20 passos para aumentar o espaço de armazenamento de um cluster CentOS 6

Sabe aquele cluster que está funcionando bem mas está se aproximando dos 98% da capacidade de armazenamento? Pois é, esse artigo mostra como adicionar mais espaço à ele usando as funcionalidades de extensão de volumes lógicos e extensão do file system.

[ Hits: 2.859 ]

Por: Rafael Vico em 24/03/2017


Desmontagem do Cluster



O artigo parte do princípio que o espaço de armazenamento (LUN) já está apresentado ao sistema operacional e configurações de multipath se existentes já estão realizadas.

1. Executar backup da configuração dos VGs:

# vgcfgbackup

2. Após conferir se as mesmas estão em /etc/lvm/backup:

# cat /etc/lvm/backup

3. Desmontar o Filesystem em todos os nós:

# umount /<ponto de montagem>

4. Parar os serviços do cluster nos nós:

# service gfs2 stop
# service clvmd stop
# service cman stop
# service rgmanager stop


5. Desabilitar os serviços de cluster do Sistema Operacional:

# chkconfig cman off
# chkconfig clvmd off
# chkconfig rgmanager off
# chkconfig gfs2 off


6. Rebootar todos os nós:

# init 6

7. Localizar a LUN de recém apresentada:

# lsblk

8. Preparar do dispositivo para integrar um VG usando TODO o espaço disponível:

# parted /dev/sdx
(parted) mklabel GPT
(parted) mkpart primary ext4 0 -1
(parted) set 1 lvm on
(parted) quit


9. Fazer o kernel reler a tabela de partição:

# partprobe

10. Fazer do dispositivo um "Physical volume":

# pvcreate /dev/sdx1

11. Adicionamos o novo volume ao VG:

# vgextend <nome do vg> /dev/sdx1

12. Iniciar o serviço de gerenciamento de volumes lógicos (executar nos 3 nodes):

# service rgmanager start
# service cman start
# service clvmd start

********** NÃO INICIALIZAR O GFS2 **********

13. Aumentar o tamanho do volume lógico:

# lvextend -l +100%FREE /dev/mapper/<nome do vg>-<nome do lv> (executar apenas no node principal)

# lvs (comando para conferir o aumento da unidade deve ser executado nos 3 nodes)

14. Iniciar o serviço do File System (GFS2):

# service gfs2 start (executar nos 3 nodes)

15. Faça testes de leitura, escrita e inicialização da aplicação, também é um bom momento para fazer backup dos dados caso não tenha sido feito ainda.

16. Se você iniciou a aplicação, pare a aplicação novamente.

17. Aumentamos o tamanho do File System (só funciona com o serviço inicializado e volume montado).

# gfs2_grow /<ponto de montagem>

# df -h (para conferir)

18. Faça novos testes de leitura, escrita e inicialização da aplicação.

19. Habilite a inicialização automática do serviços do Cluster:

# chkconfig rgmanager on
# chkconfig cman on
# chkconfig clvmd on
# chkconfig gfs2 on


20. Desligue os servidores e religue-os.

   

Páginas do artigo
   1. Desmontagem do Cluster
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Automatizando a montagem de partições Windows (FAT e NTFS) no Linux

Linux no Pendrive: Definitivamente configurável e persistente

Montando partições automaticamente

Montando partições em memória

RAID, tudo que você precisa saber

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts