Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

37. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 06/05/2014 - 04:59h

Supondo que isso vá pra frente, e o uso dos pacotes da Canonical passe a depender de licenças, resta a opção de fazer o que se faz com o RHEL: cria-se os pacotes a partir dos fontes do Ubuntu em repositórios separados.

Dá mais trabalho, mas com a quantidade de derivadas existente, pode ser feito com divisão desse trabalho, facilmente.


  


38. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

S.Lemos
sevrale

(usa KUbuntu)

Enviado em 06/05/2014 - 07:15h

max_summer escreveu:

ótimo, se o derbian tivesse tomado essa decisão desde o inicio, não existiria o refisefuqui do ubuntu, acredito que para se estruturar melhor uma distro, o inicio é dificil, pois dificilmente há suporte financeiro, então no inicio muitas distros se baseiam em outras até surgir uma "bifurcação", onde a distro filha começa a se estruturar e progredir sozinha...o ubuntu foi assim no começo (um refisefuqui).....o mandriva contou com a união do conectiva e mandrake (é um duplo refisefuqui, rs)......entre o red hat e cent os (quem é o refisefuqui?)......o grande kurumin nacional, eu diria que muitos aqui (usuários de linux a longos anos), conheceram melhor as distros e se interessaram a partir da criação do kurumin, esse SO era bom, e tem base no knoppix (outro refisefuqui)........

linux não foi criado para ser livre?, dando oportunidade para cada um criar e recriar ele?....qual o problema, de eu pegar uma distro pronta, tipo derbian, e altera-lo dependendo da minha necessidade....porque de repente o meu pc não é igual ao seu, minhas necessidades não são igual as suas, meus desejos são uns os seu é outro.....vc é um usuário que gosta de gráfico, eu prefiro o desempenho....entende?

gosto de ver o numero excessivo de comunidades, pois quanto maior o numero maior será o nível de desenvolvimento, pois o foco das distros é diferente, um cent os é mais voltada para servidores, já o derbian é voltado mais para usuários....um linux slitaz, vc pode testar algo bem diferente, ao invés de distros robustas com muitos recursos, eu mesmo instalei em um pc antigo (um pentium 3, 512mb - isso em 2013), e rodei pela net, reaprendi a converter pacotes (pois em um mint vc dá um apt-get, em um mandriva um urpmi, etc), pela falta de repositórios (apesar de pequeno é uma distro bem completa, mas falta "alguns programas"), gostei da experiência (só o linux pode me propor isso)....

ou se preferimos podemos regredir, vamos ficar somente com "as grandes distros", sem refisefuquis (impossibilitando a criação), não haveria kurumim (https://pt.wikipedia.org/wiki/Kurumin), mandriva, ubuntu....ficariamos limitado a algumas....e possivelmente, poderiam até começar a cobrar (como a microsoft), isso ocorreu com o kurumim.....e ficaríamos até correndo risco, de a microsoft conseguir pegar "as poucas distros grandes", como fez com a opensuse, Xandros e Linspire...
olha o que podia acontecer - http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/reuters/2007/02/05/ult3949u919.jhtm

isso atualmente não aconteceria, pois eu sou a pedra no sapato da microsoft, eu não tenho limites, eu posso criar e recriar a roda, posso ir até as profundezas da net, sou praticamente imune................eu sou linux....

Disse tudo o que precisava ser dito nessa discussão.
Refisefuquis ajudam a comunidade Linux (Stallman e Linus Torvalds).
http://refisefuquis.blogspot.com.br/




39. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Max Summer
summerx

(usa Debian)

Enviado em 07/05/2014 - 00:58h

valeu pelo link sevrale (todos deveriam ler), principalmente aqueles que insistem em maldizer de distros, e a chamam de "refisefuqu", peguei um pedaço que diz:

"Veja abaixo as liberdades do Software Livre:

Liberdade 0: A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito;
Liberdade 1: A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades;
Liberdade 2: A liberdade de redistribuir cópias do programa de modo que você possa ajudar ao seu próximo;
Liberdade 3: A liberdade de modificar o programa e distribuir estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie."

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Software_livre

quem for contra isso deveria ser condenado a ficar somente com o windows (dê preferência o 8)

se bem me lembro, o que me trouxe ao mundo linux à uns 10 anos atrás, foi o pensamento de LIBERDADE!!!

e como o próprio espaço sugere "VIVA O LINUX - PORQUE NÓS AMAMOS À LIBERDADE", e quem gosta de limitar as coisa, que volte ao windows

obs: diz pro conselho da canonical, que a derbian irá fazer o mesmo...


40. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Alberto Federman Neto.
albfneto

(usa Sabayon)

Enviado em 08/05/2014 - 12:12h

curioso que o próprio Ubuntu usou os repositórios Debian, no começo.


41. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Cleber Mattos
mattos_gru

(usa Debian)

Enviado em 08/05/2014 - 17:42h

Como dizia o Velho deitado, à cavalo dado não se olham os dentes.

À Software modificado e/ou copiado deveria-se, ao menos para mostrar um pouco de civilidade, ter humildade e informar a Origem e/ou o Autor.





42. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Denilson Pereira
Denilson-Pereira

(usa Mageia)

Enviado em 09/05/2014 - 00:12h

Seja como for, Vida Longa ao Linux!

E parece que vai ser mais longa podendo existir as refisefuquis mesmo porque um alvo único independente do números de habitantes sempre é mais fácil de destruir doque alvos multiplos e dispersos. Isso me lembra um filme, algo como "O jogo do exterminador" onde os caras usam uma arma que destriu um planeta inteiro ao acertar nele. Então se tivessem em mais de um lugar mesmo que em lugares pequenos como bases espaciais e luas de planetas próximos teria sido mais difícil.

Bem... Não sei se entenderam onde eu queria chegar... Agora se o problema de alguns aqui é tentar determinar o Linux mais forte então eu gosto de imaginar que o Linux é que nem vampiro no tocante poder "Quanto mais velho for, mais poderoso será" então os mais poderos pela árvore do tempo dos linux ( http://futurist.se/gldt/wp-content/uploads/12.01/gldt1201.svg ) seriam 3; Slackware (contudo este é refisefuqui do SLS), Debian (o mais antigo ao que me parece dos que não são derivados de ninguém, porque eu conto como o surgimento dele quando foi avisado que tavam fazendo ele, porque mesmo o povão não tendo acesso ele já existia), e o Red-Rat (não sou muito fã desse, talvez porque é pago...).

Portanto, usando a lógica citada por mim Debian seria o mais poderoso dos que não são baseados em ninguém :)



43. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Nelson Fonseca
Nelson_Fonseca

(usa Fedora)

Enviado em 25/02/2016 - 11:36h

Estamos em 2016 e acredito que nada mudou.





44. Re: Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Pythonux
bielinux

(usa Ubuntu)

Enviado em 28/02/2016 - 17:02h

Uma palavra fala mais que mil expressões:

Boa!

----------------------------------------------------------------------

EDIT:
Até ver a data do tópico...


45. Acabou a festa: refisefuqui vão ter que pedir ao dono para montar no cavalo

Marcio Antonelli
Xatoo

(usa Outra)

Enviado em 28/02/2016 - 17:33h

Simplesmente pra resolver o problema é só montar um servidor uma empresa e produzir sua versão do linux independente e distribuir contando com colaboradores pra essas empresas ou pessoas que querem montar uma distro baseada em outras.
Fazendo isto acabamos com a pirataria nas distribuições do linux, sem contar que fazer uma distribuição usando repositório de outra distribuição é quebra de patente sobre os direitos autorais sobre tal distribuição um exemplo é a Canonical que mantém suas versões sobre registro e patente. Seria mais fácil estas pessoas começarem a se preocupar com a segurança das distros e mantê-las ativas do que tentar colocar no mercado mais uma tentativa frustada de manter uma distro por 3 anos.

Xatoo






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts