Arch Linux o sistema naturalmente instável.

1. Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Joao Damasceno
JoaoDamasceno

(usa Outra)

Enviado em 08/03/2019 - 15:16h

Boa tarde senhores.
Sei que o teor do tópico não é novo, porém, por questões de trabalho/escritório, gostaria de saber a opinião de vocês no sentido de:
- O quão delicado seria o Arch Linux?
- Seria mesmo "questão de tempo" para que ele venha a quebrar?
- O que o faria assim tão ruim?!
- Não seria muito do que se fala sobre a questão Rolling Release algo já há muito superado e que a proposta Rolling Release seria hoje tão boa (e estável) quando um Debian, Slackware ou CentOS?
- Que procedimentos a comunidade poderia aplicar no Arch no sentido de que ele se tornasse um sistema excepcional?
- O que perde um usuário que deixa de usar diretamente o Arch para usar um Manjaro, Antergos ou Chakra?!


  


2. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Daniel Lara Souza
danniel-lara

(usa Fedora)

Enviado em 08/03/2019 - 15:25h


ARCH LINUX O SISTEMA NATURALMENTE INSTÁVEL

conheço muita gente que usa arch e não fala que é instável
acho que é o usuário que não sabe usar corretamente e não tem interesses em aprender
e se resume a dizer que a distro é instável e tal
mas ai bate no outro assunto de querer ajudar a distro pra deixar melhor a distro , ajudar a corrigir bugs , reportar bugs ,etc...



3. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Joao Damasceno
JoaoDamasceno

(usa Outra)

Enviado em 08/03/2019 - 15:38h

danniel-lara escreveu:


ARCH LINUX O SISTEMA NATURALMENTE INSTÁVEL

conheço muita gente que usa arch e não fala que é instável
acho que é o usuário que não sabe usar corretamente e não tem interesses em aprender
e se resume a dizer que a distro é instável e tal
mas ai bate no outro assunto de querer ajudar a distro pra deixar melhor a distro , ajudar a corrigir bugs , reportar bugs ,etc...

_____________
Excelente... Creio em duas vertentes: 1 - Aqueles que simplesmente sequer conhecem a distro e saem replicando informações que leram, sabe-se lá onde. 2 - Usuários que ao se depararem com o primeiro problema já saem prontamente detonando a distro (porque na verdade não querem mesmo é ler nada).



4. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Joao Damasceno
JoaoDamasceno

(usa Outra)

Enviado em 08/03/2019 - 16:07h

Até lembro de ter lido comentários afirmando que o Pacman seria uma desgraça. Um péssimo, se não, o pior gerenciador de pacotes do mundo Linux. (será mesmo?!).


5. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Edivan  Santtos
edivandjs

(usa openSUSE)

Enviado em 08/03/2019 - 16:49h

danniel-lara escreveu:


ARCH LINUX O SISTEMA NATURALMENTE INSTÁVEL

conheço muita gente que usa arch e não fala que é instável
acho que é o usuário que não sabe usar corretamente e não tem interesses em aprender
e se resume a dizer que a distro é instável e tal
mas ai bate no outro assunto de querer ajudar a distro pra deixar melhor a distro , ajudar a corrigir bugs , reportar bugs ,etc...


Isso mesmo. Não acho ele instável. E nem o Manjaro (a não ser com a DE Deepin). Acho uma distro muito boa, sem exageros. No momento só estou com o Manjaro. Decidi tirar o Arch para dar espaço para a Solus.

________________
“Quem combate monstruosidades deve cuidar para que não se torne um monstro. E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você”
Nietzsche.


6. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

-
BiaMonteiro

(usa Arch Linux)

Enviado em 08/03/2019 - 19:58h

Acho que o maior problema de uma distro rolling release são os pacotes atuais em si. Eles, por serem novos, não foram amplamente testados, havendo a possibilidade de existirem falhas.


7. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 08/03/2019 - 22:07h

O Arch eu instalei quando ainda tinha um instalador, ou seja, faz tempo. Gostei dele, mas tive problemas com atualizações,

O Manjaro instalei ano passado, e ele quebrou após a instalação de pacotes do repositório comunitário. Enquanto funcionou, funcionou bem, mas realmente quebrou. Não corri atrás para consertar porque estava usando para testar e não para manter.

Mas não levo minha experiência com o Arch como algo negativo, pois sei que tem muita gente que usa essa distro e não tem problemas. Eu posso ter tido azar, apenas.

__________________________________
Linux Registered User nº 439378
Ubuntu Forum Member Since Nov/07/2006
VOL Member SInce Jul/01/2008



8. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Edivan  Santtos
edivandjs

(usa openSUSE)

Enviado em 08/03/2019 - 22:24h

pinduvoz escreveu:

O Arch eu instalei quando ainda tinha um instalador, ou seja, faz tempo. Gostei dele, mas tive problemas com atualizações,

O Manjaro instalei ano passado, e ele quebrou após a instalação de pacotes do repositório comunitário. Enquanto funcionou, funcionou bem, mas realmente quebrou. Não corri atrás para consertar porque estava usando para testar e não para manter.

Mas não levo minha experiência com o Arch como algo negativo, pois sei que tem muita gente que usa essa distro e não tem problemas. Eu posso ter tido azar, apenas.

__________________________________
Linux Registered User nº 439378
Ubuntu Forum Member Since Nov/07/2006
VOL Member SInce Jul/01/2008


Estava usando os dois. Arch e seu derivado, Manjaro. Testei todas as DEs do Manjaro na mesma máquina. A pior foi a Deepin. Mas fiquei com a XFCE, que já era a padrão. Estou usando há pouco mais de 2 anos o Manjaro, antes dele era o Mint. Tirei o Arch para colocar a Solus e aprender mais sobre a distro e contribuir, pois a comunidade é muito pequena mesmo em inglês.

O Arch já quebrei, creio que por inexperiência. E só reinstalei porque estava querendo aprender. Mas é um @#$ a instalação. Continuo no Manjaro e até agora está de boa há alguns anos. Já tive problema com a minha placa de vídeo no Suse RR, mas aqui tá de boa.

________________
“Quem combate monstruosidades deve cuidar para que não se torne um monstro. E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você”
Nietzsche.


9. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

niquelnausea
niquelnausea

(usa Arch Linux)

Enviado em 08/03/2019 - 23:45h

JoaoDamasceno escreveu:

Boa tarde senhores.
Sei que o teor do tópico não é novo, porém, por questões de trabalho/escritório, gostaria de saber a opinião de vocês no sentido de:
- O quão delicado seria o Arch Linux?
- Seria mesmo "questão de tempo" para que ele venha a quebrar?
- O que o faria assim tão ruim?!
- Não seria muito do que se fala sobre a questão Rolling Release algo já há muito superado e que a proposta Rolling Release seria hoje tão boa (e estável) quando um Debian, Slackware ou CentOS?
- Que procedimentos a comunidade poderia aplicar no Arch no sentido de que ele se tornasse um sistema excepcional?
- O que perde um usuário que deixa de usar diretamente o Arch para usar um Manjaro, Antergos ou Chakra?!


apesar de muitas vezes serem construídas sobre o mesmo conjunto de pacotes, distros linux são bastante diferentes. rolling release em teoria são mais propensas a quebrar, mas isso não é regra (por motivos óbvios). com o arch, os momentos mais comuns que isso costuma acontecer:
- atualizações de pacotes com intervenção manual (remover ou renomear arquivos), substituição de um pacote especifico por outro, em grandes mudanças de bibliotecas (passagem entre gnome 2 para o 3 por exemplo), ou sistemas com grandes pulos entres as versões de pacotes ou/e que ficam grandes períodos sem atualizar;
- uso de pacotes não oficiais (aur) ou compilados localmente;
- incompatibilidade entre o conjunto de pacotes (não se sobrevive no arch sem pacotes não oficiais) já que o ritmo de atualizações mesmo tendo controle de qualidade e testes, ainda é frenético, e nem sempre existe compatibilidade total entre os pacotes e dependências oficiais e esternos (lembrando que uma das filosofias da distro é "o mais novo, sempre").

"quebrar a distro" é um termo exagerado, mas com certeza irão surgir incompatibilidades que te deixaram sem ambiente gráfico, ou sem drive de video, ou algo pior (e isso é questão de tempo), o tamanho do problema depende da complexidade do conjunto de pacotes em uso (costuma ser mais fácil arrumar um xfce do que um kde por exemplo), mas a solução costuma ser "simples" e bem documentada e explicada pela comunidade. levando em consideração as metas e características da distro, isso é intrínseco a ela, então não é algo ruim.

não da para comparar verdadeiramente com distros fixed release, ainda mais distros como debian e centos, onde apesar do maior numero de pacotes (e de possíveis combinações possíveis destes), o numero de testes foram maiores e o numero de ambientes diversificados para testes também são maiores. não quebrar o arch se deve mais a capacidade do usuário resolver problemas (familiaridade com a distro), porém o modelo rr mesmo com suas peculiaridades, ainda possui vantagens, basta entender que não são para todos e para tudo.

talvez falte maior voz ativa para a comunidade ou poder de escolha (systemd é um exemplo), porem devido as possibilidades existentes de configuração, a maioria não se importa o suficiente com isso, quanto aos que se importam a resposta desta duvida esta logo aqui em baixo.

as comparação entre o arch e suas derivações seguem a mesma linha de pensamento que todas as outras distros neste requisito seguem (ganhar ou perder recursos), automação e facilidades, inclusão de recursos ou padronizações que não existem na distro mãe.


JoaoDamasceno escreveu:

Até lembro de ter lido comentários afirmando que o Pacman seria uma desgraça. Um péssimo, se não, o pior gerenciador de pacotes do mundo Linux. (será mesmo?!).


de modo geral funciona muito bem para a esmagadora maioria de usuários, sendo até mais rápido e poderoso que o apt e yum, porém possui algumas características e nele faltam algumas funções muito especificas para alguns grupos de usuários, que neste caso fazem dele um gerenciador de pacote ineficiente. devido ao pequeno grupo impactado, são recursos desprezados ou sem interesse por parte dos devs em serem implementados.


10. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

niquelnausea
niquelnausea

(usa Arch Linux)

Enviado em 08/03/2019 - 23:57h

BiaMonteiro escreveu:

Acho que o maior problema de uma distro rolling release são os pacotes atuais em si. Eles, por serem novos, não foram amplamente testados, havendo a possibilidade de existirem falhas.


certa vez dando uma olhada no fórum oficial do arch, me lembro de ver um dos desenvolvedores respondendo que o maior problema deste modelo é também a maior vantagem, já que versões novas costumam corrigir bugs antigos, mas podem trazer novos bugs. em meu uso isso se prova uma realidade.


11. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

LinuxWalker
Delusion

(usa openSUSE)

Enviado em 09/03/2019 - 00:04h

Já usei Arch por um tempo, bem como antergos. Manjaro eu instalei num note da minha namorada, mas bugou cedo o touchpad.
Pela minha experiência, o que posso dizer é; Depende do teu uso, de quais programas você depende, etc.
Num ambiente de empresa eu jamais pensaria em Arch ou qualquer coisa Rolling release. Mesmo o Debian testing, que é minha distro principal no meu note, não recomendo para empresa,
O problema não é a distro em si, mas os softwares. Pense no libreoffice por exemplo, um software básico. Vira e mexe tem B.O. nas versões recentes sem estabilidade nenhuma. Na hora que você mais precisa, tem problema naquele software que você usa tanto, problema que veio na última atualização, geralmente na troca de kernel, mas você nem notou naquela hora, só agora que você vai usar é que percebeu (igual ao gás de cozinha, só acaba no meio do almoço ou janta tão esperada, rsrsrs), da mesma forma outros problemas que você não vai perceber, porque vão ser corrigidos antes, mas estão lá. O mesmo exemplo do libreoffice pode ser replicado para o navegador web, tocadores de mídia e seus codecs, gerenciador de arquivos, etc. e até gerenciador de login.

Distros prediletas: Debian/testing, openSUSE, Fedora.
Linux User # 624552


12. Re: Arch Linux o sistema naturalmente instável.

Gabriel Moreira
GabrielMS86

(usa Arch Linux)

Enviado em 09/03/2019 - 09:39h

Veja como conceitos são diferentes para cada um: pra mim o Arch é a melhor distro de todas!

Concordo com a não recomendação para uso da mesma em ambiente corporativo. Entretanto, para uso pessoal pra mim não há nada melhor. Eu particularmente gosto bastante de ter tudo sempre atualizado - sistema e aplicativos.

Quanto à essa tão falada "instabilidade", no meu ponto de vista trata-se de um pouco de exagero. Eu tenho uma instalação do mesmo aqui há mais de 6 meses e até o momento não tive praticamente nenhum problema causado por atualizações (e olha que eu faço todos os updates praticamente todos os dias). O máximo que tive foi uma instabilidade que gerou uma demora de alguns segundos a mais que o normal pra desligar o computador, o que durou apenas 2 dias e foi corrigido com uma nova atualização.

No meu caso particular tive muito mais problemas (e até "quebras") nos tempos em que usava o Ubuntu do que depois que migrei pro Arch.

E no mais, mesmo que uma atualização possa causar algum problema, é quase certo que no site da distro constará alguma orientação para que seja feita a intervenção manual afim de sanar o problema.

Recomendo USAR a distro por pelo menos 1 mês e tirar as próprias conclusões a respeito da mesma. E se não gostar, tem ótimas distros cujo foco é estabilidade como Debian Stable e openSUSE Leap.







Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts