50 toques antes de instalar o Slackware 14.1

50 dicas antes de iniciar a instalação do Slackware 14.1.

[ Hits: 19.416 ]

Por: Perfil removido em 11/03/2015


Dicas gerais - 1/25



1. Slackware é um sistema operacional completo?

O Slackware é um sistema operacional completo (fato) mas, quando comparado com outros GNU/Linux, como Debian ou Fedora, não espere encontrar todos aqueles pacotes prontos para uso que você está acostumado.

Enquanto o Debian chega a ter mais de 20 mil pacotes disponíveis, o Slackware tem cerca de 3 mil pacotes na sua árvore oficial. Isso não é um problema para a maioria dos usuários que estão montando um servidor em modo texto, já que os principais pacotes estão disponíveis. Entretanto, para uso como desktop, Slackware pode não ser a melhor opção para um iniciante.

2. Qual a versão eu devo escolher?

Existem duas decisões que você precisa tomar antes de escolher seu Slackware.

A primeira leva em conta se o seu hardware (processador e placa-mãe) tem suporte para sistemas em 64 bits. Um erro comum é achar que precisa ter mais de 4 GiB de RAM para usar 64 bits. Isso é um mito. O futuro é 64 bits e se não há motivo real para ficar em 32 bits, então 64 bits é sua primeira escolha. O suporte a 64 bits é chamado de X86_64 ou AMD64. Um processador que não aceita 64 bits pode ser muito limitado atualmente, principalmente para um servidor.

A segunda decisão que você deve tomar, é se você precisa de um sistema "estável" ou prefere usar as últimas versões (em teste) dos programas disponíveis no Slackware. Já vou deixando claro que a versão Current (atualizada) não possui um instalador oficial. Então, não espere qualquer tipo de suporte da comunidade "oficial". Ainda assim, é um Slackware de verdade! A versão em 32 bits é chamada simplesmente de Slackware e a versão em 64 bits é chamada de Slackware64. Não procure por Slackware32, pois isso não existe!

3. Onde eu posso obter uma cópia do Slackware?

Você pode comprar uma cópia (CD ou DVD) direto da loja oficial:
Ou baixar um conjunto de 6 CDs ou um DVD via torrente. Se você não vai utilizar KDE e não precisa dos códigos-fonte (source), tudo que precisa é baixar os CDs 1 e 2. Um DVD terá todos os pacotes (exceto os fontes) em um tamanho aproximado de 2.4 GiB (4 vezes 600 MiB). Se você tem uma conexão excelente, esta é sua opção.
Ainda pode obter uma imagem (ISO) de um mirror oficial. A lista de mirrors informa que existem dois mirrors oficiais para o Brasil:
Mirrors oficiais do Brasil:
Você ainda pode obter uma cópia com um amigo que se disponha a gravar para você uma imagem. Comprar uma cópia de terceiros pode não ser uma opção segura, pois muitos crackers vendem cópias contaminadas.

4. Como posso obter Slackware Current?

Como disse antes, o Slackware Current é uma versão não oficial e pode ser encontrada no site do projeto Slackware NO (não-oficial), em:
Uma nova imagem do Current é gerada a cada terça-feira.

5. Tenho que compilar todo meu software no Slackware?

Isso é um mito. Atualmente, o Slackware dispõe do aplicativo Slackpkg para gerenciar a instalação, remoção e atualização de pacotes. Evidente, que esse sistema não resolve dependências, mas é muito eficiente e fácil de usar.

A vantagem é que o slackpkg pode ser utilizado na versão estável ou current. Esse sistema de pacotes te deixa fazer coisas absurdas, como remover o kernel e qualquer outra coisa do sistema. Tenha cuidado ao usar.

6. Como eu defino um mirror para meu slackpkg?

O arquivo em /etc/slackpkg/mirrors pode ser ajustado para usar um mirror (oficial) tanto da versão estável, quanto da current. Para os usuários brasileiros, os mirrors oficiais são:

# Para 32 bits
# ftp://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-14.1/
# http://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-14.1/
#
# Para 64 bits
# ftp://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-current/
# http://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-current/

Diferente de outros sistemas de pacotes, o slackpkg somente permite um único mirror e um único método (ftp ou http). Descomente apenas uma linha. Se o site não estiver disponível, precisa mudar o mirror e atualizar a chave GPG.

7. Como eu começo a usar slackpkg?

A primeira coisa a fazer, é atualizar a chave GPG usada para assinar os pacotes do mirror.

# slackpkg gpg update
# slackpkg update
# slackpkg upgrade-all
    #(isso pode demorar para terminar e consome recursos)

Aguarde a instalação. Pronto, todos seus pacotes são atualizados. Para demais opções de slackpkg, consulte seu manual.

8. Uso slackpkg, posso usar pkgtool?

Minha resposta para essa pergunta é sim. Não tive problema com essa mistura em máquinas de teste até hoje. Caso contrário, explique nos comentários.

9. Posso usar um instalador de terceiros?

Sim, existem alguns instaladores de terceiros que são traduzidos para o português do Brasil, ou mesmo que são interfaces gráficas. Eu não testei isso. Alguns desses instaladores de terceiros podem instalar scripts que não são oficiais, esteja atento para isso.

O instalador de Slackware é em modo texto, sendo muito primitivo e não permite erros durante a instalação. Uma opção marcada errada e provavelmente terá que começar tudo de novo para ter segurança do resultado final.

10. Preciso de firmwares para placa de rede, como eu faço?

Por incrível que parece, Slackware tem menos frescura com software proprietário que Debian. No disco Current, encontrei todos os firmwares que precisava e que foram instalados automaticamente.

11. Qual o requerimento mínimo de hardware?

Slackware é um sistema espartano. Mas, isso não significa que irá funcionar bem em sistemas legados do tipo Pentium III. Um hardware mais atual (processador em dual Core em 64 bits e memória a partir de 2 GiB) oferece uma experiência mais produtiva. Para um sistema desktop, esse requerimento sobre para 4 GiB.

12. Tenho um computador igual ao da NASA, eu preciso de SWAP?

A resposta é sim. O kernel espera encontrar uma partição de SWAP, mesmo que seja para emergências e seja pequena, então 1 GiB pode ser suficiente.

13. Que tipo de particionamento eu devo usar?

Slackware, oficialmente, não suporta UEFI BIOS, Boot seguro e GPT. Ele ainda fica mais feliz com um particionamento do tipo MS-DOS (MBR). Mas, todas as ferramentas para GPT e UEFI estão lá (gdisk e e-lilo).

14. Qual o gerenciador de arranque devo usar?

Oficialmente, Slackware prefere LILO. Mas, GRUB está disponível oficialmente.

15. Que sistemas gráficos eu posso usar?

Oficialmente Xfce e KDE. Outros não oficiais.

16. Que sistemas de arquivo eu devo usar?

Oficialmente, Slackware suporta ext(2,3,4), xfs e vários outros. Preferencialmente utilize ext4, se seu hardware for mais atual.

17. Eu preciso de uma instalação mínima do tipo server ou netinstall?

Isso não existe em Slackware. Um conjunto de requerimentos é colocado no momento da instalação, mas o instalador oferta muita coisa que você não precisa em uma instalação servidor modo texto.

A opção mais fácil é selecionar apenas os pacotes que você tem certeza que precisa. Por exemplo, será instalado o Samba, o MariaDB, o ALSA e vários serviços desnecessários. Se estiver muito interessado, pode personalizar sua instalação com o uso de tagfiles personalizadas. Isso pode exigir um conhecimento mais aprofundado, mas não é difícil.

18. Preciso somente do pacote cliente, mas o Slackware instala o servidor também, como eu faço?

Não faz. Com Slackware é assim! Quando instalado, algo costuma ser tudo relativo a isso em um pacote só.

19. O que eu preciso saber antes de instalar?

O mais importante é conhecer seu hardware na palma da mão. Qual seu processador, quais as funções que ele suporta e se estão ativas na BIOS. Quais os discos rígidos e como serão particionados, quanto tenho de memória RAM, qual o tipo do seu teclado, seu mouse, sua placa de vídeo e seu monitor.

20. Que perguntas o instalador irá fazer sobre o computador?

As principais são:
  • O nome do computador (hostname), normalmente algo como Gandalf, Mickey, Contabilidade-03 ou Dell-01 irá resolver. Esse nome não pode existir em outro computador da sua rede.
  • Qual o tipo de IP irá usar (IPv4 somente ou misto com IPv6).
  • Qual o IP da sua rede (192.168.0.0).
  • Qual o IP do seu gateway (192.168.0.1 ou 192.168.0.254)
  • Qual a máscara da rede (255.255.255.0)
  • Qual o nome do domínio interno (algo como "vol.br" ou "meu.dominio.com")
  • Como minha placa de rede é configurada, se IP fixo e qual o número se DHCP qual é o endereço do servidor.
  • Qual é seu DNS (nameserver como 8.8.8.8 ou 192.168.0.1)

21. O que é o arquivo /etc/hosts?

Basicamente é isso, se seu IP for fixo e tiver o número 192.168.0.200:

127.0.0.1       localhost.localdomain localhost
::1      localhost6.localdomain
192.168.0.200       gandalf.vol.br gandalf

22. O que é o arquivo /etc/resolv.conf?

Basicamente é isso, se usa o Google como DNS ou faz forward de DNS no roteador. Pode ser necessário incluir um DNS fornecido pelo seu provedor:

nameserver  8.8.8.8
nameserver 192.168.0.1
search vol.br

23. Qual senha devo colocar para o root?

Durante a instalação, uma senha como 123 pode ser útil para agilizar as coisas. Você precisará de dezenas de boot antes de colocar o servidor em produção. Utilize a opção de senhas seguras (cracklib) e tenha um tamanho mínimo de 8 caracteres, incluindo números, símbolos e maiúsculas. A senha fraca pode ser mudada depois com passwd.

24. Devo criar um usuário imediatamente?

Sim. Use o root apenas para administrar. O sudo não é instalado por padrão. Se gosta dele, pode instalá-lo depois de criar seu usuário comum.

25. Que tipo de teclado eu uso?

Se seu teclado é genérico, tem as teclas ç, Alt Gr e | ou , então tem grande chance de ser um teclado do tipo ABNT-2. Se isso for verdadeiro, um arquivo como o seguinte, deverá existir em /etc/rc.d:

#!/bin/sh
if [ -x /usr/bin/loadkeys ] ; then
	/usr/bin/loadkeys br-abnt2.map
fi

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Dicas gerais - 1/25
   2. Dicas gerais - 26/50
Outros artigos deste autor

Montando um Media Server com o MediaTomb

Variety - Instalação e configuração

Dynamic libraries com libtool

Como gravar o som da sua Zoom G2.1u

Instalando o kernel 2.6.13 pré-compilado no Slackware 10.2

Leitura recomendada

OpenVPN em Linux

Configuração do ProFTPd

Configuração do Compiz Fusion pós instalação

Conexão dial-up no Gnome usando o network-admin

Configuração do Shaperd no Debian Lenny

  
Comentários
[1] Comentário enviado por marceloteixeira em 11/03/2015 - 11:26h

Sensacional artigo, merece nota dez! Incrível que as coisas continuam iguais a sempre no Slackware, que usei há uns 7, 8 anos atrás.

[2] Comentário enviado por azk4n em 11/03/2015 - 13:16h

belo artigo!!
slackware é o poder, a melhor distro ainda em funcionamento!
;-))

[3] Comentário enviado por willian.firmino em 12/03/2015 - 10:45h

3. Onde eu posso obter uma cópia do Slackware?
um mirror brasileiro que uso a bastante tempo é este:

http://ftp.slackware-brasil.com.br/

4. Como posso obter Slackware Current?
eu recomendaria também este link http://taper.alienbase.nl/mirrors/slackware/slackware64-current-iso o http://www.slackware.no gera imagem
toda terça-feira enquanto este do alien bob se atualiza sempre que tem alguma alteração na arvore do slackware-current

9. Posso usar um instalador de terceiros?
alguns que eu fortemente recomendo são o http://www.sbopkg.org que é um instalador para os slackbuilds http://slackbuilds.org . também o sbotools http://dawnrazor.net/sbotools/ disponivel também no http://slackbuilds.org é uma extensão do sbopkg em linha de comando para
gerenciar os pacotes do slackbuilds ela adiciona resolução de dependências para os slackbuilds, também recomendo o slackpkg+
http://slakfinder.org/slackpkg+.html que permite que você trabalhe com mais de um repositório no slackpkg podendo por exemplo instalar através do slackpkg as versões mais atuais do
KDE ou o suporte a 32 bits "multilib" dos repositórios do alien bob ou de outros repositórios.

17. Eu preciso de uma instalação mínima do tipo server ou netinstall?

Apesar de usar Slackware a um bom tempo, eu nunca me aventurei a fazer isso, instalação a partir de tagfiles
eu gostaria muito de ver algum artigo sobre o assunto. Instalar o slackware em uma VPS por exemplo ocupa muito espaço em disco
com coisas inuteis.


[4] Comentário enviado por xerxeslins em 12/03/2015 - 17:14h


Parabéns! Bem legal esse artigo.

[5] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:07h

1 - De onde você tirou isso? "o Slackware Current é uma versão não oficial "

2 - Dá pra instalar por FTP com imagem de 39MB.
Baixa de um mirror qualquer http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/ começa instalar normal, quando pedir "source"; escolhe FTP. Coloca um ftp http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current

De nada

[6] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:15h

esse endereço http://ftp.slackware-brasil.com.br/ tem duzentos anos que não funciona

[7] Comentário enviado por mastergbi em 13/03/2015 - 10:48h

Brilhante, foi divertido ler seu artigo, "sistema espartano" srsrsr...Slack na veia .. tenho o 12 (com sistema de arquivos ext3), to pensando em atualizar (para esse ext4)...srsrsr

[8] Comentário enviado por removido em 13/03/2015 - 14:42h


[5] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:07h

1 - De onde você tirou isso? "o Slackware Current é uma versão não oficial "

2 - Dá pra instalar por FTP com imagem de 39MB.
Baixa de um mirror qualquer http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http... começa instalar normal, quando pedir "source"; escolhe FTP. Coloca um ftp http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current

De nada


1 - Tirei daqui
10. Jun. 2009: Removed the "stable with patches" DVD ISO build. Why? Because people have a tendency to believe these are official ISO-releases - which they're not.

e daqui

ISOs: Unofficial current ISOs found here. New build every Tuesday at 0500 CET/CEST - use at your own risk!

ambos comentarios estão no http://www.slackware.no/

Se observar melhor verá que não há repositórios oficiais para essas ISOS. Elas são construidas com pacotes de testes.

[9] Comentário enviado por removido em 13/03/2015 - 16:53h


Excelente muito bom!Eu baixo por wegt wget -r -c ftp://ftp.slackware-brasil.com.br/
A liberdade indocil e domada pela propria desgraça -William Shakespeare

[10] Comentário enviado por willian.firmino em 14/03/2015 - 10:56h


[6] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:15h

esse endereço http://ftp.slackware-brasil.com.br/ tem duzentos anos que não funciona


clicou no link? engraçado eu utilizo até hoje e funciona muito bem

[11] Comentário enviado por manuchelo em 15/03/2015 - 08:37h

Então analfa, você está num site não oficial.

[8] Comentário enviado por kyetoy em 13/03/2015 - 14:42h


[5] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:07h

1 - De onde você tirou isso? "o Slackware Current é uma versão não oficial "

2 - Dá pra instalar por FTP com imagem de 39MB.
Baixa de um mirror qualquer http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">http..">http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current/usb-and-pxe-installers/">.... começa instalar normal, quando pedir "source"; escolhe FTP. Coloca um ftp http://ftp.slackware.com/pub/slackware/slackware64-current

De nada

1 - Tirei daqui
10. Jun. 2009: Removed the "stable with patches" DVD ISO build. Why? Because people have a tendency to believe these are official ISO-releases - which they're not.

e daqui

ISOs: Unofficial current ISOs found here. New build every Tuesday at 0500 CET/CEST - use at your own risk!

ambos comentarios estão no http://www.slackware.no/

Se observar melhor verá que não há repositórios oficiais para essas ISOS. Elas são construidas com pacotes de testes.



[12] Comentário enviado por manuchelo em 15/03/2015 - 08:39h

Pois é. Meses abtes e no dia que escrevi estava down. Esse aí vai e volta. Vamo ver se firma. O que não falta é espelho da árvore do slack.

[10] Comentário enviado por willian.firmino em 14/03/2015 - 10:56h


[6] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:15h

esse endereço http://ftp.slackware-brasil.com.br/ tem duzentos anos que não funciona


clicou no link? engraçado eu utilizo até hoje e funciona muito bem



[13] Comentário enviado por ru4n em 24/03/2015 - 09:20h

Bom artigo, mas possui alguns erros;

1. o sudo é instalado por padrão sim no Slackware! Porém, assim como na instalação padrão do Debian, o sudo não vem configurado. Basta fazer uma pequena alteração no arquivo /etc/sudoers e incluir no $PATH do usuário os diretórios do super usuário (/usr/local/sbin, /usr/sbin, e /sbin);

2. Como dito na nota de lançamento da versão 14.1, o Slackware suporta oficialmente UEFI desde 2013: http://www.slackware.com/announce/14.1.php

"The x86_64 version of Slackware 14.1 supports installation and booting
on machines using UEFI firmware."

EDIT: 3. esse não seria um erro, seria mais um complemento; na primeira dica onde diz que o Slackware é um sistema completo, faltou citar o repositório adicional SlackBuilds.com, que contém aproximadamente 4900 scripts de compilação para pacotes adicionais. Um prato cheio para usuários desktop.
-----------------------------------------------------------------------------
[i]Uma vida não questionada não merece ser vivida - Platão[/i]

[14] Comentário enviado por lcavalheiro em 08/04/2015 - 14:20h

Pois é, já comentaram sobre a existência da mídia mínima de instalação, já comentaram sobre a inconstância do http://ftp.slackware-brasil.com.br/, a questão do UEFI...

Bom artigo, realmente é um bom tira-dúvida dos novatos sobre a mais Unix-like de todas as distros.

--
Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Public GPG signature: 0x246A590B
Licenciado Pleno em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Mestrando em Medicina (Cardiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

[15] Comentário enviado por cytron em 15/07/2015 - 00:08h


[6] Comentário enviado por manuchelo em 13/03/2015 - 01:15h

esse endereço http://ftp.slackware-brasil.com.br/ tem duzentos anos que não funciona


Nada disso! Nunca saiu do ar, somente o site www que a "duzentos anos" saiu de operação. Porém tanto FTP quanto HTML para o slackpkg funciona, inclusive sempre usei ele par fazer meus updates. Inclusive clicando no próprio link que vc colocou aqui vai direto sem erro.

[16] Comentário enviado por cytron em 15/07/2015 - 00:18h

Legal !!!
Gostei do artigo. Porém tem algumas informações que não batem, como dizer que o sudo não vem por padrão... Tem isso não! Instalou o Slack e o sudo vai junto.

Tem algumas outras coisas também que não batem, mas como a lista é grande, já me esqueci kkkk.

Fica uma dica aqui: slapt-get é um gerenciador não-oficial que funciona semelhante ao apt-get do Debian. Resolve dependências que é uma maravilha. Mas eu não gosto de utilizar. Prefiro instalar na mão mesmo. Se eu ficar usando coisas que facilitam minha vida, daqui a pouco vou parecer usuário de Windows, só quer ficar no mouse clicando em NEXT... INSTALL... DONE! Depois vai vir o que? Anti-vírus? Papel de parede animado? Ponteiro do mouse animado? kkkk Nada contra... to brincando! Sou contra a qualquer coisa inútil que sobrecarregue desnecessariamente o processamento da máquina. Por isso uso Slackware feito à mão.

Nem todo mundo compreende o Slack, a final, pra entender o sentido do bicho tem que ser doido e gostar muito de Linux hehe. Porém, quanto tenho que recomendar Linux para um usuário, Sempre recomendo Ubuntu ou Debian. Pois se eu recomendar Slack, vou virar suporte pra sempre e não terei paz.

[17] Comentário enviado por JairPMJr em 03/03/2016 - 08:13h

Excelente artigo, muito completo.

Parabéns.

[18] Comentário enviado por DanielDutra em 27/07/2016 - 22:37h

Muito bom artigo. Sou iniciante mesmo nivel newbie mas estou disposto a mudar para o slackware. Considero um esforco necessario para aprender como um sistema funciona de verdade.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts