um pouco de enfeite e mimo para os usuários não estraga o sistema. Se continuar turrão e ermitão vai acabar no monastério do ostracismo, onde só os gênios vivem, até o esquecimento nas brumas do tempo. Tal como os deuses do olimpo só existirá na mitologia.



[29] Comentário enviado por fernandoborges em 19/04/2011 - 09:28h

Sinceramente? Eu não gosto de sofrer ;)

[30] Comentário enviado por cytron em 19/04/2011 - 09:38h

É interessante, aqui foi colocado (artigo e nos comentários) bem a mostra os motivos que levam a humanidade a se enfrentarem, gerar e alimentar ódio uns pelos outros.

"O fato de NÃO ENXERGAR diferença e opiniões"

As pessoas simplesmente acham que o que elas pensam é a realidade absoluta sem qualquer alternativa ou explicação.

Ex.:

"Eu não gosto de chocolate amargo!"

Mas isso não quer dizer que chocolate amargo seja ruim ou que as pessoas também não devem gostar... ou que o chocolate amargo não traz benefícios, afinal, ele é amargo.

Isso é uma grande besteira, achar que sou Deus absoluto e que minha opinião deve prevalecer.

Ví algumas pessoas declarando que não devemos nos preocupar com as operações do sistema, mas concentrar nossa capacidade em algo produtivo, como nosso trabalho. kkkkkkkkkkkkk, amigo, isso é apenas um ponto de vista, ou seja, um gosto, uma maneira.

No mundo existem bilhões de pessoas e cada um vive da forma que vive não porque simplesmente escolhe assim, MAS porque desde a infância a personalidade foi modelada de tal forma.

Disseram que o autor do artigo não gosta de Salckware, mas não ví nada disso no artigo, ele defendeu o Slack de forma irreverente.

O texto parece que foi excrito na época do Slack 3... ou no máximo 7. Pois foi descrito um Slack antigo, o atual é muito diferente.
Mas não condeno o autor, em algumas coias ele tem razão:

P.: No que o autor errou?

R.: Disse que no Slack temos que procurar drivers na internet. FALSO, as versões atuais são incrivelmente completas em termo de drivers. Dificilmente será necessário procurar alguma coisa na net.

P.: O instalador do Slack é primitivo?

R.: Não, pedras são mais antigas que nosso planeta, mas não as descartamos por isso, mármore e granito não milenares e ainda assim fazemos mesas e outras coisas. O modo console no Linux tem sua própria evolução e versões. O X não é uma evolução do terminal. O instalador do Slack é atualizado e apenas mantém o layout de muitas versões anteriores, é apenas o modo "texto".

P.: Porque usar o modo texto no instalador?

R.: Acho que a pergunta deveria ser: "Porque usar o modo gráfico?", afinal, mais recursos, programação e tudo mais, sei que o instalador gráfico é mais bonito e usar o mouse pode parecer bem prático. Mas na instalação?

P.: O Slack é uma distro que temos que configurar tudo pra usar?

R.: Definitivamente NÃO, isso é apenas um fantasma de nossas lembranças. O Slack atual vem pronto para uso, bastando apenas personalizar papel de parede, efeitos e todas essas coisas que fazemos em qualquer distro.

P.: "as distribuições modernas... Modernas?"

R.: Salckware está na versão 13.1 32b e 64b... o que seria moderno? (não estou apelando com o autor, apenas criando pergunas para respostas). Slackware evoluiu assim como todas as demais distros.

P.: Mouse ou teclado?

R.: Essa é uma questão polêmica, windows fez com que o mouse assumisse o controle total do computador, se houvesse uma forma de digitar textos usando o mouse com a mesma velocidade de um teclado, pode acrditar, já não teríamos teclado hoje. O ser humano é tendencioso ao sedentarismo, preguiça e facilidade de vida. Por isso windows deu tão certo, caiu como uma luva.
Alguém aqui já assistiu W4LL-E? Aquele desenho do robozinho e a humanidade vivendo no espaço? Pois é, futuro perfeitamente possível, um bando de gordos em cadeiras flutuantes, comunicando e comendo. Nem sabiam mais andar. Tudo movido pela facilidade da tecnologia.
A filosofia Slackware tenta manter as pessoas "consientes" da situação, um slacker saber o que está se passando durante uma instalação ou configuração. Nas outras distros também é possível saber, mas é preciso ir atrás disso. Só que ninguém vai (w4ll-e).

P.: Então qual é a diferênça entre Slackware e as outras distros?

R.: Basicamente são O MESMO SISTEMA OPERACIONAL, mas organizado de foma diferente, pois existem pessoas diferentes no planeta. Prova disso é que nem todos usam a mesma coisa.
Slackware já vem pronto para uso, muitos repositórios no planeta, slackyd, slapt-get, e vários outros gerenciadores de pacotes.
O Slack em sí é como qualquer outra distro, mas o grande diferencial, é a SIMPLICIDADE e TRANSPARÊNCIA. Isso faz com que tenha muita estabilidade e confiabilidade. A estrutura a qual foi submetida permite que se mantenha o Slack dessa forma.

P.: Quem deve usar Slackware?

R.: Qualquer um que use Linux por GOSTAR DE LINUX. No mundo windows, as pessoas não gostam de windows, mas usam porque gostam de MSN e Orkut. Você conhece alguém que usa windows e passa horas estudando sobre ele, conhecendo o sitema, as partes avançadas... por pura diversão e prazer? NÃO!!! Não conhece porque windows é como um "janela", e nada mais. Em geral, usuários de windows se divertem mexendo nos programas instalados. No mámimo no tema do sistema.
Mas usuários de Linux se divertem no Linux, pois é como um universo, cheio de caminhos desconhecidos. Mesmo o usuário mais antigo aqui do VOL, aposto que não conhece tudo que tem no Linux.
Nós usamos Linux não por causa do MSN ou Orkut, usamos Linux porque o sistema nos fascina. Muitos usam porque precisa da estabilidade e confiança.
Então, quem precisa de Slackware... qualquer um que usar a primeira vez, entender e gostar. Aí já era!

P.: Quem não precisa de Slackware?

R.: Qualquer um que não precisa saber a cor das tripas do sistema. Por mais simples e fácil que seja usar Slackware, vez ou outra sempre será necessário mexer nas tripas do sistema. Pra quem não gosta, é melhor usar uma distro mais "visual e automatizada".
Existem carros de câmbio manual e automático, quem não quer passar marcha, usa automático, quem gosta de Slackware, usa manual.

Meu ponto de vista quanto a este artigo:

Gostei, apesar das afirmativas não se enquadraem no tempo atual, me fez lembrar as antigas. Ralar no Slackware 3 me fez adquirir um conhecimento de valor incalculável, "hoje sou o que sou porque aprendi antes".

Minha história:

Comecei no Conectiva, distro muito boa "antigamente", mas não satisfeito com os problemas resolvi procurar outra coisa, fui no Slackware, mas cansado de compilar programas e drivers, peguei o Red Hat, melhor que o Conectiva, mas NÃO PREENCHEU O VAZIO, voltei para Slack... passei raiva de ficar resolvendo as dependências e compilações (complicações), voltei ao Conectiva. Não guentei e pulei para o Kurumim, ufa! Era bom! Mas não preenchia o vazio, era visual demais. Voltei ao Slackware! Tava melhor um tempo depois. Resolvi conhecer outras distros, usei Debian. Mas não adianta, voltei para o Slack e até hoje estou com ele.

Quando o autor fala de maldição, alguns podem não gostar, mas é uma forma engraçada de dizer que não importa pra onde você tenta ir, depois de conhece e gosta do Slackware, é muito difícil usar outra distro.

Para o "meu caso", só Slackware consegue resolver. Tanto em Desktops quanto em Servidores.

[31] Comentário enviado por izaias em 19/04/2011 - 09:51h

O Artigo ou Dica pode ser qualquer coisa relativa ao Slackware, mas sempre provoca envolvimento e emoções das mais variadas no pessoal do VOL.

Já houve tópico com mais de 200 comentários inflamados contra o autor do tópico só porque ele OUSOU reclamar do Slack. É muita paixão! rs

Captcha: slapt-get


[32] Comentário enviado por elvanineto em 19/04/2011 - 10:02h

Apesar de gostar do Slackware mas somente como Hobbie, tenho alguns pontos de vista bem diferentes e que condiz com a realidade atual da distribuição. Slackware já não é mais viável para servidores. Ficou para trás a muito tempo. É só você procurar na internet sobre o assunto e verá que as distribuições mais utilizadas como servidores são CentOS, Debian e Red Hat EL. São distribuições práticas e seguras.

O Slackware de prático não tem nada, imagina só você administrando um parque de 100 máquinas com servidores slackware, manter isso tudo atualizado é impossível. Mesmo que seja tudo virtualizado você não consegue ter controle sobre os pacotes atualizados. O RHEL está muito focado nesse aspecto com a Red Hat Network. Muitos vão tacar pedras em meu comentário mas no fundo sabem que é verdade.

Tenho um certo afeto pelo slackware por ser a segunda distribuição que conheci e a que mais me apeguei na época, estava na versão 7.1. Como todo slacker foi paixão a primeira vista, mas na época eu era apenas um adolescente de 16 anos descobrindo coisas novas nesse maravilhoso mundo do Linux. Hoje mais maduro e pensando no profissionalismo e querendo ganhar dinheiro sei que é inviável utilizar Slackware para esses fins.

[33] Comentário enviado por cytron em 19/04/2011 - 11:02h

Manter 100 máquinas Slack atualizadas é impossível?
É questão de conhecer o sistema.

Não tenho 100 servidores Slackware, apenas 14, mas todos rodam Slackware e são atualizados automaticamente. E melhor... não é toda e qualquer atualização, afinal, não quero uma incompatibilidade durante atualizações ou pegar um bug de versão nova. As atualizações além de serem automáticas, são inteligentes, evitando assim riscos desnecessários. Uso as próprias ferramentas do Linux, que inclusive, tem em todas as distros. Foi simples e rápido implementar isso.

Meus servidores também realizam backup (apenas das alterações), todos os 13 tem backups automatizados direto no servidor de número 14.

CentOS e Debian são ótimas distros para servidores, nunca usei Red Hat, mas acredito que deve ser bom mesmo. Mas eu uso Slackware por pura afeição. Slack não é melhor que as outras, apenas é diferente. Mas tem todas as funcionalidades necessárias, assim como qualquer outra.

Tudo é questão de conhecer o sistema e do que ele é capaz.

Aposto que windows também faz tudo isso... grátis ainda! .... humm, acho que não! kkkkkkkkkk

[34] Comentário enviado por abara em 19/04/2011 - 11:53h

e isso nós leva a algum lugar diferente de onde estamos?

[35] Comentário enviado por paulorvojr em 19/04/2011 - 11:57h

quanta falação...

slackware é puro, perfeito para servidores de missão crítica, sabendo mexer fica perfeito com oracle, samba , bind, postfix.

slackware não foi idealizado para entreterimento, joguinhos, facilidades com drivers, usos fáceis para usuários leigos.

então parem de serem religiosos das distribuições, cada uma é boa num propósito, por isso temos zilhoes de distros.

slackware é para quem gosta e entende de servidores linux.

quer suporte empresarial? entao use RHEL 4, 5 (leia-se read hat 4, 5), empresas de grande porte não usam slackware, usam Red Hat, porque?

slackware nao é free? sim é, suporte? pague para alguem que entenda, e arrisque sua empresa a um até então desconhecido

o que quero que entendam é:

EXISTE UM PROPÓSITO PARA TUDO!!, nao há a melhor, mas sim a que naquele cenário se enquadra.

porque senão os MALUCOS!! só vão falar, que ubuntu é o faz tudo, slackware faz tudo, red hat faz tudo, gentoo faz tudo.

ja vi que artigo-forum da mais ibope que ralar num artigo de server de voip, email, dns, vou pra essa area...rsrs


Paulo Roberto Junior
www.paulojr.info

[36] Comentário enviado por elvanineto em 19/04/2011 - 12:31h

Não é falação, é a realidade do mercado. Só quem é cego não vê. Você não pode simplesmente chegar em uma empresa e migrar toda a rede para Slackware só porque você gosta ou porque acha a distro um máximo!

O mundo coorporativo é bem diferente desse conto de fadas. Nesse mundo as coisas tem que funcionar de forma segura e prática. Não da pra perder tempo com asneiras.

[37] Comentário enviado por cytron em 19/04/2011 - 12:33h

Gostei com comentário paulorvojr.

Um ponto interessante, suporte comercial, slackware é praticamente nulo, isso se dá porque quem usa slackware não costuma realmente terceirizar o suporte.

Cada distro se desenvolveu com foco em um cenário. Bem observado.

[38] Comentário enviado por cruzeirense em 19/04/2011 - 13:07h

Eu particularmente sempre fui contra todas as distros!
Acho que padrão é uma coisa necessária em qualquer lugar.
Lembrando que as diferenças entra as distros não são apenas visuais, arquivos de configurações, pastas de sistema, entre outras coisas tem localizações diferentes de uma versão para outra.

O legal é se tivesse apenas a distro LINUX, e na hora de instalar tivesse as opções:

1-Instalação Mínima
2-Desktop
3-Servidor de Arquivos
4-Servidor de Aplicativos
5-Servidor de BAnco de dados
etc..

Outra coisa que acho ruim, e que pelo menos no slackware e no debian não acontece com frequência e esse negócio de sair uma versão nova a cada dia.
O ubuntu por exemplo a cada 6 meses tem versao nova. Sem contar que todo dia tem atualização de segurança para fazer. Parece até o windows.

Abraço e parabéns pelo artigo.

Renato

[39] Comentário enviado por fabioccomp em 19/04/2011 - 13:19h

.

[40] Comentário enviado por annakamilla em 19/04/2011 - 14:28h

tulio pode brigar comigo no msn depois, mas acho o slack super rápido de configurar e o meu pc está a 100% nele, ao contrario do ubuntu, que ficava nos 95 %, e sem kp como ocorria no debian 5.

[41] Comentário enviado por annakamilla em 19/04/2011 - 14:30h

e o slackware nem precisa de compiz por causa do kwin, http://www.youtube.com/watch?v=c2jZU1SlcfE

[42] Comentário enviado por mulatinho em 19/04/2011 - 14:36h

@elvanineto deve ser um cara que se intitula de administrador de redes/analista de suporte e fica clicando próximo nos instaladores e dizendo aos chefes que é o cara!

Slackware é uma realidade nas empresas corporativas meu caro, eu mesmo sou uma prova disso, trabalho com linux há 12 anos e muitas empresas que trabalhei utilizam Slackware até hoje. Se você é um noob sempre será noob em qualquer distribuição!

Ubuntu é moda, slackware é foda!

[43] Comentário enviado por asmayr em 19/04/2011 - 14:53h

Amigo,
Vejo que você é um entusiasta da slack - e parte dos comentários não são diferentes. Mas acredito que poderia ter agregado mais se tivesse oferecido elementos a usuários que não utilizam esta distro para que pudessem considerar a possibilidade de uso. 'Ser amaldiçoado" é muito pouco para convencer. Mesmo porque, fiquei com a impressão que estamos em mais uma daquelas batalhas intermináveis Linux x MS ou distro a x distro b. Isto agrega muito pouco ao debate. Paulo Junior já abordou isto também no seu comentário. Pense nisto.
Abs
Compartilhar é construir comunidades!

[44] Comentário enviado por elvanineto em 19/04/2011 - 15:24h

Mulatinho, diga o que quiser. Se você teve uma boa experiência com slackware em um datacenter com um parque acima de 20 máquinas, seja fisicamente ou virtualizado, parabéns. Pra quem pensa no lado coorporativo, onde ninguém quer saber se você trabalha na linha de comando ou no visual, não é viável.

O amigo @cruzeirense disse tudo. Mas como o asmayr disse, essa discussão já não está mais saudável pois virou guerra de distro a x distro b. Fica cada um com o seu ponto de vista e todo mundo satisfeito.

[45] Comentário enviado por dolivervl em 19/04/2011 - 15:49h

Slackware foi minha primeira distro, depois testei algumas sempre acabo voltando para o slackware. Não tem como comparar, sua estabilidade é du kralho!!!!! Mesmo sendo "difícil" de mexer como mta gente fala, ele consegue ganhar o usuário que gosta realmente de Linux e afasta os usuários que gostam de Linux Janelinha(Ex-Amantes do Windows)

[46] Comentário enviado por xerxeslins em 19/04/2011 - 19:03h

@cytron: verdade! eu usei os mitos mais comuns do slackware que vc desmistificou muito bem! como falta de drivers, etc. muito obrigado pelo esclarecimento!

que coisa boa ver todo mundo opinando sobre slackware. muitos dos comentários são interessantes e feitos por pessoas com experiência na área de redes. eu aprendo muito também com as opiniões dos outros já que minha experiência com linux se limita ao uso doméstico (sim, sou um pobre noob).

mesmo assim gosto muito do slackware e tentar explicar o apego pelo slackware com uma maldição foi uma forma de inflamar uma discussão construtiva sobre os prós e contras do slackware.

e é isso que vemos aqui! não é por acaso que o artigo está na sessão debates!

espero que tenham entendido isso.

Obrigado!

[47] Comentário enviado por mcnd2 em 19/04/2011 - 19:25h

Como disse nosso amigo lá em cima. "Tem GNU/Linux para todos os gostos."

Se realmente quer aprender sobre Linux, instale uma distribuição minimalista que te dá o real sabor de configurar tudo no muck.

Quando você tem certa dificuldade em alguma configuração e consegue arrumar, a sastifação de ter conseguido deixar funcionando 100% é espetacular.

Dá trabalho? Dá! Mais ese que é o gosto da aprendizagem.

Parabéns pelo Artigo 'xerxes'.

[48] Comentário enviado por Teixeira em 20/04/2011 - 10:10h

Usar Slackware tem algo a ver com construir planadores...
Enquanto a maioria das pessoas simplesmente compra uma passagem Rio-São Paulo e desfruta das possíveis "frills" que o vôo possa proporcionar, outros pilotam as aeronaves. Nesse grupo, tem os que vão de casa (ou do hotel) para o aeroporto, aceitam como verdade tudo que lhes disserem sobre o estado da aeronave e decolam confiantes.
Outros ainda fazem suas próprias aeronaves, e conferem nada menos que TODOS os detalhes. Aeronaves experimentais têm de voar MELHOR que as comerciais, por motivos óbvios. E os planadores têm de voar MELHOR AINDA que as experimentais, além do que o piloto não tem uma série de facilidades como "piloto automático", facilidades simples como permitir-se "ir ao banheiro" ou tomar um drinque, jantar a bordo, etc.
Tudo tem seu custo, tudo tem suas compensações, ou suas vantagens.
Comecei no Linux pelo Basic Linux que, de uma forma ou de outra é uma fork da Slackware de mil-oitocentos-e-antigamente ("What's The Fork?").
Acho que Slackware dá trabalho, sim, especialmente nos primeiros contatos. Mas que a prática nos leva a otimizar nossas ações, de forma a que as coisas não fiquem complicadas no final.
Não dá para imaginar uma pessoa desorganizada ou preguiçosa usando Slackware.
No final, Slackware sempre terá seus apreciadores fiéis.
Tem gente que tem como esporte jogar bola nos finais de semana. Outros jogam xadrês.
Há portanto gosto para tudo.
Podemos usar a distro que mais nos convier, aquela cheia de "bells and whistles". Mas no dia em que der pau certamente recorreremos aos "recursos antigos", que intimamente sabemos serem muito mais sólidos.

Ah, e se já existe Wingdings, Webdings, por que não o Volkerding?
"OF CURSE"! (Não é "of course"; É "of curse" mesmo, entendeu agora?)

[49] Comentário enviado por removido em 20/04/2011 - 12:01h

particularmente, archlinux são para os que adoram perder tempo em configuração (eu sou um deles) mas saber o que seu sistema esta realmetne fazendo. Pra quem diz q Arch e mais facil q Slack... ta amuito enganado. Eles são e igualmente crús, (a diferença e q o Slack tem todos os pacotes no dvd, os quais vc pode instalar mais tarde ou no processo de formatação do sistema e o archlinux não instala nada, e vc tem que usar uma boa conexão de banda larga, e o pacman pra instalar X, Alsa, (KDE<GNOME<LXDE<DIABO A QUATRO DE DE),etc) e é por isso que adoorro slackware e adoro archlinux.....

[50] Comentário enviado por GilsonDeElt em 20/04/2011 - 12:49h

Ainda não pude ler todos os comentários,
mas me resumo a dizer por agora:

- Começei a usar Linux no fim de 2006, com Conectiva 10;
- Meses depois, fui para o Slackware (11, na época);
- Fiquei 2 anos no Slackware;
- Depois, quando comprei um netbook, migrei de vez para distros Debian-based, e Mandriva;
- No note, agora rodo Mandriva,
mas advinhem só qual distro instalei recentemente numa VM, para voltar a brincar??
=P

[51] Comentário enviado por tomassoni em 20/04/2011 - 15:09h

Bom será que sou ex amaldiçoado, ou meio amaldiçoado?! Conheçi o Linux em 2001, e até utilizo ele, sou LPIC-2, sou fanatico por Linux, odeio W....
Aprendi a mexer com Linux (Se é que aprendi) utilizando Slackware, foi a primeira distro que usei e pela 1a vez na vida, não achei um bixo de sete cabeças.
Hoje quando alguém me pergunta qual distro usar, devolvo a pergunta, você quer usar para que? se for para usar só para dizer que usa, instala Ubuntu, se instalar e que aprender de verdade a usar o Linux, compreender e entender Linux, instale o Slackware, ele vai forçar você a entender o SO.
Instalar pacotes, desempacotar, descompactar, tudo na unha, Slackware não é para preguiçosos ;)
Discutir distro é complicado, trabalho desde 2001 com Linux, sabe qual foi a distro que mais encontrei nos caminhos da vida?! não foi Slack, não foi Ubuntu, não foi Gentoo (Alias nunca vi essa zica), foi o sr. RedHat, funciona que é uma beleza .... uso Red Hat na minha casa!? Nãoooo será que RedHat vai dominar o mundo e criar a nova maldição das empresas que querem Linux mas o mais pratico, pq um bom administrador Linux é raridade ainda, custa caro, então coloque o Linux mais fácil, mas que não funciona, pq as aplicações gráficas e gerenciadores são cheios de problemas e bugs, estilo o network manager, que sempre precisei desinstalar?!!?!?!?
E ai, me livrei da maldição....curto Slack e acho ele muito estavel, apesar que em 2001 demorei 3 meses para instalar meu incrível soft modem amr.rsrsrsrs...
Na boa não levem a mal, mas amaldiçodas são os que usam aquele sistema da bandeira vermelha, azul, verde e amarela, que vive dando pau, pegando vírus, tela azul, crash, falta de ntdlr, vixe, maldição...

Resumo se é Linux/Unix, siga em frente ta no caminho certo .....

PS: Em casa uso o maldito W... também, não escapa 100% dele ... uso Ubuntu, Slackware e o FreeBSD.

[52] Comentário enviado por mfdzerohour em 20/04/2011 - 22:48h

Boa noite, achei muito engraço seu artigo, já usei slackware e não gostei dele pela resolução dos pacotes e documentação que na época era muito complicado, mas admiro a distro, hoje uso Gentoo, que é uma distro muito mais dificil que slackware ao meu ver pois tenho um nivel de otimização que adimiro muito, e acho que vale cada segundo gasto com a distribuição, mas sei que não é valido perder tempo de otimização só para o desempenho e sim para o aprendizado que o Gentoo me dá e o slackware também faz isto, desde que não tenhamos medo de aprender a olhar o problema por um angulo diferente, nem certo nem errado apenas diferente.

[53] Comentário enviado por diegofeRReir_ em 20/04/2011 - 23:16h

embora eu use Ubuntu, pq uso pc da familia ja q o meu note foi pro saco, eu tenho muita vontade de usar uma distro mais "manual". me amarro em fazer tudo do meu jeito e configurar tudo como eu quero. qundo eu comprar um outro pc talvez o slackware tenha um lugar no meu HD!

[54] Comentário enviado por ivitors em 21/04/2011 - 07:34h

Todo mundo tem o direito de opinar e tal, vamos respeitar a liberdade dos outros.
Mas que Artigo mais zuado este aqui, acho que é de longe o pior artigo sobre Linux que eu já vi em toda a existência da humanidade.
Devemos utilizar este espaço para escrever coisa úteis sobre conhecimento.

[55] Comentário enviado por tutu_bh em 22/04/2011 - 00:54h

Na boa... sempre é a mesma historia...

"Usuários" (se é que o Slackware tem usuario, pois todos sao administradores de sistema sobrenaturais) de Slackware pensam que são os fodasticos do planeta.......rsrs

Tenso...

0_0

Mas todo lugar vai ter os fodasticos...afff

[56] Comentário enviado por [email protected] em 22/04/2011 - 01:05h

Atire a primeira pedra aquele usuário de Linux que nunca quis instalar o Slackware!
Todos, em algum momento já nos perguntamos: "E porque não tentar?"
Se o Slackware fosse fácil de instalar e a dificuldade estivesse em configurar, somente, acredito que a maioria dos user tinham experimentado o slackware uashushauashuash

Desta forma, eu tenho que concordar com você, essa maldição existe!
Medo!!!!

[57] Comentário enviado por Thyago Harpper em 22/04/2011 - 20:08h

Até hoje eu só usei o Linux educacional e o perfeito (ou quase): Ubuntu!!!!!!!!!
Estou na versão 10.10 mas, ansioso pela 11.04 (versão final).
O Slackware pode até ser interessante pra quem ama desafios. Mas pra quem gosta de praticidade; fica muito dificil. Pra iniciante então nem se fala!
Eu acho que distros assim, se usadas por quem não conhece outras distros, pode causar muito trauma.
Sou contra a padronização do linux! Rwindows e Mac são padronizados porque são um mesmo SO, o que não ocorre no linux, onde só o Kernel é o mesmo e cada Distro segue seu próprio caminho. Linux é liberdade! É ter SO pra cada necesidade. Entretanto, uma padronização nos pacotes de instalação, seria bem vinda. :D

[58] Comentário enviado por draggom em 22/04/2011 - 21:50h

È verdade e concordo com esta maldição, a maldição da complicação, distros como ubuntu, biglinux e fedora presta um grande serviço ao usuários iniciantes que querem entrar no mundo gnu/linux, como alguem em sã consciência vai tentar explicar(aos usuários iniciantes) que tem uma distribuição que para instalar um simples programa, tem que ser tudo na tela preta e na unha, eu gostaria de saber como e quando que o slakware vai entrar no mundo dos celulares, o que os companheiros do slak acham do sistema androide do google, um dia vocês terão que cair na realidade e modernizar o seu sistema, até o debian esta pecando nesta area, já devia ter o seu sistema para celulares, ou já tem e eu não estou sabendo, tem também o symbian que já tá com a sua morte anunciada.
Pra finalizar, parem com esta palhaçada em achar que vocês do slak são os caras e o sistema é o verdadeiro linux, agora me lembro do filósofo Dada Maravilha que disse: #não venha com a problematica que eu tenho a solucionática#
Graças a Deus que tem muitas distros que facilitam a vida de nós mortais usuários de gnu/linux, como é bom saber que nós temos um apt-get, aptitude, dpkg, synaptic, yun e outras ferramentas que no momento eu não me lembro e que estão a nossa disposição, até o arch linux tem a sua.
viva a liberdate e o soft livre.

[59] Comentário enviado por douglas.giorgio em 22/04/2011 - 22:46h

@afdconceicao

slackware para celular, isso nunca vai acontecer

slackware não são os melhores, ninguem disse isso, quem usa slackware usa pq gosta, em relação a intalação de programas tbm não é problemas

todos os programas que eu quero eu tenho no slackware e funcionando perfeitamente, e tbm não tenho serviços rodando no sistema sem eu saber

android é para celular e provavelmente vai dominar

só tem 3 sistemas de celulares de potencia

sistema da google
sistema da MS
sistema da apple

não tem espaço para mint, ubuntu, fedora, debian ou slackware
não mistura as coisas

o problema não são os "slackers" se acharem os maiorais, e sim os noobs que criam flames com distribuições e fica atacando o slackware e os "slackers", sendo que a maioria acabaram de conhecer o linux "ubuntu ou mint" e julgam o resto como lixo

existe distribuições para todos os gostos, e cada um usa a distribuição que quiser, eu simplesmente não gosto do ubuntu, mas isso é gosto e é por isso que existe diversas distribuições, se todas distribuições fossem iguais, só existiria UMA distribuição

é igual roupa, cada um usa a roupa que quer pq gosta, diser que só ubuntu presta é diser que somente calças jeans apertadinhas e coloridas são bonitas e que as outras calças são lixo

não existe a melhor distribuição, pelo simples fato de não existir o melhor gosto pessoal

eu gosto de slackware e *BSD

mas ja usei ubuntu, fedora, mandriva e outras distribuições semelhantes, conheço muito bem essas distribuições e sei que essas distribuições ajudam bastante no crescimento do linux, eu não uso elas pq eu não quero, não gosto.

[60] Comentário enviado por cruzeirense em 22/04/2011 - 22:54h

afdconceicao,

Achei interessante seu comentário, principalmente com a frase do filosofo citado.
Tenho outra frase dele que acho que também se encaixa aqui no artigo:
"Nâo existe gol feio, feio é não fazer gol!"
Ou seja, não importa se é slack, ubuntu, debian, .... o importante é que funcione e resolva o problema do cliente...
Acho que devemos lembrar também que Ubuntu é a distro mais utilizada e por isso podemos dizer que está no caminho certo.
Enquanto o linux não tiver um orgão central para padronizar as coisas e acabar com a bagunça, e também, enquanto não ficar tão fácil quanto windows ou mac ele vai continuar ser igual o navegador opera,
"O melhor sistema operacional que ninguém usa..."

Abraço,

Renato


[61] Comentário enviado por douglas.giorgio em 22/04/2011 - 23:49h

ubuntu é a distribuição mais usada.... nos desktops

a distribuição mais rica é a RedHat

a distribuição mais presente nos computadores mais rapidos do mundo é o SUSE ENTERPRISE e CentOS, a IBM só usa SUSE ENTERPRISE em seus super computadores, o engraçado é que não são baseados no Debian e muito menos no Ubuntu, então usar o Ubuntu como a CABEÇA DO LINUX ou como a principal distribuição não faz sentido

os outros supercomputadores devem usar alguma outra distribuição, provavelmente alguma personalizada

lembrando que o Yahoo usa RedHat

a GNU ja adotou o Debian como padrão

no maximo que pode fazer é agrupar as distribuições

ex:
a maioria das distribuições são baseadas em
Debian
RedHat
Slackware

pelo simples fato de serem as distribuições mais antigas

pega todas as distribuições baseadas em debian para servidores e se juntam no debian e chama de Debian-Server
o Ubuntu e Mint são baseadas no Debian, em o Ubuntu e Mint e diversas outras distribuições se juntam e forma o Debian-Desktop

o mesmo faz com o RedHat e slackware

agr vc acha que a RedHat e a Novell vai largar todo o imperio que eles criaram no mundo opensource para acabar com a bagunça??

cada um com os seus problemas, a redhat ganha uma grana prestando serviços para empresas

o mundo roda em volta do dinheiro, ou vc acha que a google criou a o android só p ajudar a galera do linux a usar linux no celular

logico que não, é que no android eles colocam colocam propagandas, qualquer aplicativo que vc instala tem propagandas aparecendo

a google não está nem ai p linux, eles usam o linux como uma fonte de dinheiro, igual o que a apple e a MS faz com os *BSD, logico que é de uma forma diferente, mas tem o msm objetivo um quebrar o outro para criar um monopólio

o msm serve para o ubuntu, a canonical não quer ajuda do pessoal do mint, eles querem tirar o mint, fedora, mandriva da jogada para dominar nos linux

imaginem se todas as empresas usassem RedHat, vcs ainda acham que a RedHat gosta do SUSE, Debian, CentOS que disputam os servidores??

as distribuições iniciais não atenderam todos os gostos, se o Debian tivesse 2 versões, uma para servidor e outra para desktop, tenho certeza que ubuntu e mint não existiria

[62] Comentário enviado por chimico em 23/04/2011 - 13:35h

Existem outras maldições no Linux, como a distro favorita (q não o Slackware) que a gente acaba sempre voltando, os DE's da vida (o meu é o KDE) apesar de namorar o Icewm + Rox-Filer (traz quase tudo o que o LXDE traz, só que mais leve). Gosto do Slackware, mas como uso 3G da vivo e minha distro favorita (Debian) tem uma ferramenta de atualização baseada em deltas (debdelta) que me economiza tráfego, vai ser difícil instalar outra distro aqui. Eu fui amaldiçoado pelo Debian literalmente!

[63] Comentário enviado por bonixavier em 23/04/2011 - 22:39h

Muito legal o seu artigo, é o que a galera fala "Once you go Slack, you never go back." Só tem um probleminha que eu reparei no que você escreveu, que pode ter sido verdade antes, mas não é mais. Você falou que:

"As distribuições modernas já vem com drivers pré-instalados ou com ferramentas que automatizam a instalação de drivers após reconhecer o hardware. E no Slackware como é? O usuário tem que conhecer seu hardware e procurar na Internet os drivers de que necessita e instalar pelo terminal usando linha de comando! Isso poderia ser encarado como uma desvantagem, mas para Slackers não é! Isso é só um detalhe! Eles preferem continuar tendo trabalho duro. "

Com exceção de drivers de código fechado, como Nvidia, todos os drivers já vêm compilados no kernel huge do Slack ou como módulos no generic e o udev pega eles na hora. Esse tipo de comentário é meio prejudicial. Ouvi, faz umas duas semanas, de um colega que usa Debian que ele não usa Slack porque teria que compilar driver de mouse. Dá um tempo, né? Agora, quando os slackers começam a espalhar merda, fica mais complicado.

[64] Comentário enviado por mr.oliver em 23/04/2011 - 23:09h

Gurizada ! Sou Gaucho e slacker , estou amaldiçoado sim , e minha opinião é um espelho do que acontece comigo !
Quem Domina Slackware , Aprende Linux na pura essencia ! Não que outras distros não possam proporcionar conhecimento , mas nem só de interface web e gráfica vive o Linux User ....Dizem por ai tb que os slackers se acham , mas apenas nos epelhamos no mestre ... " O Cara "

Enjoy slackware , The pure linux !

[65] Comentário enviado por bonixavier em 24/04/2011 - 00:49h

Pruma galera aí em cima: o que é que você _realmente_ aprende digitando instalar lxde-meta (não vou falar o nome do comando por respeito) e passar uns 40 minutos vendo o output do gcc? Aí você instala algum daemon e quer fazer ele rodar no boot. O que você faz, edita algum arquivo de inicialização? Não, digita atualize o rc dbus default. Aprende o que nisso? A parafernália da própria distribuição.

[66] Comentário enviado por removido em 24/04/2011 - 16:07h

Minha primeira distribuição foi um Red hat 2 ou 3 nem lembro, mas ai testei o Slack e desde o 3 até o 9 sempre usei, mudei quando não o slack mudou a forma de compilar o kernel, pois até então era facil dar meia duzia de comandos, editar o .config direto e recompilar etc.... sem falar nas malditas dependencias, não dá pra ficar semanas instalando programas e configurando, então debandei pro Kubuntu, pelo menos funciona todos os dispositivos que tenho apenas plugando nas USB, desde Modem 3G a receptores Dlink ou Encore sem fio. é o que me basta, ainda tenho todas as versões compradas da Cheap Bytes e Linux Mail.

[67] Comentário enviado por oliveiraugusto em 25/04/2011 - 15:10h


esse artigo me faz lembrar uma frase de uns dos livros do morimotto que diz: "se vc é do tempo em que homens eram realmente homens e compilavam seus proprios codigos..."

essa frase sempre me remeteu ao slackware...mais no final..todos temos nossos vicios, uns diferentes dos outros, o q importa é essa diversidade toda q o linux nos proporciona e é o que me faz usa-lo.

Acho q tambem tenho um pouco de maldição em mim...rsrs!

Otimo Artigo!

[68] Comentário enviado por jeanlandim em 25/04/2011 - 16:05h

Ótimo artigo Xerxes, apesar de gostar do Slack e eu estou usando o Ubuntu atualmente.

[69] Comentário enviado por annakamilla em 25/04/2011 - 16:33h

jean experimentá é muito bom :D

[70] Comentário enviado por albfneto em 25/04/2011 - 17:36h

Excelente artigo, Xerxes, 10!

o que me chama a atenção em slackware é a versatilidade, ele é antigão, sim. tipo Unix, mas vc usa o que quer!
nem tem gerenciador de pacotes, mas se o usuario quiser, adapta para usar qualquer um até portage, URPMI, apt-get, tudo, é só mexer...

porisso, embora seja praxe compilar tudo no slackware, vc pode usar binários nele tb...

usando suas palavras, Xerxes, de outro artigo,

como o Gentoo, o Slack é um "bolo caseiro", com a massa, vc faz o bolo de chocolate ou de banana, ou de fubá, o que quiser, simples e ou sofisticado!

Não sou Slackmaniaco, pelo contrário, Slack é muito "manual", muito "Unix Like" para o meu gosto, entre os lInux trabalhosos, meu gosto é mais o Gentoo, pq eu adoro Portage,

embora slack seja filosofia Kiss, outros linux tb o são, como o arch ou o gentoo,

BoniXavier, o que acontece é que slackware é tão versatil, que vc o usa como quer, não precisa "compilar tudo", mas se vc quiser, vc faz...

mas Slackware é um clássico, é o Linux da "tela preta",dos comandos, o linux dos que gostam de compilar tudo, e no braço, não automático, como com o Portage do gentoo.

Linux é bacana por causa disso. Cada um usa o que gosta!

[71] Comentário enviado por ronaldho em 26/04/2011 - 00:07h

O que de fato é interessante é que todo slackeiro é realmente doente e fanático religioso tipo militante xiita para defender esta maravilha da ciência computacional, tenho 18 anos de experiência com diversos sistemas operacionais inclusive vários sabores de unix e até hoje não conheci nada parecido com o slackware em termos de qualidade, estabilidade e acima de tudo funcionalidade. Infelizmente ou felizmente (ainda não sei dizer), também sou um amaldiçoado pelo profeta Patrick e se alguém conhece algum sistema operacional mais confiável que slackware e freebsd que atire o primeiro hd (com o sistema instalado) pra que eu possa também experimentar, mas acredito que como sempre voltarei para o que realmente é confiável SLACKWARE!!!
Adorei o artigo, acho também que não vi um artigo em tão pouco tempo chamar tanto a atenção dos visitantes com tantos comentários no vol, por isto quem escreveu está de parabéns mesmo não só pela quantidade de comentários mas também por dar uma alerta a uma enorme quantidade de fanáticos slackeiros saudáveis e loucos que sabem o porque usam esta maravilhosa distribuição. Claro que não devemos desrespeitar as outras distribuições, cada um tem o seu potencial e seu diferencial, e assim todos merecem o seu devido respeito e amor porque com certeza quem os desenvolveu assim os fez com muito carinho e amor pela ciência computacional que vem transformando nosso universo não só de profissionais de TI mas de todas as áreas.

[72] Comentário enviado por bonixavier em 27/04/2011 - 23:27h

Slackware 13.37 foi lançado!!! http://www.slackware.com/announce/13.37.php

[73] Comentário enviado por albertguedes em 28/04/2011 - 14:10h

Me lembrei porque parei de usar slack. O Gnome não é nativo nele >:(

Usei o GSB , mas pareceu muito artificial.

[74] Comentário enviado por fulllinux em 29/04/2011 - 01:12h

Xerxes, só o que tenho a dizer meu irmão, é que Slackware é como a Bíblia sagrada, durante anos tentaram destruila e distorcer sua escrita, mas como ela é provida pelo espirito santo do Todo Poderoso, não houve e não irá haver quem a destruirá, por Ele ser de tempo indefido a tempo indefido e conter todos os seu mandamentos. Assim é com o Slackware ele é provido e mantido por quem realmente entende do que faz, porém humano, vai descontinuar mas quando seu idealizador chegar ao seu fim.

Slackware na fita!

[75] Comentário enviado por sorin06 em 29/04/2011 - 10:57h

Sou usuário Slackware desde 2006...
Tentei utilizar uma vez o ubuntu, porém não me agradou por que me sinto limitado nele ..

E todo o conhecimento que adiquirí a respeito de linux foi graças ao Slackware.

Sempre utilizei como Desktop e faço tudo que quero..

Slackware forever!!

[76] Comentário enviado por marcos7oliveira em 10/05/2011 - 15:32h

Eu realmente sou amaldiçoado!

Uso slackware desde 2004 em casa e no trabalho. Em 2008 até usei o Mandriva por uns 3 meses, mas logo voltei para o todo poderoso Slackware.
Tenho Dualboot na minha máquina com Slackware e Ruindows Seven (apenas para testes).

Não sabia dessa maldição. Mas concordo plenamente que sou amaldiçõado por ela.

SLACKWARE é o único Linux que existe. E melhor sistema operacional!





[77] Comentário enviado por clebermarcosjr em 05/06/2011 - 11:34h

Prazer em ler :D

[78] Comentário enviado por ale2s em 18/06/2011 - 12:18h

Isso não eh historia nem fantasia, eh veridico, acontece comigo tambem, vira e mexe volto no Slackware !
Confesso que devo estar "almadiçoado" entao....

Acompanho GNU/Linux/Slacware desda versao 10.0, 10.1, 10.2, 12, 12.1, 12.2, 13, 13.1 e agora estamos na 13.34 e foram as melhores distros tirando a versao 11 que na minha opiniao deu algo errado la!

Abraço e a "maldiçao" nao tem limites... use LINUX sendo Slackware ou qualquer outra.


[79] Comentário enviado por SuperSlackware em 29/09/2011 - 15:35h

Nossa eu devo esta com essa tal coisa do Patrick....

Desistalei o Slackware, para usar um distro + pratica e facil pq estou sem tempo...

Conclusão foi a pior merda que fiz, fui instalar o debian nada contra a distro ja usei e gostei d+

deu erro em tudo instalava e não funcionava e ate chegou uma hora que nem instalar mais eu conseguia....

Fui de arch linux nossa que distro maravilhosa, deixei redondinho o sistema...
Só que estava sentido falta de algo e não sabia...

Então fui de Opensuse outra distro que gostei, só que me sentia perdido na nela mesmo com 1 click e as coisas funciona...

Agora são 15:29 e saio do trabalho as 17:00, não vejo a hora de chegar em casa e formatar o PC e voltar para SLACKWARE... Eu tentei usar outras distros mas não da....

Só não testei o Gentoo mas o resto foi distro D+ que testei...

[80] Comentário enviado por lcavalheiro em 21/11/2011 - 14:34h

Eu já rodei mais que peru bêbado no mundo do software livre, e acabei onde comecei: no Slack. Sou professor de Filosofia com quase nenhuma formação em TI (só um curso técnico em telecomunicações em um passado beeeeeeeeeem remoto), e não apenas achei o Slack simples e fácil de usar como rápido e intuitivo pra configurar. Vejam bem, quando é preciso configurar alguma coisa basta editar um arquivo plain text (que, sem excessão, são muito bem comentados), quando é preciso instalar um programa basta seguir um passo-a-passo muito simples (pesquisar sobre dependências, baixar o source, compilar, empacotar e instalar - processos que nem são difíceis de fazer). O problema é que o slacker não é um amaldiçoado, ele é um cara com um saco do tamanho da Rússia que tem a pachorra de sentar o rabo em uma cadeira e ficar lendo manpages, howtos e outras infos, isto é, ESTUDAR E APRENDER, sobre o sistema. No dia que o Velho deixar de manter o Slack (seja quando ele próprio ficar de saco cheio, seja quando J. R. "Bob" Dobbs chamá-lo para a terra do Slack Original ou quando as outras distros conseguirem rodar o comando # mv Slackware > /dev/null) eu instalo UNIX no meu PC!

[81] Comentário enviado por removido em 08/04/2012 - 01:55h

http://www.linuxfromscratch.org/ :-)

[82] Comentário enviado por gabriel_h em 22/06/2012 - 20:35h

Então quer dizer que agora o slack tem um gerenciador de pacotes que presta? pelo menos atualiza os pacotes que eu já tenho? comecei no slack e as unicas distros que consegui ficar depois dele foram o gentoo (que tambem tem sua maldição) e o debian que é o que mais parece com um slackware com gerenciador de pacotes, talvez deva voltar pro inicio do ciclo agora, de volta ao lilo, ao boot em init 2 (e 2 né? No slack que o init 3 é o 2 e o 5 é o 4)

[83] Comentário enviado por lcavalheiro em 09/01/2013 - 04:51h

Mais de um ano depois, e este artigo ainda continua ímpar e fantástico. É bom para matar algumas saudades.

[84] Comentário enviado por removido em 22/02/2013 - 00:50h

Sou um abençoado com essa distribuição ela e exelente...

[85] Comentário enviado por pelo em 19/11/2013 - 11:20h

Slackware foi o primeiro Linux que usei.
Aprendi muito com ele devido ao fato das configurações na "munheca".
Tenho servidor funcionando a anos sem dar nenhum problema.
Realmente é muito estável.
A Inicialização dos serviços é muito simples.
Para servidor, vejo dois problemas:

1 - Poucos pacotes oficiais: Necessário buscar aplicativos fora. Isso é um inferno para manutenção. Quando um aplicativo é instalado, devo ficar acompanhando o projeto para verificar novas versões, baixar, compilar e instalar. Isso demanda muito tempo.

2 - Não resolução de dependências: Possui relação com o item 1. Muita coisa pra ficar atualizando (caso possua dependência) e uma grande chance de dar problema.

Se o Slack possuisse mais pacotes oficiais e resolução de dependências, seria a distro perfeita!

Até

[86] Comentário enviado por xerxeslins em 19/11/2013 - 11:33h


[85] Comentário enviado por pelo em 19/11/2013 - 11:20h:

Slackware foi o primeiro Linux que usei.
Aprendi muito com ele devido ao fato das configurações na "munheca".
Tenho servidor funcionando a anos sem dar nenhum problema.
Realmente é muito estável.
A Inicialização dos serviços é muito simples.
Para servidor, vejo dois problemas:

1 - Poucos pacotes oficiais: Necessário buscar aplicativos fora. Isso é um inferno para manutenção. Quando um aplicativo é instalado, devo ficar acompanhando o projeto para verificar novas versões, baixar, compilar e instalar. Isso demanda muito tempo.

2 - Não resolução de dependências: Possui relação com o item 1. Muita coisa pra ficar atualizando (caso possua dependência) e uma grande chance de dar problema.

Se o Slack possuisse mais pacotes oficiais e resolução de dependências, seria a distro perfeita!

Até


Verdade.

Porém, muitos usuários gostam que o Slackware não resolva dependências. Além disso, se quiser resolver dependências, pode usar o slapt-get.
Usando instalação FULL, quase não precisa de dependências devido grande quantidade de pacotes e bibliotecas já instalado por padrão.
E isso facilita a instalação de pacotes a partir do código fonte. Há quem reclame que ao remover pacotes, em sistemas que resolvem dependências, pode resultar em remover pacotes essenciais, que puxam outros, que puxam outros, etc... e pode quebrar o sistema.

Porém, o motivo mais certo (eu acredito), para que Slackware não resolva dependências se deve ao fato de ser uma distribuição Linux "das antigas" da época que as coisas eram feitas mais manualmente mesmo.

Por causa desses "problemas", apesar de ser uma excelente distro, surgiram outras distros baseadas em Slackware com gerenciador de pacotes Pacman (originário do Arch Linux), como a distro Frugalware.



The lack of dependency tracking also makes installing software from source a lot easier. With other distros, you have to manually write lists over all the dependencies just to make sure the package manager doesn't delete them. You don't have to do that with Slackware.

Fonte: http://www.linuxforums.org/forum/slackware-linux/180886-lack-dependencies-dependency-resolution-slac...

[87] Comentário enviado por lindbergluiz em 15/02/2017 - 19:53h

"Resposta: é aquele que está sob efeito da maldição de Patrick Volkerding...."

kkkk

[88] Comentário enviado por lindbergluiz em 15/02/2017 - 20:03h


[4] Comentário enviado por aionos em 18/04/2011 - 17:16h

Considero os slack users como abençoados. Maldição é vc ficar preso a um sistema operacional proprietário, ou a uma distro pesada, cheia de bugs e que faz todo o trabalho pesado debaixo dos panos, com suas maravilhosas interfaces gráficas, tirando do usuário muito do controle de configuração do sistema.
Os slack users são livres, não somente porque usam um sistema de código livre, mas, como diz o próprio artigo, têm total controle sobre seu sistema, e desfrutam da transparência que um sistema digno de seus usuários deve oferecer.
E se vc quer ter trabalho de verdade, instale um Linux From Scratch no seu computador. Se vc conseguir, corre o risco de ficar meio doido. Se não conseguir, pode ficar frustrado.
Enfim, slack users gostam do Slackware porque ele tem muito a ver com a personalidade de seus fiéis usuários: SIMPLICIDADE.
Então, KEEP IT SIMPLE, STUPID. (Sempre quis escrever isto num comentário, rsrsrsrsrsrs.)


Concordo plenamente....

[89] Comentário enviado por lindbergluiz em 15/02/2017 - 20:09h


[12] Comentário enviado por cirofsouza em 18/04/2011 - 22:26h

Legal! Gostei muito do artigo! Só para adicionar: eu começei no Slackware e, confirmando o que foi dito no artigo, já tentei outras mas sempre volto pro Slackware. O pior (ou melhor, nem sei mais) acabei influenciando minha filha que recentemente me pediu para instalar Linux num netbook que ela havia ganhado (que veio com Windows 7). Até aí tudo bem, ela me disse que já se sentia bem confortável com Linux que não queria mais o Windows por achá-lo muito instável e inseguro. Mais aí veio a surpresa: como estava tendo problemas para instalar o Slackware nesta máquina (inclusive escrevi uma dica aqui no VOL sobre isso), instalei o DreamLinux para liberar logo a máquina para ela. Adivinhem: ela me disse "eu não quero esse Linux, quero o Slackware...". Depois de quatro horas de um bom combate, a máquina tá 100% com Slackware...


Gostei da história..."eu não quero esse Linux, quero o Slackware..." kkkkk

[90] Comentário enviado por removido em 01/11/2017 - 01:19h

Olá Xerxes

Está desatualizado parte ou todo o artigo A Maldição de Patrick Volkerding?

Por favor, faça um artigo totalmente atualizado sobre a Maldição de Patrick Volkerding.

Você irá fazer um artigo totalmente atualizado sobre a Maldição de Patrick Volkerding?

[91] Comentário enviado por xerxeslins em 01/11/2017 - 15:03h


[90] Comentário enviado por ninja_pomposo em 01/11/2017 - 01:19h

Olá Xerxes

Está desatualizado parte ou todo o artigo A Maldição de Patrick Volkerding?

Por favor, faça um artigo totalmente atualizado sobre a Maldição de Patrick Volkerding.

Você irá fazer um artigo totalmente atualizado sobre a Maldição de Patrick Volkerding?


Talvez esteja em parte. Mas não pretendo atualizar.

Abraço!

[92] Comentário enviado por removido em 02/11/2017 - 01:06h

Olá Xerxes, obrigado pela resposta.

Qual é a parte do artigo que talvez está desatualizada?

Eu criei um tópico para saber o conteúdo atualizado desse assunto: https://www.vivaolinux.com.br/topico/Off-Code-Cafe/Esta-desatualizado-parte-ou-todo-o-artigo-A-Maldi...

[93] Comentário enviado por xerxeslins em 02/11/2017 - 04:36h


[92] Comentário enviado por ninja_pomposo em 02/11/2017 - 01:06h

Olá Xerxes, obrigado pela resposta.

Qual é a parte do artigo que talvez está desatualizada?

Eu criei um tópico para saber o conteúdo atualizado desse assunto: https://www.vivaolinux.com.br/topico/Off-Code-Cafe/Esta-desatualizado-parte-ou-todo-o-artigo-A-Maldi....


Devido ao tempo do artigo eu disse que talvez esteja desatualizado. Mas eu não posso checar que parte estaria, por falta de tempo. Também pode não estar desatualizado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts